Em alusão ao Dia da Mulher, FWF realiza Ação Cidadania em diferentes zonas da Capital

A prefeitura de Teresina, através da  Fundação Wall Ferraz, em alusão ao Dia da Mulher, realizou na manhã desta terça-feira (8), o projeto “Ação Cidadania” em diferentes zonas de Teresina. As ações aconteceram na Coordenadoria do Estado de Políticas para Mulheres, no bairro Aeroporto, na Associação de Moradores do Parque Piauí (AMAPAPI), no bairro Parque Piauí e na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social e Políticas integradas (SEMCASPI) no horário de 8h às 12h, com as atividades: corte de cabelo feminino, esmaltação
e design de sobrancelhas.

O projeto “Ação Cidadania” promove a ampliação da cidadania, através da realização de serviços de beleza em eventos promovidos pela Prefeitura de Teresina, em parcerias com secretarias e associações, em diferentes bairros e
comunidades.

“A Fundação Wall Ferraz tem o compromisso de levar essas atividades de ação cidadania para as comunidades, contamos com a sensibilidade do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, para que cada vez mais, possamos realizar esses
momentos que proporcionam cidadania, lazer, e construção social. No mês de Março, todas as ações sociais serão voltadas para as mulheres”, disse Maykon Silva, presidente da Fundação Wall Ferraz.

A Fundação Wall Ferraz neste mês de março terá todas suas atividades e ações sociais voltadas para o público feminino neste mês de março. As ações de cidadania acontecem de forma simultânea em diferentes zonas da cidade,
ofertando serviços de beleza. Todas as atividades da FWF são gratuitas e tem como intuito promover cidadania, integração social e qualificação profissional.

Fundação Wall Ferraz realiza Ação Cidadania em bairros de Teresina

A Prefeitura de Teresina, por meio da  Fundação Wall Ferraz, realizou no último final de semana, o projeto “Ação Cidadania” no bairro Nova Brasília e no Povoado Cajazeiras.

No povoado Cajazeiras a ação foi realizada na Associação de Mulheres Flor de Maria, com as atividades de corte de cabelo feminino/masculino, esmaltação de unhas e design de sobrancelhas. No bairro Nova Brasília as atividades foram realizadas na Unidade Escolar Nova Brasília, das 8h às 12h com mais mais de 400 pessoas.

O projeto “Ação Cidadania” promove a ampliação da cidadania, através da realização de serviços de beleza em eventos promovidos pela Prefeitura de Teresina, em parcerias com secretarias e associações, em diferentes bairros e comunidades.

“A Fundação Wall Ferraz tem o compromisso de levar essas atividades de ação cidadania para as comunidades, contamos com a sensibilidade do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, para que cada vez mais, possamos realizar essas atividades que proporcionam momentos de cidadania, lazer, construção social nas comunidades”, diz Maykon Silva, presidente da Fundação Wall Ferraz.

Todos os cursos e serviços ofertados pela Fundação Wall Ferraz são gratuitos e garantem capacitação e serviços de qualidade aos teresinenses, principalmente jovens e adultos de baixa renda, fomentando a inclusão sócioprodutiva, geração de renda e melhoria de qualidade de vida.

Mercado do Renascença II é demolido e provisório segue em funcionamento

A obra para reforma do mercado do Renascença II segue em ritmo intenso. Com prazo de 12 meses para a entrega de um local totalmente novo, todos os permissionários já se transferiram e a estrutura antiga foi demolida.

A assinatura da ordem de serviço foi realizada no dia 24 de Janeiro, e desde então a Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas  Sudeste (SAAD Sudeste) segue em campo dando andamento ao projeto que busca trazer mais mobilidade e segurança à população, com estacionamento, rampas de acessibilidade, e área exclusiva para cargas e descargas.


Para que os moradores da região não percam os benefícios que o mercado traz, além de manter os permissionários ativos com suas funções durante os meses de obra, um mercado provisório foi montado e já segue em funcionamento. A localização fica na Rua Dr. Pedro Teixeira no Renascença II.

“Vamos seguir com esse ritmo, sempre mantendo o bom diálogo com a população, estamos dando evolução a um projeto que vai trazer muitos benefícios à zona sudeste. Vamos manter também o provisório em funcionamento, para que os trabalhadores que dependem do mercado não fiquem sem suporte durante esses meses”, declarou o superintendente da SAAD Sudeste, Zé Nito.

