Restaurante Popular de Teresina triplica número de refeições oferecidas nos últimos 10 meses

Os dados apontam que, de janeiro a outubro deste ano, foram ofertadas 235.774 refeições Fotos(Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) registrou, de janeiro a outubro deste ano, um aumento de 299% na oferta de refeições do Restaurante Popular de Teresina, comparado ao mesmo período do ano passado. Este número corresponde às refeições oferecidas ao público em geral e a população em situação de rua.

Os dados apontam que, de janeiro a outubro deste ano, foram ofertadas 235.774 refeições. Já de janeiro a outubro do ano passado, foram contabilizadas 78.319 refeições.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o aumento no número de refeições ofertadas é reflexo da flexibilização do comércio diante da pandemia da Covid-19.

“Apesar do público ser bem variado, vai desde pessoas que vêm de suas casas, em bairros mais distantes, à população em situação de rua. Além dos próprios comerciantes do Centro da Capital. A gente percebe este aumento, especialmente, após as lojas voltaram a funcionar normalmente, consequentemente, o público na região aumentou.

A procura tem sido grande não apenas pelo preço da refeição, que é R$ 2,00, mas principalmente, pela qualidade da refeição”, explicou o secretário.

Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, conta que há uma preocupação na escolha dos alimentos e no preparo.

“Contamos com uma equipe de profissionais qualificados. Que atuam desde a seleção do alimento, no condicionamento, no preparo e na própria distribuição. A escolha do cardápio é pensada nos pratos típicos da região, adequando a uma alimentação saudável e balanceada. Distribuímos com a refeição, salada, fruta e até suco”, pontuou.

POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA

Além das demandas de vendas no valor de R$ 2,00, o Restaurante Popular de Teresina oferece refeições gratuitas para a população em situação de rua, assistida pelo Centro de Valorização para População em Situação de Rua e referenciada pela gerência do Centro Pop.

Os dados do Restaurante Popular de Teresina apontam também um aumento na oferta de refeições para a população em situação de rua, de janeiro a outubro deste ano, foram 9.511 refeições oferecidas; já no mesmo período do ano passado, este número foi inferior, somando um total de 7.313.

“Este aumento também nas refeições oferecidas pela população em situação de rua é um reflexo principalmente da adesão aos nossos serviços. Como o atendimento que a assistência social presta a este público não pode e não deve ser coercitivo, cabe aos agentes de proteção social (APS) sensibilizar e informar para eles sobre os serviços que eles têm direito”, destacou, Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi.

Restaurante Popular de Teresina recebe projeto Som no Prato de alunos de canto

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio do Restaurante Popular de Teresina, recebeu hoje, (20), durante as refeições do público, o Projeto “Som no Prato: pra quem tem fome de música”. A iniciativa é uma parceria da Semcaspi com a Escola Técnica Estadual de Teatro Prof. José Gomes Campos, por meio da 1ª turma do curso de Canto.

A ação contou com apresentações artísticas de 10 alunos e também de alunos da Faculdade Uninovafapi distribuindo mensagens sobre a temática da campanha Setembro Amarelo.

Segundo Eduardo Aguiar, secretário executivo da Semcaspi, as ações sobre saúde mental e musicoterapia são formas de tratamento de reabilitação deste processo.

“O grau de importância da interlocução entre políticas, como a política de segurança alimentar e a política de saúde são de grande valia. No Restaurante Popular, atendemos pessoas em situação de vulnerabilidade, e não só para o atendimento da segurança alimentar, mas também para outras políticas, políticas de saúde, educação e cultura”, destacou.

Para Abdala Moura, presidente do Som no Prato, a ideia de realizar o projeto no Restaurante Popular de Teresina é por conta do público diversificado. “A gente acha interessante estar com o público, com o povo, então o Restaurante Popular é um ótimo lugar para nos apresentar. Porque o povo está aqui, de todas as classes e o artista é o operário da arte. O público vai conferir MPB e muita música boa”, ressaltou.

Denison Djohnson, professor da Escola Técnica Estadual José Gomes Campos, comenta sobre o processo de elaboração do projeto, que conta com um repertório de 15 músicas escolhidas a gosto dos alunos.

