SDU Centro Norte inclui 46 famílias no Programa Família Solidária

De janeiro a abril deste ano a Superintendência de Desenvolvimento Urbano SDU Centro-Norte incluiu 46 famílias, que viviam em áreas ribeirinhas e de risco, no Programa Família Solidária. Essas pessoas moravam no Leonel Brizola, Parque Wall Ferraz, Nova Brasília, Dilma Rousseff, Poti Velho, Padre Humberto, Cristalina, Parque Stael, Vila Apolônia e Parque Brasil I, II e III.

De acordo com a gerente de habitação da SDU Centro Norte, Valmira Rodrigues, a adesão dessas famílias ao programa foi resultado de muitas visitas e diálogos. “Fazemos o trabalho de monitoramento o ano inteiro, por isso temos conseguido aumentar a quantidade de famílias beneficiadas pelo programa. Até hoje, já conseguimos acrescentar mais 17 famílias. Com isso, somamos o total de 46 beneficiadas”, enfatiza.

Valmira também explica que esse trabalho é feito em parceria com a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e tem conseguido garantir a segurança de muitas pessoas. “Essa ação garante moradia temporária para essas famílias por um período de seis meses a um ano, proporcionando um local digno para eles”, disse.

As assistentes sociais e técnicos fazem um trabalho diário nessas áreas e contam com a colaboração das lideranças comunitárias no sentido de conversar com as famílias para aceitarem a adesão ao programa. “Acompanhamos a rotina de vida dessas pessoas e por isso quando conseguimos fazer adesão das famílias ao programa é uma grande conquista’’, acrescenta.

A dona de casa Adriana Conceição da Silva, 36 anos, que reside no Parque Brasil I, relata que desde que foi incluída no Programa Família Solidária, há dois meses, está mais segura, pois a casa onde morava corria risco de alagamento no período chuvoso.  “Morava na minha casa com meus dois filhos, um de nove anos e o mais novo de três meses, e toda vez que chovia ficava com medo, mas desde que vim para o programa estou mais tranquila”, enfatiza.

 

SDU Centro Norte distribui EPIs a trabalhadores de mercados e cemitérios

Os trabalhadores que atuam nos setores administrativos de mercados e cemitérios públicos da zona norte da cidade começam a receber nesta sexta-feira (24) Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A distribuição iniciou pelo Mercado São José, por se tratar do que tem maior movimentação. Até o início da próxima semana os demais locais receberão os materiais.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, enfatiza que os EPIs estão sendo entregues para garantir a proteção das pessoas que trabalham nos mercados e cemitérios públicos. “Estamos obedecendo o que diz o decreto municipal que obriga os servidores a usarem esses equipamentos de proteção”, disse.

Sampaio reforça que nos cemitérios já foi feito um trabalho de divulgação dos protocolos de atendimento de acordo com as orientações da OMS. “Já havíamos entregue para os trabalhadores dos cemitérios o álcool em gel e máscaras, agora vamos fazer a reposição e explicar sobre a obrigatoriedade do uso”, ressalta

Os mercados, cemitérios, praças e áreas livres também estão passando por processo de sanitização a cada três dias. A ação tem como objetivo prevenir o contágio pelo novo coronavírus e consiste na pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio por meio de bombas costais. O trabalho está sendo realizado pela Fundação Municipal de Saúde em parceria com as SDUs e a empresa Águas de Teresina, que fará a doação do hipoclorito de sódio.

Márcio também enfatiza que as pessoas precisam manter o isolamento social. “Percebemos que a população está voltando às ruas e isso não pode acontecer. É importante manter o isolamento, pois assim estamos evitando a contaminação da população. As pessoas devem sair de casa somente em situações de extrema necessidade”, enfatiza.

SDU aplicou 13 autuações em lojas do Centro e da zona norte

Desde a publicação do decreto nº 19.548, de 29 de março de 2020, que prevê o funcionamento apenas de serviços essenciais por conta da pandemia do coronavírus, a Gerência de Controle e Fiscalização (GCF) da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte  já fez 13 autuações e uma interdição em estabelecimentos comerciais no Centro e na zona Norte da cidade.

De acordo com o gerente de Controle e Fiscalização do órgão, Enéas Costa, desde o início da quarentena a fiscalização está sendo diária. “O valor da multa para os casos de desrespeito ao decreto pode variar de R$ 1.000 a R$ 3.000, o que corresponde a um total de R$ 15 mil em autuações aplicadas. Em alguns casos, dependendo da situação, são aplicadas mais de uma multa num mesmo estabelecimento comercial”, disse.

