Doentes crônicos: Teresina não atinge meta e FMS chama para vacinação

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) não atingiu a meta de vacinação de pacientes diabéticos, hipertensos com comorbidades e pessoas com obesidade grau III contra a gripe. A vacinação para esses três grupos, que apresentam alto risco para a Covid-19, pode ser feita em uma das 71 Unidades Básicas de Saúde (UBS) que estão imunizando a população contra a Influenza.

Até o momento, foram imunizados apenas 4.693 indivíduos com diabetes, 378 obesos e 2.217 pessoas com doenças cardíacas crônicas (que inclui hipertensão com comorbidade) na capital. Dados do sistema e-SUS mostram que atualmente 87.693 pessoas com hipertensão e 29.325 diabéticos estão sendo acompanhados pelas equipes de Atenção Básica em Teresina.

Embora o período dedicado à imunização de doentes crônicos no calendário da campanha estabelecido pelo Ministério da Saúde já tenha passado, qualquer paciente pertencente a estes grupos pode procurar uma das 71 Unidades Básicas de Saúde que estão vacinando contra a gripe. “Ainda não alcançamos a meta de vacinação de 90% de pessoas com essas doenças crônicas. Assim, durante esta semana inteira, pedimos que procurem um dos pontos de vacinação para tomarem a vacina contra a gripe”, alerta Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS.

Kledson Batista ressalta que a vacina não protege contra o novo Coronavírus, mas é importante para evitar internações desnecessárias e que podem ser prevenidas pela imunização. Além disso, facilita o diagnóstico de Covid-19 por meio da diminuição nos casos de síndromes gripais com sintomas semelhantes aos da doença, como a Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B.

Isso acontece porque pessoas com estas doenças crônicas são mais suscetíveis a uma queda na imunidade, o que leva a sintomas graves de síndromes gripais, podendo evoluir para complicações ou até mesmo óbito.

FMS atinge meta de vacinação contra gripe e orienta que idosos ainda podem se vacinar

Ascom|FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina vacinou 70.726 idosos e 26.194 trabalhadores da saúde contra a Influenza, alcançando 100% e 96% da meta, respectivamente. Assim, a segunda etapa da Campanha inicia para vacinar outros públicos, mas os idosos que não se vacinaram ainda podem se dirigir a um posto de vacinação.

O diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista, afirma que a imunização do público-alvo da primeira etapa da Campanha foi um sucesso. “A Prefeitura fez um grande esforço para proteger idosos e trabalhadores de saúde contra a gripe, considerando que eles fazem parte do grupo de risco para a Covid-19. Estamos satisfeitos com o resultado do trabalho da nossa equipe”, afirmou.

Para ter acesso à vacina contra gripe, os idosos podem se dirigir às 51 Unidades Básicas de Saúde (UBS), em dias úteis, nos turnos manhã e tarde. Há ainda dois Drive Thrus nos estacionamentos do Teresina Shopping e Shopping Rio Poty, estes exclusivos para o público idoso que deseja se vacinar dentro dos seus carros e que funcionam em dias úteis, das 10h às 16h.

Lista das Unidades Básicas de Saúde que estão aplicando vacina contra gripe:

ZONA SUL

UBS DR. JOSÉ CÂNDIDO / CAROLINA SILVA (BAIRROS AREIAS)

UBS LEÔNIDAS ANTONIO DEOLINDO (SACI)

UBS FRANCISCO SOARES FILHO (SÃO PEDRO)

UBS DR JOSÉ WILSON BATISTA (VERMELHA)

UBS MARIA DE JESUS CARVALHO (PORTO ALEGRE)

UBS DRA. VIRGINIA CASTELO BRANCO (STA. CLARA)

UBS ANTONIO PESSOA DOS SANTOS (VAMOS VER O SOL)

UBS DR. DURVALINO COUTO (BELA VISTA)

UBS SÃO CAMILO (LOURIVAL PARENTE)

UBS N. SENHORA DA PAZ (VILA DA PAZ)

UBS SÉRGIO LUIZ CHANTAL NUNES (TRÊS ANDARES)

UBS CRISTO REI

UBS VILA CONFIANÇA

UBS BRUNO RAFAEL RODRIGUES DE SOUSA (ESPLANADA)

