Strans instala lombada ecológica na região sudeste

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) fez nesta quinta-feira (23) a instalação da primeira lombada ecológica confeccionada com borracha reciclada de pneus. Ela está em funcionamento na Avenida Noé Mendes, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Renascença, zona sudeste.

O proprietário de uma lanchonete em frente a UPA, José Bonfim Pereira, aprovou a iniciativa. “Fico satisfeito porque nesse local já aconteceram muitos acidentes. Eu mesmo já havia solicitado, por meio do Colab, a instalação de uma lombada nessa área. Agora, saber que o material é de borracha reciclada é melhor. Esta é uma forma de aproveitar o tipo de produto para não poluir o meio ambiente”, comemora.

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, engenheiro Augusto Basílio, informa que o novo tipo de lombada traz diferenciais tanto na execução rápida  como na preocupação sustentável com o meio ambiente.

“A Prefeitura de Teresina está inovando em soluções ao aceitar fazer testes com esse tipo de lombada ecológica. Ao usarmos pneus velhos contribuímos com o meio ambiente. E, claro, a lombada na Avenida Noé Mendes leva mais segurança no trânsito para os usuários da UPA e dos moradores daquela área, que é uma via importante na região Sudeste”, diz o diretor.

O tipo de lombada já é usado em algumas cidades e resiste bem às variações climáticas apresentando boa resistência, além de ser facilmente instalada com a liberação imediata da via.

Parques ambientais: lazer e qualidade de vida para população

Semam

Os parques ambientais são importantes aliados na oferta de mais qualidade de vida para a população, na medida em que incorporam funções de lazer, socialização, equilíbrio ecológico, práticas de atividades físicas e esportivas. O Parque da Cidade, Estação Cidadania, Matias Matos, Encontro dos Rios e Parque da Macaúba, administrados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), são exemplos de equipamentos públicos que podem ser bem aproveitados pela população.

“Esses espaços, de certo modo, têm ajudado para diminuir o sedentarismo, reduzir os níveis de estresse gerados pelo cotidiano no meio urbano e favorecer mais momentos de interação entre as pessoas. São locais que podem, devem e estão sendo bem ocupados de múltiplas formas. Nesse sentido, também destacamos a importância dos visitantes contribuírem com a preservação desses parques ambientais”, destaca o secretário municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Olavo Braz.

No Parque da Cidade, localizado no bairro Primavera, a população pode desfrutar de uma área com aproximadamente 17 hectares para realizar práticas esportivas, atividades físicas, trilhas ecológicas, piquenique e eventos diversos. O local também abriga o Batalhão de Polícia Ambiental do Estado do Piauí.

O Parque Estação Cidadania, situado no cruzamento das avenidas Frei Serafim com a Miguel Rosa, dispõe de espaços para lazer, múltiplas atividades esportivas e manifestações artísticas e culturais. O parque possui um lago, fontes luminosas, pergolados, palco com camarim e banheiros, anfiteatro com capacidade para 1.500 pessoas e um estacionamento para mais de 280 veículos. Além disso, conta com uma Galeria de Arte Santeira, que reúne cerca de 50 esculturas produzidas por grandes artesãos locais.

Outra opção é o Parque Ambiental Matias Matos, mais conhecido como Lagoa do Mocambinho, que possui cerca de 4,9 hectares, onde estão estruturadas quadras de esportes (futebol de areia e society, badminton e basquete), ciclovias, playground, pista de caminhada, academia popular, quiosques, prédio administrativo, palco para apresentações culturais e área contemplativa no entorno da lagoa, com grana natural para oferecer mais conforto aos visitantes.

Ponto que marca a confluência entre os rios Parnaíba e o Poti, o Parque Ambiental Encontro dos Rios é um dos principais cartões postais da capital, localizado no bairro Poti Velho. A beleza singular, ainda mais ressaltada ao pôr do sol, é uma das características que mais atrai visitantes para o local. Ao percorrer o parque, o público tem à disposição uma área urbanizada e bem iluminada, onde podem ter acesso a quiosque, playground e uma trilha projetada.

