Teresina registra 5 óbitos por Covid-19 e 322 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais cinco pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta quinta-feira (15). Houve ainda 322 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.071 óbitos, 35.537 infectados pelo novo coronavírus e 14.762 recuperados da Covid-19.

Os óbitos datam dos dias 12, 13 e 15 de outubro. Foram de quatro homens e uma mulher com idades entre 52 e 82 anos. Todos tinham comorbidades como cardiopatia, hipertensão arterial, diabetes e doença renal.

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) alerta a população para que mantenha os cuidados preventivos quanto à Covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e lavagem constante das mãos. “Estamos preocupados com a proximidade do dia de finados em que a população tem a cultura de visitar os cemitérios. Lembramos que a pandemia ainda não acabou. As pessoas não precisam ir aos locais todas ao mesmo tempo. Demorem o menor tempo possível em locais que tenham muitas pessoas. Usem máscara, pratiquem o distanciamento social. Não é indicado que pessoas dos grupos de risco se exponham de forma alguma a qualquer tipo de aglomeração”, alerta Amparo Salmito, infectologista e membro do COE.

Teresina tem isolamento social de 43,9% no feriado

Teresina registrou isolamento social de 43,9%, no feriado de Nossa Senhora Aparecida, na segunda-feira (12), uma alta de 7,5%, em relação ao mesmo dia da semana passada. Com isso, a cidade ocupou a oitava posição entre as capitais do país, segundo levantamento da startup InLoco.

Os dados também mostram o desempenho por regiões da cidade. Na segunda-feira, o melhor índice de isolamento social foi registrado na zona Sul, com 44,98%; seguida da zona Centro-Norte, com 43,89%; da zona Sudeste, com 42,6%, e da zona Leste, com 42,31%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população dos bairros Basilar (59,3%), Jóquei (55,3%), Aeroporto (54,10), Parque Piauí (52,40%) e Gurupi (51,53%). Na outra ponta da tabela, quem menos respeitou o isolamento social foram os moradores da região da Frei Serafim (28,30%) e dos bairros Alegre (33,65%), Vale do Gavião (33,65%), Bom Princípio (33,70%) e Árvores Verdes (35,33%).

Mesmo com a reabertura das atividades econômicas e sociais em Teresina, é necessário que a população continue saindo de casa apenas em casos de extrema necessidade, já que o vírus continua circulando na capital.

Segundo dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS), nesta segunda-feira foram registradas mais duas mortes por Covid-19 e 112 novos caos da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.056 óbitos, 34.715 infectados pelo novo Coronavírus e 14.697 recuperados.

Teresina registra dois óbitos por Covid-19 e 112 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais duas pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (12). Houve ainda 112 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.056 óbitos, 34.715 infectados pelo novo Coronavírus e 14.697 recuperados da Covid-19.

Em relação aos óbitos registrados, foram de duas mulheres. Uma com 56 anos, possuía hipertensão arterial e diabetes. Outra com 81 anos tinha doença neurológica. A gerente de Vigilância Sanitária da capital, Jeanyne Seba, pede que as pessoas cumpram as medidas de prevenção ao coronavírus.

“Em locais públicos é exigido o uso de máscara. A atenção principal deve ser em bares e restaurantes, onde todos devem retirar suas máscaras apenas quando já estiverem em suas mesas, além da higienização das mãos antes de entrar nos locais. Isso deve ser feito em pias ou dispensadores de álcool 70%  instalados nos estabelecimentos”.

Teresina registra três óbitos por Covid-19 e 148 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais três pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta quinta-feira (08). Houve ainda 148 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.043 óbitos, 33.973 infectados pelo novo Coronavírus e 14.561 recuperados da Covid-19.

Em relação aos óbitos registrados, eram todos homens, com idades entre 36 e 70 anos. Apenas um deles não tinha comorbidade, os demais tinham doenças como hipertensão arterial, diabetes, cardiopatia. As mortes ocorreram dias 7 de julho e 7 de outubro.

A gerente de Vigilância Sanitária da capital, Jeanyne Seba, pede que as pessoas cumpram as medidas de prevenção contra o Coronavírus. “Em locais públicos é exigido o uso de máscara. A atenção principal deve ser em bares e restaurantes onde todos devem retirar suas máscaras apenas quando já estiverem em suas mesas, além da higienização das mãos antes de entrar nos locais. Isso deve ser feito em pias ou dispensadores de álcool 70% instalados na entrada dos estabelecimentos”.

