Audiência Pública sobre Mobilidade Urbana será realizada no próximo dia 22 na Câmara

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) informa que será realizada na próxima terça-feira, dia 22, de 10h às 12h, a Audiência Pública sobre as principais análises e resultados obtidos no Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS Teresina), no auditório da Câmara Municipal de Teresina (CMT), com transmissão ao vivo pelo canal da CMT no YouTube.

A divulgação da apresentação, seguida da disponibilização de espaço on-line para comentários da população e de representantes de instituições da sociedade civil organizada, estará no site: www.pdmus.pmt.pi.gov.br, a partir do dia 21 de fevereiro (segunda-feira) e ficará disponível para comentários até às 23:59h do dia 25 de fevereiro (sexta-feira).

O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) está sendo desenvolvido por meio da STRANS e será o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos anos, contendo objetivos, metas e ações estratégicas relacionadas à mobilidade urbana, a curto, médio e longo prazo (5, 10 e 20 anos).

Considerando o panorama atual de intensificação dos casos de covid-19 e a fim de respeitar os protocolos de segurança a saúde, informa-se que a Audiência será realizada de forma virtual.

Observatório do Transporte: PMT apresenta soluções digitais para transporte público na Capital

A Prefeitura de Teresina, através do Departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), realizou nesta segunda-feira (17) uma reunião de encerramento do Projeto do Observatório do Transporte. O encontro com parceiros externos e membros da gestão municipal teve como objetivo a apresentação dos resultados, estratégias de escalabilidade e o produto final que abrange três soluções para o sistema teresinense.

O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbano voltadas para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.

“Estamos gratos por esse projeto e pelas conclusões positivas que tivemos dele. A Prefeitura tem gratidão aos parceiros, como a União Europeia e Agência Francesa de Desenvolvimento, por esse trabalho conjunto para melhorar Teresina e trazer mais transparência e eficiência aos serviços públicos relacionados ao transporte”, pontua o Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.

(Foto: Rômulo Piauilino)

Dentre as equipes escolhidas, há o desenvolvimento de um sistema de gestão de indicadores de qualidade para auxiliar na tomada de decisões pelos gestores; outra com solução digital para manutenção das frotas de ônibus pelos motoristas em contato direto com as garagens das empresas responsáveis; e um sistema que visa a organização nas rotas de ônibus da capital.

“Foram escolhidos três projetos, dentre as mais de 15 equipes que participaram do processo de ‘Inovação Aberta’, onde as equipes demonstraram as possíveis soluções adotadas de acordo com o diagnóstico. As equipes escolhidas estão alinhadas com proposições que buscam solucionar problemas recorrentes utilizando tecnologia de forma simples e prática. Os participantes receberam apoio especializado, treinamentos e suporte financeiro para o desenvolvimento de protótipos dessas soluções tecnológicas”, explica Cíntia Bartz, coordenadora do Departamento Agenda 2030, vinculado à Semplan.

(Foto: Rômulo Piauilino)

 

Estavam presentes na reunião o corpo técnico da Semplan, Strans, Prodater para a apresentação dos resultados junto aos parceiros externos, como membros da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), além do consórcio Systra/Unifor e a Despacio, que foram consultores no desenvolvimento do projeto.

“A Prefeitura de Teresina ganha muito com projetos como esse. Nosso Prefeito Dr Pessoa está muito satisfeito com os resultados. Temos aqui o encerramento de um trabalho em parceria com entidades mundiais e trazendo para Teresina mais tecnologia para o transporte público que trarão mais transparência e dinâmica aos serviços do município. É uma parceria com a Agência de Desenvolvimento Francesa (AFD), firmada em 2018, contando com 500 mil euros de recursos da União Europeia. Um aporte positivo e que hoje traz resultados para a nossa cidade”, explica João Henrique Sousa, secretário Municipal de Planejamento.

