FMS levou palestras educativas para mais de 7 mil empresas em 2018

Ascom FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) tem o Núcleo de Educação em Saúde e Comunicação (NESC) com o objetivo de desenvolver trabalhos educativos de prevenção em saúde. O NESC visita escolas, empresas e entidades com palestras e demonstrações sobre as formas de prevenir a dengue, zika e chikungunya, infecções sexualmente transmissíveis, diarreia, dentre outras doenças. Somente em 2018, 7.489 empresas foram visitas pelo NESC FMS, que realizou palestras educativas e distribuiu matéria informativo sobre diversas doenças. Ao todo 58.912 pessoas participaram dos eventos do NESC.

“Temos uma boa programação para o fim deste mês de  março. Esta semana intensificamos o trabalho de divulgação sobre a tuberculose, pois ontem, 24, foi o Dia Mundial de Combate à essa doença. Estaremos nesta segunda-feira, 25, com quatro estandes em locais diferentes, abordando a temática tuberculose. Mercado do Dirceu, Shopping da Cidade, Nova Ceasa e auditório do CRAS Sudeste”, informa Júlia Rocha, coordenadora do NESC.

Já no dia 30, sábado, estaremos na Ponte Estaiada, de 8h às 12h, com estande realizando trabalho de educação em saúde. “Levaremos nosso estande com material informativo sobre prevenções de inúmeras doenças, distribuição de hipoclorito de sódio, preservativos”, diz Júlia.

Em 2018, o NESC FMS distribuiu 202.046 folderes sobre dengue e chikungunya, além de 79.072 cartazes com a temática. “Ao todo 16.107 pessoas visitaram nossos estandes para visualizar o mosquito Aedes aegypti no microscópio”, esclarece Júlia Rocha. Ela completa ainda que o setor NESC realiza constantemente Oficinas de Resíduos Sólidos com a comunidade. “Produzimos com a comunidade enfeites a partir de material reciclado. Um trabalho muito importante para eliminar possíveis criadouros de mosquito naqueles locais. Além da oficina aproveitamos a oportunidade para falar sobre prevenção de doenças com eles”, enfatiza.

Associação Brasileira de Saúde Coletiva vem a Teresina registrar experiências da Atenção Básica

Teresina receberá, do dia 25 ao dia 29 de março, pesquisadores da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). A visita é uma etapa do Laboratório de Inovação em Atenção Primária à Saúde (APS Forte) da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) na capital, que tem como objetivo o acompanhamento e a sistematização das transformações que estão ocorrendo na saúde da cidade, além de dar visibilidade para práticas que respondam de forma inovadora para problemas comuns da saúde.

36Esses pesquisadores vão registrar nossas experiências exitosas, consolidando essas experiências dentro do Laboratório de Inovação em Atenção Primária à Saúde”, explica Sâmmia Barros, da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Cada experiência é abordada de acordo com a especificidade do território, a partir do levantamento de informações sobre a organização da APS, a situação de saúde da população e as metas da gestão voltadas para a melhoria da APS.

Segundo o presidente da FMS, Charles Silveira, a Atenção Básica tem sido prioridade no sistema de saúde. “A Atenção Básica fortalecida é essencial para que o SUS consolide a sua resolutividade e qualidade e por este motivo está entre nossas prioridades. Teresina já alcançou a cobertura de 100% pela Estratégia de Saúde da Família e, recentemente, estamos realizando várias ações, como reformas e construções de Unidades Básicas de Saúde”, afirma.

