90% das secretarias municipais já migraram para o uso de documentos eletrônicos

Todas as secretarias municipais, ligadas à Prefeitura de Teresina, passarão, em pouco tempo, a utilizar o processo eletrônico, que consiste na tramitação de documentos de forma digital, dentro dos órgãos. A implantação do processo eletrônico faz parte do projeto Teresinense Digital, que tem o objetivo de facilitar e desburocratizar o acesso do teresinense aos serviços da Prefeitura. Hoje, 90% das secretarias já funcionam desta forma.

“Nós já estamos finalizando esta implantação. Agora, nós estamos trabalhando na Fundação Municipal de Saúde, posteriormente, iremos para a Secretaria de Educação e também o IPMT, que é o Instituto de Previdência da Prefeitura”, disse o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, acrescentando que o próximo passo é fazer com que o cidadão consiga acessar os serviços ofertados pelas secretarias sem precisar se deslocar ao órgão.

O gestor lembra que, além de facilitar a vida do teresinense, o processo de migração para o digital também ajuda na preservação do meio ambiente, com a economia de papel. “Nas secretarias que já funcionam com o processo eletrônico, são mais de 200 mil documentos gerados eletronicamente, tramitando dentro da prefeitura. Fazendo uma média da quantidade de papel utilizado nestes documentos, nós temos mais de 500 mil folhas que deixaram de ser impressas. Isso tem um viés ecológico, pois foram árvores que deixaram de ser derrubadas”, afirmou.

Eduardo lembra que a economia de papel nos órgãos maiores é ainda mais significativa. Ele cita como exemplo a Fundação Municipal de Saúde, onde, só nos primeiros 20 dias de novembro, já foram mais de 10 mil documentos que tramitaram eletronicamente.