Gestão da qualidade melhora assistência ao paciente no HUT

A Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu que o dia 11 de novembro será a data do Dia Mundial da Qualidade e objetivo é  lembrar a importância da Qualidade dentro dos Hospitais.

Em alusão a data, o Núcleo de Qualidade Hospitalar (NQH) do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), promoveu hoje (16) uma conferência online sobre o impacto da liderança na gestão hospitalar.

HUT: Conferência Dia da Qualidade (Foto: Ascom/HUT)

Para Fabrizio Rosso, CEO da empresa Fator RH com 25 anos no mercado da Saúde, “em tempos que a saúde requer otimização no atendimento, minimização de recursos e interligação de setores, a alta liderança deve buscar engajar equipes, estimular resultados e apresentar soluções estratégicas que minimizem a sobrecarga na assistência pública”.

HUT: Conferência Dia da Qualidade (Foto: Ascom/HUT)

O NQH foi criado em Janeiro desse ano no HUT com o objetivo de melhorar assistência através um sistema estruturado da padronização de métodos, técnicas e processos desde a higienização nos setores até a alta hospitalar, aliando a segurança do paciente, a qualidade dos serviços prestados.

“É um bom começo de caminhada, que demonstra que estamos aperfeiçoando nossos serviços e também vislumbrando os desafios futuros para estar entre os melhores hospitais públicos de urgência do norte-nordeste. A comunidade que atendemos está sendo beneficiada com esse processo de busca pela melhoria contínua da assistência”, explica Jéssica Távora, coordenadora da qualidade.

Socorro Rego, assessora da diretoria e responsável pela implantação do Núcleo, comenta que projeto de Gestão da Qualidade em hospitais da rede ainda é algo inovador, estamos orgulhos desse protagonismo que levará a instituição mais longe.

Sobre a celebração do Dia Internacional da Qualidade, o diretor geral do HUT, Fábio Marcos lembra que o sistema de Saúde sofre constantemente críticas, mas ressalta que devemos celebrar as centenas de vidas que já foram salvas, graças ao trabalho da qualidade podemos monitorar os dados, números e índices da instituição. Estar atento aos indicadores embasa, muito melhor, a tomada de decisões para empregar os recursos de maneira mais eficiente visando sempre à melhoria dos nossos processos e a segurança dos pacientes e servidores, finaliza o médico.

HUT: Conferência Dia da Qualidade (Foto: Ascom/HUT)

Teresina Saudável promove qualidade de vida e incentiva atividade física

Ascom Semel

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) realizou nesta semana a abertura do projeto Teresina Saudável, na Praça Joana D’arc, no Mocambinho, zona Norte da capital. O objetivo é promover a prática de atividade física e bons hábitos alimentares e de saúde.

Durante o evento foram oferecidos serviços de verificação de pressão arterial e testes de glicose, realizados por uma enfermeira da UBS do Mocambinho, além de aula de dança com um educador físico e orientações sobre alimentação saudável com uma nutricionista.

De acordo com Miguel Rosal, gestor da Semel, o Teresina Saudável acontecerá uma vez por mês em praças atendidas pelas Academias da Terceira Idade. “O foco é incentivar a prática de exercícios físicos e cuidados com a saúde, promovendo mais qualidade de vida aos teresinenses”, disse.

Técnicos da SEMAM avaliam qualidade da água do Rio Poti

Ascom Semam

Uma equipe de técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), ligados aos diversos setores do órgão, vem realizando o monitoramento da qualidade da água do Rio Poti, trabalho que integra o Projeto Observando os Rios, iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica. Na manhã de hoje (26), os profissionais se reuniram para fazer mais uma análise no trecho do rio que margeia o Parque da Cidade, na zona Norte de Teresina.

Esse trecho é um dos nove pontos de observação existentes nos municípios de Teresina e Demerval Lobão, onde está incluído o monitoramento de rios e córregos. A partir das análises, esses corpos hídricos são classificados como ótimo, bom, regular, ruim e péssimo.

As atividades de monitoramento das equipes são realizadas com o uso de kits especiais disponibilizados pela Fundação, que permitem verificar parâmetros como temperatura da água, espumas, fosfatos, oxigênio dissolvido, cheiro e peixes.

A totalização desses indicadores é reunida em um sistema online de dados georreferenciados, que ficam disponíveis no site da organização: http://sosobsriospi.znc.com.br/relatorio/.

“Além disso, a equipe faz a coleta dos resíduos sólidos encontrados nas imediações do nosso ponto de observação, contribuindo ainda mais para a preservação do rio, do meio ambiente. É um trabalho realizado de forma voluntária, que conta com uma equipe empenhada e competente.  Certamente, isso contribuirá para as gerações futuras”, destaca o secretário da Semam, Olavo Braz.

Situação climática

A Semam também realiza, diariamente, o monitoramento da situação climática de Teresina, que envolve o acompanhamento do nível dos rios Parnaíba e Poti, precipitação acumulada, temperatura máxima e mínima, umidade do ar, direção dos ventos, ocorrências de queimadas e alertas de eventos meteorológicos severos.

Esses dados são agrupados e transformados em boletins diários, feitos com o suporte de informações provenientes de algumas plataformas, como Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Agência Nacional de Águas (ANA) e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) – Programa Queimadas – Apoio do Ministério do Meio Ambiente.

Para ter acesso aos boletins, basta acessar o site do órgão: semam.teresina.pi.gov.br