CMEI Jorge Amado recebe projeto de horta escolar comunitária

O CMEI Jorge Amado, localizado no Residencial Árvores Verdes, bairro Verde Lar, recebeu na manhã desta quarta-feira(2), a apresentação do Projeto Piloto da Horta Comunitária Escolar. O projeto é uma parceria entre a SEMEC e a SEMP – Secretaria Municipal de Produção e Agropecuária. Com intuito de garantir o melhor aproveitamento das áreas verdes dos CMEIs e movimentar a economia bairrista, o projeto visa garantir mais que produção de alimentos, como também aumentar o vínculo de pertencimento escola, família e comunidade.

O secretário de Educação, Professor Nouga Cardoso, juntamente com o Coronel Edvaldo Marques e a Vereadora Fernanda Gomes não contiveram a alegria ao disponibilizar o projeto aos pais e moradores da comunidade, “Vamos aproveitar área do CMEI para implantar a horta escolar comunitária, através de uma ideia pioneira do nosso mandato em parceria com os secretários Nouga Cardoso e Edvaldo Marques. O projeto irá beneficiar toda a comunidade, em especial os pais dos alunos do CMEI Jorge Amado. Fico muito feliz em estar mais uma vez podendo contribuir com a comunidade do bairro Árvores Verdes” pontua a vereadora.

Com previsão para começar as atividades da horta em março, os alimentos de sua colheita serão adquiridos pelo próprio CMEI para a produção da merenda escolar, assim proporcionando uma alimentação orgânica e saudável para os alunos, além de trazer uma fonte de renda aos pais.

Para finalizar as boas novas da horta comunitária escolar, os secretários e a vereadora participaram da apresentação do grupo Projeto de Flauta Doce Árvores Verdes, parceria da Fundação Monsenhor Chaves com a SEMEC, coordenado pelo professor e coordenador de música da FMC, Laercio Silva . Todos os alunos do projeto não tinham nenhum contato com o instrumento musical e iniciaram nos últimos 5 meses.

Ponte Estaiada: evento terá exposição de carros antigos, música e arrecadação de alimentos

Acontece neste domingo (30/01), no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, na zona Leste de Teresina, mais uma edição do Projeto Vem pra Ponthe, evento que conta com exposição de carros antigos, apresentações culturais, feira de artesanato, espaço infantil e ainda food trucks e bebidas artesanais. Esta edição acontecerá em caráter especial, pois além dos atrativos que já são características do evento, o local terá um posto de arrecadação de alimentos, brinquedos, roupas e material de higiene, que deverão ser destinados para famílias que foram atingidas pelas enchentes.

De acordo com Márcio Almeida, do Grupo Ferrugem nas Veias e organizador do Vem pra Ponthe, o evento surgiu para suprir uma necessidade de colecionadores e amantes de carros antigos que sentiam falta de um espaço onde eles e seus familiares pudessem se reunir de maneira saudável, trocando experiências sobre os veículos. Para o organizador, o evento tem conseguido se manter no calendário cultural da cidade, por isso a organização resolveu dar esse tom solidário para essa próxima edição.

“Entendemos que também é nossa obrigação ajudar aqueles que precisam de ajuda neste momento delicado onde muitos estão tendo que deixar suas residências por conta das cheias de rios e lagos. Se você vem para o evento, não esqueça de trazer sua doação, com o pouco de cada um, vamos ajudar muita gente”, conta Márcio Almeida.

Atrações

A animação na Ponte Estaiada começa às 09h e segue até às 14h, e terá animação do DJ Marceleleco, Giu Dias Band, Danilo Rudah e Dublin( cover do U2). O evento é gratuito, devendo o participante fazer o uso de máscaras durante toda a sua permanência no local, sendo ainda recomendado a constante higienização das mãos.

Apoio

Esta edição conta mais uma vez com o apoio da gestão municipal, através de uma parceria entre a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec). Para Ênio Portela, presidente da FMC, esse apoio dos órgãos ligados à Prefeitura de Teresina é muito importante para o setor cultural e para a economia, pois neste caso, se trata de um evento que mistura a cultura com oportunidades para os pequenos empreendedores.

“Onde tem iniciativas populares, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves também estará presente. Também aproveito a oportunidade para pedir o apoio das pessoas que forem ao evento, para que elas levem doações”, conta Ênio Portela.

