Beneficiários tiram dúvidas sobre obras e aspectos do Lagoas do Norte

A dona de casa Euzilene Alves mora nas proximidades da Lagoa dos Oleiros, em terreno aterrado, e tinha dúvidas sobre o que o Programa Lagoas do Norte tinha projetado para essa região. Ela atendeu ao convite do programa e foi até o evento Mobiliza Lagoas, ocorrido durante todo o dia desta quarta-feira (19), no Parque Lagoas do Norte. Ela queria saber se o seu imóvel seria beneficiado.

“Foi muito bom esse evento. Deu para explicar bem para nós entendermos. A minha família vai ser beneficiada porque a minha casa está abaixo [do nível de alagamento] e vai ser bom para nós. Eu tinha dúvida se ia ser beneficiada ou não, mas agora a gente já sabe. Tiramos nossas dúvidas e agora vamos esperar o atendimento”, revelou Euzilene, após passar por todos os estandes do Mobiliza Lagoas.

Em cada um dos estantes, mais de 500 pessoas puderam receber informações sobre todos os aspectos que envolvem o Lagoas do Norte nesta segunda fase, desde as normativas de atendimento à população até o projeto das obras e todas as explicações sobre a necessidade de se fazer intervenções nas regiões das lagoas da zona norte. O Mobiliza Lagoas também ouviu a opinião das famílias e realizou atendimentos individuais para quem ainda tinha dúvidas.

“Essas comunidades foram convidadas a conhecerem o que o Lagoas do Norte projetou e pretende executar nas regiões em que elas moram. Elas puderam compreender também que o programa tem como maior objetivo a necessidade de minimizar os alagamentos provocados pelas cheias dessas lagoas e dos rios no período chuvoso e garantir que elas tenham melhor qualidade de vida. As ações desenvolvidas hoje vão garantir segurança para grande parte da zona norte. Pense como era a região há 15 anos atrás em relação aos alagamentos e como está após as intervenções da primeira fase do programa. É isso que motiva a equipe a desenvolver esses projetos e ações”, destaca Márcia Muniz, diretora geral do Lagoas do Norte.

Durante o Mobiliza Lagoas, as famílias foram informadas sobre os critérios e opções de compensação que o programa oferece e as famílias podem escolher entre: indenização paga em dinheiro no valor de avaliação do imóvel; reassentamento monitorado, em que a família encontra um imóvel custando até R$77 mil e a Prefeitura efetua a compra; ou uma unidade habitacional no residencial Parque Brasil, que está com obras finalizando.

 

2° Edição do Selo Dona Saló entra na última semana de inscrições

Ascom/SMPM

As empresas interessadas em concorrer ao Selo Dona Saló têm até esta quinta-feira (14), para realizar a sua inscrição. O Selo, que está na sua segunda edição, é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e visa certificar as empresas privadas localizadas em Teresina que atuam ou estabeleçam projetos, programas ou ações em prol da igualdade de gênero.

A Gerente de articulação e transversalidade da SMPM, Adriana Carvalho, alerta para o prazo final de inscrições e convoca as empresas da capital a participarem do evento. “Estamos na última semana de inscrições. Convidamos as empresas a participarem dessa premiação, que traz uma grande visibilidade e vai mostrar que essas empresas realmente trabalham ações de equidade de gênero. A empresa vencedora poderá mostrar seus projetos e ganhará seu reconhecimento”, alertou.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas mediante o preenchimento do formulário no Google. O formulário também está disponível nos seguintes sites da SMPM;  SEMDEC e UFPI.

A cerimônia de concessão do Selo será realizada durante um evento em alusão ao mês da mulher, em março de 2020. As categorias de empresas serão divididas entre pequenas, médias e grandes, sendo concedidos pelo menos três selos para cada categoria, considerando o número de colaboradores da empresa.

“Nós, enquanto empresa que oferece oportunidades igualitárias e justas para o quadro funcional feminino, estamos muito satisfeitos em participar de mais uma edição do Selo Dona Saló. Hoje, a Águas de Teresina conta com 30% do seu efetivo composto por mulheres e elas ocupam 1/3 do quadro de lideranças. Esses números comprovam que a participação da mulher no mercado de trabalho tem crescido nos últimos anos, e a intenção da Águas de Teresina é oferecer cada vez mais oportunidades justas, igualitárias e seguras na empresa”, destaca Cleyson Jacomini, diretor-presidente da Águas de Teresina, uma das empresas que já garantiu participação em mais uma edição do Selo.