“Estou auxiliando os alunos, participei dos ensaios, deste processo prático da disciplina, onde a culminância é o “Som no Prato”. Cada aluno já tinha em mente a música que queria trabalhar para apresentar. Marcamos ensaios, onde observamos erros e acertos, até chegar ao resultado final de sonoridade com estes alunos”, indicou.

Restaurante Popular de Teresina oferece refeições com qualidade no preparo e alimentação balanceada

Restaurante Popular de Teresina oferece refeições com qualidade no preparo e alimentação balanceada. Foto ( Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) oferece por meio do Restaurante Popular de Teresina, refeições com qualidade no preparo e alimentação balanceada. O Restaurante Popular de Teresina funciona de segunda a sexta-feira, de 11h às 14h, e está localizado no piso superior do Mercado Central.

Ao total, são oferecidas cerca de 1.200 refeições ao público atendido no Restaurante Popular, sendo que 80 são para a população em situação de rua.

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a equipe do Restaurante Popular de Teresina atua em uma sistemática organizada, que envolve: a guarda e higienização dos alimentos, a limpeza do espaço e dos equipamentos, no preparo da refeição e também na distribuição.

“O Restaurante Popular de Teresina é um serviço que temos muito orgulho em oferecer para o público. Ano passado, o Dr. Pessoa fez questão de assumir na íntegra o serviço, sem terceirizar nada. Temos o cuidado com cada espaço, com os nossos servidores, com a limpeza do espaço e até mesmo a logística no recebimento deste público. O nosso público é muito variado, são desde pessoas em situações de rua, a trabalhadores do Centro, estudantes e pessoas que buscam ter uma alimentação de valor acessível e balanceada”, pontuou.

Para Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, a unidade conta com equipamentos adequados para o preparo e com profissionais qualificados.

“Além dos nossos equipamentos, que são diariamente higienizados, contamos com uma equipe de profissionais que recebe constantes capacitações, o que reflete na qualidade não só na alimentação, mas também no atendimento ao público”, destacou.

PÚBLICO APROVA ALIMENTAÇÃO

O Restaurante Popular de Teresina é procurado pelo público em geral que está à procura de alimentação acessível e de qualidade nutricional. Um exemplo é o estudante da Universidade Estadual do Piauí, que está no 5º período de História, João Ricardo, que vê no Restaurante Popular um espaço adequado para suas refeições diárias.

“A comida aqui é maravilhosa, boa, o custo é muito bom. Aqui, eu tenho conhecimento que a comida é passada por uma equipe de nutricionistas, por pessoas que entendem, e a variedade também é muito boa”, comentou.

Assim como João Ricardo, Raquel dos Santos, moradora do Bairro Portal da Alegria IV, zona Sul, sempre que tem a oportunidade escolhe o Restaurante Popular para fazer sua refeição. “Vale a pena por R$2,00. Eu gosto sempre da comida toda, mas eu gosto muito da salada. Até porque nem sempre eu tenho dinheiro para comprar as verduras, porque está muito caro”, ressaltou Raquel dos Santos, que estava na companhia de sua filha, Maria Cecília, de 07 anos.

Semcaspi comemora 08 anos da reinauguração do Restaurante Popular de Teresina

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) comemorou na manhã desta sexta-feira, (01), o aniversário de 08 de reinauguração do Restaurante Popular de Teresina, localizado no 1ª piso do Mercado Central. A fundação do Restaurante Popular de Teresina aconteceu em 17 de dezembro de 2009, no entanto, ficou fechado por dois anos consecutivos e foi reinaugurado em 01 de julho de 2014.

O aniversário foi comemorado com corte de bolo, apresentação musical e cultural e distribuição de mudas frutíferas.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, ressalta que o Restaurante Popular oferece uma alimentação de qualidade e aponta que está sendo estudada a ampliação de 1.000 refeições servidas, para 1.500.

“Esse equipamento aberto é de muita importância para a população, as pessoas têm acesso ao Restaurante Popular, com refeições no valor de R$ 2. No passado, essa refeição era mais cara e o Dr. Pessoa baixou o valor. É uma comida balanceada, gostosa e de excelente qualidade, inclusive o prefeito se alimenta da comida do Restaurante Popular, tendo em vista o alto índice nutricional da alimentação que é fornecida para a população de Teresina. A intenção é que a gente aumente o número de refeições para 1.500 refeições por dia. O desejo da gestão é descentralizar esse serviço, e que a gente tenha vários espalhados pelas zonas da capital”, pontua.