(Foto: Rômulo Piauilino)

Na terça-feira, a partir das 11h, a equipe da Agenda Teresina 2030, coordena uma ação de urbanismo tático na Avenida Frei Serafim. A programação do encontro também conta com uma Oficina de General Transit Feed Specification (GTFS) – em português, Especificação Geral de Feeds de Transporte Público – a linguagem mais utilizada para a exibição de informações do transporte no mundo.

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

Interdição da rotatória da Ladeira do Uruguai tem início nesta terça (21)

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), por meio da Diretoria de Trânsito e Sistema Viário, informa a população que a partir desta terça-feira (21), no período da noite, iniciará os trabalhos de fechamento da rotatória da Ladeira do Uruguai, na Avenida João XXIII, na zona Leste da Capital.

A intervenção faz parte de uma cooperação técnica da Prefeitura de Teresina, através da Strans, para obra de rebaixamento da Avenida João XXIII, que será executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, Pádua Vasconcelos, explica sobre os serviços que estão sendo executados na região da Ladeira do Uruguai.

“Nos foi solicitado através do superintendente do DNIT, Ribamar Bastos, uma cooperação técnica da Prefeitura de Teresina, através da Strans, para conformação geométrica e preparação da rotatória da Ladeira do Uruguai e trechos adjacentes para obra de rebaixamento da Ladeira. A região da Avenida João XXIII vai ter um rebaixamento de 3 metros que vai passar abaixo da Avenida Zequinha Freire que vão ficar avenidas em dois níveis”, explica.

Ainda segundo o diretor, Pádua Vasconcelos, as intervenções tiveram início no dia 03 de dezembro. “Nós iniciamos essas obras de condicionamento geométrico, fechamento de retornos e todas essas obras auxiliares para que o fluxo de veículos fique mais adaptado a essa obra do DNIT que vai acontecer. Fechamos os retornos sentido Centro Leste antes do balão da Ladeira do Uruguai, os dois retornos após a Ladeira do Uruguai, vamos fazer uma conformação geométrica na descida rumo a via Sudeste, e uma conformação geométrica no canteiro central da Avenida Zequinha Freire, tudo isso para que a população já se adeque a nova forma de como ficará aquela região quando da trincheira que vai ser feita para a execução dessa obra pelo DNIT na Avenida João XXIII”, destaca o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, Pádua Vasconcelos.

De acordo com o cronograma de execução das intervenções realizadas pela Strans, a previsão é que essa obra na rotatória da Ladeira do Uruguai se estenda até no máximo um pouco antes do Natal e que ela venha dá uma nova conformação ao tráfego.

O usuário que vier sentido Leste Centro precisará fazer o retorno próximo às concessionárias de veículos, já os usuários que vierem no sentido Leste Altos precisará fazer o retorno próximo à entrada da região que vai para Usina Santana.

As carretas, os caminhões maiores que precisam acessar a região Sudeste orientamos que façam esse retorno no balão do São Cristovão e voltem para pegar a direita para descer para a região da zona Sudeste.

Essa é uma obra que a Strans está fazendo por um pedido do DNIT que vai ter essa obra, essa intervenção para o rebaixamento da Avenida João XXIII. Essa primeira intervenção servirá para adaptação da população para preparação dessa obra que o DNIT irá realizar.

Foto: Ascom Strans

Prefeitura de Teresina investirá mais de R$ 6 mi em mobilidade urbana

A Prefeitura de Teresina vai investi mais de R$ 6 milhões, para melhoria de mobilidade urbana na capital. Os recursos fazem parte de um convênio inédito entre o Palácio da Cidade e o Governo do Estado.

Conforme documento assinado pelo presidente da ETURB (Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano) João Duarte e pelo diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI), Leonardo Sobral, ao todo serão investidos R$ 6.036.795,89 em obras, que contemplará 25 Ruas e Avenidas da capital com aplicação de novas camadas de asfalto que estão precisando de recapeamento.

