Equipes monitoram nível dos rios e estações de bombeamento

Os técnicos da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte visitaram, nesta sexta-feira (21), as regiões ribeirinhas e próximas às lagoas, que demandam atenção redobrada nos períodos com altos índices pluviométricos. O objetivo da visita foi verificar a condição destes locais, após as chuvas que caíram em Teresina na noite de quinta e na madrugada desta sexta-feira.

Além desses locais, as equipes também percorreram as estações de bombeamento para verificar o nível das águas nesses locais. A medida ajuda no trabalho de prevenção e manutenção realizado nestas regiões, pela SDU Centro-Norte.

De acordo com a gerente de Obras de Serviços da Superintendência, Patrícia Santos, graças à manutenção preventiva nas estações de bombeamento e limpeza nos bueiros e galerias não aconteceram muitos problemas. “O nosso trabalho preventivo fez com que tivéssemos um bom escoamento das águas da chuva, com isso evitamos inundações nas áreas ribeirinhas e próximas às lagoas”, disse.

Os pontos que apresentaram problemas foram poucos, mas as equipes já estão em campo resolvendo. “Alertamos mais uma vez a população para que evite jogar lixo em terrenos baldios e nas vias públicas, pois quando chove esse material vai todo para as galerias e dificulta o escoamento da água”, acrescenta.

A gerente explica ainda que a limpeza na galeria nas proximidades do Mercado São José, mais conhecido como Mercado Central, fez com que fossem evitados problemas no local. “Retiramos muito lixo dessa galeria e o nosso trabalho é contínuo nessa limpeza, mas precisamos da colaboração das pessoas”, enfatiza.

Patrícia informa que as equipes estão monitorando as estações de bombas e o nível dos rios para evitar problemas. “Ainda não houve a necessidade de ligar as bombas na totalidade, mas estamos monitorando o nível dos rios, caso seja necessário, vamos tomar essa providência”, explica.

Para resolver definitivamente esse problema de drenagem está em fase de projeto a construção de novas galerias em vários pontos da zona Norte. “O fechamento do Canal do Mocambinho já é uma das medidas para resolver esse problema de escoamento de água na região”, diz.

Estações de Bombeamento

Durante todo o ano a SDU Centro Norte mantém a manutenção das bombas das estações. Todo o sistema funcionou durante as cheias dos rios que cortam a capital, evitando transtornos na região.

Só na região Norte são 24 bombas aptas para atuarem nas estações de bombeamento, sendo seis na Avenida Marechal Castelo Branco (Bairro Primavera), nove na Avenida Boa Esperança, próxima ao Encontro dos Rios. Na Rua Santa Clara (no Dique do Rio Poti), existem seis bombas submersas e três externas, para casos emergenciais, atendendo as Vilas Mocambinho 1, 2, e 3, bairros Mocambinho e Santa Sofia.

Museu de Imagem e Som deve fazer homenagem a Torquato Neto

Fotos: Rômulo Piauilino

“Teremos aqui uma pinacoteca, um local para a realização de cursos. Nossa ideia é que museu seja temático, homenageando o grande artista teresinense que é Torquato Neto”, destacou o prefeito Firmino Filho durante a visita às obras do Museu de Imagem e Som, na manhã de hoje (19). O prefeito acompanhou ainda o andamento das obras de acessibilidade do Centro da cidade.

O Museu da Imagem e do Som (MIS), que fica localizado no prédio da antiga Câmara Municipal de Teresina está na etapa de fundação. Com o investimento total de R$ 5.175,572,31, oriundos de financiamento com o Banco do Brasil e prazo de execução de 12 meses, o local vai ganhar nova fachada e abrigará além do museu a Pinacoteca de Teresina.

O superintendente da SDU Centro, Norte, Carlos Daniel, enfatiza que as obras no vão trazer uma nova vida para o Centro. “Estamos trabalhando para que o Museu seja entregue para a cidade no segundo semestre deste ano, além isso o prefeito determinou a revitalização a Praça Rio Branco e a extensão da Rua Climatizada até a Praça João Luís Ferreira, com isso vai ser revigorada no Centro da cidade”, complementa.

O Museu de Imagem e Som terá cinco pavimentos com loja, café, cineclube, auditório, estúdio de som, laboratório de cinema, ilha de edição, midiateca, videoteca, núcleo de digitalização, restauração e catalogação, laboratório de fotografia e espaço destinado a eventos.