Eduardo Aguiar, secretário executivo da Semcaspi, enfatiza a importância das políticas públicas de segurança alimentar que atendam a população mais vulnerável.

“É a concretização de um sonho, de uma política pública e da garantia de uma política de segurança alimentar plena. A gente concretiza durante esses 8 anos o fortalecimento da política de segurança, mas também a gente conscientiza a população que o acesso a essa política deve ser para a população mais vulnerável”, conclui.

Acessível e de qualidade

Muitas pessoas que precisam se deslocar para o Centro de Teresina têm no Restaurante Popular a opção de se alimentar a custo acessível, no valor de R$2,00 e refeições com qualidade nutricional.

Zé Maria, morador do Bairro Saci, comenta que é a segunda vez que busca o Restaurante Popular de Teresina para almoçar.

“Eu estava resolvendo uns problemas aqui pelo Centro e eu aproveitei. Eu gosto da comida. O trabalho aqui é bom demais. Ao invés de gastar com dois ônibus e o tempo, dá para comer e ainda ficar sentado um pouquinho ainda. Da outra vez que vim aqui foi uma feijoada”, relembrou.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Semcaspi e Equatorial realizam Troca de Lâmpadas no Restaurante Popular

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), em parceria com a Equatorial Piauí, está realizando o Projeto Troca de Lâmpadas a partir desta quarta-feira, (11), no Restaurante Popular de Teresina, localizado no Mercado Municipal da capital. A ação, que promove  a troca de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por LED, segue até sexta-feira, (13), de 11h às 13h.

Segundo Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, a parceria com a Equatorial Piauí reforça a proposta do Restaurante Popular que é beneficiar a população, principalmente, a de baixa renda.

“Esta parceria é muito importante porque é uma ação pautada para a população em geral, mas necessária especialmente para a população de baixa renda. A Equatorial solicitou esta parceria e estamos de portas abertas para atender esta população. Diariamente passam mil pessoas por aqui, mas qualquer pessoa que estiver na região e quiser efetuar a troca poderá ser beneficiada”, explicou.

Para Laércio Saraiva, consultor organizacional da Equatorial Piauí, a iniciativa tem um limite de troca de até 05 lâmpadas e pretende ajudar o meio ambiente e a economia no orçamento das famílias.

“O Projeto Social “Troca de Lâmpadas” consiste na substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes, que consomem mais energia, por LED de classe A e 60 Watts, que são modelos mais eficientes e econômicos. A ação no Restaurante Popular de Teresina torna o benefício mais acessível ao público, principalmente, porque há uma grande mobilização de pessoas aqui e faz com que este benefício chegue até estas pessoas de forma gratuita”, esclareceu.

Para realizar a troca de lâmpadas, é necessário: o RG; CPF; e a conta de energia elétrica, da Equatorial Piauí, mais recente do proprietário e a lâmpada incandescente.

Restaurante Popular de Teresina serviu mais de 73 mil refeições apenas no primeiro trimestre

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), serviu, apenas no primeiro trimestre de 2022, 73.286 refeições no Restaurante Popular de Teresina. Somente para a população em situação de rua, encaminhada pelo Centro Pop, foram servidas 2.732 refeições.

O Restaurante Popular de Teresina, após o comando integral da Prefeitura, passou a oferecer refeições mais baratas, o valor anterior era de R$2,50 e com a reestruturação passou a ser R$2,00.

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, há três públicos distintos atendidos no Restaurante Popular de Teresina: o público em geral, pessoas em situação de rua e servidores da Prefeitura de Teresina.

“Fechamos o balanço dos primeiros três meses de atendimento e estes números são sim motivos de alegria. Servimos as refeições num preço menor mas também com alimentos de alta qualidade e seguindo todos os protocolos de segurança no preparo da comida. O nosso prefeito determinou que o trabalho seja fortemente voltado para o social e para o público vulnerável e estamos com a meta de ampliar de 1.200 para 1.500 refeições”, pontuou.

Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, ressalta que a refeição servida é saudável e com preço acessível. “O Restaurante Popular é um projeto voltado para oferecer uma alimentação saudável para a população de baixa renda em toda a microrregião do Centro. De qualidade e baixo custo, o cardápio é elaborado com o devido acompanhamento de uma nutricionista”, garantiu.

Jorge Augusto Mourão, artesão hippie, trabalha diariamente no Centro de Teresina, vendendo suas peças e vê no Restaurante Popular uma forma de se alimentar bem.

“Todos os dias eu venho almoçar aqui, no Restaurante Popular, por causa do valor nutricional da comida. O meu prato preferido é a bisteca de porco. Uma das nossas demandas é o aumento no número de refeições diárias, que é uma proposta da nova gestão”, destacou.

Do Centro Pop para o Restaurante Popular

 Para atender as pessoas que estão em situação de rua e não têm onde almoçar, o Restaurante Popular de Teresina e o Centro Pop possuem uma parceria para prestar atendimento a este público. São oferecidas diariamente 70 refeições para este público, gratuitamente, todos encaminhados do Centro Pop.

“Uma pessoa em situação de rua que pretende almoçar, diariamente e de forma gratuita, no Restaurante Popular de Teresina, precisa passar pelo atendimento do Centro Pop, onde é feito uma triagem para saber se realmente, aquela pessoa necessita desse benefício. Caso tenha o perfil, a pessoa é inserida no cadastro e encaminhamento semanalmente para o Restaurante Popular, onde ela é acolhida e tem a refeição servida”, explicou.

Geração para geração

Na fila, é possível ter acesso a várias histórias, desde pessoas que estão em situação de rua, a pessoas que trabalham no Centro, ou ainda aquelas que não sabem preparar o almoço e têm no Restaurante Popular de Teresina uma refeição de qualidade e barata. Dentre as histórias que se ligam ao Restaurante Popular está a de Maria Quaresma, aposentada, que devido aos seus problemas de saúde, procura o espaço em busca de um almoço de qualidade e ainda levou, pela primeira vez, a neta, Maria Cecília, de 4 anos de idade, para almoçar com ela.

“Não almoço todos os dias aqui, mas sempre que venho pelo Centro, é aqui que venho almoçar. Sempre foi assim! É porque aqui a comida é saudável e eu sou hipertensa, diabética e tenho colesterol alto. As comidas em outros locais não me fazem bem. Hoje, trouxe minha neta para almoçar comigo e espero que ela goste também”, comentou.

Em 11 meses, Semcaspi ultrapassa marca de 100 mil refeições no Restaurante Popular de Teresina

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) contabilizou, de janeiro até novembro de 2021, 100.234 mil refeições fornecidas pelo Restaurante Popular de Teresina ao público em geral. Os dados apontam que vem ampliando o número de fornecimento, em outubro foram 23.212 refeições e em novembro 21.317.

Só para a população em situação de rua, que almoçou de forma gratuita, foram 8.555 refeições, sendo 8.114 encaminhados do Centro Pop e 441 da Casa do Caminho.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, estes números são resultados de muito trabalho no Restaurante Popular, que tem apresentado qualidade nas refeições diárias, com baixo custo.

“Ao assumir o comando do Restaurante Popular de Teresina, a Semcaspi, enquanto Prefeitura, firmou o compromisso de baratear o valor desta refeição, e melhorar ainda mais a qualidade dos alimentos. Um cardápio balanceado, com pratos regionais e nutritivos, foram estas as metas que o prefeito Dr. Pessoa, sensível ao público que necessita desta refeição, nos deu esta missão e estamos cumprindo. O próximo passo é ampliar o número de refeições diárias”, ressaltou.

Para Eduardo Aguiar, secretário executivo de Políticas Integradas da Semcaspi, além da atenção na refeição, o atendimento de qualidade aos públicos também faz parte das metas de atuação.

“Estamos sempre dispostos a reavaliar o trabalho que está sendo prestado. Prezamos muito pela qualidade em todos os aspectos, desde a produção da refeição ao atendimento destes públicos. Temos tido bons resultados. A procura tem aumentado bastante, ainda mais, diante deste período pandêmico e de crise econômica, em que muitas pessoas se deslocam de seus bairros para se alimentarem no Restaurante Popular de Teresina”, pontuou.

