Obras dos hospitais de campanha seguem em ritmo acelerado em Teresina

Rômulo Piauilino

Nesta quinta-feira (02), o prefeito Firmino Filho realizou visita à construção do Hospital de Campanha localizado na quadra de badminton da Universidade Federal do Piauí (UFPI), cuja obra segue em ritmo acelerado. Além deste, um outro estabelecimento está sendo construído para atender pacientes com coronavírus em Teresina.

A previsão é de que a conclusão da parte estrutural dos hospitais de campanha ocorra em 15 dias. “Após essa primeira etapa, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) deverá instalar os equipamentos necessários e contratar profissionais de saúde para garantir o atendimento a casos de baixa e média complexidade decorrentes do Coronavírus”, explica o presidente da FMS, Manoel Moura Neto.

De acordo com o prefeito, a quadra de Badminton foi cedida pela UFPI para abrigar o hospital e o espaço contará com 84 leitos de internação e 04 de estabilização, totalizando 88 leitos. “Os casos de Covid-19 podem aumentar exponencialmente e serão necessários leitos hospitalares. Estamos nos preparando para esse cenário, que queremos que não aconteça, mas se acontecer, poderemos garantir atendimento em saúde e amenizar o sofrimento das pessoas”, afirma.

Em Teresina, o outro hospital de campanha será instalado no Lar da Fraternidade e terá 35 leitos de internação e 01 de estabilização. O espaço foi cedido à Prefeitura pela Ação Social Arquidiocesana (ASA) e a FMS iniciou as modificações estruturais necessárias. “Estamos trabalhando arduamente para entregar essas unidades à comunidade com a máxima qualidade e no menor tempo possível”, ressaltou a gerente de Engenharia da FMS, Caroline Bastos.

Os hospitais de campanha são estruturas temporárias. Nestas unidades, as vagas dos leitos serão reguladas e disponibilizadas, exclusivamente, para pacientes vindos de outros hospitais e UPAS de Teresina , em ambulâncias do SAMU e que se enquadrem em casos de baixa e média complexidade decorrentes da Covid-19. Se houver necessidade, serão transferidos para locais que atendem casos de alta complexidade.

Atenção Básica destaca 20 UBS para atendimento exclusivo a casos de síndrome gripal

Em função da reorganização no serviço de atendimento aos casos suspeitos de COVID-19 e o andamento dos serviços na Atenção Básica Municipal, a Fundação Municipal de Saúde definiu nesta quarta-feira (01) uma nova estratégia de atendimento. Agora, 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) atenderão exclusivamente os casos de síndrome gripal, enquanto as outras 71 ficam a cargo das demandas da Estratégia Saúde da Família.

Entre as UBSs exclusivas para síndrome gripal, estão as 10 que já atendem em horário estendido (de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 17h), e mais 10 que funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h. A lista inclui unidades nos pontos centrais das quatro zonas da cidade que devem ser procuradas por pacientes com sintomas suspeitos para COVID-19, onde receberão atendimento e encaminhamento caso necessário.

Já as outras 71 UBS responderão às demandas regulares da Atenção Básica como atendimento a gestantes, hipertensos, diabéticos, crianças com problemas que não sejam gripais e todos os serviços que funcionavam antes da pandemia. “É importante destacar que está sendo permitida a realização de consultas nestes grupos, porém continua a recomendação de evitar aglomerações”, explica Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS, que exemplifica: “Se você é um hipertenso que precisa apenas buscar receita, você irá medir a pressão e receber a sua medicação. Se você faz pré-natal mas não está sentindo nada ou não chegou seu período de consulta, aguarde. Mas se você precisa fazer consulta pré-natal porque já está sentindo algo ou porque já está no momento, procure uma das UBSs que não estejam atendendo síndromes gripais”, exemplifica ele.

O diretor frisa que neste momento estas 71 UBSs estão sendo orientadas a atender pacientes de qualquer zona da cidade, mesmo que eles sejam acompanhados originalmente por outra unidade. “Isso é possível graças ao sistema E-sus, que possibilita aos médicos acessarem o prontuário eletrônico de qualquer paciente atendido nas UBSs pela internet”, diz Kledson Batista. Além disso, estas unidades também estarão encarregadas de realizar serviços como retirada de pontos, curativos e troca de sondas, entre outros.