Ela pede mais uma vez que a população colabore para a manutenção da segurança. “Não basta apenas a organização do estabelecimento, os clientes também devem colaborar. Por isso, pedimos que todos obedeçam às regras, pois elas foram elaboradas para minimizar os riscos de transmissão da Covid-19”, diz Jeanyne.

Teresina registra isolamento social de 37,6% no sábado

Teresina registrou, no sábado (19), um índice de isolamento social de 37,6%, segundo levantamento da startup InLoco, ocupando a nona posição entre as capitais do país. Com a queda no número de casos da Covid-19 na capital, a Prefeitura de Teresina passou a flexibilixar as medidas restritivas aos sábados, o que ajuda a explicar a queda nos índices.

O levantamento diário da startup InLoco, feito por meio de georeferencimento, também mostra como ficou o isolamento social por regiões da cidade. E, no sábado, quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a região Centro-Norte, com 37,69%; seguida da região Sul, com 37,47%; da região Leste, com 36,92%, e da região Sudeste, com 36,86%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que o isolamento social foi maior no Cabral, Ininga, Parque Poti, São João e Monte Verde. Na outra ponta da tabela, quem menos respeitou as determinações para ficar em casa foi a população dos bairros Parque Brasil, Árvores Verdes, Morros, Nova Brasília e Vila São Francisco.

Apesar da retomada gradual das atividades econômicas e sociais em Teresina, é importante que a população saia de casa apenas em casos de extrema necessidade e tomando todos os cuidados necessários para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Apesar de apresentar queda, os dados mostram que o vírus ainda circula na cidade. O Boletim do Centro de Operações em Emergência (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina registrou no sábado (19) mais 110 casos de Covid-19, além de seis mortes em decorrência da doença. Agora, a capital contabiliza 29.855 casos, 984 óbitos e 13.060 pessoas recuperadas desde o início da pandemia, em março deste ano.

Teresina registra mais 4 óbitos por Covid-19 e 212 casos confirmados da doença 

Na sexta -feira(18), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de quatro pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina. Houve ainda mais 212 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza um total de 978 óbitos, 29.745 infectados pelo novo Coronavírus e 13.060 recuperados da Covid-19.

A FMS esclarece que os quatro óbitos ocorreram entre os dias 16 e 18 de setembro e foram computados no sistema de notificação nesta sexta-feira (18). Desse total, duas vítimas eram do sexo masculino e todas tinham doenças crônicas, como diabetes, asma, doença cardíaca, renal, hepática e neurológica. Essas pessoas residiam nos bairros São Pedro (86 anos), Angelim (43 anos), Saci (80 anos) e Parque Ideal (66 anos de idade).

A coordenadora do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Weslany Santana, lamentou os óbitos e alertou que todos devem seguir as recomendações de higiene e de distanciamento social para evitar a proliferação do Coronavírus. “A estatística local mostra que mais de 80% das pessoas que morrem com Covid-19 têm doenças crônicas e são idosos, mas há registro também de cidadãos sem comorbidades e jovens que são fatalmente afetados pelo vírus”, diz.

Teresina tem isolamento social de 36,5% e ocupa segunda posição entre as capitais

Teresina registrou, na sexta-feira (19), isolamento social de 36,5%, segundo dados da startup InLoco, que faz um levantamento diário na capital, por meio de georeferenciamento. Com isso, a cidade ocupou a 2ª posição entre as capitais do país.

Os dados da InLoco também mostram como anda o isolamento social por regiões de Teresina. Na sexta-feira, quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população da zona Centro-Norte, com 38,19%; seguida da zona Sul, com 36,06%; da zona Sudeste, com 35,58%, e da zona Leste, com 35,16%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou o isolamento social foram São João (47,70%), Pedra Mole (44,20%), Olarias (43,70%), Distrito Industrial (43,55%) e Santo Antônio (42,95%). Na outra ponta da tabela, com os menores índices, estão os bairros Cristo Rei (23,90%), Nova Brasília (24,60%), Saão Sebastião (27,85%), Fátima (28,58%) e Saci (30,30%).