De acordo com o diretor-presidente da ETURB, João Duarte, os recursos serão importantes para viabilizar obras de extrema necessidade para a capital.

“Vamos iniciar o maior programa de asfaltamento que Teresina já viu. Esses recursos de R$ 6 milhões fazem parte apenas do início dessas obras. A Prefeitura vai investir com capital próprio também uma quantidade de recursos significados para melhorar a acessibilidade e qualidade de vida da população”, declarou o presidente.

São três trechos na zona Sul; cinco na zona Leste; seis trechos na zona Norte e outros 11 trechos na zona Sudeste da capital, totalizando 14 km de obras. Entre os bairros beneficiados, estão Piçarra, Monte Castelo, Ladeira do Uruguai, Mocambinho, Aeroporto, Novo Horizonte e Dirceu.

De acordo com cronograma de planejamento, os trabalhos devem ser executados até maio de 2022.

Audiência Pública reúne instituições e sociedade para tratar das Propostas para Mobilidade Urbana de Teresina

A Audiência Pública para discutir as Propostas para Mobilidade Urbana de Teresina foi realizada nesta terça-feira (23), de forma híbrida, solicitada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), no plenário da Câmara Municipal de Vereadores.  O evento teve a participação da sociedade civil e de entidades, como o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Piauí (CAU) e demais autoridades presentes.

De acordo com o Diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, Pádua Vasconcelos, o objetivo da audiência é discutir com a sociedade e apresentar as propostas para o Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina.

“Essa discussão irá nos auxiliar nas propostas que o Plano Diretor vem trazendo para a sociedade, ele é o que norteia, é o elemento que vai trazer todas as conjunturas que vem trazer para fazer novas obras, para nos apoiarmos e que vai trazer novas captações de recursos. O Plano Diretor ele é bem enfático quando você tem ele como o seu rumo, na gestão. Então, com essa audiência pública, nós vamos apresentar propostas que serão discutidas com a sociedade com a classe política, o que sai dos anseios da sociedade”, destaca o Diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans.

Ainda de acordo com Pádua Vasconcelos, “iremos encontrar uma forma de uma Teresina com a mobilidade melhor, uma Teresina mais acessível, mais justa, mais isonômica para todos os modais, todas as classes sociais de uma forma sustentável. Elaborando esse Plano, nós teremos um horizonte de como é que que a gente vai conseguir administrar nossa cidade para se comportar de uma forma mais democrática no futuro bem próximo”, pontua o Diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, Pádua Vasconcelos.

A transmissão ocorreu pelo canal oficial da Câmara Municipal de Teresina no YoTube e pode ser acessada no seguinte link: https://youtu.be/3Ci_uhwYT2A

A realização desta Audiência foi uma etapa de grande relevância para a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina – DPMUS, pois se discutiu com a população se as intervenções atendem às demandas prioritárias da sociedade. Com isso, o PDMUS poderá ser indutor de geração de benefícios econômicos, sociais e ambientais para todos.

O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) está sendo desenvolvido por meio da Strans e será o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos anos, contendo objetivos, metas e ações estratégicas relacionadas à mobilidade urbana, a curto, médio e longo prazo (5, 10 e 20 anos).

O relatório do Diagnóstico da Mobilidade Urbana de Teresina já está disponível para consulta, no site do PDMUS, através do link disponível: http://www.pdmus.pmt.pi.gov.br/?page_id=7

Audiência Pública sobre as Propostas para Mobilidade Urbana de Teresina será realizada na próxima terça, 23

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) realizará na próxima terça-feira (23), das 10 às 12h, na Câmara Municipal de Teresina, de forma hibrida, Audiência Pública para debater sobre as Propostas Para Mobilidade Urbana de Teresina, para construção e elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS).

A arquiteta da Strans, Lívia Macêdo, explica que o Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS) está sendo desenvolvido, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), e será o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos anos, contendo objetivos, metas e ações estratégicas relacionadas à mobilidade urbana a curto, médio e longo prazo.