A obra de acessibilidade nas vias do Centro vai promover uma melhor circulação para as pessoas. Em algumas vias será retirado asfalto e no local está sendo colocado um piso especial, que vai contribuir para amenizar o clima, pois é um piso com placas cimentícias.

A ideia da obra é construir uma cidade priorizando as pessoas, assim desde a gestão passada foi sancionada a legislação que norteia construção das calçadas, que precisam ser acessíveis, seguras e confortáveis ao cidadão, que poderá fazer seus percursos a pé, com mais conforto.

O prefeito enfatiza que o Centro precisa voltar a receber as pessoas da melhor forma possível. “Estamos trabalhando para fortalecer essa parte da cidade onde está nossa referencia histórica. Precisamos retomar  a nossa vocação do passado, com um Centro vibrante e movimentado”, finaliza.

A obra está requalificando oito vias na área central da cidade. Com previsão de conclusão de 12 meses e está orçada no valor de R$ 2.287.970,77 via CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina). O projeto vai contemplar as ruas Álvaro Mendes, Senador Teodoro Pacheco, Paissandu, Rui Barbosa, Firmino Pires, Riachuelo, João Cabral e seus cruzamentos com a Avenida Maranhão.

SDU Centro Norte coletou mais de 4 mil toneladas de lixo em janeiro

Ascom/SDU Centro Norte

O descarte irregular de lixo em ruas e avenidas da cidade é um dos fatores responsáveis pela obstrução da passagem de águas naturais e entupimento de galerias e bueiros. Somente no mês de janeiro, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano – SDU Centro/Norte recolheu mais de quatro mil toneladas de lixo na região, sendo 2.165,12 coletados manualmente e 2.035,30 toneladas recolhidas de forma mecanizada.

O gerente de Serviços Urbanos da SDU Centro Norte, José Neto, enfatiza que o trabalho de coleta e limpeza faz parte do trabalho diário da gerência, mas é preciso que a população evite depositar lixo de maneira irregular, especialmente em período chuvoso, para evitar transtornos. “Trabalhamos todos os dias para coletar lixo e assim proporcionar uma melhor qualidade de vida para os moradores da região”, enfatiza o gerente.

Dentre os serviços desempenhados pelos integrantes da equipe da SDU Centro Norte, estão os serviços de poda de árvores, capina, varrição e limpeza. A ação é promovida periodicamente pela equipe de limpeza da Gerência de Serviços de Serviços Urbanos (GSU) da Superintendência, composta por equipes de profissionais que se dividem de acordo com as demandas que surgem na comunidade.

A população precisa colaborar para evitar o acúmulo ou descarte irregular. A participação da comunidade é fator importante para evitar o acúmulo ou descarte irregular de lixo em áreas de proteção ambiental. O cidadão também pode ajudar e informar casos de depósito irregular através do aplicativo Colab ou entrando em contato com o Programa Lixo Zero pelos números 3226-2028 ou 99806-6171.

Cemitérios e praças da zona norte e centro recebem limpeza

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte, por meio de sua Gerência de Serviços Urbanos (GSU), realiza periodicamente a capina dos cemitérios da região. No momento, recebem a manutenção os cemitérios São José, no bairro Matinha e Santo Antônio, no Buenos Aires.

As ações de limpeza se iniciaram nos dois por serem os maiores da região. Logo depois, as equipes atenderão os demais cemitérios da zona norte. “Estamos deixando os cemitérios limpos para que as pessoas possam visitar seus entes queridos em espaços limpos”, destaca o gerente de serviços urbanos José Neto.

Neto reforça que a capina e varrição é feita periodicamente, mas é importante que as pessoas conservem o local limpo. “Somente no Cemitério São José retiramos uma carrada de material, entre produto da capina e lixo jogado em local inadequado. Temos várias lixeiras espalhadas, mas, infelizmente, as pessoas jogam lixo em qualquer lugar. Por isso, fazemos um apelo para que a população colabore com a manutenção da limpeza nestes espaços”, completa.

O cemitério São José é o segundo maior da região, possuindo 35 mil metros quadrados, com 8.700 sepulturas, 4 seções e 24 quadras. Já Cemitério Santo Antônio possui 105 mil metros quadrados, com 6 seções, 33 quadras e 14.879 sepulturas, sendo o maior da região centro/norte.