UBS DR. AUGUSTO DE CASTRO (KM 07)

UBS PARQUE PIONEIRO I (SANTO ANTONIO)

UBS DR JOSE DE ARIMATEA DOS SANTOS (BETINHO)

UBS DR. FRANCÍLIO RIBEIRO DE ALMEIDA (ANGELIM)

UBS TERESINA SUL

UBS DR. LEONIDAS MELO (CERÂMICA CIL)

 

ZONA NORTE

UBS CECY FORTES (POR ENQUANTO)

UBS DR. MANOEL AYRES NETO (PARQUE WALL FERRAZ)

UBS DR. MARIANO MENDES (MONTE ALEGRE)

UBS JOSÉ RIBEIRO DE CARVALHO (CIDADE VERDE)

UBS DR. EVALDO CARVALHO (N. BRASÍLIA)

UBS DEPUTADA FRANCISCA TRINDADE (ÁGUA MINERAL)

UBS MEMORARE

UBS BUENOS AIRES

UBS ADELINO MATOS (VILA SÃO FRANCISCO)

UBS DRA. MARIA TERESA DE MELO COSTA (MAFRENSE)

UBS DR. MARCOS GUEDES (NOVA TERESINA)

UBS JACINTA ANDRADE I

UBS DR. FERNANDO GOMES CORREIRA LIMA (JACINTA ANDRADE II)

UBS Dr. ANTONIO NORONHA/PARQUE BRASIL

 

ZONA LESTE

UBS VILA BANDEIRANTE

UBS DRA. ONESIMA NASCIMENTO (SANTA BARBARA)

UBS DR. FRANCISCO JOSÉ DA COSTA SOUSA (ININGA)

UBS PIÇARREIRA

UBS U.B.S. DR. FELIX FRANCISCO PEREIRA BATISTA (P. UNIVERSITÁRIO)

UBS DR HENRIQUE MELO CASTELO BRANCO (VALE DO GAVIAO)

UBS ANITA FERRAZ

UBS VILA DO AVIÃO

UBS MAMA MIA (SOCOPO)

 

ZONA SUDESTE

UBS REDONDA

UBS N. SENHORA DA GUIA (BEIRA RIO)

UBS PE. MÁRIO ROCHE (P. ESPERANÇA)

UBS ALTO DA RESSURREIÇÃO

UBS DR. REGINALDO M. CASTRO (RENASCENÇA)

UBS RAIMUNDA SOARES OLIVEIRA (FIRMINO FILHO)

UBS DEUS QUER

UBS DR. GIL MARTINS (USINA SANTANA)

Quantidade de mamografias feitas em Teresina supera meta pactuada

Seguindo a recomendação do Instituto Nacional do Câncer (INCA), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) alerta mulheres de 50 a 69 anos sobre a importância de realizarem mamografia a cada dois anos. O exame radiográfico é feito através da compressão da mama sobre uma plataforma e objetiva diagnosticar o câncer de mama em sua fase inicial. Somente em 2018 foram realizadas 12.917 mamografias nesse público prioritário na capital piauiense, superando em 18,58% a meta pactuada com o Ministério da Saúde.

No cálculo, considerou-se como numerador a quantidade de mamografias feitas apenas em mulheres residentes em Teresina e na faixa etária de 50 a 69 anos e como denominador o total da população feminina da capital, com a mesma faixa etária, dividido por dois. As fontes dos dados são do Sistema de Informação Ambulatorial do Ministério da Saúde e do censo do IBGE.

De acordo com Sheylla Maranhão, gerente de regulação da FMS, a rede pública de saúde de Teresina possui uma boa oferta do exame de mamografia. “Temos vários estabelecimentos, entre hospitais públicos e privados conveniados ao SUS, que possuem o aparelho mamógrafo. O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo é um desses locais. Precisamos sensibilizar o público-alvo sobre a importância de realizar a mamografia, mesmo que essas mulheres não estejam apresentando sintomas”, afirma.

“Queremos incentivar a adoção de práticas saudáveis para prevenir o câncer de mama, como a realização de atividade física e de alimentação balanceada. Mas também estamos empenhados em aperfeiçoar o rastreamento para diagnóstico precoce dessa doença, através da disponibilização da mamografia na rede do SUS. Sabemos que o diagnóstico e o tratamento em tempo hábil reduz o número de cirurgias mutiladoras e resulta em melhoria de qualidade de vida”, ressalta o presidente da FMS, Charles Silveira.