“Durante esse processo estão sendo realizadas Audiências Públicas, com o objetivo de promover diálogo junto aos atores sociais e buscar alternativas para a solução de problemas que contenham relevante interesse público”, pontua a arquiteta.

Assim, convidamos você para acompanhar a audiência do dia 23, terça-feira, das 10h às 12h, na Câmara Municipal, com transmissão via Yotube pelo canal da Câmara, e fique atento que no mês de dezembro teremos outro encontro, cujas discussões serão focadas na transformação das propostas apresentadas em Minuta de Lei.

O acesso de visitantes será de forma prioritariamente remota, devido às medidas sanitárias relacionadas à pandemia da Covid-19.

O relatório do Diagnóstico da Mobilidade Urbana de Teresina já está disponível para consulta, no site do PDMUS, através do link disponível abaixo.

http://www.pdmus.pmt.pi.gov.br/?page_id=7

Imagens: Ascom Strans

1º dia de Hackathon: Prefeitura de Teresina traça desenvolvimento consciente com foco na mobilidade urbana

Durante o primeiro dia do evento Urban Hack Teresina 2030, organizado pelo departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), a Prefeitura de Teresina promove palestras sobre o desenvolvimento consciente com ênfase na mobilidade urbana da capital, além de visita guiada ao Palácio da Cidade e roda de conversa sobre desenvolvimento urbano com os eixos executivos da Semplan.

Fotos: Ascom Semplan

O evento tem a proposta de utilizar técnicas do urbanismo tático para oferecer aos usuários do transporte público de Teresina a oportunidade de testar soluções digitais que visam a melhoria do sistema. As soluções digitais para melhoria do sistema que serão testadas na Urban Hackton Teresina 2030 estão em desenvolvimento e foram escolhidas através de um processo de inovação aberta do projeto Euroclima+ Observatório do Transporte (https://observatoriodotransporteteresina.org/). Outra parceira para esta maratona é a iniciativa Urban95 (https://urban95.org.br/), da qual Teresina faz parte, que apoia cidades no exercício de pensar políticas públicas para a primeira infância.

O evento está ocorrendo de forma presencial, respeitando as medidas sanitárias de prevenção à Covid-19. Unindo tecnologia e conhecimento, o primeiro dia de evento contou com palestras sobre o melhor aproveitamento do espaço urbano e com perspectivas de um futuro melhor para as crianças de hoje e para aquelas que ainda estão por vir. “Nossa expectativa é ter um aproveitamento máximo das palestras sobre urbanismo, mobilidade, desenvolvimento de projetos e financiamentos públicos. Toda a programação foi montada para que possamos criar uma consciência de sustentabilidade nesse grupo e proporcionar desenvolvimento sustentável de ideias e tecnologias para o futuro da nossa cidade”, explica Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

A visita guiada teve como foco as instalações da Secretaria de Planejamento, com o intuito de apresentar aos participantes o funcionamento organizacional do planejamento urbano, planejamento estratégico e captação e monitoramento de recursos. Os visitantes foram recepcionados pelo Secretário de Planejamento, João Henrique Sousa, que reforçou os objetivos do trabalho realizado pela Secretaria e, especificamente, a Agenda 2030.

“Nós buscamos traçar o planejamento da cidade e suas implicações. Temos como objetivo organizar os sistemas de planejamento, orçamento e informações do município. Diante disso, como sempre reforço em nossos encontros com a equipe da Agenda 2030, trabalhamos para pensar a cidade e, neste caso, um planejamento sustentável e com desenvolvimento tecnológico presente. Desejo que esta equipe tenha sucesso neste evento e que venha somar as ideias e desenvolvê-las”, explicou João Henrique.