Outros Serviços

Nesta terça-feira (11), as equipes de capina, varrição e limpeza da SDU Centro Norte também estão nos seguintes bairros: Poti Velho, Loteamento Mocambinho, Monte Verde, Mocambinho, Mafrense, Vila Mocambinho III, Parque Alvorada, Matinha, Acarape, Centro e Santa Maria. Além disso, equipes atuam nas Praças da Bandeira, Rio Branco, João Luís, Pedro II, Saraiva, Liceu, Fripisa e ainda no canteiro central da Avenida Frei Serafim.

 

SDU Centro Norte inicia a fundação da ponte que vai ligar a zona norte à Ufpi

Ascom/SDU Centro Norte

Está em fase de fundação a construção da nova ponte, que vai ligar o bairro Água Mineral, na altura do balão da Coca-Cola, à Universidade Federal do Piauí (UFPI), próximo ao setor de esportes, desafogando o trânsito entre as zonas Norte e Leste.

A nova ponte terá 240 metros de comprimento, vias para ciclistas e pedestres, além de quatro faixas de rolamento, sendo duas em cada sentido. Serão aplicados mais de R$ 31 milhões na obra, com recursos oriundos do FGTS. O prazo para execução é de até 14 meses após a ordem de serviço

O superintendente da SDU Centro Norte, Carlos Daniel, explica que a nova ponte trará resultados positivos para todas as zonas da cidade. “Com a conclusão dessa ponte as pessoas terão mais facilidade para chegar à zona Leste da cidade. A nossa expectativa é que até o final do segundo semestre a gente entregue mais essa grande obra para cidade”, destaca.

A engenheira da SDU Centro Norte, Adélia de Melo, afirma que a obra está em fase inicial, mas deve começar a avançar. “Estamos ainda muito no início da obra, na fase de cravação das estacas, que corresponde a fase inicial das fundações, mas após essa etapa vamos começar fazer os blocos de concreto para implantar os pilares da ponte. Pontes conectam zonas, desafogam trânsitos e trazem resultados positivos para o desenvolvimento da capital”, disse.

A dona de casa, Teresinha Luis, que mora no Bairro Água Mineral há de 30 anos, acredita que a obra vai trazer mais valorização para o bairro. “Há muitos anos moramos aqui e nunca tivemos uma obra desse tamanho, por isso estamos na expectativa da conclusão”, disse.

Já Isabel Cristiane da Cruz Oliveira acredita que a ponte vai facilitar muito a vida das pessoas que estudam na Ufpi. “Os estudantes da universidade, que moram aqui no bairro hoje, precisam ir até o centro para pegar outro ônibus para ir para a Ufpi, mas com a ponte acredito que ele poderão sair daqui do bairro e ir direto para universidade pela ponte”, finaliza.

Ação preventiva ameniza efeitos das chuvas na zona norte

Após as fortes chuvas que caíram em Teresina, na tarde de quarta-feira (5), o superintendente da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte, Carlos Daniel, e os técnicos do órgão visitaram, nesta quinta-feira (6) as regiões ribeirinhas e próximas às lagoas, que demandam atenção redobrada nos períodos com altos índices pluviométricos. Além desses locais, as equipes também percorreram as estações de bombeamento para verificar o nível das águas nesses locais.

De acordo com o superintendente da SDU Centro Norte, Carlos Daniel, a manutenção preventiva das estações de bombeamento ajudaram a evitar maiores problemas com a forte chuva de ontem. “Desde o início do período chuvoso, estamos fazendo a limpeza de galerias, bueiros e manutenção das bombas, por isso conseguimos um bom escoamento das águas da chuva”, disse.

Daniel reforça que os pontos que apresentaram problemas foram poucos, mas as equipes já estão em campo desde ontem resolvendo. “Precisamos mais uma vez alertar a população para que evite jogar lixo em terrenos baldios e nas vias públicas, pois quando chove esse material vai todo para as galerias e dificulta o escoamento da água”, acrescenta.

A gerente de Obras e Serviços da SDU Centro Norte, Patrícia Santos, reforça que a manutenção preventiva foi muito importante para evitar maiores transtornos. “O pontos mais críticos ocorreram porque as pessoas insistem em jogar lixo em locais inadequados e ainda estão aterrando as lagoas, com isso a água fica sem ter por onde escoar. Por esse motivo pedimos que as pessoas mudem seus comportamentos, porque somente assim conseguiremos evitar muitos problemas”, alertou.

A gerente ressalta que para resolver esse problema de drenagem a superintendência está projetando a construção de novas galerias em vários pontos da zona Norte. “O fechamento do Canal do Mocambinho, que terá a obra iniciada na próxima semana, é uma das medidas para resolver esse problema de escoamento de água na região”, diz.