Já o atendimento odontológico está concentrado nas UBSs dos bairros Saci e Buenos Aires, apenas para casos estritamente necessários, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. Já a vacinação está acontecendo exclusivamente para a Campanha de Vacinação contra a gripe, sendo que a rotina de atualização de cadernetas será normalizada a partir do dia 16 de abril.

Segundo o presidente da FMS, Manoel Moura Neto, a reorganização está em sintonia com recomendações da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) enviadas ao Ministério da Saúde. “A experiência de outros países têm mostrado que minimizar o contato presencial entre profissionais de saúde e usuários com síndrome respiratória agora, bem como evitar aglomeração de pessoas nestas unidades, é crucial para impedir a propagação do vírus, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde sobre a organização da atenção à COVID-19”, comenta o presidente.

Confira a lista das UBS com atendimento exclusivo para síndrome gripal

SUL
UBS Portal da Alegria
UBS Irmã Dulce
UBS Dagmar Mazza
UBS Parque Piauí
UBS Monte Castelo
UBS Promorar

SUDESTE
UBS Todos os Santos
UBS Novo Horizonte
UBS Carlos Alberto Cordeiro

NORTE
UBS Poty Velho
UBS Santa Maria da Codipi
UBS Real Copagre
UBS Karla Ivana
UBS Mocambinho

LESTE
UBS Taquari
UBS Planalto Uruguai
UBS Cidade Jardim
UBS Satélite
UBS Santa Isabel
UBS São João

Firmino sugere que emendas da bancada federal do Piauí sejam todas remanejadas para saúde

Renato Bezerra

O prefeito Firmino Filho participou, na tarde desta terça-feira (31), de videoconferência com o governador do Estado, Wellington Dias, e com deputados e senadores que compõem a bancada federal do Piauí. Na oportunidade, o chefe do executivo municipal sugeriu e pediu que as emendas da bancada sejam todas remanejadas para a saúde e sejam destinadas, através de critérios técnicos, para o Governo do Estado, com reforço para os municípios que tenham rede hospitalar para enfrentamento da crise do coronavírus.

“Precisamos mostrar que temos grandeza, determinação e ação. Um dia a mais pode provocar a morte de pessoas. Não podemos nos apequenar nesse momento. Estamos no mesmo barco e devemos agir agora para evitar mortes. É preciso agir de forma técnica e grande. Precisamos fazer o máximo para salvar vidas”, afirmou o prefeito.

Firmino destacou também a importância da bancada federal cobrar mais agilidade dos ministérios da Saúde e da Economia. “O cenário mais otimista afirma que teremos 700 óbitos no Piauí, 3.500 piauienses precisarão de internação, de leitos, e o mais pessimista diz que teremos 18 mil mortos até agosto. Dessa forma, é importante a bancada cobrar ações do Ministério da Saúde no que diz respeito ao envio de EPIs, de testes, garantir ventiladores para que os leitos sejam úteis, pois as pessoas terão dificuldade de respirar e não chegou quase nada. O Mistério da Saúde precisa ter agilidade nas ações, pois o cenário não permite mais a mesma burocracia de antes”, afirmou.

O govenador Wellington Dias lembrou também que é necessário ter critérios sérios sobre a forma de atendimento na área social. “Além da crise sanitária, também temos problemas com enchentes, com desabrigados. E a nossa prioridade é cuidar das pessoas. Assim, vamos ser mais criteriosos quanto às entradas no nosso Estado, e queremos fortalecer a importância do isolamento social, especialmente porque se aproxima a Semana Santa e nossa intenção é que as pessoas não se desloquem para o interior, pelos municípios, como bem nos lembrou o deputado federal Flávio Nogueira, para que possamos preservar a vida dos piauienses”, disse.

Prefeito Firmino Filho avalia realizar teste por amostragem em Teresina

Considerando que a Prefeitura ainda não tem informações precisas sobre o percentual da população que está infectado com o coronavírus em Teresina, devido à baixa quantidade de testes realizados, o prefeito Firmino Filho informou que está avaliando uma medida inovadora: a realização de testes por amostragem na capital.

A ideia é testar cerca de 900 pessoas assim que o Ministério da Saúde encaminhar o material. “Pretendemos realizar 300 testes por dia. Nossa proposta é detectar os focos, fazer o isolamento e o monitoramento”, adiantou o prefeito.

Para ele, essa verificação é necessária para adotar medidas de controle e prevenção. “Como a Covid-19 pode ter sintomas semelhantes aos de várias outras doenças, é muito importante que a gente tenha uma noção da nossa realidade”, ressalta.