Já o Parque da Macaúba possui uma área de sete mil metros, onde a população pode encontrar um campo de futebol bem iluminado e com alambrado, pista de caminhada, academia popular, palco para apresentações culturais e quiosques.

FUNCIONAMENTO DOS PARQUES AMBIENTAIS:

Parque da Cidade: todos os dias da semana, das 6h às 19h.

Parque Estação Cidadania: às segundas-feiras, das 5h30 às 10h (somente pista de caminhada); de terça a sexta-feira, das 5h30 às 10h e das 16h às 21h30, e aos sábados, domingos e feriados, das 5h30 às 21h30.

Parque Ambiental Matias Matos (Lagoa do Mocambinho): às segundas-feiras, das 5h30 às 10h (somente pista de caminhada); de terça a domingo, das 5h30 às 10h e das 16h às 21h30.

Parque Ambiental Encontro dos Rios: segunda a sexta-feira, das 6h às 18h, e aos sábados domingos e feriados, das 6h às 19h.

Parque Ambiental da Macaúba: às segundas-feiras, das 5h30 às 10h (somente pista de caminhada); de terça a domingo, das 5h30 às 10h e das 16h às 21h30.

 

 

Produção dos viveiros de mudas será otimizada com recebimento de máquina forrageira

SEMAM

A produção dos dois viveiros de mudas de árvores da Prefeitura de Teresina ganha um suporte com o recebimento de uma máquina forrageira, equipamento que vai contribuir para otimizar o processo de trituração dos resíduos necessários para fabricar o adubo utilizado no cultivo das plantas. A máquina foi doada pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM).

Cerca de 60 espécies de plantas nativas, frutíferas e ornamentais são produzidas nos viveiros da capital, gerenciados pela Coordenação de Arborização de Teresina. Dentre elas estão os ipês amarelo e branco, ata, maracujá, caneleiros, Caroba, Jasmim Laranja, Margarida, Flamboyant Mirim, Açaí, Havaí, Caracol, Goiaba, Caju, Jaca e Manga.

A delegada da DPMA, Edenilza Viana, requereu à promotora Gianny Vieira, da 24ª Promotoria de Justiça (especializada na defesa do meio ambiente), a doação da referida máquina, através de compensação ambiental, em prol do trabalho compostagem dos órgãos ambientais.

O secretário da SEMAM, Olavo Braz, destaca que a doação do equipamento demonstra o reconhecimento do trabalho de preservação e fiscalização ambiental realizado pela Prefeitura de Teresina, que tem sido reconhecido tanto pela população quanto pelas organizações públicas, a exemplo da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

“Esse é o resultado de convivência harmoniosa e pacífica entre as instituições que trabalham em defesa do meio ambiente, sobretudo em face de estarmos atendendo, a contento, as demandas ministeriais e aquelas encaminhadas pela Delegacia de Meio Ambiente”, pontua o secretário Olavo Braz.

Mudas de plantas são distribuídas gratuitamente à população

As mudas de árvores produzidas nos viveiros municipais são distribuídas gratuitamente para a população, podendo, cada pessoa, solicitar até dez mudas. Aqueles que desejarem mais mudas de plantas, incluindo as instituições, é necessário apresentar um ofício especificando a quantidade e a data de recebimento.

Para receber as mudas, basta se dirigir a qualquer um dos viveiros, de segunda a sexta, das 7h30 às 11h, levando carteira de identidade e comprovante de residência, nos seguintes pontos de distribuição: avenida Raul Lopes (próximo à ponte da Primavera) e avenida Duque de Caxias (Jardim Botânico de Teresina).

Mostra pedagógica destaca trabalhos com foco na preservação ambiental

Semec

Com o tema “Meio Ambiente”, a Escola Municipal Mascarenhas de Morais, zona Sul de Teresina, promoveu na última terça-feira, 17, a Mostra Pedagógica com o objetivo de promover a conscientização sobre a importância dos cuidados com o meio ambiente. A programação envolveu estudantes do 1º ao 5º ano. A atividade também contou com uma gincana pedagógica envolvendo os alunos do 6º ao 9º ano.