Costa explica ainda que, caso seja constatado que o estabelecimento comercial voltou a funcionar mesmo após a aplicação da multa, é feita uma nova autuação no local. “Estamos fazendo esse trabalho para garantir a segurança de todos, por isso é importante  que os comerciantes nos ajudem. Não temos a intenção de prejudicar ninguém, mas precisamos proteger a população”, esclarece.

O gerente enfatiza que o trabalho de fiscalização está sendo realizado em parceria com a  Guarda Municipal e a Polícia Militar. “No geral, os comerciantes estão respeitando o decreto. Em cada visita que fazemos conversamos e mostramos a importância do isolamento social”, complementa.

A cada dia de trabalho os fiscais enfatizam junto à população a importância das pessoas continuarem fazendo o isolamento social. “É importante manter o isolamento social, pois assim estamos evitando a contaminação. As pessoas devem sair de casa somente em situações de extrema necessidade”, finaliza.

Praças e mercados são sanitizados a cada três dias em Teresina

As praças da área central da cidade estão passando por processo de sanitização constante. A ação tem como objetivo prevenir o contágio do coronavírus (COVID- 19) e consiste na pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio através de bombas costais.

O trabalho está sendo realizado pela Fundação Municipal de Saúde em parceria com as SDUs e a empresa Águas de Teresina, que tem feito a doação do hipoclorito de sódio. A ação já foi realizada nas praças Saraiva, Liceu, Bandeira, Fripisa, Da Costa e Silva e Rio Branco.

Mesmo com a redução da quantidade de pessoas circulando no centro da cidade, as praças públicas ainda são áreas por onde transitam muitas pessoas, especialmente as praças que têm paradas de ônibus.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, explica que a sanitização está sendo feita pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) a cada três dias, tanto nas praças e áreas livres quanto nos mercados. “Estamos promovendo essa ação para proteger as pessoas que precisam circular nessas áreas, mas lembramos que a recomendação é que todos se mantenham em casa”, pontua o gestor.

O executivo enfatiza ainda a necessidade do isolamento social. “É importante manter o isolamento social, pois assim estamos evitando a contaminação de muita gente pelo vírus. É preciso consciência de todos, de que só devem sair de casa em situações de extrema necessidade”, complementa.

Márcio também informa que nesta sexta-feira (10), por conta do feriado da Semana Santa, todos os mercados públicos da zona Norte estarão fechados.

 

Famílias são retiradas de áreas de risco na zona norte

Na manhã desta sexta-feira (20) foram retiradas 14 famílias de áreas de risco, sendo oito do bairro Água Mineral e seis que moram na Rua Cedro, no bairro Poti Velho, zona norte de Teresina. A ação foi executada após vistorias serem feitas pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte. Além disso, estão sendo monitoradas outras casas na Vila Ferroviária e no bairro Água Mineral.

As famílias, que residiam em pontos de alagamentos, serão transferidas para casas de parentes. Cinco caminhões da Prefeitura estão fazendo serviço de transferência das famílias que moram nas áreas de risco.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, reforça que a maior dificuldade no trabalho de transferência das famílias é a resistência por parte delas. “Já conversamos com as pessoas, mas algumas ainda têm muita dificuldade em aceitar a transferência para casas de parentes”, disse.

A gerente de Habitação da SDU Centro Norte, Valmira Rodrigues, informa que a Superintendência está dando todo o apoio para as famílias. “Estamos com as nossas equipes de assistentes sociais e de fiscalização em plantão 24 horas para atender a todas as necessidades, mas precisamos contar com a colaboração das pessoas para que a gente possa realizar nosso trabalho e garantir a segurança de todos”, disse.

Valmira enfatiza que a SDU está com os caminhões à disposição para fazer a mudança das famílias na hora que for necessário. “Nossas equipes estão todos os dias em campo, fazendo vistorias e prestando toda a assistência necessária a essas famílias que estão em pontos de risco”, acrescenta.

Vistorias

Todas as gerências da SDU Centro Norte estão de prontidão. As gerências de Serviços Urbanos, Habitação e Obras e Serviços já estão em campo fazendo vistorias por toda a região.

 

 

Programa Lagoas do Norte resolve adiar eventos no parque em decorrência do coronavírus

A direção do Programa Lagoas do Norte decidiu, na manhã desta segunda-feira (16), pelo adiamento dos eventos públicos que estavam programados para acontecer no Parque Lagoas do Norte. A decisão tem como objetivo proteger a população e os funcionários do programa da disseminação do coronavírus, já considerada pandemia pela Organização Mundial de Saúde.

