Livros trocados com A Incrível Máquina de Livros potencializam projetos de leitura nas escolas da Rede Municipal

Há dois dias, alunos da Rede Municipal de Ensino de Teresina estão passando pela “van mágica” estacionada na Praça João Luís Ferreira. O projeto A Incrível Máquina de Livros encontrou na capital parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semec) para que as crianças aproveitem a ação. Os alunos levam livros usados para trocar por novos de uma forma lúdica.

Alunos levam livros usados para trocar por novos de uma forma lúdica / fotos: Ascom Semec

A iniciativa da Infinito Cultural percorre o Brasil incentivando a leitura. Em Teresina, foi importante para ajudar a atualizar o acervo das bibliotecas das escolas e potencializar os projetos. Mais de 200 estudantes já passaram pela estrutura montada na praça.

A diretora adjunta do CMEI Helena Medeiros, Suzana Brandão, acompanhou a turminha de crianças de 5 e 6 anos que está em plano processo de alfabetização. “Além de ser uma experiência lúdica, as crianças ficaram bem animadas com essa aula de campo. A vivência vai refletir em sala de aula, como um incentivo a mais na leitura”, disse.

A escola desenvolve um projeto chamado “O mundo da imaginação”, explorando um gênero literário a cada sexta-feira. Os novos livros adquiridos serão trabalhados nas próximas aulas, com atividades de reconto, produções textuais e todo o imaginário que envolve as histórias infantis. “Com certeza enriquece bastante nosso projeto”, avalia Suzana.

João Davi, Luís, Lucas Daniel e Jeferson, alunos da Escola Municipal Iolanda Raulino, também passaram pela Incrível Máquina de Livros e trocaram obras infantis. Os livros seguem para o acervo da unidade de ensino, onde poderão revezar os dias de leitura e aproveitar todos.

Alunos da Rede Municipal são medalhistas na Olimpíada Brasileira de Robótica

Seis estudantes da Rede Municipal de Teresina conquistaram medalhas na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), a competição que estimula jovens às carreiras científico-tecnológicas e descobre talentos. Das seis medalhas conquistadas, uma foi de ouro, três de prata e duas de bronze.

Fotos: Ascom Semec

“Para nós é uma grande conquista e incentivos aos alunos. Este é o segundo ano que a equipe obtém resultados positivos, com as meninas em maioria. Todos fazem parte da turma de Robótica e Satélites Artificiais do Programa Cidade Olímpica Educacional, criado pela Secretaria Municipal de Educação (Semec)”, ressalta a secretária executiva de Gestão da Semec, professora Edileusa Sampaio. Em 2021, disputaram com mais de 26 mil estudantes de todo o Brasil.

A OBR é apoiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Educação (MEC) e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Também recebe suporte da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e RoboCup Federation, sendo coordenado de forma voluntária por um grupo de cientistas e doutores na área de robótica e tecnologia das maiores universidades públicas e particulares do Brasil.

Os alunos do Cidade Olímpica participaram na modalidade Teórica, respondendo às questões de uma prova escrita destinada ao público do Ensino Fundamental que já possui contato com a robótica educacional. A competição envolveu estudantes de escolas púbicas e privadas.

“Conquistamos medalhas, inclusive de ouro, pelo segundo ano consecutivo, o que mostra que a turma está alinhada com os estudos na área da robótica, mesmo em meio a uma pandemia. Eles são dedicados e talentosos, estamos confiantes em ir além”, disse o professor Edwar Montenegro.

Alunos de escolas da Rede Municipal começam a participar da Incrível Máquina de Livros

Uma van que desperta o imaginário das crianças está estacionada na Praça João Luís Ferreira, no Cento de Teresina, realizando trocas gratuitas de livros. Nesta quarta-feira (3) e também na quinta-feira (4), alunos da Rede Municipal de Ensino estão participando da ação, chamada A Incrível Máquina de Livros.

