Pesquisa da SEMDEC encerra após 180 horas de estágio acadêmico

Entrega do relatório final de estágio ao secretário Iran Felinto. Foto (Ascom/Semdec)

Alunas do Curso de Bacharelado em Turismo, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), concluíram estágio obrigatório na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), com projeto voltado para a rede hoteleira. Maria Brandão e Kályka Mendes, do 7º período do curso, entregaram o Relatório Final ao secretário Iran Felinto, na manhã desta terça-feira (31), após 180 horas de estágio.

“Para a SEMDEC, este é um momento muito gratificante, porque demonstra o quanto esses levantamentos são necessários, para que se tenha um perfil mais realista dos nossos estabelecimentos hoteleiros”, disse o secretário Iran Felinto.

A pesquisa foi realizada entre novembro de 2022 e janeiro de 2023. Dentre os 42 meios de hospedagem cadastrados na SEMDEC, foram levantadas informações de 20 estabelecimentos, os quais contam com 48.050 unidades habitacionais disponíveis no mês (apartamentos e suítes) e 90.923 leitos. A taxa de ocupação gira em torno de 57,3%.

“A pesquisa indicou que apenas 1,5% do pessoal lotado nos hotéis são Turismólogos, um indicador que aponta para a necessidade de maior aproveitamento desses profissionais”, alertou Enéas Barros, Coordenador de Turismo da SEMDEC. “Os 20 hotéis pesquisados possuem uma mão-de-obra equivalente a 520 profissionais, dos quais 8 são Bacharéis em Turismo”, completou.

A pesquisa revelou que os estados que mais enviam hóspedes para Teresina são o Maranhão, com 23,4%, o Ceará e São Paulo, empatados com 21,7%, e o Pará, com 6,7%. As formas de pagamento mais utilizadas são dinheiro, PIX, cartões e depósitos bancários. E as formas de reserva são feitas pelo telefone, WhatsApp e E-mail, sendo que 80% operam com agências de viagens.

Crianças do CMEI Tio Alessandro produzem livro a partir de projeto de leitura

Projeto de leitura do CMEI Tia Alessandro. Foto (Ascom/Semec)

Os pequenos leitores do Centro Municipal de Educação Infantil Tio Alessandro agora são escritores também. A turma do II Período produziu um livro a partir do projeto “Viajando no mundo encantado da leitura”, desenvolvido no CMEI durante o ano letivo de 2022, sob coordenação do professor Francisco Isaias.

Semanalmente, os alunos levavam para casa a Sacola da Leitura, com livros variados. A ideia era estimular a prática da leitura em família, desafiando as crianças a compartilhar com os colegas as principais informações das narrativas lidas no final de semana.

“Isso os motivou a produzirem suas próprias histórias com muitas cores, criatividade e encantamento”, informa a diretora Solange Alves. As histórias e os desenhos foram compilados no livro que deixou toda a equipe escolar orgulhosa. “São recontos e novas produções, tudo lindo”, completa a gestora.

Projeto Escola de Pais realiza ação na E. M. Antônio Ferraz

Reforçando a necessidade de se fortalecer a parceria entre as instituições Família e Escola para um trabalho conjunto, a Secretaria Municipal de Educação (Semec), por meio da Gerência de Ensino Fundamental (GEF), realiza o “Projeto Escola de Pais – Uma Parceria Eficaz”. A ação chegou à Escola Municipal Antônio Ferraz, localizada na zona Sudeste de Teresina, para 66 famílias.

“A família tem a responsabilidade de formar pessoas de personalidade e caráter. A escola tem a responsabilidade de formar cidadãos com as características exigidas pela sociedade, e a sociedade exige a formação de cidadãos plenos, ou seja, críticos, e conscientes de suas responsabilidades”, afirma a supervisora de Projetos Especiais da Semec, Rita Veloso.

Ainda segundo a supervisora, somente com a parceria entre escola e família é possível atingir maiores resultados de maneira eficaz e eficiente para a construção de um mundo melhor, formado por pessoas capazes de praticar a tolerância, empatia, generosidade, a verdade, o que vai refletir no meio das famílias, das escolas, da comunidade, da sociedade onde os filhos/alunos irão atuar quando cidadãos adultos.

