Fundação Municipal de Saúde notifica 342 novos casos da COVID-19

Teresina notificou 342 novos casos de Covid-19 nesta quinta (21), além de uma morte. Os dados são do boletim epidemiológico, atualizado diariamente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). Agora, a capital totaliza 54.840 casos, 1.263 óbitos e 38.954 recuperados do  novo coronavírus.

O óbito notificado data do dia 20 de janeiro, é de uma mulher de 88 anos, moradora do bairro Monte Castelo. Ela era hipertensa, cardiopata e obesa. A FMS Teresina realizou esta semana a transferência dos leitos clínicos Covid do Hospital de Campanha Pedro Balzi, estrutura de campanha montada durante o pico da pandemia. Os 20 leitos que existiam na unidade foram transferidos para o Hospital Mariano Castelo Branco, localizado da Santa Maria da Codipi.

“Não houve diminuição de leitos Covid na cidade. Nós estamos reorganizando a rede. Os leitos clínicos Covid ficarão concentrados agora no Hospital Monte Castelo e no Mariano Castelo Branco, totalizando 68 leitos. Já os leitos de UTI Covid (Unidade de Terapia Intensiva) ficarão concentrados no Monte Castelo, HUT e HU. Totalizando 48 leitos de UTI Covid na capital”, informa Gilberto Albuquerque, presidente da FMS.

Desde o primeiro dia útil do ano, a rede de saúde municipal de Teresina passa por uma reorganização de leitos dedicados à Covid-19, para um melhor aproveitamento da estrutura diante da situação real da doença na cidade. “As estruturas de campanha foram criadas para serem temporárias e já cumpriram seu papel. Agora vamos transferir esses leitos para unidades hospitalares, mais adequadas e estruturadas”, diz Gilberto.

Teresina registra 247 novos casos de Covid-19 neste domingo (10)

O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou 247 novos casos de Covid-19 neste domingo (10), além de dois óbitos. Agora, a capital contabiliza 52.136 casos confirmados e 1.237 mortes em decorrência do novo coronavírus.

Um dos óbitos registrados é de uma criança de dois meses. O bebê do sexo feminino era residente no bairro Parque Brasil (zona Norte). O outro óbito foi de um homem de 74 anos, portador de doença cardiovascular e ex-tabagista, morador do bairro Horto (zona Leste).

O painel registra ainda 25.840 pessoas recuperadas da doença.  Além das altas hospitalares, integram o grupo dos recuperados aquelas pessoas com Covid-19 que estavam com quadro leve da doença e fizeram o tratamento em casa.

Uma morte por Covid-19 é registrada no Sistema de Notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de uma pessoa vítima da Covid-19 em Teresina, nesta terça-feira (29). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.207 óbitos. Os dados apontam ainda 49.298 infectados pelo novo Coronavírus e 17.150 recuperados da Covid-19.

O óbito registrado ontem foi de um homem, morador do bairro Parque Brasil, zona Norte de Teresina. Ele tinha 57 anos e era portador de cardiopatia crônica. Os especialistas em saúde chamam atenção para que as pessoas permaneçam com as medidas de prevenção, mesmo com as festividades de fim de ano.

“A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Portanto alertamos que no ano novo evitemos aglomerações, usemos máscara, façamos a lavagem correta das mãos. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão. Ainda temos casos e óbitos por conta da Covid-19. Não podemos esquecer!”, alerta Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS.

Teresina mantém queda no atendimento de síndromes gripais graves e óbitos por Covid-19

Teresina continua registrando queda nas estatísticas relacionadas à pandemia do novo coronavírus. Segundo o Painel de Monitoramento Covid-19 da Prefeitura de Teresina disponibilizado nesta segunda-feira (28), o número de atendimentos por síndromes gripais graves caiu 27,42% nas últimas duas semanas. Além disso, a média de óbitos decorrentes da doença também sofreu quedas significativas.

