Zona Norte lidera em notificação de casos de dengue em Teresina

Bairros da zona Norte estão entre os dez com maior notificação de casos de dengue em Teresina. De 1º de janeiro até hoje (11), foram notificados 444 casos de dengue em toda a cidade. O bairro campeão em notificações é o São Joaquim, seguido por Mocambinho, Primavera, Mafrense, Parque Brasil, Vila São Francisco, Dirceu, Buenos Aires, Matadouro e Nova Teresina.

“A zona Norte lidera em notificações. Dos 10 bairros com maior número de casos, apenas um não está localizado na região Norte de Teresina. Não podemos relaxar nas atitudes de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, especialmente agora porque, com o fim do período chuvoso, é esperado um aumento no índice de infestação e, consequentemente, nos casos das doenças. É muito importante que cada um faça a sua parte”, alerta a diretora de Vigilância em Saúde da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Amariles Borba.

De acordo com dados da Fundação Municipal de Saúde, Teresina apresenta risco médio para infestação por Aedes aegypti. É o que aponta o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2020, realizado em março, que mostra índice 3,0 de Infestação Predial (IIP).  O número está muito acima do que foi registrado no primeiro levantamento do ano, realizado em janeiro, que era de 0,7.

“O Índice de Infestação Predial (IIP) era baixo em janeiro e já nos colocou, em março, em médio risco para infestação do Aedes aegypti. Esse é um alerta sério, porque o mesmo mosquito transmite quatro doenças: dengue, chikungunya, zika e febre amarela. A Gerência de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde continua fazendo seu trabalho de campo para evitar a proliferação do Aedes aegypti em nossa capital, mas pedimos o apoio de toda a população. Em 2019, foram retirados mais de 1,2 milhão de ovos do Aedes de cemitérios, hortas comunitárias, borracharias e terrenos abandonados. Este ano, já foram recolhidos mais de 200 mil. Todos nós somos responsáveis pela manutenção da cidade livre de qualquer epidemia provocada pelo mosquito”, pontua Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da FMS.

Confira os 10 bairros com maior número de notificação de casos de dengue:

BAIRROS                      Nº CASOS 2020

SÃO JOAQUIM                   18

MOCAMBINHO                  17

PRIMAVERA                        13

MAFRENSE                          13

PARQUE BRASIL                12

VILA SÃO FRANCISCO     09

DIRCEU                                08

BUENOS AIRES                  08

MATADOURO                     07

NOVA TERESINA               07

Vacinas de rotina são disponibilizadas à população nas UBSs de Teresina

As vacinas de rotina, aquelas que constam no Calendário Nacional de Vacinação, estão disponíveis à população em 67 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Teresina, excluindo as UBSs que estão com atendimento exclusivo para síndrome gripal. Por recomendação do Ministério da Saúde aos municípios brasileiros, esse serviço estava suspenso.

De acordo com a coordenadora da Rede de Frio da FMS, Deusamar Meneses, estão disponíveis 16 tipos de vacinas: BCG, Hepatite A e B, Vacina Inativa de Poliomielite e Vacina Oral de Poliomielite, Pneumocócica 10 e 23 Valente, Rotavírus, Meningocócica C, Febre Amarela, Tríplice viral e Varicela, DTP, HPV, Dupla Adulto e DTpa.

Para evitar a proliferação do Coronavírus, quem chegar ao local para se vacinar deve respeitar as recomendações de cuidados do Ministério da Saúde. “Solicitamos a todos que não façam aglomeração nestes locais, usem máscara de pano, higienizem as mãos e respeitem a distância de 2 metros entre as pessoas”, explica o diretor de Atenção Básica, Kledson Batista.

Para ter acesso às vacinas, crianças, jovens, adultos e idosos devem portar a sua caderneta de vacinação. Mas, ainda que não possuam este documento, serão atendidos. “É importante lembrar que a vacina de gripe, de maneira muito específica, está disponível apenas para pessoas com doenças crônicas, desde o dia 06 de maio”, finaliza Kledson Batista.