Programação da visita dos pesquisadores:

Segunda-feira – 25/03

Manhã: Acolhida do presidente da FMS, Prof. Charles Silveira; Consolidação da ESF em Teresina como modelo único de APS; Entrevista com Sílvio Mendes: história da Atenção Básica em Teresina

Tarde: Roda de conversa com profissionais pioneiros na ESF em Teresina e com representantes dos segmentos usuários, trabalhadores, prestadores e gestores de saúde que desbravaram o controle social em Teresina

Terça-feira – 26/03

Manhã: Qualificação e informatização das UBS e do complexo regulador e visita a UBS Monte Castelo

Tarde: Visita à Central de Regulação Ambulatorial, Hospitalar e de Transporte

Quarta-feira – 27/03

Manhã: Entrevista com o prefeito e ex-gestor da Fundação Municipal de Saúde, Firmino Filho; Visita ao laboratório Raul Bacelar, experiência exitosa de diagnóstico-laboratorial que ampara e fortalece as ações desenvolvidas na ESF;

Tarde: Roda de conversa sobre experiências de integração Ensino-Serviço-Comunidade e visita ao Pólo de Academia de Saúde do Angelim – promoção da saúde e inclusão social no território

Quinta-feira – 28/03

Manhã: Consolidação da experiência de integração no cuidado materno infantil como estratégia inovadora e exitosa da APS (visita à UBS Poty Velho) e visita à maternidade do Buenos Aires

Tarde: visita a UBS Boa Hora (zona rural)

Sexta-feira – 29/03

Manhã: Roda de Conversa na UBS Cidade Jardim- Empodermento, autonomia e promoção da saúde-conselho local-formação de liderança, PSE-saúde na escola, RIA (rede de instituições e articulações), matriciamento.

 

FMS aborda saúde da mulher durante Teresina em Ação deste sábado, 23

Neste sábado (23), no bairro Santa Fé, acontece mais uma edição do Teresina em Ação, atividade que leva cidadania aos teresinenses por meio da oferta de diversos serviços. Equipes da Fundação Municipal de Saúde (FMS) estarão no evento, que acontece das 8h às 13h, na praça da localidade, próxima a CMEI Tia Francisquinha.

O Teresina em Ação é realizado pela Prefeitura de Teresina, em parceria com a TV Clube. Durante o evento, profissionais de saúde da família estarão aferindo pressão arterial da comunidade e fazendo avaliação das demandas dos usuários com encaminhamento para Unidade Básica de Saúde (UBS). “Os agentes de saúde estarão realizando atividades voltadas à saúde da mulher, com material informativo, dentre outras coisas”, informa Theonas Gomes, Chefe do núcleo de nutrição e promoção da saúde da FMS.

Outros serviços disponíveis serão na área de saúde mental e saúde bucal, com dicas para prevenir o surgimento de cáries por meio da higiene bucal adequada, além de orientações sobre a qualidade da água e distribuição de hipoclorito de sódio, que serve para lavagem de caixa d’água, desinfecção de frutos e verduras e doenças veiculadas por água.

A prevenção a doenças como a dengue, zika e chikungunya também será foco com o evento, com um estande educativo e um espaço criança, em que os pequenos podem colorir desenhos sobre o tema. “Serão distribuídos panfletos, visualizações de amostras do mosquito e outras curiosidades como dicas para reutilização de materiais que poderiam se tornar criadouros do mosquito”, comenta Júlia Santos, do Núcleo de Educação em Saúde da FMS.

UPA do Satélite realizou mais de 10 mil atendimentos no primeiro mês de funcionamento

Ascom FMS

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Antônio Dib Tajra, localizada no bairro Satélite, completou um mês de funcionamento com mais de 10 mil atendimentos realizados. A unidade, gerida pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), veio para reforçar o sistema de urgência e trazer maior resolutividade para a saúde de Teresina.

“Em um mês realizamos um total de 10.221 atendimentos, dos quais 5972 foram na área de clínica geral, 3742 atendimentos em pediatria e 507 em cirurgia geral”, informa a diretora Celina Tourinho. A UPA trabalha com o sistema de classificação de risco, que prioriza a gravidade do problema ao invés da ordem de chegada, em casos que são identificados por cores – que determinam a prioridade.

Na Unidade de Pronto Atendimento, o paciente fica em observação por até 24 horas para elucidação diagnóstica e/ou estabilização clínica. Se o paciente não tiver suas queixas resolvidas neste período, será encaminhado para internação em hospitais da rede.