O Complexo Cultural da Ponte Estaiada fica localizado na Avenida Raul Lopes, no Bairro de Fátima, zona Leste de Teresina. O espaço é ao ar-livre e conta com acessibilidade, segurança e um amplo estacionamento.

Foto: Ênio Portela, presidente da FMC ao lado de Márcio Almeida, organizador do evento (FMC)

Lançado projeto da Semec com o IFPI para ensinar robótica nas escolas

O ensino de robótica vai ganhar força na Rede Municipal de Teresina a partir do lançamento, nesta terça-feira (18), do Projeto Edubot, uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semec) com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Para iniciar oficialmente os trabalhos do projeto, autoridades dos dois órgãos estiveram no Centro de Formação Odilon Nunes falando sobre as expectativas com a nova experiência.

Fotos: Ascom Semec

O IFPI selecionou duas escolas municipais de Teresina e mais duas de José de Freitas para levar oficinas de letramento em programação e robótica aos estudantes. Na capital, quase 300 alunos das escolas municipais Raimundo Nonato Monteiro Santana e Antônio Dilson Fernandes participarão de aulas aos sábados par trabalhar em protótipos de robôs e aplicativos relacionados às suas comunidades.

O secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, destacou que a Secretaria já conta com parcerias nesse sentido, e o projeto vem para somar no aprendizado de tecnologia nas escolas. “Esse é um conteúdo em expansão nas nossas unidades de ensino. Estamos cuidando da base, tudo que é aprendido nessa fase acadêmica amplia as chances de sucesso dos alunos. Temos uma boa expectativa com o Edubot e gostaríamos de levar para mais escolas”, disse o secretário. Segundo ele, em breve a Semec terá seu próprio laboratório de robótica. “Os alunos já estarão acostumados com a linguagem de programação e poderão usufruir bem desse espaço”, completa Nouga.

Se depender do reitor do IFPI, Paulo Borges, a ideia de mais unidades de ensino agregadas ao projeto será colocada em prática o quanto antes. “Queremos investir recursos nisso, levar para mais escolas, especialmente da periferia. A comunidade tem que estar presente em tudo que fazemos na educação”, disse o reitor.

O professor do Instituto Federal e coordenador do Edubot, Otilio Paulo, apresentou detalhes do projeto ao grupo e pontuou a importância de ensinar as crianças a utilizar a tecnologia de forma eficiente. “É comprovado que a tecnologia estimula os alunos, eles podem aplicar o aprendizado em outras disciplinas e usar a criatividade de diversas formas. Um dos objetivos é elevar o desempenho acadêmico desses alunos”, explica o professor.

Para a diretora da Escola Municipal Dilson Fernandes, Vivian Cardoso, o projeto vai trazer novas oportunidades para os estudantes. “Estamos localizados em área periférica, muitos alunos carentes, tenho certeza que quando souberem dessa novidade ficarão tão empolgados quanto estou. Quero ver o brilho nos olhos deles, assim como dos professores, que gostariam de oferecer mais, alinhar o conteúdo com a tecnologia e levar as crianças cada vez mais longe”, declarou.

Observatório do Transporte: PMT apresenta soluções digitais para transporte público na Capital

A Prefeitura de Teresina, através do Departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), realizou nesta segunda-feira (17) uma reunião de encerramento do Projeto do Observatório do Transporte. O encontro com parceiros externos e membros da gestão municipal teve como objetivo a apresentação dos resultados, estratégias de escalabilidade e o produto final que abrange três soluções para o sistema teresinense.

O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbano voltadas para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.

“Estamos gratos por esse projeto e pelas conclusões positivas que tivemos dele. A Prefeitura tem gratidão aos parceiros, como a União Europeia e Agência Francesa de Desenvolvimento, por esse trabalho conjunto para melhorar Teresina e trazer mais transparência e eficiência aos serviços públicos relacionados ao transporte”, pontua o Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.

(Foto: Rômulo Piauilino)

Dentre as equipes escolhidas, há o desenvolvimento de um sistema de gestão de indicadores de qualidade para auxiliar na tomada de decisões pelos gestores; outra com solução digital para manutenção das frotas de ônibus pelos motoristas em contato direto com as garagens das empresas responsáveis; e um sistema que visa a organização nas rotas de ônibus da capital.