“O programa de imunização brasileiro é um dos melhores do mundo, pois fornece vacinas de qualidade e tem controlado várias doenças. Só reforçamos o pedido para que a população que necessita atualizar sua caderneta de vacinação se previna contra o coronavírus e evite fazer aglomeração nas UBS”, finaliza a médica infectologista Amparo Salmito.

CONFIRA LISTA DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS) QUE TÊM VACINAS DE ROTINA:

 

UBS DA REGIÃO SUL:
1. Vila Confiança
2. Leônidas Antonio Deolindo (Saci)
3. Francisco Soares Filho (São Pedro)
4. Dr José Wilson Batista (Vermelha)
5. Maria de Jesus Carvalho (Porto Alegre)
6. Bruno Rafael Rodrigues De Sousa (Esplanada)
7. Dr Augusto De Castro (Km 07)
8. Dr Durvalino Couto (Bela Vista)
9. São Camilo (Lourival Parente)
10. Dr José Cândido/Carolina Silva
11. Nossa Senhora Da Paz (Vila Da Paz)
12. Sérgio Luiz Chantal Nunes (Três Andares)
13. Cristo Rei
14. Parque Pioneiro I/Santo Antonio
15. Dr José de Arimatea Dos Santos (Betinho)
16. Dr Francílio Ribeiro De Almeida (Angelim)
17. Dep. Xavier Neto (Mário Covas)
18. Dra Virgínia Castelo Branco (Sta. Clara)
19. Chapadinha Sul
20. Dr Elon Constantino De Aguiar (Alegria)
21. Dr Leônidas Melo (Cerâmica Cil)
22. Antonio Pessoa dos Santos (Vamos Ver o Sol)
23. Hugo Prado

 

UBS DA REGIÃO NORTE:

1. Cecy Fortes
2. José Ribeiro De Carvalho (Cidade Verde)
3. Memorare
4. Dr Manoel Ayres Neto (Parque Wall Ferraz)
5. Dr Mariano Mendes (Monte Alegre)
6. Parque Brasil
7. Dr Evaldo Carvalho (Nova Brasília)
8. Adelino Matos
9. Dr Marcos Guedes (Nova Teresina)
10. Jacinta Andrade I
11. Dr Fernando Gomes Correia Lima (Jacinta Andrade II)
12. Dra Maria Teresa De Melo Costa (Mafrense)
13. Deputada Francisca Trindade (Água Mineral)
14. Buenos Aires
15. Dois Irmãos
16. Bela Vista Rural
17. João Cirilo (Boa Hora)

UBS DA REGIÃO LESTE:
1. Dra Onésima Nascimento (Santa Bárbara)
2. Dr Henrique Melo Castelo Branco (Vale Do Gavião)
3. Vila Bandeirante
4. Dr Félix Francisco Pereira Batista (P. Universitário)
5. Mama Mia
6. Piçarreira
7. Dr Francisco José da Costa Sousa (Ininga)
8. Anita Ferraz
9. Vila do Avião
10. Deputado Alberto Monteiro (Soinho)
11. Dr Dirceu Arcoverde (Santa Teresa)
12. Gilmar Carvalho/Santa Luz
13. Coroatá
14. Cacimba Velha
15. Campestre Norte

UBS DA REGIÃO SUDESTE:

1. Nossa Senhora Da Guia
2. Pe. Mário Rocchi (P. Esperança)
3. Dr Reginaldo M. Castro (Renascença)
4. Raimunda Soares Oliveira (Firmino Filho)
5. Redonda
6. Dr Gil Martins (Usina Santana)
7. Deus Quer
8. Alto Da Ressurreição
9. Boquinha
10. Taboca do Pau Ferrado
11. Dr Chagas Martins (Estaca Zero)

Prefeitura transfere grupo de venezuelanos para novo espaço

Com o objetivo de adequar os cuidados para a prevenção ao coronavírus e minimizar os riscos de aglomerações, a Prefeitura de Teresina realizou a transferência de 60 indígenas venezuelanos que estavam abrigados no Centro Social Urbano (CSU) do Buenos Aires para um novo espaço. O local fica em um antigo prédio do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí –  EMATER, localizado na BR 343.

