Blocos de rua levam folia para toda a Teresina no domingo de Carnaval

Renato Bezerra

A folia está tomando conta de todas as zonas da cidade. No domingo de Carnaval, o público curtiu em vários bairros de Teresina e nos mais diferentes estilos. De Mela-Mela a competições de Vogue, a folia na capital mostra toda a diversidade da festa mais popular do país.

De acordo com o prefeito Firmino Filho, a ideia de descentralização do carnaval, ajudou as comunidades que sempre brincaram neste período. “Nos últimos anos nós temos buscado descentralizar o carnaval, fomentando aquelas iniciativas que as várias comunidades têm por Teresina a fora. E esse processo tem permitido o que nós temos hoje, um calendário com mais de 30 opções de diversão ao longo dos quatro dias de carnaval na nossa cidade e em todas as regiões”, ressaltou.

Um estreante no Carnaval de Teresina, o bloco Stouradas levou uma multidão para a Praça do Liceu, centro da cidade. Com fantasias irreverentes e cheias de brilho, os foliões se divertiram ao som das picapes com as músicas que mais agitaram o pré-carnaval.

“Eu já acompanho o Stouradas há um tempo e não pude perder a estreia do bloquinho. Foi uma festa muito boa e inclusiva. Acho que vai entrar para a programação de carnaval de Teresina nos próximos anos”, afirma a estudante, Ana Karolina Carvalho.

Para quem curte o blocos tradicionais, na zona leste, o Pinto da Morada reuniu pessoas de diversas idades na folia. A cada ano o bloco busca reviver o período clássico do carnaval, quando as pessoas se divertiam ao som das marchinhas e de muito frevo e nesta edição não foi diferente. Além do desfile dos bonecos gigantes ao lado do Pinto, os foliões aproveitaram a apresentação do grupo Melhor de Três.

Para quem ficou pela zona sul da capital, a folia do Bloco do Paçoca tomou as ruas do Saci. No palco, os tradicionais sambistas agitaram o público que marcou presença.

“A festa foi excelente! Extremamente contagiante. Contamos com a presença de muitas famílias e muitas crianças e idosos. Somos um bloco com 26 anos e nós estamos muito satisfeitos com o resultado da nossa folia”, conta Messias Júnior, organizador do bloco.

A festa continua na segunda (24) por todas as zonas da cidade. Confira a programação:

Bloco Namorada do Sol
Local: Rua Azar Chaib – Zona Leste
Horário: 16h

Bloco Piauí Samba
Local: Praça do Monte Castelo – Zona Sul
Horário: 18h

Bloco Vaca Atolada
Local: Em frente ao Iate Clube – Zona Norte
Horário: 15h

Bloco Tome Dalila
Local: Campo Mafrense – Zona Norte
Horário: 17h

Bloco Oz Venta Suada
Local: Campo Carlos Lima – Zona Sudeste
Horário: 16h

Blocoalcool
Local : Av. Noé Mendes – Zona Sudeste
Horário: 16h30

Bloco Rapazes Alegres
Local: Em Frente ao Palácio da Música – Centro
Horário: 16hrs

Bloco Os Caça Cachaça
Local: Rua Lucrécio Dantas Avelino – Zona Norte
Horário: 12hrs

Equipes monitoram nível dos rios e estações de bombeamento

Os técnicos da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte visitaram, nesta sexta-feira (21), as regiões ribeirinhas e próximas às lagoas, que demandam atenção redobrada nos períodos com altos índices pluviométricos. O objetivo da visita foi verificar a condição destes locais, após as chuvas que caíram em Teresina na noite de quinta e na madrugada desta sexta-feira.

Além desses locais, as equipes também percorreram as estações de bombeamento para verificar o nível das águas nesses locais. A medida ajuda no trabalho de prevenção e manutenção realizado nestas regiões, pela SDU Centro-Norte.

De acordo com a gerente de Obras de Serviços da Superintendência, Patrícia Santos, graças à manutenção preventiva nas estações de bombeamento e limpeza nos bueiros e galerias não aconteceram muitos problemas. “O nosso trabalho preventivo fez com que tivéssemos um bom escoamento das águas da chuva, com isso evitamos inundações nas áreas ribeirinhas e próximas às lagoas”, disse.