“Em eventos como esse, podemos vivenciar melhor os segmentos da cidade e trabalhar temáticas que nos levem a desenvolver e aprimorar nossos conhecimentos. É uma satisfação participar e ter esta experiência em projetos de mobilidade e testar soluções digitais que visam a melhoria do sistema”, conclui Viviane Costa, estudante de Arquitetura.

Confira a programação do Urban Hack Teresina

· Segunda (20/09): TARDE (Auditório SEMF)

-14h00: Palestra “Agenda 2030, do global ao local”

-14h30: Palestra “Abertura de Dados e Alcance de Metas de Sustentabilidade”

-15h00: Palestra “Urbanismo Tático e Guerrilha Urbana”

-15h30: Lanche da Tarde

-16h00: Apresentação das PoCs

-16h45: Speed Dating entre equipes

-17h15: Encerramento

· Terça-feira (21/09):

MANHÃ (STRANS / Auditório SEMF)

-08h00: Visita à STRANS

-09h30: Tour no Centro da Cidade

-10h30: Lanche da Manhã

-11h00: Palestra “Urban 95: mobilidade de crianças e cuidadores na cidade”

-11h30: Brainstorming coletivo com Ambra

-12h30: Formação das equipes

-12h45: Almoço fast food

TARDE (Auditório SEMF)

-14h30: Palestra “Financiamento de projetos públicos”

-15h00: Jogo Quanto Custa?

-15h30: Lanche da Tarde

-16h00: Primeiro Checkpoint + Início dos Projetos

-18h00: Segundo Checkpoint + Encerramento

· Quarta-feira (22/09)

MANHÃ (Terminal Santa Lia)

-08h00: Terceiro Checkpoint

-08h30: Continuação dos Projetos

-12h00: Almoço fast food

TARDE (Auditório SEMF)

-14h00: Mock Pitch + Feedback em grupo

-16h00: Sessão de Pitchs

-17h00: Encerramento

Obras de asfaltamento iniciam em mais um bairro da zona Sul de Teresina

Ascom Semduh

As obras de asfaltamento chegaram ao bairro Bela Vista, localizado na região Sul da capital. Os moradores que residem na região terão mais comodidade e segurança em seu deslocamento. Serão 37 ruas asfaltadas, totalizando 9,5 km de pavimentação, com recursos na ordem de R$ 3 milhões. Os bairros Promorar e Saci, também na mesma zona, continuam com as obras em andamento.

Na zona Leste da cidade, a Vila Samaritano será a próxima contemplada para receber novo asfalto. Na mesma região, as obras já foram concluídas na Vila Padre Cícero. Na zona Sudeste, o Residencial Dom Helder também está recebendo os serviços de pavimentação asfáltica. Em seguida, as máquinas se deslocarão para o Dirceu 2.

Na zona Norte, os residentes da região Parque Lagoas do Norte estão acompanhando o novo asfalto que está sendo colocado nas ruas do bairro Matadouro e Santa Maria da Codipi. A dona de casa, Luzineide Araújo Sousa, moradora desde 1984 da Rua Safira, no bairro Matadouro, aguardava ansiosa pelo novo asfalto.

“Finalmente a obra chegou à minha rua. Moro aqui há muito tempo e vi o crescimento e desenvolvimento do bairro. O asfalto vai melhorar a minha locomoção, porque com as pedras corria o risco de cair. No período de chuva deve melhorar muito também porque não vai ter mais lama”, comenta a moradora.

O Secretário Municipal de Desenvolvimento e Habitação (SEMDUH), Marco Antonio Ayres, explica que o cronograma de obras deve seguir até o final do ano, com diversas ruas em todas as zonas da cidade sendo contempladas.

“Serão investidos R$ 65 milhões para as obras de asfaltamento. O intuito é dar conforto a população em seus deslocamentos. Sabemos que a implementação de pavimentação nas vias urbanas proporciona mais segurança aos pedestres e motoristas. Vamos continuar pavimentando os bairros que são mais antigos e periféricos, em todas as zonas da capital”, comenta o gestor.