A UPA do Satélite foi planejada para atender uma população estimada em 346.224 pessoas. A estrutura conta com seis consultórios médicos, oito leitos de observação, sete leitos de estabilização e dois leitos de isolamento. “A UPA do Satélite vem complementar o sistema de urgência da cidade de Teresina. É uma obra significativa que aumenta o acesso da população, especialmente na zona Leste, e que está dando maior resolutividade aos casos de urgência de emergência”, Charles da Silveira, presidente da FMS.

Profissionais da rede hospitalar participam de curso sobre segurança do paciente

A internação hospitalar sempre está sujeita a eventos adversos, que são situações como infecções ou erros humanos que podem comprometer a segurança do paciente. Pensando nisso e de forma a minimizar estes problemas, os profissionais da saúde municipal participam do curso de investigação e análise de eventos adversos, que acontece nos próximos dias 28 e 29 de março.

O curso, promovido pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) em parceria com uma instituição privada, acontece nos turnos manhã e tarde no auditório da Diretoria de Assistência Especializada da FMS. “O curso é voltado pra profissionais que atuam nos Núcleos de Segurança do Paciente da rede hospitalar e pré-hospitalar (que inclui UPAs e SAMU) do município, totalizando 13 vagas”, informa Roseanne Nunes, do apoio técnico dos núcleos de segurança do paciente da FMS.

O objetivo é sensibilizar para o processo de melhoria na qualidade do cuidado da saúde, a partir da gestão de risco e incidentes no serviço. “Os eventos adversos são situações que não deveriam, mas podem acontecer durante internação. Estamos qualificando os profissionais para investigar e minimizar estes problemas, promovendo uma maior segurança do paciente que venha a ser atendido nestes locais”, justifica Roseanne Nunes.

É função do Núcleo de Segurança do Paciente promover a articulação dos processos de trabalho e das informações que impactem nos riscos ao paciente, além de articular com diferentes áreas intrahospitalares que trabalhem com riscos na instituição de saúde, considerando o paciente como sujeito e objetivo final do cuidado em saúde. O paciente precisa estar seguro, independente do processo de cuidado a que ele está submetido.

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade pode ter causas genéticas

O TDAH é um Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Esse transtorno é um dos transtornos neurocomportamentais mais frequentes na infância, daí a importância de se diagnosticar precocemente e o quanto antes iniciar o tratamento.

“Ele é um transtorno multifatorial, ou seja, causado por vários fatores, entre os mais frequentes e mais estudados atualmente estão as causas genéticas, que podem estar relacionadas com este transtorno. O diagnóstico se baseia nos sintomas da crianças que a família traz ao consultório, nas queixas que a escola traz pros pais e eles levam ao consultório. São sintomas relacionados à hiperatividade, desatenção, impulsividade, e que prejudicam essa criança no seu desenvolvimento de alguma forma”, explica Nayana Falcão, neuropediatra do Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar (CMAM), da Prefeitura de Teresina, que tem a meta de realizar até o fim do ano aproximadamente nove mil sessões de terapias multidisciplinares, atendendo crianças que estudam na rede municipal de ensino e que apresentam algum tipo de dificuldade de aprendizagem.

O diagnóstico do TDAH é clínico, não necessita de exames complementares de imagem ou eletroencefalograma, embora algumas vezes possa ser necessário pedir esses exames para se afastar algum outro diagnóstico diferencial. “O tratamento deve ser multidisciplinar, ou seja, deve ser acompanhado por um médico neuropediatra ou psiquiatra infantil, deve ter o acompanhamento com o psicólogo, às vezes é necessário acompanhamento psicopedagógico (se essa criança já tem no momento do diagnóstico alguma defasagem no aprendizado), às vezes é necessário também acompanhamento com terapeuta ocupacional, e algumas vezes também essas crianças podem apresentar alguns transtornos articulatórios que necessitam de acompanhamento fonoaudiológico”, informa Nayana Falcão.