Prefeitura busca financiamento para cinco projetos junto ao Ministério da Justiça

A Prefeitura de Teresina encaminhou cinco projetos para a seleção promovida pelo Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, vinculado ao Ministério da Justiça. Os projetos foram elaborados por diferentes secretarias, que trabalham em áreas relacionadas aos eixos estabelecidos pelo edital da seleção e, se aprovados, os cinco projetos enviados receberão financiamento federal.

“Agora nós vamos esperar o ministério. Eles irão fazer uma triagem, em termos de documentação, e depois um processo de seleção feito pela comissão definida no conselho gestor do fundo. Sendo selecionada, a Prefeitura de Teresina dará os próximos passos no sentido de concretizar a assinatura desses convênios”, esclarece Carmem Neudélia, Coordenadora de Captação de Recursos da SEMPLAN.

As secretarias municipais de Meio Ambiente (SEMAM), de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), Desenvolvimento Econômico (SEMDEC), Secretaria da Mulher (SMPM) e Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), foram as responsáveis pelos projetos enviados.

Os cinco projetos respeitam as diretrizes do chamado público feito pelo Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, que são referentes à promoção e reparação de bens e direitos, em diversos eixos, como: meio ambiente; direito consumidor; valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico; ordem econômica e a outros interesses difusos e coletivos.

Conheça os projetos enviados:

SEMAM – Conhecer Para Proteger: O projeto visa a implantação de um viveiro no Parque da Cidade, a fim de reconhecer a diversidade florística do parque. Envolve mulheres das comunidades do entorno, na produção e distribuição de mudas de plantas nativas e ervas medicinais.

SEMPLAM – Mulheres Pelo Clima: Projeto em desenvolvimento na Agenda Teresina 2030, que apresenta soluções para o apoio de mulheres no enfrentamento de mudanças climáticas em Teresina.

SMPM – Projeto Amor de Tia: Implantação de novas unidades do Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas Crianças, conhecidas como Amor de Tia, e potencialização das unidades existentes, com oferta de serviço de berçário, cursos de capacitação profissional e ações de inserção no mercado de trabalho e desenvolvimento de Práticas Integrativas (PICS) às mulheres participantes das unidades de atendimento.

SEMCASPI – Ações de Prevenção e Monitoramento das Medidas Protetivas: Desenvolver estas junto às mulheres vítimas de diversas tipologias de violência doméstica. Acontecerá por meio da oferta de serviços setoriais e intersetoriais que garantam a proteção para a integridade física e psicossocial do segmento feminino do município de Teresina.

SEMDEC – Ação de Apoio ao Procon Municipal: Aquisição de ônibus tipo rodoviário adaptado para funcionar como unidade móvel de atendimento para o Procon Teresina Itinerante.

Teresina será objeto de estudos sobre desenvolvimento econômico próximo aos corredores de ônibus

Renato Bezerra

O Prefeito de Teresina, Firmino Filho, acompanhado de parte do seu secretariado, reuniu-se na tarde desta quarta-feira (21) com representantes dos Ministério da Economia e do Desenvolvimento Regional, além de um representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento. A reunião, sediada no prédio da vice-prefeitura, visou discutir a elaboração de projetos para estimular o desenvolvimento econômico nas áreas próximas aos corredores de ônibus.

O financiamento de uma consultoria para elaboração desses projetos é resultado de uma parceria entre o governo federal e o BID, que visa estimular o uso da estratégia TOD, sigla em inglês para “Desenvolvimento Orientado para o Transporte”. Com o uso desta estratégia, o poder público pretende aumentar a circulação de pessoas perto dos corredores, gerando demanda para o transporte público e diminuindo o uso do automóvel particular.

