Museu da Imagem e do Som trará espaços públicos para produções e exposições audiovisuais em Teresina

Os serviços de reforma e ampliação para abrigar a estrutura do Museu da Imagem e do Som (MIS) e uma pinacoteca no Centro de Teresina, seguem avançando e estão em fase de colocação de forros.

A revitalização do local, que já chegou a funcionar como sede da Câmara Municipal, está sendo realizada pela Prefeitura de Teresina, através da Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Centro.

Segundo o superintendente Roncalli Filho, a entrega da obra pronta para a população ocorrerá ainda neste ano. Ele acrescenta que são pelo menos R$ 8 milhões em investimentos, por meio de recursos do Banco do Brasil, para transformar o prédio que estava abandonado em um novo ponto turístico e pólo para a educação e cultura teresinense.

Isso porque, conforme explica Roncalli Filho, após a conclusão dos serviços, a estrutura do prédio passará a contar com salas especiais para a edição de vídeo, gravação de som, triagem, revisão de filmes, digitalização e fotografia.

Incremento na estrutura

Para além das produções, o local também terá espaços para exposições, com salas de projeção, locais para exposição e atividades culturais e lojas.

O novo prédio contará também com uma biblioteca, restaurante, auditório, e cafeteria e salão externo.

Obras em andamento

O superintendente relata que as obras de reforma ocorrem em duas etapas, sendo a primeira de restauração, modernização e ampliação na parte de infraestrutura e depois as instalações na fase final, que será a de museologia.

Para Roncalli Filho, obra trata um ambiente novo, contemplando exposições culturais e eventos grandes. “Nosso objetivo é que essa seja uma obra para a modernização e de inovação na parte cultural do estado do Piauí, uma importante contribuição da gestão do prefeito Dr. Pessoa para os artistas e também para que as pessoas tenham um local para ver as exposições, estudar e ter uma programação de lazer com a família e amigos”, destacou.

Obras do Museu da Imagem e do Som chegam à fase de finalização

O superintendente das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Centro, Roncalli Filho, anunciou, nesta quarta-feira (12), que as obras do Museu da Imagem e do Som (MIS) chegaram à fase de finalização, tendo a previsão para a conclusão em março deste ano.

Segundo Roncalli Filho, os agentes da SAAD Centro finalizaram a construção da parte estrutural do CineClube. O novo local possui uma arquibancada e espaço para apresentações e exibições.

O superintendente ainda explicou que a próxima etapa será o acabamento da sala, em seguida da cozinha e, por fim, também será feita a instalação de painéis de vidro na estrutura do prédio.

“Semanalmente estamos aqui no MIS realizando vistorias para que o mais rápido possível ele possa ser entregue para população de Teresina e o meu objetivo é que isso seja feito até o mês de março. Tenho certeza que nossa cidade tem muito a ganhar com mais essa obra da Prefeitura de Teresina”, frisou Roncalli Filho.

Obras do Museu da Imagem e do Som serão concluídas em janeiro de 2022

A conclusão das obras do Museu da Imagem e do Som (MIS) serão entregues em janeiro de 2022. A previsão é do gestor da Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Centro, Roncalli Filho.

Segundo Roncalli Filho, depois de revitalizado o local será um novo ponto turístico e pólo para a educação teresinense.

“O nosso objetivo é executar essa obra de forma que possa ser consagrado como um ponto turístico, onde as pessoas vão poder visitar para ver as exposições, estudar e ter uma programação de lazer com a família e amigos. Com certeza é uma obra importante e que vai marcar o nosso Centro de Teresina”, frisou o superintendente.

O gestor ressaltou que ao final do processo, serão pelo menos R$ 6 milhões em investimentos com restauração, modernização e ampliação na parte de infraestrutura e mais R$ 3 milhões para instalações na fase final, que será a de museologia.

Além desse espaço para exposições, o novo prédio contará com uma cafeteria, restaurante, auditório, elevadores e salas de estudos públicas.

 

 

Semdec transfere escultura de anjo para Museu da Imagem e do Som de Teresina

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) vai transferir a escultura do anjo, que homenagearia Torquato Neto e seria instalada na nova praça da Ponte Estaiada, para o Museu da Imagem e do Som de Teresina (MIS), que deve ser inaugurado no fim deste ano. A decisão veio após o MIS escolher homenagear a obra de Torquato Neto em sua abertura. A nova praça da Ponte Estaiada homenageará o poeta H. Dobal.

A nova escultura a ser instalada na praça será sobre um pescador paciente, em homenagem à poesia “Martim Pescador” de H. Dobal. Na poesia, o poeta fala sobre o pescador João Gomes e sua “paciência infinita dos dias de pesca”. A peça ficará localizada no espaço da alça direita da ponte e terá três metros de largura por dois e meio de altura.