Estavam programados para acontecer até o fim de abril o 1º Salão Kids, a Paixão de Cristo, durante as comemorações da Samana Santa, e o Justiça Itinerante, com a prestação de serviços em parceria com o Tribunal de Justiça.

Segundo a diretora do programa, Márcia Muniz, a Prefeitura tem uma legislação já sancionada com protocolo estabelecido para atendimento de pacientes com suspeita da doença. “Tomamos essa decisão de forma preventiva, buscando colaborar com as orientações que vem sendo dadas em nível nacional e municipal”, afirma.

A Fundação Municipal de Saúde orienta que a população deve ficar em alerta para as medidas de prevenção, que incluem higienizar mãos com água e sabão ou com álcool em gel; cobrir nariz e boca ao tossir ou espirrar; não tocar nos olhos, nariz e boca com mãos sujas e manter cartão de vacina atualizado. Já no ambiente hospitalar, se tiver algum caso suspeito, a equipe deve usar os equipamentos de proteção individual, preconizados pelo Ministério da Saúde.

Requalificação do centro é discutida com comerciantes

A reunião com os comerciantes que estão sendo diretamente beneficiados com a obra de acessibilidade na área central aconteceu nesta sexta-feira (13) na Casa da Cultura e contou com a presença de vários lojistas.

A obra está evoluindo respeitando o cronograma de execução. No momento, os trabalhadores estão fazendo a intervenção na Rua Riachuelo, em frente à sede da Prefeitura de Teresina.

A coordenadora especial da área central, Constance Jacob, considerou a reunião proveitosa, pois foi o momento de mostrar para os comerciantes os benefícios que a obra trará para todos. “Ficamos satisfeitos com a reunião, porque percebemos que temos o apoio dos lojistas, que são as pessoas que ficam mais tempo no centro e que serão os maiores beneficiados com as intervenções”, disse.

Constance explica ainda que a requalificação do centro vai fazer com que as pessoas voltem a frequentar o local. “Ao término da obra teremos um centro agradável para todos,pois poderemos caminhar com segurança e acessibilidade. As calçadas passarão por uma requalificação ganhando piso tátil, que vão garantir acessibilidade para as pessoas com deficiência visual, por exemplo”, explica.

Para Marlecy Machado, que trabalha no centro,  a reabilitação da área central é uma necessidade. “Nossa expectativa é que o centro realmente ganhe outra vida. Acreditamos que passaremos por um  certo desconforto, mas temos certeza que  todos seremos beneficiados com a conclusão da obra”, disse.

A comerciante enfatiza ainda que é preciso que, apos a conclusão da obra, as pessoas preservem os espaços que forem criados. “Estamos dando total apoio a essa obra, mas precisamos cuidar para que as pessoas respeitem e preservem os espaços que forem criados, pois será um local bom para todos nós”, acrescenta.

O empresário Alfio Evangelista entende a obra de requalificação do centro é essencial para atrair mais pessoas para fazerem suas compras na área central da cidade. “Acreditamos no centro, inclusive construímos recentemente uma galeria próximo à nossa loja. Esperamos que essa obra consiga melhorar o centro para todos nós”, complementa.

Estão passando por requalificação as vias públicas que estão localizadas no quadrante composto pelas ruas Álvaro Mendes, Paissandu, Barroso e a Avenida Maranhão. O principal objetivo do projeto é transformar a área em um espaço com total acessibilidade, onde o pedestre seja o protagonista.

O total investido será de R$ 2.287.970.77 e tem prazo de conclusão de 12 meses. Outras ruas do centro irão receber melhorias visando a acessibilidade, como é o caso das ruas Coelho Rodrigues e da Rua Simplício Mendes.

 

SDU Centro Norte reforça equipes de limpeza em bueiros e galerias

Com a chegada do período chuvoso a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte, por meio da Gerência de Serviços Urbanos do órgão, fez um reforço nas equipes de limpeza de galerias e bueiros: o número de trabalhadores aumentou de 20 para 60, o que tem demonstrado um melhor resultado na limpeza da região.

Além dessa limpeza, as equipes continuam fazendo o trabalho de manutenção nas quatro estações de bombeamento que ficam na zona Norte, para assim garantir o melhor escoamento das águas nos bairros Mafrense, Poti, Parque Alvorada, São Joaquim, Nova Brasília, Parque Brasil e Mocambinho.