“Foram escolhidos três projetos, dentre as mais de 15 equipes que participaram do processo de ‘Inovação Aberta’, onde as equipes demonstraram as possíveis soluções adotadas de acordo com o diagnóstico. As equipes escolhidas estão alinhadas com proposições que buscam solucionar problemas recorrentes utilizando tecnologia de forma simples e prática. Os participantes receberam apoio especializado, treinamentos e suporte financeiro para o desenvolvimento de protótipos dessas soluções tecnológicas”, explica Cíntia Bartz, coordenadora do Departamento Agenda 2030, vinculado à Semplan.

(Foto: Rômulo Piauilino)

 

Estavam presentes na reunião o corpo técnico da Semplan, Strans, Prodater para a apresentação dos resultados junto aos parceiros externos, como membros da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), além do consórcio Systra/Unifor e a Despacio, que foram consultores no desenvolvimento do projeto.

“A Prefeitura de Teresina ganha muito com projetos como esse. Nosso Prefeito Dr Pessoa está muito satisfeito com os resultados. Temos aqui o encerramento de um trabalho em parceria com entidades mundiais e trazendo para Teresina mais tecnologia para o transporte público que trarão mais transparência e dinâmica aos serviços do município. É uma parceria com a Agência de Desenvolvimento Francesa (AFD), firmada em 2018, contando com 500 mil euros de recursos da União Europeia. Um aporte positivo e que hoje traz resultados para a nossa cidade”, explica João Henrique Sousa, secretário Municipal de Planejamento.

(Foto: Rômulo Piauilino)

Na terça-feira, a partir das 11h, a equipe da Agenda Teresina 2030, coordena uma ação de urbanismo tático na Avenida Frei Serafim. A programação do encontro também conta com uma Oficina de General Transit Feed Specification (GTFS) – em português, Especificação Geral de Feeds de Transporte Público – a linguagem mais utilizada para a exibição de informações do transporte no mundo.

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

(Foto: Rômulo Piauilino)

Resíduos Sólidos: Projeto de concessão deve ser licitado ainda no mês de Janeiro

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento, por meio da Coordenação de Concessões e Parcerias, se reuniu com equipe técnica da gestão para atualizar o cronograma de ações e ajustar a minuta do termo de referência do edital de licitação do projeto de concessão dos serviços de resíduos sólidos do município.
O objetivo do município é realizar a licitação deste projeto até o final deste mês ou início de fevereiro e o contrato deve ser assinado no mês de abril. A partir disso, a empresa ganhadora realizará estudo local e tratará da organização dos serviços no município para, efetivamente, em 2023 iniciar os serviços  e disposições junto aos teresinenses.

“Esse é a nova realidade do nosso país e do mundo, por que não dizer. Quando pronto, este projeto terá um impacto grandioso na nossa cidade e Teresina se tornará pioneira em projetos dessa complexidade voltados para a área de resíduos sólidos. O município, com a gestão do Dr. Pessoa e o esforço de sua equipe, conseguiu a licença ambiental do aterro sanitário utilizado atualmente, o que mostra o comprometimento e o interesse em ter uma destinação ambientalmente adequada de resíduos”, explicou João Henrique Sousa.

(Foto: Ascom/Semplan)

A reunião foi acompanhada por técnicos do Gabinete do Prefeito, Secretaria Municipal de Planejamento(Semplan), Secretaria de Governo(Semgov), Finanças (Semf), Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH) e da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina (Arsete).

A iniciativa em Teresina é um dos quatro projetos pilotos selecionados para receber apoio técnico e financeiro do Fundo de Apoio à Estruturação e ao Desenvolvimento de Projetos de Concessão e Parcerias Público-Privadas (FEP), neste setor. O projeto contempla a prestação dos serviços de manejo de resíduos sólidos urbanos, incluindo as atividades de coleta, transbordo, transporte, tratamento, destinação ambientalmente adequada dos resíduos e disposição final dos rejeitos da cidade, por meio de contrato de concessão.

A operação prevê investimentos da ordem de R$ 1,6 bilhão (Capex+Opex) no município ao longo da vigência do contrato, de 30 anos. A Coordenação de Concessões e parcerias, da Semplan, é gerida pelo engenheiro Júlio Rodrigues.

(Foto: Ascom/Semplan)

Catadores
A Prefeitura tem a preocupação e o propósito de integrar os catadores neste projeto. Todos serão integrados e ouvidos antes de qualquer decisão, assim como tem acontecido nas audiências públicas já realizadas.

