Equipe da Semec acompanha retorno das aulas presenciais nas escolas de tempo integral

As aulas presenciais da Rede de Ensino de Teresina retornaram na semana passada nas escolas e Centros Municipais de Educação Infantis (Cmeis). Por conta da pandemia de Covid-19 os alunos foram divididos por grupos. O secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, e equipe técnica, esteve na manhã desta quinta-feira (03) acompanhando a volta das atividades presenciais na Escola Municipal Olímpio Castro de Oliveira, localizado no bairro Vale do Gavião, zona Leste da capital.

Fotos: Ascom Semec

“As nossas unidades de ensino estão preparadas para atender os alunos, inclusive os de tempo integral, como é o caso da E.M Olímpio Castro Oliveira, onde estivemos hoje. Todas as orientações da Vigilância sanitária estão sendo seguidas, com salas com 50% dos estudantes e a outra metade com aulas online. Este formato híbrido deve permanecer ainda por algum tempo, mas esperamos que com a melhora nos índices de vacinação e queda de casos de Covid-19 as aulas possamos retornar com 100% das aulas presenciais”, afirma o secretário Nouga Cardoso.

A diretora da E.M Olímpio Castro Oliveira, Morgana Leal, que atende 530 alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, acredita que a volta às aulas está sendo marcada pela tranquilidade. “Dividimos os alunos em dois grupos, o primeiro retornou na semana passada e o outro voltou às atividades presenciais hoje. Acolhemos os estudantes e o motivamos para que o aproveitamento seja o melhor possível, os pais se envolvem bastante e isso é importante no processo de ensino-aprendizagem”, afirma a gestora escolar.

Além da E.M Olímpio Castro Oliveira, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) disponibiliza mais 21 unidades de ensino de tempo integral, distribuídas por toda a cidade de Teresina. “Sabemos que o tempo integral amplia as possibilidades de vivências e permite uma formação mais completa. Os jovens saem mais preparados para as próximas etapas acadêmicas e o próprio mercado de trabalho”, conclui o secretário Nouga Cardoso.

CMEI Tia Zoraide Almeida será reformado para retorno das aulas presenciais em outubro

O Centro Municipal de Educação Infantil Tia Zoraide Almeida, situado no bairro Piçarreira, também entrou no cronograma de reforma organizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semec). Nesta quarta-feira (15), o secretário executivo de Ensino, Kleytton dos Santos, visitou a escola acompanhado da equipe responsável por manutenções e obras na Secretaria.

“O objetivo é avaliar as necessidades e já planejar quais serão os reparos na estrutura física do prédio para receber os alunos no retorno das aulas presenciais”, explica o professor Kleytton. A unidade de ensino vai iniciar as atividades no formato híbrido dia 04 de outubro. Para isso, as salas de aulas serão reformadas com abertura de janelas, proporcionando melhor ventilação. Também a instalação de ventiladores, pias e adaptação de um refeitório.

“Com essa reforma poderemos atender aos padrões de biossegurança e seguir o plano de ação que elaboramos para a retomada híbrida das atividades. Estamos ansiosos e animados”, disse a diretora Teresa Cristina Alves.

Foto: Ascom Semec

Semec e Vigilância Sanitária alinham estratégias para retorno das aulas presenciais na Rede Municipal de Teresina

As aulas presenciais nas escolas municipais de Teresina devem ser retomadas no segundo semestre do ano. Para isso, a Prefeitura de Teresina organizou com a Secretaria Municipal de Educação (Semec) um Comitê Intersetorial Municipal de Gerenciamento das Ações Educacionais. Esta semana, o grupo esteve reunido com a equipe da Vigilância Sanitária para apresentar o protocolo de segurança sanitária montado para um retorno seguro.

Foto: Semec

O protocolo faz parte das diretrizes gerais, que incluem intervenções físicas na estrutura das unidades de ensino, campanha informativa e uma série de normas para manter o distanciamento entre a comunidade escolar. A rotina acadêmica voltará com restrições para evitar a disseminação do coronavírus.

De acordo com a Semec, as aulas serão retomadas no formato híbrido em agosto, presencialmente apenas com as turmas de 2º, 5º e 9º ano do ensino fundamental. A liberação das demais turmas está condicionada aos números de casos de Covid-19 em Teresina e aprovação da Vigilância Sanitária.

Durante o encontro de articulação para colocar em prática o plano de retorno gradual, foram organizadas visitas técnicas da equipe de inspeção da Vigilância Sanitária às escolas. As unidades de ensino devem se enquadrar no protocolo higienicosanitário definido pelo órgão.

“As escolas já estão passando por esse processo de adequação para cumprir as medidas de biossegurança, em parceria com o Conselho Municipal de Educação e os órgãos de saúde”, conta Ilhiane Rossy, assessora técnica da Semec e membro do Comitê Intersetorial. “Além disso, há todo um preparo para ações de acolhimento socioemocional contínuo dos alunos e professores, busca ativa dos estudantes e orientações para funcionários, pais e alunos sobre as diretrizes gerais a seguir”, completou.

A gerente de Vigilância Sanitária do município, Larisse Portela, destaca que as escolas devem seguir as medidas estabelecidas no Decreto Estadual com protocolo específico para o setor educacional. Entre os critérios para a liberação das aulas estão distanciamento entre as carteiras, uso obrigatório de máscara por alunos e funcionários, disponibilização de álcool 70% e correta e frequente higienização, bem como desinfecção, dos ambientes, mobílias e utensílios.

“A Semec nos entregou um plano de ação de retorno às aulas presenciais da rede pública municipal de ensino muito bem elaborado, levando em conta todos os protocolos publicados. Assim já pudemos alinhar as estratégias”, concluiu Larisse.