Para ter acesso à mamografia, prioritariamente, as mulheres de 50 a 69 anos de idade devem se dirigir à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência. Elas são atendidas pelas equipes da Unidade e o exame pode ser solicitado. Se aparecer alguma alteração suspeita na mamografia da paciente, outros exames são solicitados para fechamento do diagnóstico de câncer de mama. Se for confirmada essa doença, a mulher é direcionada para realizar o tratamento no Hospital Universitário ou Hospital São Marcos.

A oncologista do Hospital São Marcos, Pollyana Cardoso, faz um alerta sobre os fatores de risco para surgimento do câncer de mama. “Há vários fatores que podem contribuir para o aumento do risco de desenvolver a doença, a exemplo da idade avançada, histórico familiar, sedentarismo, mulheres que nunca engravidaram ou nunca amamentaram, mulheres que menstruaram muito cedo ou pararam de menstruar muito tarde e que façam uso de bebida alcóolica”.

A FMS reforça também que, embora não substitua os demais exames médicos, como a mamografia, o autoexame das mamas também pode ser um aliado na detecção do câncer de mama. Os especialistas indicam que a mulher deve conhecer o seu corpo, pegar nas suas mamas, apalpá-las. A melhor época para isso é depois da menstruação. É importante destacar que o ato de apalpar os seios não detecta o câncer de mama em sua fase inicial, mas, se a mulher notar qualquer diferença, deve procurar o médico para avaliação.

 

Campanha de vacinação contra a gripe imuniza mais de 50% do público alvo em Teresina

Ascom/FMS

Após exatamente um mês do início da Campanha de Vacinação contra a Gripe, Teresina chega a 50,04% de cobertura. A campanha, que segue até o dia 31 de maio, já imunizou 113.459 pessoas dentro público-alvo, mais da metade da meta de 223 mil.

O grupo com maior porcentagem de vacinação é o dos idosos, com 45.734 pessoas vacinadas, o que corresponde a 64,89% do total. Em seguida, vem o grupo das gestantes, com 55,02% de mulheres vacinadas. Crianças e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) também ultrapassaram a metade da expectativa de público para ser imunizado, com 50,18% e 51,78%, respectivamente.

Outros grupos prioritários são os trabalhadores da saúde, população indígena, pessoas privadas de liberdade, professores e pessoas com doenças crônicas, além dos funcionários do sistema prisional, presos e policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. Essas pessoas podem tomar sua vacina em qualquer uma das 104 salas que a Fundação Municipal de Saúde (FMS) mantém em Unidades Básicas de Saúde e hospitais em toda a cidade.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, explica que a escolha do público se dá em razão de serem camadas da população mais suscetíveis ao vírus e com mais chances de agravamento da doença, que nestes casos pode levar a internações e até mesmo a morte. “É importante que ela seja tomada todos os anos, pois o vírus está sempre em mutação; a vacina deste ano é diferente da do ano passado, por exemplo”, explica. A diretora ressalta que a vacina é segura, feita com fragmentos do vírus morto e a possibilidade de efeitos adversos é mínima.

Apesar do bom desempenho, a FMS pede para que aqueles que têm direito à vacina contra a gripe não deixem de garantir sua dose, para que 100% do público-alvo da capital fique protegido da doença. O presidente da FMS, Charles da Silveira, alerta que é preciso que todos entendam a importância da vacina como forma de prevenção aos vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. “Fazemos esse apelo às pessoas dos públicos-alvo que possam comparecer aos postos e efetivar a sua vacina, é importante e é fundamental”, completou o presidente.

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos ou nariz.

Além da vacina, a prevenção deve ser feita com cuidados básicos de higiene. “Devemos sempre lavar as mãos da ponta do dedo até o cotovelo com água e sabão, lavar os filtros de ar condicionado mais de uma vez por semana e arejar os ambiente, pois a circulação de ar diminui as chances de contaminação”, aconselha Amariles Borba. “O tratamento deve ser repouso, boa alimentação e hidratação intensa”, completa a diretora.