Aberto agendamento para dose de reforço de trabalhadores da saúde acima dos 18 anos

Está aberto novamente o agendamento para vacinação dos trabalhadores da saúde de 18 anos e mais para a dose de reforço contra a covid-19. Após a abertura de vagas ocorrida ontem (18), que contemplava o público de 18 a 29 anos, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) está estendendo para as demais faixas etárias deste público.

Para ter acesso à vacina, o trabalhador da saúde deve ter obrigatoriamente seis meses da aplicação da segunda dose ou dose única de qualquer imunizante. Ele deve agendar no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/, no campo Agendamento Dose de Reforço (Em azul), independentemente do setor de trabalho, categoria profissional ou vínculo público, privado ou autônomo.

(Foto: Ascom/FMS)

A coordenadora da campanha de vacinação contra a COVID, Emanuelle Dias, alerta que o site de agendamento não vai utilizar os cadastros dos trabalhadores utilizados previamente realizados pelos Estabelecimentos de saúde feitos no início da campanha de vacina COVID-19, portanto, caso o trabalhador não tenha sido cadastrado previamente, ele conseguirá se agendar normalmente. “No momento da vacinação ele deve levar um comprovante de trabalho (que está na ativa como trabalhador em Estabelecimento de Saúde) e cartão de vacina com registro de doses para comprovar os 6 meses da D2”, diz.

O fabricante do imunizante da vacina contra COVID-19 a ser aplicado na Dose de reforço será exclusivamente a Pfizer, independentemente do fabricante do imunizante aplicado na D1 e D2.

Trabalhadores da saúde de 18 a 29 anos podem agendar dose de reforço hoje (18)

Trabalhadores da saúde de 18 a 29 anos poderão agendar hoje (18) a sua dose de reforço da vacina contra a covid. O sistema abre a partir das 18h para este público, no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/.

Para ter acesso à vacina, o trabalhador da saúde deve ter obrigatoriamente seis meses da aplicação da segunda dose ou dose única de qualquer imunizante. Ele deve agendar no site, no campo Agendamento dose de Reforço (Em azul), independentemente do setor de trabalho, categoria profissional ou vínculo público, privado ou autônomo.

A coordenadora da campanha de vacinação contra a COVID, Emanuelle Dias, alerta que o site de agendamento não vai utilizar os cadastros dos trabalhadores utilizados previamente realizados pelos Estabelecimentos de saúde feitos no início da campanha de vacina COVID-19, portanto, caso o trabalhador não tenha sido cadastrado previamente, ele conseguirá se agendar normalmente. “No momento da vacinação ele deve levar um comprovante de trabalho (que está na ativa como trabalhador em Estabelecimento de Saúde) e cartão de vacina com registro de doses para comprovar os 6 meses da D2”, diz.

O fabricante do imunizante da vacina contra COVID-19 a ser aplicado na Dose de reforço será exclusivamente a Pfizer, independentemente do fabricante do imunizante aplicado na D1 e D2.

FMS anuncia cronograma de agendamento para trabalhadores da saúde acima dos 18 anos

A Fundação Municipal de Saúde lançou um novo cronograma para agendamento da dose de reforço de trabalhadores da saúde. Além dos profissionais de 50 anos e mais, que poderão agendar hoje (13) às 18h, serão abertos novos horários para contemplar todos que se encaixam nos requisitos do Ministério da Saúde.

Para evitar congestionamento do sistema, foi montado um cronograma com dias diferentes para cada faixa etária dos trabalhadores. Amanhã (14) às 18h, serão contemplados aqueles que estão na faixa etária de 40 a 49 anos. Na sexta-feira (15) às 16h, o sistema abre para os profissionais na faixa dos 30 a 39 anos. E na segunda-feira (18), às 18h, será a vez daqueles de 18 a 29 anos.