Assim como o ‘Anjo Torto’ de Torquato Neto, o ‘Pescador Paciente’ também é assinado pelo artista Braga Tepi e chegará no mês de março, em comemoração aos 10 anos de inauguração da Ponte Estaiada João Isidoro França. O novo local passará a ser chamado de Praça H. Dobal.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, mesmo com a doação da escultura ao MIS, a praça da ponte continuará com a ideia de homenagear artistas teresinenses. “Aquele espaço sempre foi pensado para ser um ponto de cultura. Com a doação da escultura do anjo, pensamos em homenagear outro grande artista local, e o escolhido foi o poeta, cronista e professor H. Dobal, que tem uma vasta obra para ser apreciada. A Semdec vem trabalhando para dinamizar a frequência da população à Ponte Estaiada. A ideia é que tornemos o local um ponto para inspirar e ser palco da nossa poesia, com exposições de arte e realização de saraus. Além disso, é claro, a chegada da escultura vai celebrar os 10 anos da ponte”, explica.

A obra é uma iniciativa da Semdec, sendo executada pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Leste, que já está realizando a estruturação para receber a obra de arte. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) ficará responsável pela iluminação do local.

H. Dobal

Hindemburgo Dobal Teixeira (H. Dobal) nasceu em Teresina. Poeta, cronista e professor, formou-se em Direito em 1952, pela Faculdade de Direito do Piauí. Foi um dos fundadores do Movimento Meridiano. Funcionário público concursado, aposentou-se como auditor fiscal do Tesouro Nacional. Trabalhou no Rio de Janeiro e em Brasília e passou por períodos de formação em Londres e Berlim. Deixou uma vasta obra publicada. H.Dobal morreu em maio de 2008, em Teresina, aos 81 anos.

Teresina vai ganhar dois museus em 2020

Fotos: Rômulo Piauilino

O prefeito Firmino Filho recebeu, nesta quarta-feira (20), o curador e criador de museus Marcello Dantas, para discutir ideias para o Museu da Floresta Fóssil e para o Museu da Imagem e do Som, que devem ser construídos e inaugurados em Teresina, até o final da atual gestão, em dezembro de 2020.

Dentre as ideias apresentadas e aprovadas pelo prefeito, está a inserção da vida e obra do poeta piauiense Torquato Neto, que deve compor um dos espaços do Museu da Imagem e do Som, que será construído no Centro de Teresina.

“Acho brilhante a ideia de relacionar o nosso Museu da Imagem e do Som com a obra de Torquato Neto, que marcou a música popular e a cultura brasileira. Foi uma manhã de muita alegria ver estas ideias, que em breve se transformarão em realidade para a nossa população e funcionarão como atração turística e como forma de marcar a nossa identidade”, disse Firmino Filho.

Marcello Dantas afirma que a ideia é criar dois museus originais, que sejam capazes de criar vínculos afetivos da população com os espaços. “Estamos começando a mapear o material para que a gente consiga criar um museu original, tanto na parte histórica, com personagens muito fortes e interessantes, quanto na parte arqueológica e geológica, que é lidar com o território e a memória mais ampla de um tempo de milhões de anos e de um tempo presente. Vamos tentar criar alguma coisa que a gente se orgulhe de fazer e algo muito peculiar e singular”, afirmou.

Museu da Imagem e do Som (MIS) e Pinacoteca de Teresina têm licitação concluída

As obras do Museu da Imagem e do Som (MIS) e Pinacoteca de Teresina estão prestes a ser retomadas. A Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) já concluiu o processo licitatório, que agora está em fase de homologação na Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte (SDU Centro/Norte).

A empresa vencedora da licitação, na modalidade concorrência, foi a AM Construções, que terá o prazo de 12 meses para executar a obra a partir da assinatura da ordem de serviço. O investimento total será de R$ 5.175,572,31, oriundos de financiamento com o Banco do Brasil.

O superintendente executivo da SDU Centro/Norte, Márcio Sampaio, explica que, no momento, a fase é de contratação da empresa vencedora. “Após realizarmos toda a parte de conferência de planilhas e propostas, procederemos com a emissão da ordem de serviço. Esperamos até o meio do mês de outubro concluir essa fase de contratação para dar início a essa obra de grande valor cultural para a cidade de Teresina”, pontua Márcio.

Museu da Imagem e do Som e Pinacoteca de Teresina

O MIS e Pinacoteca de Teresina terá cinco pavimentos com loja, café, cineclube, auditório, estúdio de som, laboratório de cinema, ilha de edição, midiateca, videoteca, núcleo de digitalização, restauração e catalogação, laboratório de fotografia e espaço destinado a eventos. O prédio também será utilizado para produção e comercialização de obras de artistas locais.