USUÁRIOS APROVAM

Uma das usuárias é a idosa, que se identificou como Laudeci, moradora do Residencial Parque Brasil IV. Ela conta que sempre que vem à região central não perde a oportunidade de almoçar no Restaurante Popular de Teresina. “A comida é ótima, bem feita, bem cuidada. É maravilhosa! Todos os meses estou aqui. Uma a duas vezes no mês venho aqui e saio satisfeita”, comentou.

Outra usuária do Restaurante Popular de Teresina é Francineide, moradora do Bairro Santa Lia, zona Leste. Ela conta que todos os meses almoça na unidade. “Eu gosto muito da comida que eles vendem aqui. Maravilha. Sempre venho almoçar aqui”, disse.

UMA FICHA POR PESSOA

Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, explica a sistemática de compra de fichas, o que tem evitado a venda de fichas de forma clandestinas pelos usuários. O preço da ficha da refeição custa R$2.00.

“A respeito da logística de entrada das pessoas funciona da seguinte forma, as nossas portas são abertas a partir das 11h e fecham às 14h, onde a pessoa adquire uma ficha por pessoa e ao adentrar no Restaurante Popular, entrega a ficha ao setor do balcão, onde é conferida. Neste balcão, a pessoa recebe a bandeja e é servida pelos funcionários”, explicou.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Semcaspi muda estratégia de vendas de fichas do Restaurante Popular

Após denúncias de vendas clandestinas de fichas do Restaurante Popular de Teresina, a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) alterou a sistemática de vendas das fichas que dão acesso ao Restaurante Popular de Teresina. Cada usuário tem direito a comprar apenas uma ficha por pessoa.

A partir desta quarta-feira, (03), para acessar o Restaurante Popular de Teresina, os usuários devem acessar apenas uma fila externa, a única de vendas das fichas e a de acesso a refeição.

De acordo com Eduardo Aguiar, secretário executivo de Políticas Integradas da Semcaspi, essa medida também foi consultada com comerciários.

“O Restaurante Popular começou com a administração de forma indireta em março deste ano, desde então, nós enquanto Semcaspi, temos nos comportado de forma efetiva para que a população não tenha nenhum tipo de dano em relação ao acesso aos nossos serviços, dentre eles, o Restaurante Popular”, argumentou.

Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, destacou o aumento pela procura por refeições que tem crescido a cada dia.

“Para que possamos evitar a venda por terceiros das fichas do Restaurante Popular de Teresina, estamos com a proposta de vender apenas uma ficha por pessoa. A procura por refeições chega a mais de 1 mil, e essa quantidade a cada dia tem aumentado”, finalizou.

O Restaurante Popular de Teresina funciona de segunda a sexta das 11h às 14h e está localizado na Rua Lisandro Nogueira, n. 824 – Centro (Norte), no piso superior do Mercado Central de Teresina. A refeição é vendida no valor de R$2,00.

Restaurante Popular de Teresina reabre com tarifa reduzida de R$2,00

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), reabriu nesta terça-feira, (17), o Restaurante Popular de Teresina, durante a programação do mês de aniversário de 169 anos da capital. O funcionamento normal da unidade inicia nesta quarta-feira, (18), entre 11h às 14h.

A novidade é que o Restaurante Popular de Teresina passa a funcionar com tarifa reduzida, de R$2,50 para R$2,00, e com ampliação no número de refeições ofertadas, de 600 para 1.000 por dia.

Foto: Rômulo Piauilino / Semcom

De acordo com o prefeito de Teresina, Doutor Pessoa, assumir o comando integral do Restaurante Popular de Teresina representa redução nos gastos e maior qualidade.

“O investimento para terceirizar o Restaurante Popular era mais de hum milhão de reais. Agora, vamos fazer com menos da metade deste valor, com refeição mais barata para o público e com mais qualidade nutritiva. A visão do prefeito e do vice-prefeito é olhar para todos. Para os empresários, emprego e renda, comércio etc, mas também olhar para os descamisados, os excluídos da sociedade, que não sabem o sabor da cidadania”, pontuou.

Foto: Rômulo Piauilino / Semcom

O secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, ressalta que o Restaurante Popular de Teresina não deixou de funcionar, no entanto, vinha atendendo desde março apenas a população em situação de rua.

