STRANS cadastra veículos para atender usuários do transporte público

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está realizando o cadastro de ônibus, micro-ônibus e vans para atender os usuários do transporte público. O objetivo da ação é oferecer o serviço para o usuário para evitar problemas durante o período de paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus. A entrega da documentação e a vistoria do veículo acontece das 7h30 às 13h30, na Strans.

De acordo com o gerente de Licença e Concessão da Strans, Biro Santos, o cadastro está sendo feito e quem tiver interesse deve procurar a Gerência de Licença e Concessão na sede da Strans e apresentar a documentação do veículo e do condutor.

“As pessoas interessadas devem procurar a sede da Strans, por meio da Gerência de Licença e Concessão, quem tiver van, micro-ônibus, ônibus, pode ir fazer o cadastro das 7h30 às 13h30, trazendo os devidos documentos, carteira nacional de habilitação (CNH), com curso de passageiros, documento do veículo CRLV em dia e comprovante de residência”, explica o gerente de Licença e Concessão, Biro Santos.

A Strans irá cadastrar a maior quantidade de carros possível, para que as pessoas não fiquem prejudicadas. As ordens de serviço serão entregues com o roteiro que deverá ser seguido pelos ônibus.

STRANS expede autos de infração administrativa e de trânsito durante paralisação

Devido ao movimento de paralisação de motoristas e cobradores do transporte público realizado na manhã de hoje (29) no centro de Teresina, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) realizou a fiscalização e expediu autos de infração administrativa e de trânsito para os veículos que estavam parados nas praças Saraiva e Demóstenes Avelino (praça do Fripisa).

Os agentes da STRANS estiveram nos locais para orientar o trânsito. As empresas também serão comunicadas sobre o movimento de paralisação e receberão os autos de infração administrativa.

(Foto: Ascom/Strans)

A STRANS também já comunicou o fato à Procuradoria Geral do Município (PGM) que deverá informar ao juiz da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública o ocorrido para que sejam adotadas as providências legais quanto à interrupção do serviço de transporte público.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) emitiu parecer no dia 28 de outubro determinando que o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (SINTETRO) mantenha a prestação dos serviços de transporte coletivo em Teresina.

O MPT considera que o transporte coletivo é um serviço essencial e que o direito de greve não pode prejudicar o interesse social da comunidade. Para isso, determinou que circulem 70% (setenta por cento) da frota de ônibus durante os horários com maior movimentação, o chamado “horário de pico”, e 30% (trinta por cento) em outros horários. De acordo com o Processo nº 0080369-12.5.22.0000, foi fixada multa de R$ 10 mil reais por dia de descumprimento.

Strans adequará a frota de ônibus após fim da paralisação dos operadores

Ascom/Strans

Após anúncio sobre o fim da paralisação dos operadores do transporte público em Teresina, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai adequar a frota de ônibus de acordo com a demanda da cidade. A medida pretende evitar possíveis aglomerações. Neste primeiro momento, não haverá a reabertura dos terminais, permanecendo o formato radial de atendimento que está em atuação, com percursos do bairro para o Centro.

“Vamos aguardar um comunicado oficial do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) e voltaremos a atender os passageiros de todas as zonas da cidade sem a necessidade da circulação dos veículos alternativos cadastrados”, informou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

A Strans esteve acompanhando as negociações entre os empresários e trabalhadores do serviço de transporte público durante esses mais de 80 dias de paralisação. Até então, estava circulando 70% da frota em horário de pico, 6h às 9h e 16h às 19h, e 30% nos demais horários, ambos com percurso direto entre os bairros e centro.