Na região existe uma total de quatro estações de bombeamento: a primeira é a Estação da Boa Esperança, que fica na Lagoa dos Oleiros, próximo ao Encontro dos Rios, a segunda está localizada no Parque Ambiental Matias Matos, a terceira está nas proximidades do Hospital do Mocambinho e, para finalizar, existe uma na Avenida Marechal Castelo Branco, nas proximidades da Ponte da Primavera.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio defende que o acréscimo de pessoas fazendo o serviço de limpeza, antes e durante o período chuvoso, tem garantido mais segurança para as pessoas que moram nas proximidades das lagoas e nas áreas ribeirinhas.  “Estamos com as nossas equipes realizando diariamente a limpeza das galerias e bueiros, mas precisamos contar também com a colaboração das pessoas no sentido de não descartarem lixo em locais inadequados, pois com a chuva esse material vai para as galerias e bueiros e compromete o escoamento das águas de chuvas”, alertou.

Sampaio enfatiza ainda que o monitoramento das estações de bombeamento e das lagoas tem sido feito todos os dias. “Nossas equipes estão verificando todos os dias as estações para evitar problemas nesse período chuvoso”, explica.

O descarte irregular de lixo é um dos principais agravantes para o entupimento desses canais, e é importante que o cidadão denuncie o descarte irregular e colabore com uma cidade mais limpa.

A população pode denunciar o descarte irregular de lixo por meio do telefone (86) 3215-7465 ou do aplicativo Colab, que fornece aos teresinenses a possibilidade de acrescentar imagens e local da infração.

 

Capela no cemitério do Jacinta Andrade está em fase de conclusão

Está em fase de conclusão a construção da capela do novo cemitério da zona norte. O Cemitério Camboa, localizado na região do Residencial Jacinta Andrade, está sendo construído sob a coordenação da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte e vem para suprir a carência de vagas em cemitérios públicos na cidade.

Para a definição de lotes e construção do estacionamento foi feito o arruamento da área. No local, já está concluída a capela. Ainda serão construídos um estacionamento, espaço administrativo, praça e área para as covas.

O terreno possui cerca de nove hectares, mas a construção ocupará primeiramente apenas três. A primeira parte da obra está orçada em R$ 930 mil, realizadas com recursos próprios do município. O cemitério terá, a princípio, capacidade para 1.500 covas.

A gerente de obras e serviços da SDU Centro Norte, Patrícia Santos, explica que com a conclusão da obra a carência de vagas em cemitérios públicos na zona norte diminuirá. “Essa é uma obra importantíssima, afinal, será uma alternativa para atendermos a demanda de vagas em cemitérios públicos na região”, disse.

Com a conclusão da capela e arruamento, os serviços da obra se concentrarão na parte administrativa, estacionamento e definição dos lotes para as covas.

 

Strans implanta linha expressa na zona Norte a partir desta segunda-feira (09)

Pensando em proporcionar mais rapidez ao deslocamento dos usuários da zona Norte, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está implantando a linha expressa 05 (Jacinta Andrade/Monte Verde – Centenário/Campos Sales) a partir desta segunda-feira (09).

A medida é resultado de estudos da Gerência de Planejamento da Strans, em parceria com as concessionárias de transporte público coletivo, e vem para reduzir o tempo de viagem na região. Confira como será o itinerário da linha:

– Linha Expressa 05 (Jacinta Andrade/Monte Verde – Centenário/Campos Sales): a linha partirá com embarque normal pela manhã no Jacinta Andrade e Monte Verde e a partir da Avenida Poti a linha se torna expressa, desembarcando somente nos seguintes pontos de parada: Itaperu; Avenida Centenário, próximo ao Aeroporto; Rua Magalhães Filho, próximo à Praça do Marquês; Praça do Fripisa; Praça da Bandeira e Avenida Campos Sales. Durante a tarde, a linha faz o sentido inverso, partindo do Centro.

O gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, explica que a linha vem para trazer mais agilidade para as operações na zona Norte. “O usuário deve ficar atento ao nome da linha e a placa que a identifica como expressa. Nossa intenção é proporcionar mais agilidade e eficácia para as operações da zona Norte”, pontua.

Pela manhã, são quatro viagens partindo do Jacinta Andrade e Monte Verde, nos horários de 06h, 06h20, 07h30 e 07h50 e pela tarde, retornando do Centro para a zona Norte, nos horários de 16h, 16h30, 17h30 e 18h.