Zona Sul recebe investimentos de cerca de R$ 400 milhões em 2020

A zona sul de Teresina já recebeu investimentos de aproximadamente R$ 400 milhões em obras executadas pela Prefeitura de Teresina. A região recebeu o viaduto de ligação das avenidas Barão de Gurgueia e Henry Wall de Carvalho, a Marginal Poti Sul, a urbanização da Vila da Paz, a construção de um ginásio poliesportivo com capacidade de mais 700 lugares no Lourival Parente, além de construção e reforma de praças e pavimentação em vários bairros da região.

“A zona Sul é uma das maiores regiões da cidade. Essas obras, sem dúvida, vão proporcionar melhor qualidade de vida a todos os moradores. Esses investimentos estão gerando também melhor mobilidade urbana, mais saúde, com obras ligadas a prática esportiva e ao lazer, e muito mais”, lembrou o superintendente da SDU Sul, Paulo Roberto.

Além das obras que estão sendo executadas, Paulo Roberto ressaltou que existem várias outras em processo de licitação, ou mesmo já licitadas, aguardando apenas o cumprimento dos trâmites burocráticos para serem iniciadas. Uma das mais esperadas é a galeria que será construída na região do bairro Torquato Neto. A perspectiva é que a realidade do local seja completamente transformada após a conclusão dessa obra. A Prefeitura vai investir cerca de R$ 70 milhões na construção dessa galeria. Vale ressaltar que parte deste recurso será utilizado na recuperação de ruas.

A obra do Viaduto da Tabuleta entrou na sua última etapa. Atualmente a empresa Equatorial, em parceria com a Prefeitura, está realizando o remanejamento da rede de energia que passa pelo local. Isso vai permitir a implantação da parte central do elevado. Segundo o superintendente, as peças de ligação já estão montadas, faltando apenas serem soldadas no local. “Enquanto a Equatorial trabalha na mudança da rede vamos trabalhar paralelamente na melhoria das galerias do local e na construção da rotatória que ficará embaixo do elevado”, explicou.

Na área de pavimentação, os recursos aplicados são superiores a R$ 5 milhões. A Vila Tiradentes, por exemplo, está recebendo calçamento em 12 ruas. Também fazem parte desta relação de bairros beneficiados: Vila Irmã Dulce, o Planalto Bela Vista, Angelim, Santo Antonio e o Parque Vitória. No total, entre as que já estão sendo pavimentadas no momento, e as que estão licitadas e devem iniciar em breve, são 87 ruas.

SDU Sudeste realiza serviços de recuperação de canaletas e asfalto na Avenida São Francisco

Ascom/SDU Sudeste

A Prefeitura de Teresina segue investindo na manutenção de ruas e avenidas da capital. Na zona Sudeste, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano realiza, nesta semana, obras de recuperação de canaletas e asfalto na Avenida São Francisco, no bairro Tancredo Neves.

Os serviços serão executados em dois trechos da via. Em frente à Praça do Tancredo Neves, no cruzamento da avenida com a Rua Francisca Laérte, onde as obras já estão em fase de conclusão. Já no trecho próximo à rotatória que dá acesso à BR-343, o serviço será iniciado na próxima segunda-feira (21), com interdição de meia pista.

Para evitar transtornos no tráfego da região durante o período, o trânsito no sentido da BR-343 para a Avenida São Francisco deve ser feito por desvio à direita, na Rua das Vacarias, e posterior acesso à esquerda nas vias adiante.

“As canaletas são instrumentos importantes de drenagem e escoamento de águas das chuvas. Na Avenida São Francisco, estamos executando esses serviços para evitar a formação de novos buracos, que atualmente são causados por falha no sistema de esgotamento sanitário da região, no qual a Águas de Teresina também já está realizando reparos”, explica o superintendente da SDU Sudeste, Isaac Meneses.