Mayra Veloso, gerente da proteção social especial da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), explica que a medida se fez necessária tendo em vista que o local estava funcionando com 141 acolhidos. “Diante desse contexto da pandemia, solicitamos um novo espaço e, em diálogo com o Governo do Estado, nos foi cedido um antigo espaço da EMATER. Toda a articulação foi feita de forma dialogada com os grupos que residem no abrigo, eles visitaram o espaço previamente e a escolha do grupo transferido foi um acordo entre as famílias”, afirmou.

A Semcaspi disponibilizou carros para o transporte da mudança e ônibus para deslocar os venezuelanos. As equipes da Fundação Cajuína, que administra o acolhimento institucional dos imigrantes venezuelanos no município, irão prestar toda assistência necessária. Os abrigos terão um responsável técnico, dois educadores sociais, dois agentes de portaria e um auxiliar de serviços gerais. A alimentação também será mantida igualmente nos dois espaços.

“A coordenação vem realizando esse diálogo há quase duas semanas com eles, tivemos o reforço da antropóloga da unidade explicando a necessidade dos cuidados. Eles aceitaram sem conflitos, contudo tiveram receio em se dividir, pois são três grupos de famílias. Informamos que isso não aconteceria, a divisão foi feita considerando estes laços”, explica a coordenadora do abrigo, Ana Luísa Martins.

Além disso, as equipes contam com o apoio do professor venezuelano, Yovini Eulálio, que reside no abrigo e ajuda com as traduções do idioma. Os imigrantes indígenas da etnia Warao chegaram a Teresina no dia 13 de maio de 2019 e estão refugiados devido à crise econômica e política na Venezuela. Atualmente, o município acolhe a 174 venezuelanos divididos entre os abrigos do Buenos Aires, Piratinga e, agora, EMATER.

Covid-19: mais de duas mil sanitizações foram realizadas em 4 semanas


Com o intuito de evitar que espaços públicos com grande circulação de pessoas se tornem foco de disseminação da Covid-19, a Prefeitura de Teresina já realizou mais de duas mil ações de sanitização com a pulverização de soluções de água com hipoclorito de sódio durante quatro semanas.

Do total de 2.203 ações, 616 foram realizadas em Unidades de Saúde, 367 em lotéricas e bancos, 169 em grandes supermercados, 89 em terminais de ônibus, 387 paradas abertas e integradas e 48 visitas em mercados municipais. Além desses pontos, shoppings, calçadões do centro, instituições públicas, cemitérios, delegacias, aeroporto, rodoviária, Polo de Saúde e outros espaços públicos que seguem em funcionamento durante a quarentena, recebem a visita dos agentes da prefeitura cerca de três vezes por semana.

De acordo com o Secretario Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antonio Ayres, diariamente são utilizados 225 Kg de hipoclorito de sódio e 15 mil litros da solução é pulverizada por agentes utilizando bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros, nos turnos manhã e tarde, de segunda a sábado.

“A prefeitura tem atuado com foco em evitar que os locais de funcionamento essencial para a população não se tornem ambientes de contaminação do coronavírus, mas reforçamos para a população que o nosso pedido principal é que fiquem em em suas residências, evitem reuniões com amigos em casa e sigam as orientações de higiene e proteção pessoal”, conclui o gestor.

SDU Leste acompanha funcionamento do Mercado do Peixe após medidas contra a Covid-19


Os fiscais da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) estão acompanhando, na manha desta quinta-feira (09), a movimentação interna e externa do Mercado do Peixe. Ontem (08), representantes da SDU Leste, Guarda Civil Municipal, Strans e Vigilância Sanitária estiveram reunidos na sede do Mercado para definir estratégias frente à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Com a chegada da Semana Santa, o Mercado do Peixe recebe um fluxo ainda maior de clientes que procuram pela compra do pescado. Com o intuito de evitar a aglomeração de pessoas e assegurar a saúde de todos, a Prefeitura de Teresina adotou medidas para frear a disseminação do vírus.