Fotos: Ascom Semec

A iniciativa é da Infinito Cultural em parceria com a Prefeitura Municipal de Teresina, através da Secretaria Municipal de Educação (Semec), incentivando a formação de leitores. Cada aluno leva até três exemplares de livros, coloca na máquina e imediatamente recebe uma nova obra. “Só precisa estar em bom estado e sem rabiscos”, alerta a professora Rita Veloso, coordenadora de Projetos da Semec. Para ela, o projeto é uma ótima oportunidade para as atividades de leitura das escolas.

A Incrível Máquina de Livros está na cidade desde o dia 02 de novembro e permanece até o dia 04. No primeiro dia de participação das escolas municipais, três unidades de ensino estiveram na praça pela manhã. Encantados com a ludicidade do equipamento, os alunos esperavam ansiosos sua vez de deixar um livro velho e pegar um novo.

“Consegui fazer as trocas e vou levar meus livros para ler em casa. Achei bem legal essa iniciativa”, disse Gleison Gabriel, aluno do 7º ano da Escola Municipal Joca Vieira. Ao todo, 12 unidades de ensino da Rede Municipal passarão pelo projeto nos dois dias.

A professora Luana Costa, da Escola Municipal Simões Filho, classificou como uma ideia excelente. Ela acompanhou 24 alunos do 4º ano. “Os alunos ficaram muito empolgados para participar, então pegamos alguns livros da própria escola para atualizar o acervo que eles utilizam. É uma maneira de trabalhar a leitura em um contexto que eles gostam, bastante atrativo”, elogiou Luana.

A Incrível Máquina de Livros fica disponível para a população na Praça João Luís Ferreira de 8h às 11:30 e de 13h às 17h. Podem ser trocados livros adultos ou infantis, não são aceitos gibis, livros didáticos e livros técnicos.

Novos professores da rede municipal de ensino participam de encontro de acolhida

Os professores substitutos aprovados no Processo Seletivo Simplificado 2021 da Secretaria Municipal de Educação (Semec) participaram na manhã desta sexta-feira (29) do Encontro de Acolhida, que aconteceu no Centro de Formação Odilon Nunes. O encontro teve o objetivo de dar as boas-vindas e repassar orientações aos novos profissionais da educação de Teresina.

“Muito importante a gente receber esses professores pra dizer qual a contribuição que a Semec espera deles na formação dos nossos alunos. Certeza que estes novos profissionais vão estar ajudando a construir a educação de Teresina de forma sólida”, afirma o secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso.

A professora Antônia Maria da Silva, que participou da oficina, declarou. “É um prazer pra mim poder fazer parte da educação teresinense, sinto-me muito feliz. Essa formação de hoje foi muita proveitosa e estou ansiosa para estar em sala de aula”.

Os 240 professores substitutos já estão lotados e vão atuar na Educação Infantil e Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) da rede municipal de ensino.

Fotos: Ascom Semec

Semec busca parceria para valorizar obras produzidas por professores da Rede Municipal

Com o objetivo de valorizar as produções de autores locais da REDE SEMEC, o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, está buscando formas de viabilizar a publicação de livros produzidos por professores da Rede Municipal de Ensino. Nesta terça-feira (12), conversou com o diretor da editora da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Professor Dr. Marcelo Neto para uma parceria.

Fotos: Ascom Semec

Também esteve no encontro o professor da UESPI, Dr. Feliciano Bezerra do curso de Letras Português e a professora Débora Rêgo, diretora do Centro Municipal de Educação Infantil João Batista Brito de Melo. Ela já produziu dois livros infantis e pediu ajuda da Secretaria Municipal de Educação (Semec) para levá-los até as unidades de ensino. “Nas escolas sempre trabalhamos projetos de autores renomados, mas também no Piauí temos boas obras. Precisamos espalhar essas produções para as crianças”, disse Débora.

O secretário Nouga também apresentou aos professores da UESPI um livro escrito pela professora Ana Vitória de Carvalho, falecida recentemente após complicações da Covid-19. Ana Vitória contribuiu com a Rede Municipal por anos, foi homenageada dando nome à uma escola, e agora pode ter seus escritos publicados.