A Mostra foi à oportunidade dos alunos apresentarem o resultado de um trabalho desenvolvido ao longo do ano, dando um grande destaque para a preservação do meio ambiente. Temáticas como água, sua importância, preservação e cuidado sobre a importância das plantas, alimentação saudável, reciclagem e reaproveitamento, além do combate ao mosquito da dengue, foram discutidas pelos alunos durante a exposição.

“Os estudantes desenvolveram projetos falando da importância da sustentabilidade. Eles trabalharam reciclando o lixo, transformando em materiais úteis, também realizaram pesquisas sobre as temáticas e confeccionaram cartazes explicativos. As atividades foram desenvolvidas durante as aulas e os resultados foram positivos”, explicou a diretora adjunta da escola, Irineide Gomes de Mesquita.

A diretora conta ainda que os alunos também realizaram arrecadação de alimentos como parte de uma das provas da gincana para realizar doações para famílias carentes. E conclui informando que os alunos estão montando uma horta na escola.

Projeto Teresina Mais Verde já plantou e distribuiu mais de 330 mil mudas em dois anos

O Projeto Teresina Mais Verde quer tornar a capital mais arborizada, melhorar a qualidade do ar e amenizar as altas temperaturas. A Prefeitura de Teresina plantou e distribuiu mais de 330 mil mudas entre 2017 e novembro 2019, como parte da segunda etapa do projeto que tem ofertado para a população mudas de plantas que colaboram na arborização da cidade.

Somente no mês de novembro deste ano, foram distribuídas 10.811 mudas, sendo 8.219 distribuições e 2.592 doações gerenciadas. Boa parte das distribuições para a comunidade foi feita durante ações realizadas por escolas da capital, bem como através do Caminhão Verde, durante Faxina nos Bairros e Feira da Agricultura Familiar de Teresina, por exemplo.

“Nosso objetivo é contribuir para amenizar as altas temperaturas na capital, e, claro, manter o título de Cidade Verde da nossa capital. Queremos colocar a população em contato com a natureza, além de diminuir os prejuízos do efeito estufa e dos malefícios das queimadas e dos desmatamentos”, explica Clóvis Júnior, coordenador de arborização.

As ações distribuem mudas de mamão, tangerina, jenipapo, caju, goiaba, flamboyant, mirim, açaí, caneleiro, jambo e maracujá, ipê amarelo, laranja, manga, jasmim e outras plantas.  Ainda de acordo com a coordenação de arborização, a distribuição e plantio de mudas atingiu a marca de mais de 100 mil durante este ano.

E o resultado é considerado positivo para o projeto. “Somente em 2019, de janeiro a novembro, nós plantamos 11.081 mudas, distribuímos de forma gerenciada 58.339 e realizamos doações gerenciadas de mais 35.838 mudas. Alcançamos a marca de 105.258 mudas. É motivo de alegria ver que as pessoas têm este interesse em colaborar com o Projeto que é pensado para a toda cidade”, finaliza.

Lei das Calçadas: SDU Leste orienta população sobre o plantio de árvores em calçadas

Contribuir para a preservação do meio ambiente e zelar pela cidade, por meio do plantio de árvores, têm sido um dos incentivos da Prefeitura aos moradores, por entender que a presença de árvores no ambiente urbano garante melhorias na qualidade de vida dos habitantes de uma cidade por inúmeros motivos. Mas, o plantio de árvores em calçadas, por exemplo, requer um cuidado especial e a SDU Leste orienta constantemente a população sobre as regras determinadas pela nova Lei das Calçadas, nº 4.522.

O superintendente João Pádua explica sobre os padrões de plantio de árvores nas calçadas. “Com a nova Lei das Calçadas, nº 4.522, a comunidade tem informações sobre padrões a serem seguidos e que podem transformar a via em um ambiente mais agradável. Nas calçadas com largura igual ou superior a dois metros será obrigatória a execução de caixa de árvore com área permeável mínima de dois metros quadrados, sendo, pelo menos, um por lote. É importante conhecer as espécies de árvores que são permitidas para plantio”, disse.