Desde novembro do ano passado, momento em que as frequentes chuvas começaram a aparecer na capital, a superintendência vem atuando com medidas preventivas para evitar possíveis transtornos nas localidades próximas a rios e lagoas. Foram realizadas constantes vistorias, manutenção e monitoramento das estações de bombeamento e prestada toda a assistência social necessária para as famílias que tiveram algum transtorno com as chuvas.

Estações de Bombeamento

Durante todo o ano a SDU Centro Norte mantém a manutenção das bombas das estações. Todo o sistema funcionou durante as cheias dos rios que cortam a capital, evitando transtornos na região.

Só na zona Norte são 24 bombas aptas para atuarem nas estações de bombeamento, sendo 6 na Avenida Marechal Castelo Branco (Bairro Primavera), 9 na Avenida Boa Esperança, próxima ao Encontro dos Rios, e 6 submersas e 3 externas para casos emergenciais na Rua Santa Clara (no Dique do Rio Poti), atendendo as Vilas Mocambinho 1, 2, e 3, bairros Mocambinho e Santa Sofia.

Representantes da UFPI apresentam projeto-piloto de requalificação da Praça da Bandeira

Ascom/SDU Centro Norte

Um projeto-piloto de requalificação da Praça Marechal Deodoro da Fonseca, mais conhecida como Praça da Bandeira, foi apresentado nesta quarta-feira (05) em reunião na Superintendência de Desenvolvimento Urbano SDU Centro/Norte.

As professoras do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Piauí (UFPI) apresentaram ao superintendente da SDU, Carlos Daniel, e ao presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, Luis Carlos, os detalhes do projeto-piloto. A requalificação do local será executada por meio de um termo de convênio firmado entre a Prefeitura de Teresina e o Departamento do curso de Arquitetura da UFPI.

O superintendente Carlo Daniel considera essa parceria muito importante para melhorar os espaços públicos da cidade. “Estamos satisfeitos com essa união com os novos profissionais, pois assim estaremos revitalizando a nossa cidade e contando com a colaboração dos jovens profissionais que moram em Teresina”, enfatiza.

O projeto-piloto foi idealizado com base em pesquisa realizada pela professora Nadja Rocha, que adotou a Praça da Bandeira como objeto de estudo na sua dissertação de mestrado. “Fizemos simulação computacionais, pesquisas feitas a nível de usuário da Praça, e  a partir daí elaboramos a revitalização desse espaço urbano com o objetivo de atrair as pessoas para aproveitarem toda essa área de lazer. Este projeto é um ponto de partida, dele sairão outros que conseguiremos dar maior visibilidade”, destacou.

A professora reforça que a união entre as instituições possibilita a inserção dos alunos neste processo, por isso essa parceira é tão importante. “Os alunos aprenderão sobre projetos de Arquitetura e Urbanismo e colocarão em prática todo conhecimento adquirido em sala de aula durante estágio no escritório escola”, acrescentou..

Rômulo Marques, ex aluno da UFPI e arquiteto da SDU Centro Norte, comenta que a universidade tem uma produção gigante de projetos que podem sair do papel. “Nosso objetivo é unir as duas demandas. Será um casamento de uma instituição que tem a necessidade com outra que tem uma mão de obra e uma equipe para realizar”, disse.

A ideia inicial da parceria é que a Prefeitura apresente as solicitações de projetos variados que beneficiem a cidade e que a UFPI, através do laboratório escola do curso de Arquitetura, aponte as soluções por meio de estudos e pesquisas dos alunos e docentes.

Equipes fazem limpeza geral em praças e parques da zona Norte

Ascom/SDU Centro Norte

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte, por meio da Gerência de Serviços Urbanos (GSU), está intensificando, nesta segunda-feira (3), as ações de limpeza nas praças e parques na área central da cidade através de serviços de varrição e coleta de lixo.

As equipes estão durante todo o dia nas seguintes praças:  da Bandeira, Rio Branco, João Luis Ferreira, Pedro II, Saraiva, Liceu, Fripisa, no Parque da Cidadania e ainda  no canteiro central da Avenida Frei Serafim.

O gerente de Serviços Urbanos da SDU Centro Norte, José Neto, reforça que a limpeza nas praças e parques é feita diariamente, mas  a população precisa colaborar para que esses  espaços públicos fiquem limpos.  “Passam muitas pessoas pelas nossas praças e parques todos os dias, mas precisamos contar também com a colaboração da população, no sentido de evitar jogar lixo nos espaços públicos”,  disse.