O Projeto Escola de Pais já fez intervenções em diversas unidades de ensino da Rede Municipal de Ensino de Teresina neste ano e vai continuar ao longo de 2023, desenvolvendo várias ações com as famílias, como palestras, exposições de atividades e dinâmicas que viabilizem a integração da escola com as famílias.

Foto: Divulgação (Semec)

E. M. Itamar Sousa Brito realiza projeto “Pizza Literária”

Envolver os alunos nas atividades de forma lúdica, proporcionando uma aprendizagem interativa e prazerosa. Esta é uma das formas que a Escola Municipal Professor Itamar Sousa Brito, na zona Leste de Teresina, trabalha os conteúdos programáticos, proporcionando um bom rendimento escolar.

A unidade de ensino concluiu o “Projeto Pizza Literária”, com alunos do 8º ano do Ensino Fundamental, onde se trabalhou o gênero textual conto. Todo material foi confeccionado pelos próprios estudantes, inclusive as artes gráficas. A culminância do projeto acabou em pizza e aprendizado, com muita diversão.

“O projeto tinha como um de seus principais objetivos a socialização dos diversos contos na obra “Contos Tradicionais do Brasil para Jovens – Luís Câmara Cascudo”, conta a professora de língua portuguesa Marta Carvalho, idealizadora do projeto

Além de navegarem no universo da leitura e compreender o gênero conto, os alunos puderam aprender alguns outros pontos importantes como a oralidade, entonação da voz, compreensão textual e acentuação gráfica.

Semam apresenta projeto Jardim Sensorial no Cidade Inclusiva

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam), irá participar, nos dias 5 e 6 de dezembro, no Centro Estadual de Educação Profissional José Pacífico de Moura Neto, região Sudeste de Teresina, da primeira edição do Projeto Cidade Inclusiva com o Jardim Sensorial.

O projeto que será apresentado pela Semam é uma experiência imersiva na qual o visitante é convidado a aguçar os sentidos ao atravessar uma instalação que remete a um Jardim, local que, por definição, permite uma experiência onde a visão é despertada pelas diferentes cores e formas das plantas, o olfato é aguçado pelo cheiro das flores e frutos, o paladar por meio da degustação de alimentos, a audição pelos diferentes ruídos e o tato pelas diferentes texturas percebidas com auxílio, seja das mãos ou pés.

Projetado pelo Núcleo de Educação Ambiental (NEA), o Jardim Sensorial consiste em uma tenda com armações em madeira reciclada com centenas de pequenos vasos com plantas de todo tipo, das medicinais às aromáticas. O piso contará com diferentes texturas – pequenas pedras, areia, folhas secas e grama –, para quem fizer o percurso andando.

Para os cadeirantes, há a mesma versão do jardim, mas com piso tátil. Placas em braile e corrimões adaptados às estruturas também foram incluídos, assim como a degustação de chás ao final da experiência, que tem apoio da Divisão de Educação Inclusiva (DEI), da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Nativa Consultoria Ambiental, Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual (CAP), Postos Cacique, OAB Piauí e Grupo SN Ambiental.

Sentidos aguçados
O evento é uma realização da Secretaria de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid/PI) e do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede/PI), com o objetivo de facilitar a socialização das informações e o acesso aos serviços prestados pelas redes pública e privada de atenção às pessoas com deficiência e demais parceiros, buscando contribuir para a construção de uma sociedade mais inclusiva, desenvolvida por meio de transformações nos ambientes, procedimentos e mudanças comportamentais.

A programação do evento, que espera cerca de 1000 pessoas nos dois dias, inclui palestras sobre educação, saúde, assistência social, transporte, esporte, lazer, trabalho, acessibilidade, além de apresentações artísticas e culturais. Simultaneamente, será realizada a prestação de serviços pela rede de atendimento às pessoas com deficiências, contando com a participação de diversos parceiros, como órgãos governamentais, faculdades e entidades e instituições sociais.

Em oficina montada no Parque da Cidade, funcionário da Semam constrói a estrutura do Jardim Sensorial (Foto: Ascom/Semam)

Secretário da Semam Luis André e Naisis Castelo Branco, gerente do NEA, conferem os primeiros modelos prontos (Foto: Ascom/Semam)

Madeira reciclada é o material utilizado para montar o jardim com centenas de plantas (Foto: Ascom/Semam)

Projeto adote uma praça inicia e vai trabalhar junto a comunidade o tema reciclagem de lixo

A Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Ações Administrativas (SAAD) Leste, está executando o projeto “Adote uma Praça”, onde empresários poderão adotar uma praça, fazer reformas, com a intenção de que a população volte a utilizar esse espaço público.

