Frota de ônibus funcionará 30% nesta sexta-feira (10)

  • A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que nesta sexta-feira, 10, o funcionamento da frota do transporte público será de 30%. No sábado (11) e domingo (12) o serviço será suspenso. A determinação leva em consideração o cumprimento do Decreto Municipal 19.890 de 6 de julho, que dispõe sobre intensificação de medidas de isolamento social mais rigorosas nas sextas, sábados e domingos deste mês.

O decreto determina restrição de funcionamento de serviços nas sextas-feiras (10, 17 e 24 de julho) quando funcionarão supermercados, mercados, serviços bancários, casas lotéricas, distribuição e comercialização de combustíveis, farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância , delivery para entrega de comida pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

Weldon Bandeira, gestor da Strans, diz que são medidas necessárias em decorrência da grave crise de saúde na cidade pela pandemia da Covid-19. “É mais um esforço que pedimos para a população para evitarmos problemas mais sérios na área da saúde”, especifica.

Conforme o decreto, nos sábados (11, 18 e 25) e domingos (12, 19 e 26) só funcionarão farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para entrega de produtos de alimentação pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

Ônibus circulam sem aglomerações nesta quarta-feira (08)

Foto: Ascom Strans

O primeiro dia da volta do transporte público na capital teve ônibus circulando sem aglomerações. Na manhã desta quarta-feira (08), 14 fiscais da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) acompanharam o cumprimento da frota estipulada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e o percurso dos veículos desde a saída das garagens, às 4h.

Os 14 fiscais se dividiram entre as zonas da cidade para verificar o uso obrigatório de máscaras dos operadores e passageiros, cumprimento da frota estipulada pelo TRT, sanitização dos veículos e o percurso estabelecido no formato radial (bairro para o Centro).

O gerente de fiscalização da Strans, Pedro Moura, relata que não foram verificadas lotações durante toda a manhã desta quarta-feira e alerta para que a população utilize o transporte somente em situações essenciais. “Nesta manhã não verificamos lotações nos horários de pico, 6h às 9h, em que tivemos disponíveis 70% da frota. Esperamos que a movimentação se mantenha assim nesta primeira etapa de reabertura gradual do comércio e que a população só utilize o transporte coletivo para serviços essenciais e abastecimento pessoal”, enfatiza.

Sanitização

Além da sanitização das estações de embarque e desembarque de passageiros e paradas de ônibus de competência da Strans, está sendo feita também a higienização dos veículos ao final de cada viagem nas paradas finais dos bairros. Já no final de cada turno, durante a noite, o Setut é responsável pela sanitização dos ônibus nas garagens. 

Ônibus voltam a circular nesta quarta-feira (08) com a frota reduzida

Ascom/Strans

A partir desta quarta-feira (08) o transporte público de Teresina volta a funcionar de forma reduzida, com 70% da frota, das 6h às 9h e das 17h às 19h, que correspondem aos horários de pico, e 30% nos demais horários. Os ônibus sairão dos bairros com destino ao Centro e serão aceitos os cartões eletrônicos.

A desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Liana Chaib, determinou na terça-feira o retorno do transporte público sob pena de multa diária de R$ 50 mil por dia para o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro). A decisão da desembargadora foi com base no pedido de dissídio coletivo ajuizado pelo procurador Regional do Trabalho, João Batista Machado Júnior.

Weldon Bandeira, gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), especifica que apesar das dificuldades de negociação foi possível estabelecer parâmetros para o retorno da circulação dos ônibus. “Foi acatada a decisão do TRT pelo bem da parcela da população que necessita desse serviço público para os deslocamentos que devem ser os estritamente necessários, pois ainda estamos vivendo uma pandemia”, cita.

A Strans vai fiscalizar o cumprimento da frota estipulada pelo TRT e será responsável pela sanitização das estações de embarque e desembarque de passageiros, paradas de ônibus e durante o trajeto dos veículos. Ao Setut cabe a sanitização dos ônibus ao final de cada turno.

Funcionamento do serviço

O retorno do serviço de transporte público de Teresina será com terminais de integração fechados, nesta primeira fase, mas a integração poderá ser feita em um prazo de duas horas em qualquer ponto das linhas com o Centro e nas avenidas Frei Serafim e João XXIII. Enquanto a frota de ônibus estiver reduzida, permanecem funcionando os veículos cadastrados.

Continuam suspensos a gratuidade dos idosos e o passe estudantil, segundo os decretos nº 19.541 de 23 de março e nº 19.635 de 04 de abril, respectivamente.

Transporte público de Teresina volta a funcionar na terça com frota reduzida

O transporte público de Teresina voltará a funcionar a partir da próxima terça-feira, dia 7, com 70% da frota de ônibus circulando nos horários de pico, ou seja, de 6h às 9h e de 16h às 19h horas. Nos demais horários, a frota será reduzida em 30%. O serviço será retomado após intermediação do Ministério Público do Trabalho para garantir o fim da greve dos motoristas e cobradores, que durou mais de 50 dias.

Com o objetivo de evitar aglomerações, o serviço volta a funcionar com restrições na primeira fase da retomada das atividades econômicas. De acordo com a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) todos os terminais permanecerão fechados e o atendimento será feito com percursos diretos entre os bairros e o Centro da cidade.

Para evitar o aumento na circulação de pessoas nesta primeira etapa, Strans também vai manter suspensos o passe do estudantil e a gratuidade dos idosos. “O fluxo de passageiros será monitorado constantemente. Em caso de necessidade de ampliação da demanda para os serviços autorizados a funcionar, as ordens de serviços poderão ser revistas, aumentando a quantidade de ônibus em circulação”, explicou o superintendente da Strans, Weldon Alves, ressaltando que, desde o início da pandemia, o transporte público da capital vinha atendendo cerca de 10 mil pessoas diariamente.