“Estamos muito felizes com o resultado do trabalho da nossa equipe. Finalmente, o grande dia chegou e estamos reabrindo, por determinação do prefeito Doutor Pessoa, com a capacidade para mil pessoas e um diferencial na tarifa. A partir de amanhã as pessoas em geral podem vir aqui com dois reais e sair de barriga cheia e satisfeitos”, ressaltou.

Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, fala que a tarifa reduzida vai beneficiar muitas famílias, que terão almoço de qualidade e de baixo preço.

“A população em si cobrava muito este retorno, que vai beneficiar toda a população. O valor reduzido para R$2,00 faz grande diferença no orçamento da família. E esta reabertura vai atender a toda a população e a Prefeitura de Teresina, dando mais cidadania as pessoas e saciando a fome daqueles que passam o dia trabalhando, cumprindo sua jornada de trabalho. Estamos aqui de prontidão, com uma equipe especializada para dar um bom atendimento”, destacou.

Foto: Rômulo Piauilino / Semcom

Restaurante Popular de Teresina reabrirá para público em geral na terça (17)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) vai reabrir o Restaurante Popular de Teresina, na terça-feira, (17/08), às 12h, para o público em geral. A unidade, desde março deste ano, vinha atendendo apenas a população em situação de rua, encaminhada pelo Centro Pop.

O Restaurante Popular de Teresina passou, nesta semana, por uma visita técnica, do secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, e do secretário executivo, Eduardo Aguiar, para realizar os últimos ajustes para a reabertura.

De acordo com o secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, a reabertura vai acontecer com uma proposta diferenciada, além da ampliação no número de refeições, haverá diminuição no valor da tarifa.

“O nosso diferencial é que estamos com a meta de atender 1.000 pessoas, sendo que antes da pandemia, eram ofertadas cerca de 600 a 700 refeições por dia. Já quanto à tarifa, que era R$2,50 passa a custar R$2,00. É uma redução que vai refletir positivamente no bolso do usuário, considerando a variedade e a qualidade no cardápio. Tudo isso, cumpre metas da gestão do Doutor Pessoa, que é ter um olhar mais sensível ao povo, principalmente, para aqueles que estão em situação de vulnerabilidade social e alimentar”, esclareceu.

O secretário executivo de Políticas Integradas da Semcaspi, Eduardo Aguiar, explica que por conta da pandemia da Covid-19, o Restaurante Popular Municipal foi, temporariamente, fechado para o público em geral, enquanto passava por um processo de restruturação física, administrativa e de pessoal.

“A Prefeitura de Teresina não está mais tendo que terceirizar nada. Além disto, anteriormente, nós gastávamos um milhão e meio de reais, em relação ao pagamento das entidades, que administravam o Restaurante Popular de Teresina. Já percebemos que este valor vai ser inferior em média a 50% ou 70%, num valor praticado anteriormente”, ressaltou.

Programação Aniversário de Teresina – Semcaspi

– 12 de agosto, às 16h: Entrega de Cestas Básicas para a Associação do Aterro dos Catadores, localizado na Rua João Paulo Sn, Vila São Francisco, próximo ao Colégio Irmã Dulce.

– 14 de agosto, às 9h: Entrega de Cestas Básicas para a Associação de Moradores, no Bairro Três Andares.

– 16 de agosto, às 14h: Inauguração do Centro de Valorização para População em Situação de Rua, localizado na Rua Clodoaldo Freitas, nº1011, Bairro Centro.

-17 de agosto, às 12h: Reabertura do Restaurante Popular de Teresina, localizado no Mercado Velho, Bairro Centro.

– 25 de agosto: Lançamento da Campanha Municipal de Enfrentamento a LGBTFOBIA;

– 28 de agosto, às 16h: Dia Municipal da Cultura Negra Estaiada na Ponte, local Ponte Estaiada.

– 30 de agosto, às 11h: Inauguração do Centro de Valorização para População Idosa, localizado na Rua Jatobá, nº 9211, Conjunto Jatobá, Bairro Angelim;

– 31 de agosto, às 11h: Inauguração do Creas Sudeste, localizado na Rua Martinho de Sena Rosa, nº 3978, – B, Bairro Conjunto Dirceu Arcoverde II.

Foto: Divulgação (Semcaspi)