O Gerente de Controle e Fiscalização da SDU Leste, Lupércio Medeiros, está no local e relata como anda a movimentação no Mercado. “Estamos aqui com mais dois fiscais acompanhando o fluxo de pessoas, bem como a quantidade de comerciantes por cada boxe. Nossa missão aqui é garantir que todos tenham acesso às mercadorias de forma segura e respeitando as recomendações da Organização Mundial de Saúde e do nosso decreto Municipal.

É importante esclarecer que as providências tomadas a partir de hoje são para garantir a segurança de todos e fazer com que esse comércio essencial continue prestando seus serviços com toda a higiene possível”, esclareceu.

Confira as medidas adotadas pelos órgãos municipais:

A partir das 5h desta quinta-feira (09), os veículos não têm mais acesso ao estacionamento da frente do Mercado, que está disponível apenas para os idosos e pessoas com deficiência.

Os agentes da Strans também estão no local para dar orientações aos motoristas, que podem estacionar seus veículos nas ruas próximas ao Mercado.

A Guarda Civil Municipal está restringindo a entrada da população no local, limitando a uma quantidade de até 30 pessoas, por vez, para evitar aglomerações no interior do Mercado.

Prefeito avalia cumprimento das medidas de isolamento social e pede que população fique em casa

Para evitar o crescimento do número de casos do novo coronavírus, a Prefeitura de Teresina vem adotando medidas de isolamento social por meio de decreto municipal e ações para evitar a circulação do vírus, que já causou a morte de cinco pessoas no Piauí, sendo três óbitos na capital. O prefeito Firmino Filho considera que os teresinenses devem continuar seguindo as medidas de prevenção.

Ele avalia que, nesta semana, o desempenho do cumprimento das medidas é considerado intermediário em relação às duas últimas semanas, após o decreto municipal que determina inclusive o fechamento das atividades e do comércio, ficando abertos apenas os serviços considerados essenciais.

“Na primeira semana tivemos um bom desempenho na cidade, as pessoas compreenderam os riscos que estávamos correndo e a incerteza que colocava Teresina em situação realmente difícil. Depois fizemos um relaxamento nas medidas, mas percebemos que o isolamento social diminuiu consideravelmente, trazendo riscos para o crescimento da contaminação em nossa cidade. Já nesta terceira semana, é importante que se fale: temos mais razões para ficar em casa e não realizarmos as tradicionais viagens para as cidades do interior. Assim, estaremos protegendo a nós e aos nossos familiares que lá estão”, chama a atenção.

Na capital, são 579 casos notificados, sendo 130 suspeitos, 425 descartados, 24 confirmados e 03 óbitos. Ainda de acordo com Firmino, Teresina espera aumentar o diagnóstico de possíveis casos com chegada de novos testes em breve. “Faremos todas as ações necessárias para este combate. E, não podemos esquecer, nesta guerra contra o exército invisível, que se fortalece com o contato entre as pessoas, o isolamento social é a maior arma para diminuirmos a circulação do vírus. Por isso, fique em casa”, convoca.

A Prefeitura está intensificando as fiscalizações para garantir o cumprimento dos decretos. A população pode denunciar os estabelecimentos que estejam burlando as recomendações através dos números 153, (86) 3215-9317 e pelo whatsapp (86) 99438-0254.

Mercados da zona norte passam por sanitização nesta sexta-feira

Os mercados públicos da zona norte da cidade vão passar por processo de sanitização, nesta sexta-feira (3), a partir das 14h. A ação tem como objetivo prevenir o contágio por coronavírus (COVID- 19) e consiste na pulverização de solução de água com hipoclorido de sódio por meio de bombas costais.

