Strans denuncia aumento de roubos de equipamentos em estações de passageiros

A estação de passageiros Chesf, zona Sul de Teresina, foi alvo de roubo de cabos de cobre do circuito de iluminação e das portas, no início da tarde desta terça-feira, 24. A cidade está quase sem movimentação e algumas áreas estão mais sujeitas a este tipo de ação. Na madrugada de domingo também teve roubo de cabos na estação de passageiros Macaúba, zona Sul.

De janeiro até a semana passada foram registrados cinco casos de roubos deste tipo, incluindo estações e semáforos. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) tem denunciado e acionado a polícia em casos de roubos nos equipamentos das estações e pede providências. Tem sido mais constante este tipo de prática criminosa nas estações Justiça Federal, Chesf, Pio XII e Macaúba.

A Superintendência mantém equipes de profissionais que fazem ronda no início da manhã e da tarde e também em outros horários, desde que haja necessidade para verificar o funcionamento dos equipamentos e providenciar reparos.

O encarregado da manutenção, Ferdinand Batista, explica que a estação está funcionando e uma equipe de manutenção está providenciando o reparo. “Nesse caso não comprometeu o funcionamento da estação porque tem energia elétrica, e queremos concluir todo o serviço o mais rápido possível”, informa.

Nesse período de quarentena por causa Da Covid -19 a recomendação é que as pessoas fiquem em casa, mas para aquelas que realmente necessitam se deslocar, está mantido o serviço público de transportes, embora de forma reduzida.

Estação de passageiros da Macaúba sofreu tentativa de roubo

Ascom/Strans

Na madrugada deste domingo, 22, a estação de passageiros Macaúba, zona Sul, teve a estrutura do forro do teto destruída na tentativa de roubo de fios das instalações elétricas.

A Superintendência Municipal de Transportes e Transito (Strans) tomou conhecimento do fato e já está providenciando o Boletim de Ocorrência. A Strans mantém equipes de manutenção das estações que realizam trabalho contínuo para reparos de problemas mecânicos como queima de equipamentos e manutenção em geral.

Weldon Bandeira, superintendente da Strans, explica que já houve outros casos de roubo de equipamentos. “Infelizmente é uma situação recorrente e quando acontece tomamos as providências legais de comunicar as autoridades policiais”, informa.