Apesar do segundo lugar entre as capitais, os dados mostram que os índices de isolamento social estão mais baixos nas últimas semanas. Isso tem acontecido devido à retomada das atividades comerciais e sociais em toda a cidade. Com isso, as pessoas estão saindo de casa com mais frequência. No entanto, é importante lembrar que o vírus ainda circula pela capital e todos os cuidados devem ser mantidos, como o distanciamento social, o uso de máscaras, higienização das mãos, evitar aglomerações e só sair de casa em caso de necessidade.

Teresina tem isolamento social de 37,5% na quinta-feira

Teresina registrou, na quinta-feira (17), isolamento social de 37,5%, segundo dados da startup InLoco, que faz um levantamento diário na capital, por meio de georeferenciamento. Com isso, a cidade ocupou a 3ª posição entre as capitais do país.

Os dados da InLoco também mostram como anda o isolamento social por regiões de Teresina. Na quinta-feira, quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população da zona Sudeste, com 38,99%; seguida da zona Centro-Norte, com 37,64%; da zona Sul, com 37,53% , e da zona Leste, com 37,17%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou o isolamento social foram Mafrense (48,80%), Bom Princípio (45,03%), São João (43,30%), Ininga (43,15%) e Santa Cruz (42,90%). Na outra ponta da tabela, com os menores índices, estão os bairros Jacinta Andrade (28,30%), Nova Brasília (29,70%), Cristo Rei (29,80%), Vila São Francisco (31,40%) e Água Mineral (31,45%).

Os índices vêm sofrendo queda nas últimas semanas devido à retomada das atividades comerciais e sociais em toda a cidade. Com isso, as pessoas estão saindo de casa com mais frequência. No entanto, é importante lembrar que o vírus ainda circula pela capital e todos os cuidados devem ser mantidos, como o distanciamento social, o uso de máscaras, higienização das mãos, evitar aglomerações e só sair de casa em caso de necessidade.

Teresina tem isolamento social de 36,8% na segunda-feira

Teresina registrou, na segunda-feira (14), isolamento social de 36,8%, segundo dados da startup InLoco, que faz um levantamento diário na capital. Com isso, a cidade ocupou a 13ª posição entre as capitais do país.

Os índices vêm sofrendo queda nas últimas semanas devido à retomada das atividades comerciais e sociais em toda a cidade. Com isso, as pessoas estão saindo de casa com mais frequência. No entanto, é importante lembrar que o vírus ainda circula pela capital e todos os cuidados devem ser mantidos, como o distanciamento social, o uso de máscaras, higienização das mãos, evitar aglomerações e só sair de casa em caso de necessidade.

O levantamento da InLoco também mostra como anda o isolamento social por regiões de Teresina. Na segunda-feira, quem ais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população da zona Centro-Norte, com 37,73%; seguida da zona Sudeste, com 36,72%; da zona Leste, com 36,55%, e da zona Sul, com 36,48%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou o isolamento social foram Porto do Centro (45,50% ), Água Mineral (44,40%), Memorare (44,30%), Promorar (43,60%) e Parque Brasil (43,10%). Na outra ponta da tabela, com os menores índices, estão os bairros Nova Brasília (25,20% ), Sebastião (27,40%), Novo Horizonte (30,53%), Cristo Rei (31,00%) e Recanto das Palmeiras (31,07%).

Teresina contabiliza 28.635 casos e 967 óbitos desde o início da pandemia, em março deste ano. Além disso, 12.940 pessoas estão recuperadas da doença, segundo o Boletim do Centro de Operações em Emergência (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Teresina registra seis mortes e 321 novos casos de Covid-19

Teresina registrou, nesta quinta-feira (10), 321 novos casos de Covid-19. Além disso, foram contabilizados seis novos óbitos em decorrência do novo coronavírus. Os dados são do painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que registra até o momento 27.925 casos e 955 mortes.

Os óbitos aconteceram dias 6, 9 e 10 de setembro. Dos seis pacientes que morreram, cinco eram portadores de comorbidades como hipertensão, diabetes, doença pulmonar e neoplasia. Foram quatro mulheres e dois homens, com idades entre 33 e 80 anos.

A FMS contabilizou ainda que, desde o início da pandemia, 12.552 pessoas ficaram recuperadas da doença. Integram o grupo dos recuperados aquelas pessoas com Covid-19 que tiveram alta após atendimento na rede hospitalar e também as que estavam com quadro leve da doença e fizeram o tratamento em casa.