De acordo com o levantamento, no período de 28 de abril a 28 de dezembro foram atendidos 11.631 pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Os dados mostram uma redução de 27,42% entre a média atual de atendimentos (25,71) e a média calculada há 14 dias (35,43). Se comparado ao final do mês de junho, período do pico da Covid-19 na cidade, onde chegou a se registrar cerca de 140 atendimentos em um dia, a redução é de mais de 60%.

Com relação aos óbitos ocorridos na capital, considerando a média móvel de 14 dias, houve uma queda de 22,22%. A média atual é de apenas um óbito por dia, enquanto no pico da doença em junho, chegou a se registrar até 19 mortes diárias. No período de 26 de março a 27 de dezembro, ocorreram 1.205 óbitos de residentes em Teresina.

O Painel apresenta ainda um crescimento moderado de 11,95% na taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19, que é de 60,64% atualmente. Esse número indica que 114 dos 188 leitos disponibilizados estão sendo utilizados. Há 14 dias, o índice era de 54,17%. “Esse leve aumento é um alerta para que a gente continue mantendo todos os cuidados ainda para evitar a proliferação do vírus, tendo em vista que ele ainda segue em circulação. Estamos no período de confraternizações, mas é importante evitarmos as aglomerações e nos mantermos vigilantes com o uso de máscara e álcool em gel”, alerta o infectologista Walfrido Salmito, membro do Comitê de Operações Emergenciais em Saúde (COE).

Teresina registra duas mortes por Covid-19 nesta segunda-feira (28)

O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina notificou ontem (28) duas mortes por Covid-19. Até então, a capital totaliza 48.955 pacientes que já foram infectados pelo novo coronavírus, dos quais 1.206 faleceram. Os óbitos foram de um homem de 58 anos e uma mulher de 64 anos, um deles não tinha comorbidade, o outro era tabagista. A FMS informa ainda que 17.148 pessoas já se recuperaram da Covid-19.

Os profissionais do Centro de Operações em Emergência (COE) alertam a população para que mantenha os cuidados preventivos quanto à Covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e lavagem constante das mãos. “Lembramos que a pandemia ainda não acabou. As pessoas devem evitar locais aglomerados. Demorem o menor tempo possível em locais que tenham muitas pessoas. Usem máscara, pratiquem o distanciamento social”, enfatiza Amparo Salmito, médica infectologista.

Atualmente são disponibilizados 268 leitos clínicos COVID, dos quais 144 estão ocupados. No período de 01 de maio a 28 de dezembro, a taxa de ocupação média desses leitos é de 54,26%, sendo que a taxa de ocupação atual é de 53,73%. Verifica-se um crescimento leve de 1,84% na taxa de ocupação comparando-se o valor calculado atual (53,73%) com o valor calculado há 14 dias (52,76%).

Quatro mortes por Covid-19 são registradas no período de 24 a 27 de dezembro

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou a morte de quatro pessoas, vítimas da Covid-19 em Teresina, no período de 24 a 27 de dezembro. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.204 óbitos. Os dados apontam ainda 48.744 infectados pelo novo Coronavírus e 17.143 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados de 24 a 27 de dezembro foram de três homens e uma mulher, eles tinham entre 26 e 91 anos. Todos tinham doenças pré-existentes como retrovirose, Alzheimer, obesidade e cardiopatia.

“A Covid-19 causa inflamação e fibrose nos pulmões, além de trombose nos vasos pulmonares, o que pode diminuir a capacidade respiratória e levar a uma diminuição da função, com cansaço fácil e maior dificuldade para a realização de atividade física. Ela também pode causar problemas musculares pela inflamação dos músculos e pelo período de imobilização em internações longas, além de já termos descrições de comprometimento cardíaco, entre outros”, explica o infectologista Kelsen Eulálio, membro da Comissão de Operações em Emergências (COE) da FMS.

Ele ainda reforça a importância de manter os cuidados de prevenção à doença. “Uso de máscara, lavagem constante e correta das mãos. Distanciamento social e, principalmente, evitar aglomerações. A pandemia ainda não acabou”.