Na reunião desta quarta-feira, ficou acertado que os corredores de ônibus na região do bairro Vermelha e da Avenida Rui Barbosa serão os objetos de estudos para viabilidade desses projetos para desenvolvimento em torno das rotas do transporte público. A ideia é que este desenvolvimento leve a mais recursos para custeio das operações do sistema.

“Ficamos honrados do Governo Federal ter escolhido Teresina para receber esses estudos. Mostra o reconhecimento da nossa gestão na busca por soluções para esse tema tão importante da mobilidade urbana, refletindo em uma cidade mais sustentável e com mais qualidade de vida”, afirmou o prefeito Firmino Filho.

“Teresina foi escolhida, primeiro, porque se encaixa no porte que queremos, de médio a grande, para experimentarmos se essa ferramenta realmente vai ter o resultado esperado. E também foi escolhida pelo poder de realização que a Prefeitura de Teresina tem, que já mostrou em outros projetos, realizando-os de forma muito satisfatória”, disse Clever Almeida, diretor do departamento de planejamento e gestão da mobilidade e serviços urbanos do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Agência Francesa de Desenvolvimento pretende financiar projetos da Prefeitura de Teresina

Ascom/Sdu Sudeste

Uma delegação da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) esteve visitando diversos pontos de Teresina esta semana. O objetivo da visita é conhecer locais onde a Prefeitura de Teresina pretende desenvolver projetos com financiamento da agência internacional, como as hortas comunitárias do Dirceu e o Polo de Saúde.

A expectativa do poder público municipal é que o financiamento compreenda recursos de no mínimo 30 milhões de euros, o que consistiria em pouco mais de R$ 120 milhões. Esses recursos seriam aplicados em diferentes projetos relacionados com a sustentabilidade, envolvendo áreas como mobilidade urbana, drenagem e macrodrenagem, meio ambiente, saneamento rural e melhorias de equipamentos comunitários, como mercados e praças.

“A gente está ampliando essa parceria com o propósito de captar recursos para projetos estruturantes de foram que a cidade avance para ser mais sustentável, com mais qualidade de vida para pessoas. Essa parceria engloba diferentes eixos de investimento, como o saneamento, macrodrenagem, soluções verdes para melhorar a questão climática, melhorar as ruas, a mobilidade urbana, construção de novos parques, etc”, explicou Gabriela Uchôa, coordenadora da Agenda Teresina 2030, departamento da SEMPLAN que trabalha com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

Entre os principais projetos que devem receber o financiamento está a construção de um parque na Avenida Noé Mendes (Avenida das Hortas) com 27 mil m² ocupados com quadras poliesportivas, áreas de ginástica, skatepark e playground. Os representantes da AFD também foram conhecer os detalhes de outro projeto que será executado na região pela SDU Sudeste, envolvendo mudanças no tráfego como ampliação das calçadas, instalação de corredor de ônibus, ciclovias, entre outros.

“A transformação das ruas com tráfego de veículos para pedestres ou a ampliação do espaço da calçada é um compromisso com um modelo de cidade mais sustentável para os cidadãos. Por isso, não tenho dúvidas que essa será uma obra de grande importância para os moradores da região, como também para a população de toda a cidade”, afirmou o superintendente Evandro Hidd em visita realizada hoje às hortas do Dirceu.

Outro projeto que deve ser financiado pela AFD é a requalificação urbana do polo de saúde, com melhorias nas calçadas, iluminação, sinalização, estacionamento. Para Phillip Orliange, diretor da AFD no Brasil, os projetos desenvolvidos em Teresina são compatíveis com o que o órgão pensa para um futuro sustentável.

“A AFD busca combinar essa visão de como fazer o tratamento dos desafios globais com a visão local. Nós achamos que Teresina é uma cidade onde nós conseguimos combinar isso e achamos as visitas, assim como as propostas que foram apresentadas, muito positivas”, destacou.

SMPM apresenta projetos e programas para vereadora

Ascom/SMPM

A Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres esteve em reunião com a vereadora Pollyana Rocha na manhã desta quarta-feira, 12 de junho. A secretária, Macilane Gomes, apresentou os serviços, programas e projetos da secretaria para a vereadora, com o intuito de receber emendas para financiamento das ações da SMPM.