No próximo dia 3 de dezembro, haverá a inauguração da primeira etapa da praça que foi adotada nesse projeto. A empresa KAZOLY adotou a praça Dom Avelar, localizada na avenida Nossa Senhora de Fátima. O local foi reformado e agora orienta sobre a problemática do lixo. Por lá, haverá um ecoponto onde a população poderá depositar o lixo.

Segundo Francisco Brandão, gerente de Controle e Fiscalização da SAAD Leste, esse é um projeto social que visa trazer de volta a visita da população às praças da cidade, onde serão ofertados atrativos e benefícios.

“Nessa primeira praça, o tema escolhido pela empresa foi lixo. Vão trabalhar a questão da reciclagem no local, que vai ter um ecoponto para recolhimento do lixo. Quando as pessoas forem até a praça fazerem a entrega do lixo será gerado, através de um aplicativo, um crédito onde as pessoas poderão comprar numa loja existente no fundo da praça e também nas que ficam no entorno como padarias, chaveiros, ou seja, vai jogar o lixo e gerar um crédito que poderá ser consumido na praça”, explica o gerente.

A praça contará ainda com uma programação semanal com eventos para deficientes auditivos, idosos, feirinhas, contação de histórias e palhaços para contemplar o público infantil. “Será feito um trabalho cultural nessa praça que já foi reformada”, ressalta Francisco.

Outra ação desse projeto nesta primeira praça é a existência de carros elétricos que vão circular pelo bairro de Fátima, recolhendo lixo de porta em porta. “O carro passará na porta das casas e recolherá o lixo e isso gerará também crédito para que os moradores possam consumir na praça. Poderão ser entregues lixos como plástico, vidro e papelão e a equipe que receber fará a divisão do material. Só não podem entregar lixo orgânico. A prefeitura prestará todo apoio ajudando na limpeza, iluminação, disponibilização da guarda municipal nos espaços para ajudar na segurança”, disse Francisco Brandão.

Jogador de futebol participa do projeto de leitura de CMEI em ritmo da Copa

O Centro Municipal de Educação Infantil Santa Helena, localizado na zona Sul de Teresina, recebeu a força de um astro do futebol nas atividades do Alfabetiza Teresina esta semana. A unidade de ensino está realizando o projeto “Rumo ao Hexa: Futebol da Leitura” e recebeu a visita do jogador Matheus Felipe, do time Atlético Paranaense.

O projeto é de estímulo à leitura e escrita, utilizando uma temática diferente a cada semana, sempre com o objetivo de atrair os alunos. Entrando no ritmo da Copa do Mundo 2022, o CMEI Santa Helena está utilizando elementos como traves, bolas e medalhas, desafiando a turminha a ler dezenas de palavras.

A recompensa, além do aprendizado, são as premiações com direito a pódio. Segundo a diretora da escola, Raquel Adriana, a presença do jogador de futebol animou a garotada.

“Nada melhor que a visita de um jogador de verdade, um campeão. Nossos alunos ficaram muito felizes e empolgados. A presença do Matheus foi enriquecedora para o projeto. Ele participou da brincadeira e conversou com as crianças sobre a importância de estudar para alcançar os objetivos. Muitos alunos sonham em ser jogador de futebol, então esse papo foi um incentivo no esporte e na vida, para que possam ler e aprender cada vez mais em busca da realização de seus sonhos”, afirmou a gestora.

Foto: Divulgação (Semec)

CMEI desenvolve projeto de leitura e escrita relacionado a culinária

Uma das metas do CMEI Ladeira do Uruguai para o ano de 2022 era criar e desenvolver com sucesso um projeto de leitura e escrita, por meio da contação de histórias, que chamasse a atenção dos alunos. Assim surgiu o projeto “A Cozinha Mágica do CMEI Ladeira do Uruguai”, uma parceria da equipe escolar com a Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Durante todo o ano, foram trabalhadas receitas da culinária a partir de histórias, parlendas, canções e trava-língua, sempre promovendo vivências que despertaram habilidades e criaram nas crianças memorias afetivas. Tudo isso contribuiu para o desenvolvimento psicossocial e a aprendizagem dos pequenos. As famílias também foram convidadas para participar, envolvida nas atividades do Piquenique da Leitura.

