Zona Norte: Residencial está com 500 unidades habitacionais montadas

Na manhã desta quarta-feira, 13, o prefeito Firmino Filho visitou algumas obras em execução na zona Norte da cidade acompanhado de gestores da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte. A atividade iniciou pelo Residencial no Parque Brasil, que já está com 500 unidades habitacionais com suas estruturas montadas.

O Residencial é composto de 350 casas e 672 apartamentos que deverão atender mais de 1.000 famílias reassentadas pelo Programa Lagoas do Norte. Orçada em R$107 milhões, sendo R$35 milhões de contrapartida da Prefeitura, a obra tem um prazo de execução de 14 meses, mas poderá ser entregue em dezembro deste ano.

“O Residencial está em um ritmo bom de execução e é uma obra bastante importante aqui para a região, pois irá beneficiar muitas famílias”, destacou Márcio Sampaio, superintedente executivo da SDU Centro/Norte.

Rômulo Piauilino

As casas apresentam uma área de 50 m², com sala, cozinha, banheiro e dois quartos e os apartamentos contém três pavimentos. A obra contemplará também toda a parte urbanística, arruamento, drenagem e esgotamento sanitário, que serão entregues junto com o residencial.

Outra obra visitada no mesmo bairro foi a urbanização de uma área da Prefeitura onde será construída uma lagoa para detenção de águas da chuva e implantação de uma área de lazer com campo de futebol. A obra inclui também a pavimentação de ruas na região e está orçada em R$3 milhões, com recursos do PAC Requalificação de vias, a fim de beneficiar toda comunidade da região.

O prefeito também visitou ruas no Leonel Brizola e Dilma Rousseff que estão recebendo os serviços de pavimentação com recursos oriundos do Orçamento Popular (OP) e Emenda Parlamentar (EP). No cronograma, serão contempladas também vias no Parque Brasil II, Vila Nova Conquista e Santa Maria da Codipi.

A manhã encerrou com visita à construção de novo cemitério na zona Norte, localizado no bairro Jacinta Andrade. No local, serão construídas uma área administrativa, capela, estacionamento e área para as covas. O terreno possui cerca de 9 hectares e capacidade a princípio para 1.500 covas. A primeira parte da obra está orçada em R$930 mil com recursos do município.

O prefeito Firmino Filho destacou ainda a importância das obras para a região. “É uma alegria muito grande estar visitando as obras aqui na zona Norte da cidade. Passamos primeiro pelo Residencial no Parque Brasil, depois na construção de um piscinão na mesma região e ainda visitamos obras em expansão no Leonel Brizola. É uma satisfação grande em estar presenciando essas benfeitorias aqui na região Norte”, concluiu.

PGM Teresina divulga edital de seleção para estagiários

A Procuradoria Geral do Município lançou edital para seleção de novos estagiários do curso de Direito. As inscrições para o Teste Seletivo podem ser feitas através do site pgm.teresina.pi.gov.br até o dia 22 de março de 2019.

A confirmação da inscrição deve ser feita presencialmente mediante a doação de 3kg de alimentos não perecíveis, que serão doados para instituições de caridade. A seleção busca o preenchimento de duas vagas, com a possibilidade da abertura de outras durante o prazo de validade do teste. O último edital, por exemplo, convocou 30 estagiários, uma média além do que esperado.

O Procurador Marcelo Fanco preside a Comissão Organizadora do Evento e destaca a importância do estágio para a formação do estudante. “O estágio é uma oportunidade de complementação educacional e contribui no desenvolvimento da prática profissional e formação do estudante, sem criação de vínculo empregatício, regendo-se nos termos da Lei nº 11.788, de 25.07.08, e das normas próprias das Instituições de Ensino. Na PGM Teresina, o acadêmico tem a oportunidade deste contato prático, e, assim, desenvolverá muitas habilidades para o exercício da advocacia”, explica.

O teste será compreendido por uma prova objetiva com 40 questões de múltipla escolha, cada qual contendo quatro alternativas, sendo apenas uma correta, e uma prova discursiva contendo duas questões. As provas serão aplicadas no dia 7 de abril, de 08h as 13h, em local ainda não definido.

População participa de discussão sobre os impactos ambientais da nova ponte sobre Rio Poti

Com significativa participação popular, a Prefeitura de Teresina realizou, na Associação de Moradores do bairro Água Mineral, uma audiência voltada para as discussões relacionadas aos impactos ambientais da construção da nova sobre o Rio Poti. A ponte interligará o referido bairro, nas imediações do balão da Coca-Cola, à Universidade Federal do Piauí (UFPI), próximo ao Setor de Esportes.

Durante a audiência, organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM), a equipe da empresa responsável pela elaboração do projeto executivo de implantação da ponte socializou os trabalhos desenvolvidos, o que inclui o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (RIMA).

O presidente da Associação de Moradores do bairro Água Mineral, João de Deus Gomes, que acompanhou a discussão, pontuou que a obra tende a trazer mais pontos positivos do que negativos. “Essa ponte certamente vai trazer mais desenvolvimento para nossa comunidade. Eu, inclusive, trabalho na zona Leste e sei o quanto isso vai ajudar na minha mobilidade, assim como de milhares de pessoas que precisam se deslocar diariamente para essa região”, disse a liderança comunitária.

Ascom

Os trabalhos apresentados apontam efeitos ambientais que serão causados, por exemplo, na fauna, flora, ar, solo, água e vegetação. No aspecto da vegetação, os impactos se darão com a retirada de cerca de 70 árvores, que serão devidamente compensadas com a criação de um parque ambiental.

“Como forma de compensar ambientalmente a supressão dessas árvores, faremos a inserção de espécies semelhantes, que serão plantadas em um novo parque ambiental, a ser criado nas imediações da área intervenção da obra. O terreno a ser destinado para esse parque possui aproximadamente cinco hectares”, destaca o secretário da SEMAM, Olavo Braz.

Além de gestores e técnicos da Prefeitura de Teresina, vereadores e diversos representantes de entidades públicas também marcaram presença durante a audiência, a exemplo do IBAMA, EMBRAPA, SEMAR, UFPI, CREA-PI, CAU-PI e Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

Conclusão do estudo

Por meio das conclusões do estudo foi destacado que os impactos positivos terão longa duração, enquanto os impactos negativos, em sua maioria, são de baixa e média duração e apresentam-se, principalmente, na fase de instalação.

A nova ponte sobre o rio Poti vai contribuir para o aumento do número de empregos, seja dos operários da construção das vias em razão da abertura de vagas de trabalho, seja em razão do surgimento das empresas beneficiadas.

Contribuirá, ainda, para o aumento da arrecadação pública, do comércio legal, para o aumento da demanda de bens e serviços, da qualidade de vida de seus usuários com a facilitação do deslocamento entre os bairros, assim como trará melhoria nas condições de saúde e educação da população que poderá ter melhor acesso aos hospitais e escolas, como o acesso mais rápido e fácil ao campus da UFPI.