A Strans vai garantir também a sanitização diária de todos os veículos, estações de embarque e desembarque de passageiros, além das paradas de ônibus abertas de todas as zonas da cidade. Outra medida será a disponibilização de álcool em gel para todos os operadores dos veículos. A todos os passageiros será exigido o uso de máscaras dentro dos veículos e dos equipamentos públicos destinados ao transporte coletivo.

Ônibus vão circular dos bairros direto para o centro de Teresina

A frota de ônibus do sistema público de Teresina continuará circulando, mas o percurso será direto dos bairros para o centro e só os trabalhadores dos serviços essenciais terão acesso ao cartão eletrônico. As medidas adotadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) têm como objetivo evitar as aglomerações e reduzir possíveis riscos de contaminação pela Covid-19.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca deve ser feita num prazo máximo de duas horas. “Vamos voltar ao sistema antigo. Nas linhas alimentadoras, o percurso será o mesmo, mas os ônibus não irão entrar nos terminais. A viagem seguirá até o centro para evitar a aglomeração nos terminais”, pontuou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

A Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede do órgão na próxima segunda-feira (04), das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja alguma necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender a população. Há vários dias o sistema de transporte alternativo com vans foi paralisado por determinação do sindicato dessa categoria”, informou Weldon.

Ele explica ainda que os oito terminais serão fechados, ocorrendo a separação de usuários por bairros. “Queremos evitar aglomeração de pessoas de áreas diferentes da cidade, diminuindo o risco de contágio da doença”, disse, ressaltando que as medidas deverão ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura vem monitorando o perfil dos usuários do transporte público. O levantamento apontava que, mesmo diante do fechamento das atividades econômicas e a suspensão das aulas, cerca de três mil idosos e 2,5 mil estudantes continuavam usando o transporte público diariamente. “Por conta disso, cancelamos a gratuidade e também o subsídio do estudante. Com isso, tivemos uma queda para 10% da demanda normal, que acreditamos que seja dos trabalhadores dos serviços considerados essenciais. Mas esse número voltou a aumentar nos últimos 15 dias, exigindo medidas mais enérgicas”, argumentou o superintendente.

As mudanças no sistema de transporte público foram adotadas porque a cidade vem registrando queda do índice de isolamento social, que ficou em 43% na última quinta-feira, e o aumento do número de casos da Covid-19. Foram 62 novos registros nas últimas 24 horas, totalizando 420 pessoas com a doença.

Decreto suspende passe estudantil no transporte público em Teresina

O prefeito Firmino Filho assinou decreto suspendendo o passe estudantil no transporte público da capital. A medida é mais uma estratégia da Prefeitura  de Teresina para evitar as aglomerações como forma de auxiliar no enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus. O decreto já entra em vigor nesta quarta-feira e dura por tempo indeterminado.

Segundo dados da Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans), 12% dos passageiros que continuam utilizando diariamente o transporte público são estudantes, o que corresponde a, aproximadamente, 2.500 pessoas. “É um número alto e que vai de encontro ao que estamos orientando. Estamos com as aulas suspensas, as bibliotecas, os shoppings e teatros fechados por conta dos decretos feitos para evitar as aglomerações. Termos ainda essa quantidade de estudantes saindo de suas casas é contra a nossa estratégia para combater o vírus. Não faz sentido a Prefeitura estimular as aglomerações”, argumentou o prefeito.

Para adotar a medida, o prefeito levou em consideração que a capital está em situação de calamidade pública em saúde e também a existência dos decretos, tanto municipal quanto estadual, de suspensão das aulas. O objetivo também é de reduzir, ao máximo possível, a circulação de pessoas pela capital, para evitar a disseminação da Covid19.

Firmino Filho considerou ainda que existe uma perspectiva dos órgãos de saúde de um aumento exponencial dos casos de Covid19 na capital. “Estamos adotando todas as estratégias possíveis para que as pessoas permaneçam em suas casas. É necessário que isso aconteça. Então, vamos ficar em casa”, frisa. Em Teresina, segundo os dados do último boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde, já são contabilizados 579 casos notificados do novo coronavírus, sendo 130 suspeitos, 425 descartados, 24 confirmados e três óbitos.

Clique aqui para ver o decreto

Circulação de passageiros nos ônibus tem queda de 90%, aponta bilhetagem eletrônica

Ascom/Strans

Os teresinenses estão cumprindo com as orientações dos órgãos de saúde para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). A bilhetagem eletrônica apontou nos últimos dias uma queda de 90% na circulação de passageiros nos ônibus. Nas semanas anteriores, de início do decreto municipal que estabelecia o funcionamento mínimo das atividades comerciais, a redução era de apenas 55%.

“Mesmo com a queda de 90% dos passageiros, a frota mínima constitucional está circulando e os terminais vêm sendo administrados em tempo real, com verificação de demanda para ajustes necessários no período de pico”, explica o gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Weldon Bandeira.

A recomendação é que as pessoas que possam permanecer em casa, cumpram com as orientações. “Foi constatada uma grande evolução no comportamento dos teresinenses, que vêm cumprindo com as orientações. Solicitamos a quem pode, que permaneça em casa”, ressalta Bandeira.

Higienização dos ônibus tem sido intensificada

Desde o dia 17 de março, a Strans recomendou que a limpeza diária dos ônibus, estações e terminais de integração fosse intensificada. Os veículos que estão em circulação estão recebendo cuidados de higienização redobrados pelos consórcios do transporte público, com a limpeza de pisos, assentos, catracas, portas e suportes. As estações e terminais de integração também estão recebendo serviços de limpeza intensificados.