Teresina registra 304 novos casos de COVID-19 em 24 horas

Teresina registrou na última segunda-feira (06) 304 novos casos de Covid-19, além de 15 óbitos. Agora, a cidade computa 10.185 casos e 467 mortes desde o início da pandemia, além de 2.010 pessoas recuperadas. Os dados são do boletim de ontem do Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que monitora diariamente os casos de infecção pelo novo coronavírus.

Nove óbitos ocorreram no dia 5 de julho. Além deles, quatro ocorreram no dia 6 de julho, outro no dia 4 de julho e um do dia 24 de junho. Estes registros acontecem porque os números do boletim estão em constante atualização, como explica a coordenadora da Comissão de Operações em Emergências da FMS, Wesllany Santana. “Temos casos de óbitos em investigação, que estão aguardando o resultado do exame laboratorial para serem confirmados e lançados no sistema ou descartados, e continuar a investigação por outras causas”.

Os dados do boletim mostram ainda que, dos 15 pacientes, cinco eram homens e 10 eram mulheres, com idades entre 47 e 96 anos. Dentre as vítimas, todas tinham algum tipo de comorbidade. A Prefeitura de Teresina está trabalhando para conter a disseminação do novo coronavírus e viabilizar o processo de reabertura gradual do comércio em Teresina.

 

Mais de 200 novos casos de COVID-19 são contabilizados em um dia em Teresina

Teresina registrou mais 201 casos e 14 óbitos por Covid-19 neste domingo (28). Os dados são do Painel Epidemiológico de Teresina, atualizados diariamente pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Atualmente, a cidade contabiliza 7.466 casos e 360 mortes pelo novo coronavírus.

Teresina também registrou ontem (28) 93 atendimentos de síndrome respiratória aguda grave, ou seja, pacientes precisando de internação devido a quadro gripal. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid está em 81,36%. Do total de 338 UTI Covid da cidade, 275 estão ocupadas. De março até agora já foram prestados 90.352 atendimentos a pessoas com sintomas gripais, dos quais 57.615 foram na rede pública de saúde e 32.737 na rede privada.

Para o diretor de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Kledson Batista, o aumento dos casos de síndromes gripais é uma evidência de que os casos de Covid-19 também estão crescendo e é um reflexo da diminuição nas taxas de isolamento social na capital.  “No início da pandemia, em meados de março, Teresina ainda estava com um número reduzido de pessoas com síndrome gripal, pois a quarentena estava sendo respeitada mais fortemente. Mas, mesmo com as imposições, decretos e as ações da Prefeitura, é notório que muitas pessoas desrespeitam o isolamento e se aglomeram em filas de banco, em feiras livres, pequenas lojas ou até mesmo em serviços essenciais. Nesse sentido, os casos tendem realmente a aumentar”, comenta.

 

Novos casos de Covid-19 aumentam 190,3% em Teresina em uma semana

Teresina registrou 118 novos casos de Covid-19 no período de 28 de abril a 02 de maio, totalizando 458 pessoas com a doença. Os dados mostram um acréscimo de 190,3% na capital, se comparado com a semana anterior, quando houve 62 novos registros do novo coronavírus, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (SESAPI).

A capital registrou também o 14º óbito pela Covid-19: um homem de 46 anos, hipertenso, residente na zona Leste, que estava internado em hospital privado.

“Foram 38 novos casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24 horas. Os números estão em crescimento e refletem o afrouxamento do distanciamento social que temos observado nas últimas semanas. Para reverter o quadro, é imprescindível que os teresinenses evitem sair às ruas e se mantenham em casa o máximo possível. Só assim teremos como reduzir o número de pessoas contaminadas”, alertou a enfermeira Francisca Rodrigues, do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

A Prefeitura de Teresina tem tomado medidas para diminuir o contágio pelo novo coronavírus em toda a capital. Uma das mais recentes foi a suspensão do serviço de transporte público a partir da próxima segunda-feira (04), numa tentativa de reduzir ainda mais o fluxo de pessoas pelas ruas da cidade.

O novo sistema será utilizado para atender apenas aos trabalhadores dos serviços considerados essenciais que tenham cartão eletrônico. A Prefeitura também está realizando o cadastro de outros veículos, como ônibus e vans, para atender os trabalhadores dos serviços essenciais, em caso de necessidade.

SAMU divulga resultado das eleições da CIPA

Foi divulgada na última segunda-feira (20) lista com nome dos novos membros que irão integrar a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Teresina no biênio 2020/2021. Ao todo, seis servidores foram eleitos para contribuírem com a promoção da saúde dos trabalhadores.

Francina Amorim, diretora geral do SAMU, explica como funciona a CIPA. “Após a posse, eles passarão por treinamento e poderão iniciar suas atividades, inclusive realizando reuniões ordinárias. Toda a documentação gerada ficará no Serviço à disposição da fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, conforme determina a Norma Regulamentadora nº 05 de 99”.

A CIPA tem por atribuição identificar riscos do processo de trabalho no pré-hospitalar; implantar plano de prevenção e controle de acidentes de trabalho (PPAT) no SAMU e avaliar se as metas estão sendo cumpridas; participar da implementação e do controle de qualidade das medidas de prevenção necessárias e realizar verificações nos ambientes e condições de trabalho.