Seis mortes por Covid-19 são registradas no sistema de notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de seis pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (21). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.198 óbitos. Os dados apontam ainda 47.648 infectados pelo novo Coronavírus e 17.124 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados ontem aconteceram dias 20 de agosto, 12, 19, 20 e 21 de dezembro. Foram de quatro homens e duas mulheres, com idade entre 51 e 85 anos. Todos tinham doenças pré-existentes como hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, doença pulmonar crônica, cardiopatia e doença neurológica.

A médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Amparo Salmito, ressalta que a vigilância não pode parar, em especial nas festividades de final de ano. “A recomendação é evitar aglomerações. O mundo assiste, em alguns países bem mais desenvolvidos que o Brasil, o retorno de confirmação de casos e, mais recentemente, reinfecções”, diz.

Teresina não registrou morte por Covid-19 nesta quarta (16)

O Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina não registrou nenhum óbito ocasionado pela Covid-19 ontem (13). Até o momento, a capital do Piauí contabiliza um total de 46.717 casos e 1.189 mortes por infecção pelo novo coronavírus.

“Estamos com decréscimo quanto ao número de óbitos ocasionados pela Covid-19. Mas a recomendação é vigilância e continuarmos as medidas de prevenção”, diz Amparo Salmito, médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS.

Para o enfrentamento do novo Coronavírus, a Prefeitura de Teresina mantém 20 Unidades Básicas de Saúde na capital para atender exclusivamente casos suspeitos da doença, com equipes médicas trabalhando de domingo a domingo. Além de também existirem 10 hospitais e três Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) disponíveis para atender suspeitas de Covid-19 e, caso necessário, encaminhar os pacientes para os locais específicos de internação.

FMS registra três mortes por Covid-19 no Sistema de notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou morte de três pessoas por Covid-19 no sistema nesta quinta-feira (11). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.184 óbitos. Os dados apontam ainda 45.657 infectados pelo novo Coronavírus e 16.945 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados no sistema ontem, 11, datam dos dias 12/08, 12/09 e 11/11 do ano de 2020. Foram de duas mulheres e um homem com idades entre 66 e 82 anos. Todos tinham doenças pré-existentes como hipertensão arterial e cardiopatia.

 “Mesmo com os números estáveis, precisamos manter as medidas de prevenção ao coronavírus. A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Portanto alertamos que no natal e ano novo evitemos aglomerações. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão. Ainda temos casos e óbitos por conta da Covid-19. Não podemos esquecer!”, alerta Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS.

Painel epidemiológico revela que mais de 45 mil pessoas já tiveram Covid-19 em Teresina

Desde o início da pandemia, em março, 45.471 pessoas já tiveram Covid-19 em Teresina. É o que revela o painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que apenas ontem (09) notificou 248 novos casos da doença. Ainda segundo o relatório, a capital contabiliza 1.181 óbitos pela doença, além de 16.928 pacientes recuperados.

Foram duas novas mortes registradas no painel, que ocorreram na terça-feira (08). Os pacientes que vieram a óbito eram do sexo masculino. Um deles tinha 66 anos, era portador de diabetes e hipertensão e residia no bairro Dirceu II (zona Sudeste). O outro tinha 84 anos, era tabagista e morador do bairro Satélite (zona Leste).

O painel da FMS revela ainda que, dentre os casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, 54,94% são do sexo feminino e 45,06% do sexo masculino. A proporção se inverte entre os óbitos, com 55,12% de homens e 44,88% de mulheres. A faixa etária com maior número de casos diagnosticados é a de 30 a 39 anos, com 23% das notificações, enquanto os óbitos são mais prevalentes entre os 70 a 79 anos, com 26% dos registros.

Ainda sobre os óbitos, foi revelado que em 81,96% dos casos o paciente apresentava alguma doença pré-existente (comorbidade) que contribui para o agravamento do quadro de saúde.