Em várias regiões da Ásia, as medidas foram mais bem-sucedidas no controle da doença, com testagem em massa de pacientes e contatos, isolando seletivamente e bloqueando cadeias de transmissão.

Médico critica isolamento vertical e diz que não é hora de retomar atividades

O professor de cardiologia da Universidade Federal do Piauí e presidente da Associação Piauiense de Medicina, Paulo Márcio, criticou neste sábado (28), durante conversa com o prefeito de Teresina, Firmino Filho, o isolamento vertical, que vem sendo incentivado por alguns setores nos últimos dias. O bate papo foi transmitido através de live nas redes sociais do prefeito municipal: Twitter @firmino_filho, Instagram @firminosfilho e Facebook.

O isolamento vertical é aquele em que apenas os grupos de risco, como idosos, pessoas com problemas pulmonares e doenças crônicas, ficariam de quarentena, enquanto as demais pessoas voltariam às suas atividades normais. Para o médico, essa não é uma forma eficaz de conter o avanço do novo coronavírus. “Quando você isola uma pessoa do grupo de risco, mas libera seus netos e filhos para irem à escola e ao trabalho, eles se contaminam e levam o vírus para o local de confinamento do idoso, por exemplo. Se nós afrouxarmos as regras de isolamento social, vai acontecer o que aconteceu em Milão, que agora seu prefeito está pedindo desculpa”, afirmou.

Para o médico, a única forma eficaz de impedir que o coronavírus continue se disseminando é o isolamento horizontal, ou seja colocar em quarentena toda a população. “Nós não temos cura para a doença, não temos vacina, o remédio é se isolar, é isolar todo mundo. Precisamos fazer uma quarentena como a maioria dos países do mundo está fazendo, como todos os países do mundo que tiveram sucesso no combate ao vírus fizeram”, disse.

Paulo Márcio afirmou ainda que os próximos 15 dias serão fundamentais para que possamos definir se teremos ou não bons resultados na luta contra a Covid-19. “Se depois disso vamos voltar a trabalhar, não dá para saber. Precisamos aguardar. O que sabemos é que esses 15 dias serão fundamentais para salvar vidas”, pontuou o médico, afirmando que este não é o momento para que as atividades normais sejam retomadas pela população.

“Nós venceremos esta virose, mas nós venceremos melhor ou pior dependendo da nossa atitude diante do problema. Precisamos agir de forma sincronizada, a minha proteção tem que acontecer porque eu fui protegido por alguém e eu protegi alguém também, nós estamos juntos nessa. Se houver essa compreensão de que eu não serei salvo sozinho, o nosso resultado será espetacular, mas se não compreendermos isso nós podemos viver um momento muito triste no país”, finalizou.

SDU faz limpeza e acesso ao hospital de campanha na UFPI

Para colocar em funcionamento o hospital de campanha da quadra de badminton na Universidade Federal do Piauí (UFPI), uma equipe da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU Centro Norte) está coordenando a limpeza e a execução de acesso ao local.

De acordo com a Gerente de Obras da SDU Centro Norte, Patricia Santos, o trabalho está sendo feito em caráter de urgência, a fim de agilizar a implantação da unidade de saúde para atender aos possíveis pacientes que possam surgir por conta da pandemia do coronavírus. “Estamos acompanhando o serviço para que tudo aconteça o mais rápido possível”, disse.

Patricia explica que está sendo feita a poda, capina, varrição e limpeza da área. “Além disso, estamos fazendo a abertura de uma rua de acesso com pavimentação para que as ambulâncias e veículos de urgência possam entrar com mais facilidade ao local”, acrescenta.

A gerente reforça que esse é um momento de emergência, por isso é importante que todo o serviço seja feito com agilidade. “Agradecemos aqui a todos que estão empenhados nesse serviço e esperamos concluir essa etapa o quanto antes”, complementa.

Coronavírus: Cuidados com as compras de supermercados são essenciais

Ir ao supermercado se tornou uma das poucas atividades que muitos brasileiros estão fazendo fora de casa, no período de quarentena. E para que os riscos de ser contaminado pelo novo coronavírus sejam minimizados, é necessário que as pessoas tomem alguns cuidados, tanto dentro do próprio estabelecimento como quando chegar em casa.

A gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde, Jeanyne Seba, conta que os supermercados já foram orientados a higienizar os carrinhos e cestas de compras dentro do estabelecimento, além de disponibilizar pias ou álcool gel 70% para que os clientes higienizem suas mãos. “O primeiro cuidado que é preciso ter, ao chegar no supermercado, é higienizar as mãos e pegar as cestas e carrinhos no lote de higienizados”, disse.

Ela alerta ainda que é importante que apenas uma pessoa por família possa ir ao supermercado, para evitar aglomerações nestes locais. “Se for uma mulher, é importante que se ela tiver cabelo longo, ela saia de casa com ele preso e sem usar qualquer adereço, como pulseiras, brincos, relógios. Para agilizar as compras, é importante que ela leve uma lista, e, ao passar suas compras, é indicado que não fale com o caixa e use cartão de crédito, para evitar que, tanto ela, quanto o funcionário do supermercado tenha contato com o dinheiro”, disse.

Jeanyne ressalta ainda que, ao chegar em casa, os cuidados devem continuar. “Ao chegar em sua residência, a pessoa não deve de maneira nenhuma entrar com calçados, deve deixá-los do lado externo. Todas as compras devem ser colocadas em cima de uma mesa que possa ser higienizada depois. Ela vai tomar um banho, enquanto outra pessoa arruma as comprar. Se ela mesma for arrumá-las, é importante que faça isso depois de banhada. As sacolas precisam ser retiradas, as embalagens, que puderem, devem ser higienizadas com água corrente, aquelas que não for possível necessitam ser pulverizadas, ou seja, limpas com uma solução que deve ser preparada com 3 colheres de sopa de água sanitária para um litro de água. As mercadorias como saco de feijão e arroz, por exemplo, devem ser pulverizadas ou limpas com um pano molhado com esta solução”, disse.

Já no caso das frutas e verduras, elas precisam ser lavadas em água corrente e serem colocadas de molho em uma solução de água sanitária, na proporção de uma colher de sopa para um litro com água. E depois devem ser lavadas.

Firmino Filho visita quadra de badminton da UPFI para instalar possível Hospital de Campanha

Ascom/FMS

Teresina contará com um Hospital de Campanha para dar assistência a pessoas diagnosticadas com Coronavírus. Nesta sexta-feira (27), o prefeito Firmino Filho e a equipe técnica da Fundação Municipal de Saúde visitaram as instalações da quadra esportiva de badminton da Universidade Federal do Piauí (UFPI), um dos locais que estão sendo estudados para reforçar a rede de saúde municipal.

“Esse local sedia os treinos do esporte que tem destacado o Piauí no mundo e tem uma estrutura nova, moderna, para que possamos montar o Hospital de Campanha e enfrentar essa crise do Coronavírus. Essa ação, proposta pelo reitor Arimateia Dantas, é um gesto solidário. As condições estruturais são ideais. A FMS está estudando qual é a melhor alternativa”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

O pró-reitor da UFPI, André Macedo Santana, ressaltou que o comitê de gestão de crise da Universidade já havia deliberado sobre ceder essa estrutura para o combate ao Covid-19. “Há ainda a possibilidade de ajudarmos com uma ambulância da UFPI e com outros equipamentos necessários. Reitero a determinação do reitor Arimatéia de ajudar a sociedade piauiense. A Universidade também é solidária no combate a essa pandemia”.

O presidente da Fundação de Saúde (FMS), Manoel Moura Neto, afirma que o local viabilizaria a montagem de cerca de 80 leitos para atender casos de baixa e média complexidade decorrentes do Covid-19. “Os engenheiros da FMS estão avaliando os possíveis locais para instalar o Hospital. Esta é mais uma medida para estruturar a rede. A experiência com outros países e os números nos mostram que pode haver um aumento de casos e devemos estar preparados”.

Ascom/FMS

HUT elabora plano de contingência para a COVID-19

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) não é referência para o atendimento de pacientes infectados com o novo coronavírus (Covid-19). Porém, para garantir que os profissionais do Hospital estejam preparados para receber pacientes com exame positivo para a Covid-19, foi elaborado um Plano de Contingência. De acordo com o diretor geral do HUT, Rodrigo Martins, o Plano foi apresentado para os profissionais de diversas áreas da saúde, por meio de videoconferência.