O trabalho que será realizado é fruto de uma parceira entre as SDUs, Fundação Municipal de Saúde e a Águas de Teresina, que fará a doação do hipoclorido de sódio. Além da sanitização, serão implantadas algumas medidas de higiene e prevenção nos mercados, como forma de evitar a propagação do vírus. Os mercados públicos precisam ficar abertos para atender às necessidades das pessoas, por isso será realizado esse trabalho a fim de proteger a todos que precisarem ir às compras.

Na zona Norte serão sanitizados os mercados São José (mercado central), São Joaquim, Mafuá e Buenos Aires. O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, enfatiza que esse é um trabalho que precisa ser feito para proteger a todos. “Estamos realizando essa ação para proteger tanto os permissionários quanto as clientes que precisam ir aos mercados fazer alguma compra de primeiras necessidades”, disse.

Sampaio explica que o processo será feito nesta sexta e que o efeito permanecerá no sábado, domingo e segunda, por isso a expectativa é que na próxima segunda e na próxima sexta à tarde o trabalho seja feito novamente. “A orientação é para que todos permaneçam em casa, mas como os mercados precisam ficar abertos vamos fazer esse trabalho de sanitização e ainda dá orientações sobre higienização para as pessoas”, acrescenta.

O superintendente enfatiza que as pessoas precisam manter o isolamento social. “Percebemos que a população está voltando às ruas, mas isso não pode acontecer. É importante manter o isolamento social pois assim estamos evitando a contaminação, as pessoas devem sair de casa somente em situações de extrema necessidade’, complementa.

Atenção Básica destaca 20 UBS para atendimento exclusivo a casos de síndrome gripal

Em função da reorganização no serviço de atendimento aos casos suspeitos de COVID-19 e o andamento dos serviços na Atenção Básica Municipal, a Fundação Municipal de Saúde definiu nesta quarta-feira (01) uma nova estratégia de atendimento. Agora, 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) atenderão exclusivamente os casos de síndrome gripal, enquanto as outras 71 ficam a cargo das demandas da Estratégia Saúde da Família.

Entre as UBSs exclusivas para síndrome gripal, estão as 10 que já atendem em horário estendido (de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 17h), e mais 10 que funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h. A lista inclui unidades nos pontos centrais das quatro zonas da cidade que devem ser procuradas por pacientes com sintomas suspeitos para COVID-19, onde receberão atendimento e encaminhamento caso necessário.

Já as outras 71 UBS responderão às demandas regulares da Atenção Básica como atendimento a gestantes, hipertensos, diabéticos, crianças com problemas que não sejam gripais e todos os serviços que funcionavam antes da pandemia. “É importante destacar que está sendo permitida a realização de consultas nestes grupos, porém continua a recomendação de evitar aglomerações”, explica Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS, que exemplifica: “Se você é um hipertenso que precisa apenas buscar receita, você irá medir a pressão e receber a sua medicação. Se você faz pré-natal mas não está sentindo nada ou não chegou seu período de consulta, aguarde. Mas se você precisa fazer consulta pré-natal porque já está sentindo algo ou porque já está no momento, procure uma das UBSs que não estejam atendendo síndromes gripais”, exemplifica ele.

O diretor frisa que neste momento estas 71 UBSs estão sendo orientadas a atender pacientes de qualquer zona da cidade, mesmo que eles sejam acompanhados originalmente por outra unidade. “Isso é possível graças ao sistema E-sus, que possibilita aos médicos acessarem o prontuário eletrônico de qualquer paciente atendido nas UBSs pela internet”, diz Kledson Batista. Além disso, estas unidades também estarão encarregadas de realizar serviços como retirada de pontos, curativos e troca de sondas, entre outros.

Já o atendimento odontológico está concentrado nas UBSs dos bairros Saci e Buenos Aires, apenas para casos estritamente necessários, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. Já a vacinação está acontecendo exclusivamente para a Campanha de Vacinação contra a gripe, sendo que a rotina de atualização de cadernetas será normalizada a partir do dia 16 de abril.