O projeto apresentado propõe programas sociais que buscarão apoiar essa integração. Há dois tipos de catadores em Teresina: catadores no aterro municipal, trabalhando junto às frentes de vazamento de resíduos. Quando o processo de implantação do novo Aterro Municipal estiver concluído, uma das condições é que não haja catadores junto às frentes de trabalho. Para esses catadores, está sendo proposta a recuperação da usina de reciclagem existente no aterro, de forma que eles possam trabalhar em condições mais seguras e salubres. Além disso, eles receberão assessoria para melhorar a organização interna e buscar melhores condições de comercialização dos produtos recuperados.

“Trabalhar dentro do aterro, junto às frentes de vazamento de resíduos é uma atividade insalubre, prejudicial à saúde das pessoas. Isso precisa mudar. Por isso estamos empenhados em tocar esse novo modelo de gestão e mudar a realidade desses trabalhadores”, conclui o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira.

UPA do Renascença lança projeto voltado à comunidade surda

Foi lançado na última semana a primeira fase do Projeto “Mãos que incluem”, voltado principalmente à comunidade surda através da Língua Brasileira de Sinais (Libras) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Renascença. A iniciativa é em atendimento à lei 13.146 de 6 de julho de 2015, da legislação brasileira, que institui a Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), visando à sua inclusão social e cidadania.

Foram afixados novas placas nas portas de todos os setores – as placas de identificação com sua respectiva datilologia em libras. Na segunda fase, tendo em mãos as palavras e as sinalizações mais necessariamente usadas dentro da unidade para que se tenha uma localização ou identificação da ação desejada por parte da pessoa com deficiência auditiva, será dado início ao processo de treinamento com os profissionais da UPA Renascença, sob condução da Coordenação UQC (Upa Qualidade Continuada) Enfermeira Cynthya Yoko e demais membros da equipe multiprofissional.

Atualmente a Upa Renascença é pioneira na luta pela inclusão social nos serviços de saúde, buscando cada dia tornar real a equidade, princípio fundamental do Sistema Único de Saúde.

Foto: Divulgação (FMS)

SAAD Norte conclui projeto de reforma e ampliação do Complexo Esportivo do Escolão do Mocambinho

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Norte (SAAD Norte), concluiu o projeto de reforma e ampliação do Complexo Esportivo do Escolão do bairro Mocambinho, na zona Norte de Teresina.

De acordo com a superintendente Ana Paula Santana, o próximo passo será preparar o orçamento geral da obra, e após aprovação do prefeito Dr. Pessoa o mesmo será encaminhado para licitação.

“Lá serão mantidas as quadras de futebol de campo e futebol de salão, sendo que no campo de futebol nós inserimos uma arquibancada, e serão acrescidas mais uma quadra de vôlei de areia, basquete e badminton. Além disso teremos uma pista de cooper, um espaço para prática de zumba e outros exercícios ao ar livre, com palco”, informou.

(Foto: Ascom/SAAD Norte)

Ainda de acordo com ela, todos os espaços para práticas esportivas possuirão dimensões oficiais, onde será possível a realização de treinos para atletas, além da disponibilização para o público em geral.

“Temos no projeto uma academia ao ar livre, e uma parte construída, com espaço para ping-pong, tatame para luta, juntamente com arquibancada, todos em proporção oficiais. Nesse mesmo espaço teremos administração, refeitório, blocos de sanitários, dormitórios, vestiários, cozinha e banheiros”, garantiu a superintendente.

(Foto: Ascom/SAAD Norte)

O complexo contará também com espaço para quiosques onde o público poderá fazer refeições. Externamente, o local terá um estacionamento amplo. Na parte externa serão fixados boxes para vendas de carnes, peixes e outros produtos, além de bares e restaurantes.

A ideia inicial é de que a proposta seja encaminhada para análise do prefeito Dr. Pessoa, e que seja aprovada pelo Palácio da Cidade no início de dezembro de 2021. Ao todo, cerca de R$ 6 milhões deverão ser investidos.

“Vamos apresentar o projeto ao prefeito. Foi um pedido dele para que possamos dar agilidade nessa reforma e ampliação do espaço. Nossa expectativa é de que até dezembro possamos aprovar o projeto e encaminhar para a licitação”, destacou.

(Foto: Ascom/SAAD Norte)