“Estamos em busca dessa parceria com a editora da UESPI para valorizar as produções piauienses. A proposta é que logo possamos consumir nas escolas essas obras, trabalhar com a produção local, dando espaço para os nossos autores”, destacou Nouga Cardoso.

Alunos da rede municipal avaliam a culinária de Teresina

Fechando as atividades alusivas ao Dia da Criança 2021, a Secretaria Municipal de Educação leva dezenas de crianças para participar de mais uma ação social desenvolvida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Piauí (Abrasel) no Piauí. Durante uma semana, alunos de várias escolas e centro infantis visitaram restaurantes, churrascarias, cafés e hamburguerias da capital, conheceram a infraestrutura dos estabelecimentos, tiveram contato com a culinária, além de atividades recreativas.

Fotos: Ascom Semec

“Quando a gente retira as crianças do ambiente escolar e oportuniza a elas outras situações é muito bom, salutar para a socialização, além de ficar marcado na memória afetiva delas”, conta o diretor da Escola Municipal Simões Filho, Jerry César de Sousa, que levou 15 alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental ao Novo Point da Picanha Sul. “Nossos alunos passaram muito tempo em casa e elas ganham uma experiência riquíssima com ações como essa”, diz Dilza dos Santos Lopes, diretora da E.M Padre Angelo Imperialle, que acompanhou 20 crianças do 5º ano.

Sushi, sanduíche, pipoca, pizza, churrasco, sorvete, picolé, brincadeiras, presentes e muita diversão. Na avaliação da diretora executiva da Abrasel, Natália Macário, a ação foi muito positiva “principalmente nesse retorno dos alunos às aulas, tivemos uma adesão muito boa, onde eles puderam conhecer os restaurantes e como funcionam esses lugares”.

Para a coordenadora de Projetos Especiais da Semec, professora Rita Veloso, o ensino aprendizagem se dá não só entre os muros da escola e qualquer atividade fora desse espaço é favorecedor. “Foram 11 escolas participantes, onde nossos alunos tiveram a oportunidade de vivenciar momentos de alegria e de inserção no meio social e para nós, profissionais da educação, saímos dessa ação com a sensação de dever cumprido por termos deixado o Dia das Crianças delas mais empolgante, uma experiência ímpar, singular”.

A ação da Abrasel aconteceu em todo o Brasil, tendo como participantes piauienses: Rainha do Mixto (Altos), Tanino (Picos), A3 Sushi Pub, Dom Nelore Sul, Fazendaria Café, Domino’s, D’Tortugo, Jambu Café, Kitanda do Petit, Navegas, Nossa Casa, Novo Point Sul, O Pesqueirinho, Quintal do Churrasco, Rancho do Vaqueiro e São João Restaurante, representando Teresina, além de contar com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e Secretaria Municipal de Educação (Semec).

Quem gostou foi o Matheus Augusto, aluno do 5º ano, da Escola Municipal Dom Miguel Câmara. Ele, que não conhecia o restaurante e quase não tem saído de casa, descreveu a atividade do dia. “Achei uma experiência fantástica”, concluiu.
“Eu gostei demais desta experiência. Já tinha comido sushi antes, mas essa vez eu consegui identificar mais sabores diferentes. Ainda ganhamos um copo muito legal que vou usar na escola. Adorei a nossa visita”, disse Maria Eduarda 5º ano da Escola Municipal Thereza Noronha.

Novos estagiários de apoio à inclusão começam a atuar nas escolas municipais de Teresina

Os estagiários aprovados no último processo seletivo da Secretaria Municipal de Educação (Semec) já começaram as suas atividades nas unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina. Foram lotados, até o momento, 422 acadêmicos que auxiliam os professores em suas tarefas diárias na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, em uma jornada de 20 horas semanais.

A Semec selecionou estagiários para a sala de aula, salas do núcleo diversificado das escolas de tempo integral e auxiliares de apoio à inclusão, sendo que somente nesta última modalidade foram encaminhados às escolas 30 estagiários.