Para ter acesso à vacina, o trabalhador da saúde deve ter obrigatoriamente seis meses da aplicação da segunda dose ou dose única de qualquer imunizante. Ele deve agendar no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/, no campo Agendamento dose de Reforço (Em azul), independentemente do setor de trabalho, categoria profissional ou vínculo público, privado ou autônomo.

A coordenadora da campanha de vacinação contra a COVID, Emanuelle Dias, alerta que o site de agendamento não vai utilizar os cadastros dos trabalhadores utilizados previamente realizados pelos Estabelecimentos de saúde feitos no início da campanha de vacina COVID-19, portanto, caso o trabalhador não tenha sido cadastrado previamente, ele conseguirá se agendar normalmente. “No momento da vacinação ele deve levar um comprovante de trabalho (que está na ativa como trabalhador em Estabelecimento de Saúde) e cartão de vacina com registro de doses para comprovar os 6 meses da D2”, diz.

O fabricante do imunizante da vacina contra COVID-19 a ser aplicado na Dose de reforço será exclusivamente a Pfizer, independentemente do fabricante do imunizante aplicado na D1 e D2.

 

Trabalhadores da saúde com 50 anos ou mais devem agendar dose de reforço hoje, 13

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina vai abrir hoje, 13, (quarta-feira) a partir das 18h, o agendamento para a dose de reforço dos trabalhadores de saúde com 50 anos ou mais, que devem seguir alguns critérios, além da idade para poderem tomar a dose da Pfizer.

O fabricante do imunizante da vacina contra COVID-19 a ser aplicado na dose de reforço será exclusivamente a Pfizer, independentemente do fabricante do imunizante aplicado na primeira e segunda dose. Devem tomar a dose de reforço seis meses depois da segunda dose; agendar no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ (campo Agendamento dose de Reforço -Em azul), independentemente do setor de trabalho, categoria profissional ou vínculo público, privado ou autônomo.

“No momento da vacinação deve levar comprovante de trabalho (que está na ativa como trabalhador em Estabelecimento de Saúde), cartão de vacina com registro de doses para comprovar os 6 meses da segunda dose”, explica Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação Covid na capital.

O site de agendamento vacine já não vai utilizar os cadastros dos trabalhadores utilizados previamente pelos estabelecimentos de saúde feitos no início da campanha de vacina COVID-19, portanto, caso o trabalhador não tenha sido cadastrado previamente, ele conseguirá se agendar normalmente.

Idosos de 80 anos e mais podem receber dose de reforço contra a Covid até sexta (15)

Idosos de 80 anos e mais poderão tomar a dose de reforço da vacina contra a covid-19 até sexta-feira (15 de outubro). A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está disponibilizando quatro pontos de vacinação, no horário das 9h às 12h, para atender esse público. Os idosos que forem aos locais de vacinação de carro podem aguardar dentro do veículo a vacinação.

(Foto: Ascom/FMS)

O atendimento será por demanda espontânea – ou seja, não precisa de agendamento – e acontece nos seguintes locais:

– Terminal Buenos Aires

– Terminal Zoobotânico

– Terminal Livramento

– Terminal Parque Piauí

No momento da vacinação, os idosos devem apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão do SUS e o cartão de vacina com o registro das doses anteriores. A coordenadora da campanha de vacinação contra a Covid-19, Emanuelle Dias, reforça que no momento só podem tomar a nova dose os idosos que tomaram a segunda dose há no mínimo seis meses, conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde.

A vacina usada será a do laboratório Pfizer, que poderá ser utilizada nos terminais graças a um esquema montado pela FMS em parceria com os locais de vacinação, que dispõem de salas refrigeradas que permitem o acondicionamento do imunizante.

Imunossuprimidos e Idosos de 87 anos e mais podem agendar reforço contra a covid-19

Hoje (07), a partir das 18h, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) abre mais uma etapa de agendamento para a vacina contra a Covid-19. Desta vez, as vagas são para dose de reforço de idosos de 87 anos e mais que não conseguiram ir aos drive thru e também pessoas imunossuprimidas de todas as idades, que receberão sua dose adicional.