“A Comissão também deve supervisionar o cumprimento das Metas Internacionais de Segurança do Paciente; colaborar com o desenvolvimento de programas de segurança e saúde do trabalho; propor soluções para os problemas identificados através de um plano de ação e elaborar e divulgar relatório das atividades desenvolvidas”, finaliza a diretora.

O SAMU é um programa do Governo Federal, administrado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina e que presta atendimento em casos de urgências clínicas, obstétricas, traumáticas e psiquiátricas. Para ter acesso a ele, basta que a população ligue para o 192. O médico regulador, então, decide se envia ambulância de suporte básico, avançado ou se faz orientações médicas.

Confira o nome dos novos membros da CIPA do SAMU

Eleitos:

-Francisco Alex do Nascimento da Silva

-Dr. João de Deus Pereira Filho

-Eliene de Nascimento Macedo

-Francisco Soares Silva

-Livolet Almeida Marreiros (suplente)

-Raimundo Fagner Farias Loiola (suplente)

 

Indicados:

– Luís Henrique Cavalcante de Andrade (Presidente)

– Tayane de Castro Costa

-Francisco das Chagas de Sousa Mineiro

-Wildomark Vasconcelos Sousa

-Francilene Rodrigues da Silva Santos (suplente)

-Aderson Porfirio da Silva (suplente)

-Maria das Graças Santos Castro (suplente)

 

Usuários de ônibus podem acompanhar novos trajetos das linhas da zona Sudeste 

Os usuários de transporte público da zona Sudeste podem, a partir desta sexta-feira (30), acompanhar os novos trajetos dos ônibus por meio de cartazes que foram colocados dentro dos veículos de suas respectivas linhas. O Hora Certa iniciou na zona Leste, no Terminal Zoobotânico, e depois se estendeu para os demais terminais em funcionamento. Agora é a vez da zona Sudeste receber o serviço.

De acordo com o gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, os ônibus vão partir da plataforma de cada terminal, se deslocar até o bairro do usuário, embarcando e desembarcando os passageiros, e retornará ao terminal de integração. Ele explica como será o serviço.

“As únicas linhas que nesse primeiro momento vão sofrer uma mudança são as que fazem atendimento ao Alto da Ressurreição, que passarão a atender os dois terminais, ou seja: a linha sai do Terminal Itararé, passa no Terminal Livramento, vai até a região do Alto da Ressurreição e retorna passando nos terminais. Já a linha do Parque Jurema vai ser controlada a partir do Terminal Livramento. Portanto, a linha parte do Livramento utilizando o acesso mais rápido que possuímos, que é pela via do Terminal de Petróleo, passa dentro do Itararé e se desloca até o Parque Jurema também retornando pelos dois terminais”, declara.

Essa medida busca melhorar o atendimento e torná-lo mais rápido. Os quadros com os horários serão disponibilizados nas plataformas para que o usuário acompanhe a hora que o ônibus sai para o centro e para o bairro.

“Assim você consegue mensurar o seu tempo, além de fiscalizar se a viagem foi cumprida. O não cumprimento pode ser oficiado ou informado para o fiscal da plataforma. Também pode ser feita alguma reposição dos veículos da viagem que não for cumprida, pois como nós centralizamos a operação no terminal de integração, você tem o carro reserva que pode ser utilizado, caso algum veículo apresente problema mecânico ou viário”, complementou o gestor.

Clique aqui para ver as rotas nos mapas

 

Prefeitura de Teresina implanta 17 novos PRRs na zona urbana

Para erradicar focos de disposição irregular de resíduos sólidos, também conhecidos como lixões a céu aberto, a Prefeitura de Teresina está em fase de implantação de 17 novos Pontos de Recebimento de Resíduos (PRRs), em todas as zonas da cidade. Ao todo, a capital contará com 42 pontos disponíveis para a utilização da população.

De acordo com o secretário executivo Vicente Moreira, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), atualmente, das 32 mil toneladas de resíduos recolhidos no município, 25% é proveniente de descarte irregular por parte da população e apenas 7,8% coletado nos PRRs.

“Falta conscientização por parte dos munícipes. A Prefeitura tem trabalhado intensamente para educar o teresinense a fazer o descarte correto dos seus resíduos, por meio de fiscalizações e ações das equipes de educação ambiental, e em oferecer mecanismos que facilitem essa disposição. Recentemente, reavaliamos as demandas da cidade e verificamos a necessidade de implantar mais 17 PRRs, em que quatro já foram instalados na zona Norte. A implantação acontece de forma gradual, mas já podemos garantir que todas as zonas de Teresina serão contempladas”, explica o secretário executivo.

Os PRRs são contêineres, com capacidade para 40m³, voltados para o recebimento do chamado lixo seco, que são resíduos resultantes de poda, capina, varrição, móveis velhos e restos de material de construção produzidos por pequenos geradores de lixo, em um total de 1m³ por dia (total de uma carroça).

“Não é permitido o descarte de resíduos orgânicos, seja domiciliar ou comercial, animais mortos, penas e vísceras, resíduo industrial, entulhos(acima de 1m³ diário), resíduo hospitalar, pilhas, baterias e aparelhos eletrônicos. Contamos com a colaboração da população e ainda reforçamos que o descarte de resíduos em local inapropriado é passível de multa, com valor a partir de R$ 340,70, podendo chegar a R$ 3.470,05”, completa Vicente Moreira.