Segundo o presidente da FMS, Manoel Moura Neto, a reorganização está em sintonia com recomendações da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) enviadas ao Ministério da Saúde. “A experiência de outros países têm mostrado que minimizar o contato presencial entre profissionais de saúde e usuários com síndrome respiratória agora, bem como evitar aglomeração de pessoas nestas unidades, é crucial para impedir a propagação do vírus, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde sobre a organização da atenção à COVID-19”, comenta o presidente.

Confira a lista das UBS com atendimento exclusivo para síndrome gripal

SUL
UBS Portal da Alegria
UBS Irmã Dulce
UBS Dagmar Mazza
UBS Parque Piauí
UBS Monte Castelo
UBS Promorar

SUDESTE
UBS Todos os Santos
UBS Novo Horizonte
UBS Carlos Alberto Cordeiro

NORTE
UBS Poty Velho
UBS Santa Maria da Codipi
UBS Real Copagre
UBS Karla Ivana
UBS Mocambinho

LESTE
UBS Taquari
UBS Planalto Uruguai
UBS Cidade Jardim
UBS Satélite
UBS Santa Isabel
UBS São João

Permissionários do transporte individual de passageiros devem redobrar cuidados com a Covid-19

Ascom/Strans

Em Teresina, não há restrições com relação a atuação dos profissionais que trabalham com o transporte individual de passageiros. No entanto, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vem seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e está orientando os condutores e usuários desse tipo de serviço para que redobrem os cuidados com a Covid-19.

Para os profissionais que utilizam o carro como meio de locomoção, a orientação é desligar o ar-condicionado e realizar as viagens com os vidros abertos. Além disso, os taxistas e mototaxistas devem realizar a higienização de seus veículos e dos capacetes regularmente. De preferência, após o término de cada corrida.

“Recomendamos que os profissionais desse tipo de transporte intensifiquem as prevenções para evitar a propagação da Covid-19. É importante também que os usuários façam o seu papel e só se desloquem de suas casas em casos de extrema necessidade. Quem pode, deve ficar em casa”, alerta o gerente de licenciamento e concessão da Strans, Rômulo Rêgo.

A Strans recomenda, ainda, que os passageiros obedeçam as recomendações básicas de higienização e evitem corridas compartilhadas, para coibir a aglomeração nos veículos.

UPA do Satélite instala pia na porta de entrada como medida de prevenção ao coronavírus

Ascom/FMS

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Satélite instalou na entrada da unidade uma pia, com sabão líquido e toalhas para secagem das mãos. Algo simples, mas de extrema importância durante esse período de enfrentamento à COVID-19 (doença causada pelo coronavírus).

“Nosso objetivo é a diminuição dos riscos de contaminação em nossa unidade. Todas as pessoas que entram na unidade devem lavar as mãos. Nos primeiros contatos, com recepção e classificação com os médicos as pessoas já estão com as mãos higienizadas. Nossa prioridade é manter a higiene e diminuir a contaminação entre os pacientes e os profissionais de saúde”, fala a diretora da UPA Satélite, Celina Tourinho.

Lavar as mãos corretamente é uma medida simples, mas que pode nos proteger e várias doenças infecciosas. Saiba como lavar de maneira correta:

1 – comece a lavagem com movimentos circulares dos dedos de uma mão na palma da outra;

2 – entrelace as duas mãos para higienizar as “costas” delas e, principalmente, a região entre os dedos;

3 – repita o processo de dedos cruzados — agora com as palmas juntas;

4 – para assear as unhas, deixe as mãos em forma de concha e faça movimentos verticais uma na outra, juntando-as  em sentido oposto;

5 – com a mão ainda em forma de concha, fechada, desenhe círculos na palma;

6 – use água corrente para tirar o sabão (e as bactérias) de sua pele;

7 – se possível, feche a torneira com um papel ou uma toalha para não se sujar de novo;

8 – por fim, seque bem as mãos com uma toalha limpa ou um pedaço de papel.