Além do centro, a superintendência está com equipes de limpeza em 14 bairros da zona Norte da cidade. “O nosso pessoal de limpeza está nas ruas da cidade desde cedo, fazendo o serviço de capina, varrição e limpeza geral das vias”, enfatiza

A população pode colaborar com os serviços de limpeza através do aplicativo Colab, enviando fotos e a localização exata dos pontos que precisam de limpeza e fiscalização. O Colab está disponível para celulares Android e IOS.

13 bairros recebem serviços de zeladoria da SDU Centro/Norte nesta sexta-feira (31)

Ascom/SDU Centro Norte

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte (SDU Centro/Norte) está executando serviços de zeladoria em 15 bairros da região, nesta sexta-feira (31). Os trabalhos variam entre capina, poda, varrição, pintura, transbordo de lixos e entulhos e manutenção de áreas verdes públicas. As ações fazem parte da programação de limpeza que é executada semanalmente por todas as SDUs.

Os bairros contemplados com os serviços são Matinha, Vila Operária, Parque Brasil III, Av. Duque de Caxias, Água Mineral, Vila Mocambinho III, Loteamento Mocambinho, Buenos Aires, Acarape, Parque Alvorada, Mafrense, Mocambinho III e Risoleta Neves. As equipes da Gerência de Serviços Urbanos (GSU) estão atuando em ruas, avenidas, canteiros centrais e áreas verdes dos bairros citados.

O gerente de serviços urbanos da SDU Centro/Norte, José Neto, enfatiza que, mesmo com essas frentes de trabalho executadas durante toda a semana, é necessária a colaboração da população. “Temos mais de 300 pessoas atuando todos os dias na região por uma Teresina mais verde e limpa. Precisamos do apoio das pessoas para que evitem poluir e depositar lixo e entulhos de forma irregular nos espaços públicos”, acrescenta.

Neto ressalta que, além das equipes que fazem o trabalho de limpeza no bairros, ainda têm as que fazem o mesmo trabalho nas praças e na área central da cidade. “O nosso trabalho é realizado diuturnamente para deixar a cidade bem limpa, mas é preciso que a população nos ajude fazendo o acondicionamento correto do lixo”, finaliza.

Para colaborar com os trabalhos das SDU’s, o cidadão pode delatar casos de depósito irregular através do aplicativo Colab ou entrando em contato com o Lixo Zero pelos números 3226-2028 ou 99806-6171.

O lixo domiciliar é destinado à coleta que já é feita toda semana e os demais materiais como resto de poda, madeiras, e móveis devem ser transportados até um Ponto de Recolhimento de Resíduos (PRRs) da região.

Pontos de Recolhimento de Resíduos na zona Norte:

Rua Mato Grosso, entre as Ruas Jarbas Martins e Anísio Brito, bairro Ilhotas.

Rua Prof. Fernando Marques, entre a Av. Alameda Parnaíba e Rua Amazonas, bairro Morro da Esperança.

Rua Alcides Freitas, entre as Ruas Rui Barbosa e 13 de Maio, bairro Mafuá.

Rua Mariano Gaioso com Avenida Ministro Sérgio Mota, bairro Santa Maria da Codipi.

Avenida da Conquista (Francisco Nogueira), próximo ao Parque Ambiental do Res. Francisca Trindade, bairro Santa Maria da Codipe.

Rua Manuel Aguiar com Rua Raimundo Vila Nova, bairro Mafrense.

Rua Professor Oscar Clarck, ao lado do Cemitério Santo Antônio, bairro Buenos Aires.

Rua Governador Arthur de Vasconcelos, entre as Ruas Roraima e Território Fernando de Noronha, bairro Aeroporto.

Rua Desembargador Caio Oliveira com Avenida do Dique, Loteamento São José/Bairro Mocambinho.

Bairro São Joaquim, atrás do Terminal de Ônibus.

Avenida Pastor Djair Guerra, Residencial Vila Nova (Nova Teresina)

Avenida Rondina com Avenida Matos Lopes, Parque Firmino Filho (Santa Maria da CODIPI)

Rua Bráz Honório, ao lado do Campo de Futebol da Vila Dilma Rousseff (Santa Maria da CODIPI)

Rua Santa Inês, ao lado da lagoa do Nova Brasília