O agendamento é feito pelo site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/. A coordenadora da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Teresina, Emanuelle Dias, ressalta que para ter direito à vacina os idosos devem ter no mínimo seis meses da administração da segunda dose, enquanto os imunossuprimidos devem ter pelo menos 28 dias.

No momento da vacinação, os pacientes devem apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão do sus e o cartão de vacina com o registro das doses anteriores. No caso dos imunossuprimidos, eles devem apresentar também um laudo médico ou prescrição que comprove a inclusão nesse grupo.

(Foto: Ascom/FMS)

São consideradas pessoas imunossuprimidas:

1. Pessoas com imunodeficiência primária grave

2. Pessoas em quimioterapia para câncer

3. Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas;

4. Pessoas vivendo com HIV/AIDS.

5. Pessoas em uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias.

6. Pessoas em uso de drogas modificadoras da resposta imune

7. Pessoas com doenças auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias;

8. Pacientes em hemodiálise

9. Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde, as drogas modificadoras da resposta imune e doses consideradas imunossupressoras são as listadas abaixo:

– Metotrexato

– Leflunomida

– Micofenolato de mofetila

– Azatiprina

– Ciclofosfamida

– Tacrolimus

– 6-Mercaptopurina

– Biológicos em geral (infliximabe, etarnercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte, secukinumabe, ustekinumabe)

– Inibidores da JAK (tofacitinibe, baracitinibe e upadacitinibe)

Guarda Municipal vai reforçar segurança das eleições em Teresina

A Guarda Civil Municipal de Teresina vai integrar as forças de segurança que irão atuar nas eleições de novembro em Teresina. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador José James Gomes Pereira, fez a solicitação e a corporação apresentou um plano nesta sexta-feira (18).

O assunto foi discutido nesta manhã em uma reunião entre o desembargador James e o comandante da corporação, coronel John Feitosa. “Apresentamos um plano bem objetivo de participação da corporação nesse processo. Ficou definido também que será marcada uma data para que os guardas possam ser orientados sobre as condutas e regras das eleições, e, posteriormente, encaminharemos a escala de serviço. A Guarda passa agora a integrar o Comitê de Segurança Interna do TRE”, explica o coronel John Feitosa.

Segundo ele, todo o efetivo da Guarda estará voltado para esse plano de ação. Entre as atividades que deverão ser desenvolvidas pela corporação estão a segurança dos locais de votação e dos voluntários que estarão trabalhando no pleito, fiscalização de boca de urna e denúncias que chegarem ao tribunal, além da fiscalização do cumprimento da Lei Seca.

O emprego da Guarda Municipal no pleito se soma aos demais órgãos de segurança que já trabalham tradicionalmente nas eleições. O plano de ação será integrado com essas demais instituições.

Guarda Municipal intensifica ação na retomada das atividades econômicas em Teresina

Com os avanços das etapas da reabertura econômica em Teresina, a Guarda Civil Municipal (GCM) tem intensificado ainda mais as fiscalizações para uma retomada segura. Já são mais de 8.300 atendimentos realizados durante a pandemia e o trabalho ganhou reforço com mais 125 novos agentes e 18 viaturas

Além da reabertura do setor de varejo, que provoca o aumento da circulação de pessoas pela cidade, a Guarda também está atuando no Parque da Cidadania e no Ginásio “Parentão”, no Lourival Parente, que já estão funcionando. “Com a reabertura dos parques ambientais e atividades individuais ao ar livre, equipes permanentes estão atuando nestes locais”, ressalta o comandante da Guarda Municipal, Coronel John Feitosa.

Ele ressalta o trabalho dos guardas para garantir o cumprimentos dos protocolos, reforçando ainda mais ainda os cuidados para que não seja registrado aumento no número de casos de coronavírus.  “O trabalho da Guarda tem se mostrado importante para que a cidade possa avançar nas etapas de reabertura das atividades econômicas de forma segura, cumprindo todos os protocolos, como o distanciamento e uso correto de máscaras”.

