SDU Centro Norte distribui EPIs a trabalhadores de mercados e cemitérios

Os trabalhadores que atuam nos setores administrativos de mercados e cemitérios públicos da zona norte da cidade começam a receber nesta sexta-feira (24) Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A distribuição iniciou pelo Mercado São José, por se tratar do que tem maior movimentação. Até o início da próxima semana os demais locais receberão os materiais.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, enfatiza que os EPIs estão sendo entregues para garantir a proteção das pessoas que trabalham nos mercados e cemitérios públicos. “Estamos obedecendo o que diz o decreto municipal que obriga os servidores a usarem esses equipamentos de proteção”, disse.

Sampaio reforça que nos cemitérios já foi feito um trabalho de divulgação dos protocolos de atendimento de acordo com as orientações da OMS. “Já havíamos entregue para os trabalhadores dos cemitérios o álcool em gel e máscaras, agora vamos fazer a reposição e explicar sobre a obrigatoriedade do uso”, ressalta

Os mercados, cemitérios, praças e áreas livres também estão passando por processo de sanitização a cada três dias. A ação tem como objetivo prevenir o contágio pelo novo coronavírus e consiste na pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio por meio de bombas costais. O trabalho está sendo realizado pela Fundação Municipal de Saúde em parceria com as SDUs e a empresa Águas de Teresina, que fará a doação do hipoclorito de sódio.

Márcio também enfatiza que as pessoas precisam manter o isolamento social. “Percebemos que a população está voltando às ruas e isso não pode acontecer. É importante manter o isolamento, pois assim estamos evitando a contaminação da população. As pessoas devem sair de casa somente em situações de extrema necessidade”, enfatiza.

Praças e mercados são sanitizados a cada três dias em Teresina

As praças da área central da cidade estão passando por processo de sanitização constante. A ação tem como objetivo prevenir o contágio do coronavírus (COVID- 19) e consiste na pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio através de bombas costais.

O trabalho está sendo realizado pela Fundação Municipal de Saúde em parceria com as SDUs e a empresa Águas de Teresina, que tem feito a doação do hipoclorito de sódio. A ação já foi realizada nas praças Saraiva, Liceu, Bandeira, Fripisa, Da Costa e Silva e Rio Branco.

Mesmo com a redução da quantidade de pessoas circulando no centro da cidade, as praças públicas ainda são áreas por onde transitam muitas pessoas, especialmente as praças que têm paradas de ônibus.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, explica que a sanitização está sendo feita pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) a cada três dias, tanto nas praças e áreas livres quanto nos mercados. “Estamos promovendo essa ação para proteger as pessoas que precisam circular nessas áreas, mas lembramos que a recomendação é que todos se mantenham em casa”, pontua o gestor.

O executivo enfatiza ainda a necessidade do isolamento social. “É importante manter o isolamento social, pois assim estamos evitando a contaminação de muita gente pelo vírus. É preciso consciência de todos, de que só devem sair de casa em situações de extrema necessidade”, complementa.

Márcio também informa que nesta sexta-feira (10), por conta do feriado da Semana Santa, todos os mercados públicos da zona Norte estarão fechados.

 

SDU Centro/Norte realiza faxina geral nos mercados públicos

A rotina de funcionamento dos mercados públicos inicia, diariamente, às 3h e termina somente às 14h. Por esses locais passam todos os dias muitas pessoas entre clientes e permissionários. A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte, preocupada com a limpeza desses ambientes, está realizando uma faxina geral e dedetização nos mercados públicos do Mafuá, São José, São Joaquim, do Peixe e Buenos Aires.

De acordo com o gerente de Serviços Urbanos do órgão, José Neto, a rotina de limpeza dos mercados públicos é diária e, além da limpeza, periodicamente também é feita a dedetização dos ambientes. “Todos os dias passam muitas pessoas pelos mercados, o que faz com que se produza muito lixo, por isso é essencial uma atenção especial com o serviço de limpeza”, enfatiza.

O gerente reforça ainda que o diálogo com os permissionários é feito com frequência, sempre mostrando para eles a necessidade da manutenção dos locais. “Para que esses espaços fiquem organizados estamos sempre conversando com todos. Esse trabalho faz parte da nossa rotina”, disse.

“Estamos fazendo uma organização geral nos mercados públicos da zona Norte, mas para que esse serviço tenha um bom resultado precisamos contar com a colaboração de todos, tanto dos permissionários, quanto dos clientes”, enfatiza Márcio Sampaio, superintendente executivo da SDU.

A feirante Antônia Ferreira, que trabalha no Mercado do São Joaquim, revela que o local, que passou por uma reforma recentemente, está cada dia melhor. “Desde 1992 trabalho aqui nesse mercado e nunca tinha visto tanta limpeza e organização. Sabemos que nós temos a nossa obrigação e temos que fazer nossa parte, por isso estamos colaborando para o mercado ficar sempre limpo”, disse.

A aposentada Conceição de Maria Rodrigues, que costuma fazer compras no Mercado do Mafuá, afirma que muito ainda precisa ser feito para o mercado ficar organizado, mas reconhece que já está havendo uma mudança no local. “Para que o mercado fique realmente bom é preciso que tanto as pessoas que trabalham no local como os clientes ajudem e cumpram suas obrigações, pois esse é um local nosso e precisamos conservá-lo”, ressaltou.

Para colaborar com o trabalho das SDUs o cidadão pode denunciar casos de depósito irregular de lixo através do aplicativo Colab ou entrando em contato com a Ouvidoria da Superintendência, no número (86) 3215-7460.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SDU Centro Norte faz faxina geral nos mercados públicos

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte está fazendo dedetização, lavagem, manutenção e limpeza geral nos mercados do Mafuá, São José, São Joaquim e Buenos Aires. O objetivo é garantir a higiene e o bom funcionamento dos mercados públicos da zona norte da cidade

O gerente de Serviços Urbanos do órgão, José Neto, enfatiza que essa limpeza geral está sendo realizada para garantir o bom funcionamento dos mercados. “Esses mercados têm as estruturas antigas, por isso é importante que a gente faça esse tipo de serviço periodicamente”, explicou.

Neto reforça ainda que, além dos reparos, também foram feitas a dedetização e, em alguns casos, as reformas nas casas de lixo que ficam nos mercados. “Estamos fazendo uma organização geral nesses locais. Nosso foco é deixar tudo limpo para prestar um bom serviço tanto para os consumidores, quanto para os permissionários”, disse.

A aposentada Conceição de Maria Rodrigues, que mora perto do Mercado do Mafuá há mais de 40 anos e costuma fazer compras no local, afirma que aos poucos está percebendo que o mercado está mais limpo, especialmente na porta que fica na Rua Gabriel Ferreira, onde ficam os vendedores de peixe. “O maior problema desse mercado é que as pessoas não conservam a limpeza. Vejo que todo dia tem gente limpando, mas é preciso que todos preservem”, disse.

Para colaborar com o trabalho das SDUs, o cidadão pode denunciar casos de depósito irregular de lixo através do aplicativo Colab ou entrando em contato com a Ouvidoria da Superintendência no número (86) 3215-7460.