Ela diz ainda que é muito importante também a participação dos pais no tratamento do TDAH. O envolvimento da família de maneira a auxiliar os demais profissionais no acompanhamento da criança. “E é importante também o acompanhamento da escola no sentido de todos juntos auxiliarem na melhora do tratamento dessa criança. Associado a isso também é necessário tratamento medicamentoso para que se alcance um controle químico desses sintomas e para que essa criança não tenha prejuízos no seu contexto de vinda decorrente do TDAH”, finaliza.

 

 

Hospital da zona Norte entrega brindes em alusão ao Dia da Mulher

O dia 8 de março é escolhido para comemorar o Dia Internacional da Mulher e simbolizar suas lutas e conquistas sociais ao longo da história. Em alusão à data, o Hospital Dr. Mariano Castelo Branco, da Fundação Municipal de Saúde, ofereceu às pacientes e acompanhantes do hospital palestra sobre a importância de uma alimentação saudável para minimizar os efeitos da TPM e da menopausa. Houve ainda entrega de brindes às participantes e distribuição de toucas rosas às servidoras do estabelecimento.

Os profissionais de saúde seguiram por cada enfermaria dando dicas sobre alimentação saudável e mostrando como esta pode refletir positivamente no bem estar físico e mental das mulheres em períodos caracterizados por alterações hormonais como a TPM e a menopausa. A palestra foi bem recebida, havendo ampla interação das participantes, que tiveram suas dúvidas esclarecidas.

A palestra informativa é fruto de uma parceria do hospital municipal com o curso de Nutrição da UNINOVAFAPI. A diretora geral do Hospital,  Ana Cléia, fala sobre esse auxílio da Universidade: “A alimentação saudável é sem dúvida fundamental na prevenção de doenças de homens e mulheres e a parceria com a UNINOVAFAPI é de grande valia neste sentido porque levar conhecimentos nutricionais à população é também levar saúde e qualidade de vida”.

 O Hospital Mariano Castelo Branco funciona 24 horas e realiza atendimento de urgência com clínico e pediatra. Entre os serviços ofertados, destacam-se exames laboratoriais, exames de imagem –  Raio X , ultrassom e eletrocardiograma. Há ainda odontologia de urgência no turno da noite e 24 horas aos fins de semana. Na parte de atendimento ambulatorial, oferece consultas de cardiologia, dermatologia e ginecologia.

 

Nutricionistas do HUT dão dicas de alimentos saudáveis para mulheres

Créditos: Ascom/ HUT

As mulheres e mães das crianças internadas na Clínica Pediátrica do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) receberam orientação de nutricionistas sobre os alimentos que podem ser consumidos para ajudar a prevenir doenças.  A nutricionista do HUT, Lívia Borges, explicou que a intenção foi mostrar que não existe segredo para uma alimentação saudável e que a mulher pode escolher alimentos que ajudam a reduzir os problemas associados ao envelhecimento, menopausa e câncer.

“Mostramos alguns alimentos que tem alto poder antioxidante e que podem contribuir para o emagrecimento, melhorar a visão, prevenir doenças degenerativas, combater o câncer, reduzir inflamações, entre outros benefícios. Os alimentos de cores roxas como o açaí, ameixa e morango possuem antioxidante capaz de proteger as células do nosso organismo contra os efeitos nocivos do excesso de radicais livres, reduzindo assim os riscos de doenças crônicas”, destacou a nutricionista.

Maria José participou da palestra e disse que as informações repassadas pelas nutricionistas irão ajudá-la a melhorar sua alimentação. “Eu não me preocupava em escolher os alimentos. Agora com essa orientação vou ter mais atenção”, comentou.

A ação foi realizada em parceria com estudantes de nutrição da Faculdade Uninovafapi. Durante a palestra foram distribuídos folders educativos sobre a saúde da mulher e lanche com os alimentos apresentados.