Os pontos que apresentaram problemas foram poucos, mas as equipes já estão em campo resolvendo. “Alertamos mais uma vez a população para que evite jogar lixo em terrenos baldios e nas vias públicas, pois quando chove esse material vai todo para as galerias e dificulta o escoamento da água”, acrescenta.

A gerente explica ainda que a limpeza na galeria nas proximidades do Mercado São José, mais conhecido como Mercado Central, fez com que fossem evitados problemas no local. “Retiramos muito lixo dessa galeria e o nosso trabalho é contínuo nessa limpeza, mas precisamos da colaboração das pessoas”, enfatiza.

Patrícia informa que as equipes estão monitorando as estações de bombas e o nível dos rios para evitar problemas. “Ainda não houve a necessidade de ligar as bombas na totalidade, mas estamos monitorando o nível dos rios, caso seja necessário, vamos tomar essa providência”, explica.

Para resolver definitivamente esse problema de drenagem está em fase de projeto a construção de novas galerias em vários pontos da zona Norte. “O fechamento do Canal do Mocambinho já é uma das medidas para resolver esse problema de escoamento de água na região”, diz.

Estações de Bombeamento

Durante todo o ano a SDU Centro Norte mantém a manutenção das bombas das estações. Todo o sistema funcionou durante as cheias dos rios que cortam a capital, evitando transtornos na região.

Só na região Norte são 24 bombas aptas para atuarem nas estações de bombeamento, sendo seis na Avenida Marechal Castelo Branco (Bairro Primavera), nove na Avenida Boa Esperança, próxima ao Encontro dos Rios. Na Rua Santa Clara (no Dique do Rio Poti), existem seis bombas submersas e três externas, para casos emergenciais, atendendo as Vilas Mocambinho 1, 2, e 3, bairros Mocambinho e Santa Sofia.

Prefeito visita obras de reforma e revitalização da sede do IPMT

Raissa Morais

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, e o presidente do Instituto de Previdência do Município, Paulo Dantas, estiveram na manhã desta sexta-feira (21) em visita às obras de reforma estrutural da sede do IPMT, e no núcleo do Instituto, localizado na praça João Luiz Ferreira. A obra tem previsão de ser entregue em seis meses.

“Essa reforma busca dar melhores condições de trabalho para os profissionais que atuam no Instituto, mas também para que possamos acolher com mais conforto os servidores municipais”, informou Firmino Filho.

Será trocado o piso das salas, instalado dois elevadores, portas de correr, favorecendo a acessibilidade de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, implantação do sistema de ilhas, colocação de novas janelas, além da substituição e impermeabilização do teto, reestruturação hidráulica e elétrica.

De acordo com Paulo Dantas, a obra que trará melhorias estruturais aos servidores, custará em média R$ 5 milhões. “Idealizamos essas obras para trazer melhorias e modernização para esse edifício que foi construído na década de 60, com orçamento que poderá chegar a R$ 5 milhões em uma estrutura de mais de 5 mil metros quadrados, além da revitalização do nosso núcleo na praça João Luiz Ferreira”, pontuou.

Curso Gestão para a Aprendizagem ensina técnicos de acompanhamento a planejar

Ascom/Semec

Os superintendentes escolares da Rede Municipal de Ensino estão participando do 3º módulo do curso Gestão para a Aprendizagem, desenvolvido a partir de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Elos Educacional. A capacitação ajuda na organização do profissional para o desempenho de suas funções, fortalecendo o apoio aos gestores dentro da escola.

Neste 3º módulo, os técnicos de acompanhamento da Semec debatem sobre os desafios da aprendizagem, aprendendo a traçar um plano de ação individual. O grupo elege as prioridades do planejamento e recebe orientações sobre a aplicação.

De acordo com a formadora da Elos, Katia Veloso, a ideia central de planejar para executar deve ser levada adiante em todas as fases do processo. “Deve chegar inclusive nos alunos”, explica. Segundo ela, sistematizar o trabalho, os estudos e a rotina ajuda a cumprir todas as tarefas importantes, otimizando o tempo. “Essa organização é essencial no trabalho do técnico de acompanhamento e deve ser replicada na escola, gerando um melhor fluxo em todo o processo de aprendizagem”, conclui a formadora.