A vereadora Pollyana Rocha ficou contente com a visita. “É excelente estar com a SMPM. É uma equipe técnica muito séria e que visa sempre resgatar e orientar as mulheres da cidade de Teresina. Então é um trabalho muito preciso, consistente e que agrega valor dentro da nossa cidade”, disse.

Além disso, Macilane conversou com a vereadora sobre o projeto Inthegra Mulher – um prédio de 04 andares que irá unir toda a rede de enfrentamento à violência. “A importância do Integra Mulher é também barrar a naturalização da violência e incentivar o empoderamento a essas mulheres para que elas saibam reconhecer a violência que sofrem diariamente”, finalizou a secretária.

Semel vai executar novos projetos de lazer

A cidade de Teresina terá novos projetos de lazer e esportes para o público de várias idades. A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEMEL) vai realizar a partir de agosto os projetos I Festival Piauiês Riso e Música, I Cidade Inclusão e o I Circuito Esporte Total.

O I Festival Piauiês Riso vai acontecer dia 2 de agosto, na Praça da Integração, no Parque Piauí, com apresentação de humoristas amadores. O festival vai ser realizado todo mês com a final dia 24 de dezembro.

O projeto I Cidade Inclusão Mirim será executado dia 24 de agosto no Parque da Cidade, com lazer para as crianças, passeio ciclístico. O I Circuito Esporte Total acontece nos dias 30 e 31 de agosto, no Parentão.

O secretário da Semel, Miguel Rosal, adianta que a ideia é favorecer atividades para os teresinenses. “Estamos planejando esses novos projetos para que o teresinense possa ter mais lazer e utilizar os parques e espaços esportivos de Teresina”, diz.

PMT conquista 1° lugar por projeto de eficiência energética em chamada pública da CEPISA

A Prefeitura de Teresina conquistou o 1º lugar em chamada pública realizada pela CEPISA, que irá contemplar o município com a substituição de luminárias de vapor de sódio por Led em 1.526 pontos de iluminação. A chamada selecionou propostas de projetos de eficiência energética de iluminação pública para unidades consumidoras pertencentes à área de atuação da concessionária.

De acordo com Secretário Marco Antonio Ayres, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), o projeto contemplado foi elaborado pela Prefeitura de Teresina em parceria com a Citeluz Serviços de Iluminação Urbana S.A e irá garantir a eficientização em 1.526 pontos de iluminação do município.

“Todo o bairro do Portal da Alegria, Ponte JK, Ponte da Primavera, Ponte Wall Ferraz, Av. dos Ipês, Av. Universitária e Av. Raul Lopes (trecho entre Av. Universitária e Teresina Hall), terão as lâmpadas vapor de sódio substituídas por luminárias LED, que são mais eficientes e econômicas”, explica o secretário.

Ainda de acordo com Marco Antonio Ayres, o foco é sempre garantir melhorias em iluminação pública para o teresinense. Dessa forma, a CEPISA entrará com o investimento, previsto na chamada, e o poder municipal também fará investimentos para garantir resultados ainda melhores.

“É uma enorme satisfação que o projeto de Teresina tenha ficado em 1º lugar e garanta mais benefícios para a população. Assim, a capital receberá investimentos em iluminação, com valor na ordem de mais R$ 1,5 milhão. Em que, R$ 1.395.148,00 serão provenientes da CEPISA, para mão de obra e luminárias, e R$ 116.301,20, como uma contrapartida da prefeitura para aquisição de braços para os novos pontos, com o intuito de padronizar e garantir mais qualidade na iluminação”, acrescentou.

Sobre a chamada pública

Segundo as Leis n° 9.991/2000, n° 13.203/2015 e n° 13.280/2016, concessionárias e permissionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica devem aplicar, anualmente, o valor equivalente a 0,4% (zero vírgula quatro por cento) de sua receita operacional líquida anual no desenvolvimento de programas para o incremento da eficiência energética no uso final de energia elétrica, através de projetos executados em instalações de clientes e consumidores. Na chamada referente ao ano de 2018, a Prefeitura de Teresina teve o projeto escolhido em 1º lugar.

Em todo o Piauí, foram selecionados oito projetos de eficientização de iluminação pública, no valor total de R$ 4.046.785,80.