As ações do projeto “A Cozinha Mágica do CMEI Ladeira do Uruguai” são realizadas mensamente, com a participação de crianças do Maternal, I e II Períodos, levando em conta as habilidades traçadas para cada turma.

“O projeto é um norte para as ações de uma outra atividade, que é o Alfabetiza Teresina. A ‘cozinha mágica’ nos enche de orgulho e nos proporciona estreitar essa socialização e interação entre as famílias e a escola”, disse Marquila Ferreira, diretora do CMEI.

Foto: Divulgação (Semec)

“Se Essa Rua Fosse Minha”: Prefeitura de Teresina realiza solenidade com familiares nesta quarta (09)

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação, realiza nesta quarta-feira (9), a solenidade do projeto cultural “Se Essa Rua Fosse Minha”, que ocorrerá no Centro de Convenções de Teresina. Os familiares receberão uma réplica das placas de ruas, a respectiva lei e o certificado de homenagem. Os portões do Centro estarão abertos a partir das 17h para a identificação dos convidados e a solenidade iniciará às 19h.

O projeto, que homenageia cidadãos em logradouros públicos em Teresina chegou em uma das suas últimas etapas. Com mais de 280 nomes aprovados pela Comissão Especial formada para validar os inscritos, o projeto homenageia cidadãos em logradouros públicos em Teresina.

“Estamos orgulhosos do processo que nos trouxe até esse momento, o nosso prefeito Dr. Pessoa fez questão de mobilizar as pastas responsáveis pelo projeto para que houvesse um andamento pleno e todo o processo fluísse em benefício de todos os homenageados e familiares. Hoje celebraremos estas homenagens em uma belíssima solenidade junto aos familiares”, comenta João Henrique Sousa, Secretário Municipal de Planejamento.

Poderão participar da solenidade até 03 (três) familiares de cada homenageado que serão identificados na portaria do evento por meio de uma credencial entregue previamente pela organização do evento.

As localizações de logradouro e os nomes de todos os homenageados podem ser conferidos abaixo.

Clique aqui e veja a Tabela Sorteio-Zonas (final).

Entrega de credenciais para solenidade do projeto “Se Essa Rua Fosse Minha” está nos últimos dias

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Executiva de Planejamento Urbano (SEPLUR), vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), por determinação do prefeito Dr. Pessoa, segue entregando as credenciais para a solenidade de entrega de placas e certificados do Projeto Cultural “Se Essa Rua Fosse Minha”, edição 2022.

A credencial começou a ser entregue na última quarta-feira (26/10) e foi prorrogada até o próximo dia 7 de Novembro. O horário para retirada é das 8h da manhã às 13h da tarde, na Secretaria Municipal de Planejamento, situada no Palácio da Cidade.

“Poderão participar da solenidade até 03 (três) familiares de cada homenageado que serão identificados na portaria do evento por meio de uma credencial. Um familiar pode ficar responsável para pegar as 03 (três) credenciais, portando documento de identificação. Quem tiver mais de um familiar sendo homenageado, poderá receber todas as credenciais. Por isso, estamos realizando a entrega de forma antecipada para agilizar o fluxo de convidados no dia do evento. A equipe que fará a entrega dará todas as explicações sobre a identificação para a solenidade”, explica Sarah Vianna, coordenadora do projeto.

A solenidade do projeto cultural “Se Essa Rua Fosse Minha” ocorrerá no dia 09 de Novembro, no Centro de Convenções de Teresina. Os portões do Centro estarão abertos a partir das 17h para a identificação dos convidados e a solenidade iniciará às 19h.

“Temos certeza que essa será uma solenidade muito emocionante, sob o comando do prefeito Dr Pessoa, e concretizando mais uma etapa deste belíssimo projeto, que homenageia cidadãos que contribuíram para o crescimento da cidade de Teresina”, concluiu João Henrique Sousa, Secretário Municipal de Planejamento e Coordenação.