“Na nossa escola temos matriculados em torno de 40 alunos com necessidades especiais que demandam um suporte durante todo o período que se encontram na unidade de ensino. Já tivemos reunião com os estagiários que atuarão diretamente com esses estudantes, repassando as orientações para que eles desenvolvam suas atividades da maneira mais adequada. Pais ou responsáveis, professores e a direção da unidade estão bastante felizes com o envio dos estagiários”, diz Igor Rafael Mendes, diretor da Escola Municipal Professor Olímpio Castro de Oliveira, localizada no Vale do Gavião, zona leste da capital.

Para o acompanhamento dos alunos com deficiência foram chamados acadêmicos dos cursos de Psicologia e de nível técnico em Enfermagem e Libras. A partir desta sexta-feira (01/10) serão convocados mais 50 estagiários que serão encaminhados conforme a necessidade das unidades de ensino.

A coordenadora da Divisão de Educação Inclusiva da Semec, Amanda Kárdia, destaca a importância do acompanhamento e suporte aos alunos com necessidades especiais. “Profissionais de apoio têm o papel de facilitar a acessibilidade do aluno com deficiência e transtornos globais do desenvolvimento matriculados na Rede Municipal. Fazem o acompanhamento diário do aluno, contribuindo na compreensão de suas características e eliminando barreiras que o impedem de se inserir na vida escolar. É importante salientar que devem ser asseguradas as condições necessárias para o pleno acesso, participação e aprendizagem dos estudantes com deficiência e transtornos globais do desenvolvimento em todas as atividades desenvolvidas no contexto escolar”, finalizou.

Parceria com acadêmicos da UNINASSAU leva ação social para o CMEI Maria Amélia

A comunidade do bairro Planalto Uruguai participou de uma manhã cheia de atividades neste sábado (25). Os acadêmicos de vários cursos da UNINASSAU levaram serviços gratuitos para o Centro Municipal de Educação Infantil Maria Amélia Freitas Mendes de Oliveira.

A programação teve início com apresentações musicais das crianças do CMEI, que acolheram os visitantes com uma dose de motivação e esperança. Durante toda a manhã, os acadêmicos ofereceram serviços como orientação jurídica e psicológica, avaliação nutricional e glicêmica, vermifugação de animais domésticos, contação de histórias, entre outros.

De acordo com a diretora interina do CMEI, Gláucia Tatyanna, a escola costuma abraçar todas as causas que beneficiem a comunidade. “Oferecemos todo o apoio e mobilizamos os pais de alunos para participar. Acreditamos nessa integração para o bem. Também estávamos com saudade de ver a escola cheia novamente”, disse Gláucia. Para o professor Luiz de Macêdo, as parcerias ampliam o potencial da escola. “Acho esse tipo de evento muito bom, a escola de portas abertas para ajudar a comunidade”, declara.

A coordenadora acadêmica da UNINASSAU, Vivian Brandim, explica que o projeto é itinerante e chega para atender algumas demandas das comunidades. “Estamos levando ações sociais de forma gratuita para a população, sempre em um local diferente. Essa é uma forma de mostrar aos estudantes que toda profissão só faz sentido se trouxer benefícios para quem precisa”, afirma a coordenadora.

Quem aproveitou um pouco de tudo foi a Jaqueline Brito, mãe do aluno Pedro Emanoel, que estuda no II Período do CMEI Maria Amélia. “Esses serviços são difíceis de conseguir gratuitamente, então busquei aproveitar ao máximo. É gratificante saber que podemos contar com essas pessoas na comunidade. Meu filho e eu experimentamos todos os espaços”, conta Jaqueline.

A coordenadora de Alfabetização da Rede Municipal, Aurismar Sousa, esteve no evento representando a Secretaria Municipal de Educação (Semec). Aurismar destacou o potencial do CMEI, sempre com excelentes resultados, e falou da alegria de ver as escolas retomando a rotina aos poucos. “Fico arrepiada de ver as crianças cantando, a equipe escolar recebendo visitantes. Aos poucos, e com responsabilidade, estamos voltando com ações que dão vida às unidades de ensino”, concluiu.