Guarda Municipal reforça fiscalização e alerta para punições a estabelecimentos irregulares

Desde o início dessa semana, a Guarda Civil Municipal já fechou 111 estabelecimentos funcionando de forma irregular, em desacordo com os novos decretos que estabelecem a retomada das atividades econômicas em Teresina e aqueles que determinam restrições nos finais de semana. Os decretos prevêem aplicação de multas, notificações e até a cassação do alvará de localização e funcionamento.

De acordo com o coronel John Feitosa, comandante da Guarda Municipal, a fiscalização está sendo mais rigorosa considerando o grande movimento na região central da cidade. “A Guarda está atenta e faz o alerta para que os empresários observem as regras de funcionamento. Do contrário, será necessário aplicar as sanções previstas nos decretos”, ressalta.

As restrições continuam em todos os finais de semana de julho. Às sextas-feiras poderão funcionar estabelecimentos que comercializam alimentos, serviços bancários, casas lotéricas, postos e distribuidoras de combustíveis, serviços de saúde, farmácias e drogarias, delivery para alimentação pronta, segurança e vigilância e órgãos de imprensa. Já aos sábados e domingos poderão funcionar apenas farmácias e drogarias, delivery exclusivamente para alimentação pronta, serviços de saúde, segurança e vigilância, além da imprensa.

Lagoas do Norte conscientiza moradores para evitarem aglomerações em parques

Após o aumento no número de pessoas se aglomerando no Parque Lagoas do Norte, especialmente registrado na última semana, o Programa Lagoas do Norte está adotando medidas de conscientização da população dos 13 bairros em que atua. As medidas buscam reforçar os decretos da Prefeitura de Teresina para estimular o isolamento social na tentativa de conter a disseminação do novo coronavírus na capital.

Na última semana, moradores utilizaram com frequência o campo de futebol, as quadras e os espaços de comercialização de alimentos. O maior fluxo se percebe no final da tarde. Por esse motivo, a direção do Programa Lagoas do Norte está adotando medidas para restringir o uso do parque, buscando conscientizar a população sobre o perigo de frequentar os espaços públicos, gerando aglomerações e se expondo ao risco de contrair e disseminar o vírus.

“São medidas necessárias para proteger a saúde da população. Estamos numa guerra. E nessa guerra, a medida mais eficaz é o distanciamento social. Mas estamos vendo ainda muitas pessoas frequentando as quadras, fazendo caminhadas, principalmente os jovens. Estamos pedindo que a população não vá aos parques. Estamos trabalhando junto com a Guarda Municipal, orientando as pessoas sobre o perigo a que elas mesmas se expõem. Vamos vencer essa guerra, mas é necessário que todos colaborem”, afirma Márcia Muniz, diretora geral do Programa Lagoas do Norte.

Entre as medidas estão isolar as quadras esportivas, ajustar o horário de funcionamento da iluminação do parque, fiscalizações da Guarda Municipal para orientar as pessoas. Além disso, um carro de som passará alertando a população e pedindo que as pessoas fiquem em casa durante a pandemia.

A Prefeitura de Teresina vem adotando inúmeras ações para evitar a contaminação e, assim, diminuir o número de pessoas infectadas pela covid-19. O sistema de saúde está sendo reforçado porque já se sabe que o número de casos tem tendência a aumentar progressivamente. As últimas medidas adotadas foi a suspensão do sistema de transporte público, funcionando apenas para o transporte de trabalhadores dos serviços essenciais, a prorrogação da quarentena e a prorrogação do retorno das aulas na rede municipal.

A população tem canais diretos de denúncias contra aglomerações e funcionamento irregular de serviços não essenciais. O cidadão pode ligar através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Ou pode ainda acessar o Colab para denunciar.