Ascom/Semec

Cordão Grupo de Dança vai inspirar alunos de todo o Brasil em projeto do Instituto Ayrton Senna

Ascom/Semec

Os movimentos corporais surpreendentes e o engajamento social característicos do Cordão Grupo de Dança chamaram a atenção dos coordenadores do Instituto Ayrton Senna em uma de suas visitas a Teresina. A admiração levou ao convite para que o grupo participe da divulgação de um novo projeto do Instituto, que tem foco na criatividade e no pensamento crítico dos estudantes.

Nesta quinta-feira (20), uma equipe de filmagem do IAS esteve na Escola Municipal João Porfírio de Lima Cordão, no bairro Renascença, para gravar trechos de apresentações do grupo. O principal interesse é na coreografia repleta de questionamentos sobre problemas sociais, que impactam o público e propõem uma reflexão sobre as relações humanas.

A interpretação corporal dos jovens teresinenses estará em breve nas múltiplas plataformas utilizadas pelo Instituto Ayrton Senna para anunciar suas ações. O próximo projeto, que ainda não foi anunciado oficialmente, tem relação com outras propostas educacionais já implementadas para o desenvolvimento de competências socioemocionais.

O trabalho realizado pelo Cordão Grupo de Dança há 15 anos será uma das fontes de inspiração. Além de estimular o movimento corporal para o benefício de corpo e mente, a dança dentro da escola é uma potente ferramenta pedagógica. Também é uma forma de expressão da criatividade, dos sentimentos e das inquietações dos estudantes.

Aulão de Carnaval anima servidores da administração municipal

Ascom/Sema

Os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) caíram na Folia de Momo na manhã desta quinta-feira (20). O Aulão de Carnaval, organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh), contou com a participação de professores do projeto Dançando na Praça, da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel).

Mateus Chaves e Krismary Araújo trouxeram os hits do momento, além das tradicionais marchinhas para animar os servidores. “Ao longo de todo o ano, nós realizamos a ginástica laboral, no início do expediente, com os servidores. E mensalmente organizamos outras atividades, como este Aulão, que já virou tradição. É sempre importante destacar o bem-estar que a prática de exercícios promove não só fisicamente como mentalmente, por isso, reforçamos o convite aos servidores para participarem da ginástica laboral”, disse Nildene Lages, assistente social do Nuderh.

Animada com o Aulão de Carnaval, a servidora Rejane Sousa deu um depoimento emocionante. “Eu estava sofrendo com ansiedade, crises de pânico e, então, comecei a fazer dança e foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Hoje sou outra pessoa”, disse.

Aulas de hidroginástica melhoram a vida de mais de 400 idosos de Teresina

João Rufino/Semel

Socorro Paiva já passou dos 60 anos e há algum tempo ela faz parte da turma de alunos que frequentam as aulas de hidroginástica oferecidas para idosos de Teresina, pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer – Semel. Como resultado, ela só elenca benefícios: “Eu tinha problemas de depressão, dor no corpo, hoje eu não sinto mais nada. Eu estou muito feliz”.

Ela faz parte das mais de 400 pessoas beneficiadas pelo projeto da Prefeitura de Teresina, que oferece aulas gratuitas na capital. As aulas acontecem no Círculo Militar, no bairro Ilhotas, onde são atendidas mais de 300 pessoas, e no Clube do Garçon, na Santa Maria da Codipi, que tem uma frequência de cerca de 100 idosos.

“Este núcleo da Santa Maria é mais novo e já estamos com uma frequência significativa. A ideia é levar este projeto para outros pontos da cidade, porque já percebemos que ele faz uma grande diferença na vida das pessoas”, disse o secretário municipal de Esporte e Lazer, Miguel Rosal.

João Rufino/Semel

Maria de Lourdes também frequenta as aulas e conta que, além de ser uma aluna assídua, ainda incentiva suas amigas a também participarem. “Esse projeto me trouxe muita saúde. Eu estava com artrose e hoje estou melhor e continuo a pedir as amigas que venham e participem, porque a hidroginástica é ótima. Só temos a agradecer por este projeto”, afirmou.

Os professores são profissionais especialistas neste tipo de atividade e estão sempre se atualizando para conduzir o projeto da melhor forma e tirar o melhor proveito dos alunos. “Esse é um projeto muito bom, muito construtivo. Você vê a alegria das alunas, muitas têm depressão, problemas em casa e quando vêm para a aula a gente constata que elas se sentem muito melhor”, disse Ivonildes Costa, professora do projeto.

João Rufino/Semel