Já sobre as podas, o gerente de Serviços Urbanos, Renato Lopes, informa que o cidadão que deseja solicitar a poda de uma árvore dentro de terreno privado ou em suas calçadas deverá requerer uma autorização junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM) para a realização do serviço.

Para a remoção do material podado, o cidadão deverá solicitar à Superintendência de Desenvolvimento Urbano de sua região e pagar a taxa, que será equivalente à quantidade de material a ser recolhido. O serviço é feito por um caminhão cadastrado pela Prefeitura de Teresina.

“A SDU Leste possui uma equipe treinada para a realização da poda em canteiros de avenidas centrais, prédios públicos municipais, praças e parques. Formada por quatro pessoas, sendo duas que operam a moto serra e duas auxiliares, a equipe atende as demandas solicitadas na zona Leste da cidade”, explicou o gerente Renato Lopes, que destacou ainda a necessidade do pagamento da taxa no valor de R$ 111,69.

De acordo com a SDU Leste, em média, são realizadas de cinco a 10 carradas de podas por dia em períodos mais chuvosos e cerca de três a cinco recolhimentos em dias normais. No entanto, árvores próximas às fiações elétricas são de responsabilidade da Equatorial Piauí. É importante ficar atento às condições das copas (parte mais alta das árvores) para evitar problemas com as redes de energia.

Cidade mais verde para um ambiente mais saudável

Os teresinenses podem fazer a solicitação de mudas de árvores nativas e frutíferas nos viveiros de mudas da Prefeitura. São três viveiros espalhados pela cidade, nas zonas Norte, Sul e Leste, onde qualquer pessoa pode solicitar, de forma gratuita, mudas para plantar em suas casas ou em sítios.

Os viveiros possuem capacidade de produção anual de 100 mil mudas e estão localizados no Parque Ambiental do Mocambinho, na zona Norte, na Avenida Raul Lopes, próximo à cabeceira da Ponte da Primavera, na zona Leste, e ainda na Gerência de Serviços Urbanos da SDU Sul, localizada no bairro Triunfo. Para ajudar no trabalho da Superintendência, com solicitações, sugestões e informações, a população pode usar os números (86) 3215-7875 e o 3215-7874. O horário de funcionamento do órgão é de 7h30 às 13h30, de segunda à sexta-feira.

 

90% das secretarias municipais já migraram para o uso de documentos eletrônicos

Todas as secretarias municipais, ligadas à Prefeitura de Teresina, passarão, em pouco tempo, a utilizar o processo eletrônico, que consiste na tramitação de documentos de forma digital, dentro dos órgãos. A implantação do processo eletrônico faz parte do projeto Teresinense Digital, que tem o objetivo de facilitar e desburocratizar o acesso do teresinense aos serviços da Prefeitura. Hoje, 90% das secretarias já funcionam desta forma.

“Nós já estamos finalizando esta implantação. Agora, nós estamos trabalhando na Fundação Municipal de Saúde, posteriormente, iremos para a Secretaria de Educação e também o IPMT, que é o Instituto de Previdência da Prefeitura”, disse o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, acrescentando que o próximo passo é fazer com que o cidadão consiga acessar os serviços ofertados pelas secretarias sem precisar se deslocar ao órgão.

O gestor lembra que, além de facilitar a vida do teresinense, o processo de migração para o digital também ajuda na preservação do meio ambiente, com a economia de papel. “Nas secretarias que já funcionam com o processo eletrônico, são mais de 200 mil documentos gerados eletronicamente, tramitando dentro da prefeitura. Fazendo uma média da quantidade de papel utilizado nestes documentos, nós temos mais de 500 mil folhas que deixaram de ser impressas. Isso tem um viés ecológico, pois foram árvores que deixaram de ser derrubadas”, afirmou.

Eduardo lembra que a economia de papel nos órgãos maiores é ainda mais significativa. Ele cita como exemplo a Fundação Municipal de Saúde, onde, só nos primeiros 20 dias de novembro, já foram mais de 10 mil documentos que tramitaram eletronicamente.