Diretores de escolas da Rede Municipal estão animados com reformas

Com as aulas das unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina retornando no formato híbrido gradualmente, o secretário municipal de Educação Nouga Cardoso está visitando as escolas e conferindo as principais necessidades da equipe gestora. Nesta segunda-feira (13), visitou dois Centros Municipais de Educação Infantil e uma escola de Ensino Fundamental na zona leste.

Fotos: Ascom Semec

Nouga esteve acompanhado do coordenador do Grupo de Trabalho Programa de Desenvolvimento da Educação da Semec, Reinaldo Ximenes; e do vereador Luís André. Começaram o dia no CMEI Vila Bandeirantes, que funciona em jornada de tempo integral e foi um dos primeiros a retomar atividades presenciais, no dia 01 de setembro.

A diretora Nordely Noronha elogiou a iniciativa das visitas e apontou as demandas do CMEI, como capina, pintura da fachada e uma reforma no espaço localizado ao fundo da unidade de ensino. “Nunca descuidados da limpeza do CMEI, essa manutenção vai nos ajudar a atender ainda melhor nossos alunos e pais. Fico feliz com a facilidade que temos de dialogar com o secretário, que está realmente escutando a voz do diretor”, destacou a gestora.

No CMEI Parque Mão Santa, o retorno está previsto para o início de outubro. O secretário pretende ampliar a área coberta da escola, o que levará a um aumento na oferta de matrículas para os próximos anos. Também anunciou a chegada dos professores substitutos, que já se apresentaram e logo serão encaminhados para as escolas.

“São boas notícias, há sete anos esperamos uma visita dessas para solicitar pessoalmente a reforma do nosso prédio”, disse a vice-diretora Adriana Barbosa.

O cronograma de visitas do dia foi encerrado na Escola Municipal Professor Camillo da Silveira Filho, que atende mais de 500 alunos do 1º ao 5º ano em tempo integral. As aulas híbridas terão início dia 20 de setembro. Entre as melhorias anunciadas pelo secretário, estão a rampa de acesso na entrada da escola e a urbanização do amplo espaço onde está localizada a quadra.

“Temos muito trabalho a ser feito, são muitos os desafios, mas estamos trabalhando incansavelmente para oferecer melhores condições de trabalho às equipes escolares e de estudo aos alunos. É preciso cuidar dessas estruturas para que tenha reflexo nos bons resultados da educação”, finalizou Nouga Cardoso.

Semec começa a encaminhar novos estagiários para as escolas da Rede Municipal

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) começou a receber, nesta quinta-feira (09), os primeiros estagiários classificados no processo seletivo da Rede Municipal de Teresina. Nesta etapa, os convocados estão entregando o termo de compromisso e levando a documentação para conferência.

A comissão organizadora do processo seletivo convidou 80 estagiários de pedagogia para a apresentação inicial. Até o dia 20 de setembro, serão chamados os acadêmicos aprovados em outras áreas, como língua portuguesa, teatro e enfermagem, de acordo com um cronograma divulgado no site da Secretaria.

“Neste momento estamos realizando a análise da documentação e já encaminhando para o setor de Lotação, onde os estagiários serão designados para as unidades de ensino. O procedimento é rápido e permite que comecem a atuar como auxiliares dos professores nas escolas o quanto antes”, afirma Bárbara Ribeiro, membro da comissão.

Para Yara Gonçalves, uma das novas estagiárias da Semec, a expectativa é de aprendizado mútuo. A acadêmica cursa o 4º período de pedagogia. “Esperei muito por esse momento, pois será meu primeiro contato com a sala de aula realmente. É uma oportunidade para aprender na prática, enriquecer minha formação e contribuir com a educação municipal”, conclui.

Fotos: Ascom Semec