“Sabemos que, apesar de o HUT não ser referência para tratar pessoas infectadas com a Covid-19, é possível que elas acabem sendo admitidas, transferidas de outro hospital, para tratamento obedecendo o nosso perfil de atendimento. Portanto, estamos trabalhando para que os pacientes tenham uma assistência de qualidade sem esquecer a segurança dos nossos profissionais de saúde”, declarou o diretor.

O médico infectologista do HUT, João Cantinho, que participou da elaboração do Plano de Contingência, disse que durante o encontro foi apresentado o fluxo de atendimento e o protocolo de manejo clínico para pacientes com suspeita ou com exame positivo para a Covid-19.

“Esse Plano contempla o manejo do paciente desde a entrada, iniciando pelos primeiros procedimentos até a sua chegada na área que estamos isolando exclusivamente para esses casos no HUT. Discutimos também nossa proposta de modelo terapêutico, a formação das equipes multiprofissionais e os protocolos mais adequados à nossa realidade. Foi uma discussão ampla com profissionais de saúde de diversas áreas para uniformizar as condutas e garantir um fluxo seguro, tanto para o paciente como para o profissional de saúde”, explicou.

O HUT é um hospital de urgência e emergência, voltado especialmente para atendimento de vítimas de trauma. Dentre os principais motivos de entrada estão as vítimas de acidentes com motocicleta, ocupando o segundo lugar, com 1.405 atendimentos. Para oferecer um atendimento de qualidade a esse público, o HUT é habilitado pelo Ministério da Saúde em atendimento de alta complexidade nas áreas de ortopedia, neurocirurgia e nutrição.

FMS recebe doações de equipamento de proteção individual de entidades e empresas

Semcom

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) tem recebido doações de diversas empresas e entidades para contribuir no combate ao COVID-19. O material, usado para proteção dos profissionais de saúde está sendo distribuído entre a atenção básica, hospitais e UPAs de Teresina.

Na tarde desta quinta-feira (26), o prefeito Firmino Filho, acompanhado da deputada estadual Lucy Soares, visitou a fábrica Guadalajara e agradeceu a todos pelo gesto de solidariedade. Ele ressaltou que, iniciativas como essas sempre são bem vindas e vêm para somar com os esforços da FMS, que está adquirindo equipamentos para a proteção dos profissionais da linha de frente, cujo trabalho só pode ser realizado com a devida proteção. “Fico feliz que, no meio de tantas dificuldades que estamos passando, encontramos gestos de solidariedade como esse. Agora, nossos enfermeiros e médicos estarão protegidos graças a essa atitude tão bonita da empresa e de seus colaboradores”, agradeceu.

Desde a última terça-feira (24), 50 profissionais entre costureiras, cortadores e embaladores da empresa Guadalajara produzem cerca de 700 aventais por dia. A maioria dos colaboradores moram próximo a fábrica e não fazem parte do grupo de risco da doença. A empresa já produziu e entregou 1.750 máscaras e 50 capotes, que são aventais usados durante procedimentos a fim de evitar a contaminação da pele e roupa do profissional.

Durante a visita, a presidente da empresa Guadalajara, Cláudia Claudino, ressaltou que está feliz em poder colaborar e que todas as medidas recomendadas pelos órgãos de saúde estão sendo adotadas. “Tivemos essa iniciativa porque acreditamos que esse é um momento de muita solidariedade. Precisamos unir nossas forças, nossos corações e pensar naqueles que estão precisando”, frisou.

Nesta semana, a FMS também recebeu a doação de 100 unidades de protetores de face do Conselho Regional de Odontologia a serem usados durante os atendimentos. O Conselho também distribuiu o material para profissionais de odontologia que manifestaram interesse.

Já as empresárias Andressa Leão e Georgia Lau doaram 250 protetores – que foram distribuídos entre profissionais da atenção básica, saúde bucal e UPA do Renascença – além de estarem confeccionando aventais com 350 metros de TNT recebidos por doação de empresas como a Shopping Gráfica e doações de moradores do Condomínio Aldebaran.

Suyá Mendes, coordenadora Regional de Saúde Sudeste da FMS, explica que os profissionais da área da saúde devem seguir os protocolos padrões de atendimento a pacientes com suspeita ou caso confirmados de coronavírus (COVID-19), segundo orientações do Ministério da Saúde. “O profissional deve usar equipamento de proteção individual (EPI): protetor ocular ou protetor de face; luvas; capote/ avental/ jaleco e máscaras”, disse.