Funcionamento dos Parques Ambientais será mantido no feriado do Dia de Finados

Neste feriado do Dia de Finados (02), os parques ambientais de Teresina terão seus horários de funcionamento mantidos, a fim de oferecer opções para a população que deseja aproveitar a data em contato com a natureza. O Parque Estação Cidadania, Matias Matos, Encontro dos Rios, Macaúba e Parque da Cidade, todos administrados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), estarão abertos normalmente e preparados para receber o público.

Situado no Centro da capital, o Parque Estação Cidadania funcionará das 5h30 às 21h30. O local possui estrutura para práticas esportivas, lazer e socialização, e conta também com uma Galeria de Arte Santeira, que reúne mais de 50 peças de artesãos locais.

Mais conhecido como Lagoa do Mocambinho, o Parque Ambiental Matias Augusto de Oliveira Matos estará aberto das 5h30 às 10h e das 16h às 21h30. O espaço possui quadras para diversas práticas de esportes, playground e extensa área para atividades de lazer e socialização.

No Parque Ambiental Encontro dos Rios, um dos pontos turísticos mais visitados de Teresina, o funcionamento vai das 7h às 18h. O equipamento, localizado no bairro Poti Velho, conta playground, trilha ecológica e quiosques de comercialização e divulgação do artesanato local.

Outra área verde da capital que pode ser usufruída pela população é o Parque da Cidade, situado no bairro Primavera, que estará aberto das 6h às 19h. Com 17 hectares, o local incorpora funções de lazer, práticas de esportes e outras atividades ao ar livre.

Já o Parque Ambiental da Macaúba, que fica na zona Sul da cidade, funcionará das 5h30 às 10h e das 16h e 21h30. Com sete mil metros quadrados, o parque dispõe de pista de caminhada, academia popular, palco para apresentações culturais, um campo de futebol com alambrado e iluminação e quiosque para venda de lanches.

População pode utilizar parques para realizar atividades e eventos

Para quem deseja utilizar os parques ambientais para realizar atividades e eventos, é necessário fazer uma solicitação (via ofício), antecipadamente, junto à Semam. A secretaria fica localizada na Avenida Duque de Caxias, 3520 (Parque da Cidade), e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

Para mais informações, a população pode entrar em contato pelos telefones (86) 3225-5925 ou 3225-6555.

Prefeitura comemora plantio de um milhão de mudas em Teresina

A Prefeitura de Teresina já inseriu um milhão de mudas na cidade nos últimos 12 anos e, para comemorar esse marco, será realizado um plantio simbólico, na próxima segunda-feira (30), às 7h30, no Parque Matias Matos, no Mocambinho. Na ocasião, também será feita uma homenagem a cidadãos, entidades e servidores municipais que contribuíram para a arborização da cidade, além da distribuição de mais mudas para a população. (mais…)

Crianças do CMEI Rubem Alves participam de atividade em comemoração ao Dia da Árvore

Ascom/ Semam

Os pequenos alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Rubem Alves, situado de Parque Brasil III, zona Norte de Teresina, estão aprendendo na prática sobre a necessidade de preservar o meio ambiente. Na manhã desta sexta-feira (20), a criançada participou de uma atividade alusiva ao Dia da Árvore, que envolveu palestra, cinema e plantio de mudas de ipês. O momento foi proporcionado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam).

Com o suporte das profissionais da unidade de ensino, a equipe do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Secretaria buscou semear entre os alunos os benefícios de plantar árvores, ressaltando que o gesto contribui, por exemplo, para melhorar a sensação térmica, gerar sombra e embelezar o ambiente.

Além disso, os pequenos foram sensibilizados sobre a necessidade de preservar a fauna, com foco em animais silvestres. Para reforçar o assunto, eles receberam chapéus retratando a Jandaia Sol, ave símbolo de Teresina.

A diretora do CMEI Rubem Alves, Eline Laurindo, destacou que as temáticas referentes ao meio ambiente já fazem parte do trabalho realizado com as crianças. “Inclusive mantemos a preocupação em tornar o CMEI mais arborizado, fazendo com que os alunos estejam mais próximos das questões ambientais. Pretendemos manter essa parceria com a Semam para trazer mais momentos como esse para as crianças”, completa.