Prefeitura intensifica medidas de segurança e higiene no transporte público

Ascom/Strans

O transporte público de Teresina voltou a funcionar na última quarta-feira. Para garantir a segurança dos usuários do serviço nesse momento de pandemia do novo Coronavírus, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) tem cumprido as determinações que constam no Plano de Segurança Sanitária e Contenção da Covid 19 relacionado aos transportes e motoristas.

A higienização nas paradas finais e no final de cada turno nas garagens são medidas que já vêm sendo executadas na cidade. Além disso, é verificada a temperatura dos profissionais, bem como disponibilizado álcool em gel e ainda é exigido o uso da máscara facial. A Strans recomenda também que, para uso do transporte público, seja feita fila mantendo o distanciamento para evitar qualquer tipo de aglomeração e forma de contágio pela Covid-19.

“Essas medidas passam a ser intensificadas com o retorno do funcionamento do transporte público. É importante também uma conscientização por parte da população para que mantenha o hábito de higienizar as mãos, antes e depois de entrar no ônibus, por exemplo, já que é uma boa forma de prevenir a contaminação, e ainda usar máscara. Todos temos que fazer a nossa parte para que possamos nos proteger e assim evitar o contágio pelo vírus”, afirma Weldon Bandeira, gestor da Strans.

Como parte da luta contra o Coronavírus, a Prefeitura de Teresina tem realizado também a desinfecção de todos os terminais, estações de embarque, paradas de transporte coletivo. “Essa ação deve ser feita com regularidade, enquanto durar a pandemia”, destaca Weldon.

Nos locais públicos, as ações de sanitização são feitas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh). Essa sanitização é feita com a pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio, por meio de bombas costais e caminhões pipas e fumaceiros.

O superintendente também faz um apelo para que os taxistas, mototaxistas e demais profissionais também façam a sua parte nessa luta contra a Covid-19. “É importante que esses profissionais que são informais também façam o que recomendam as organizações de saúde quanto à prevenção e aos cuidados no combate ao Coronavírus”, ressalta.

Prefeitura inicia obra de recapeamento da Avenida Maranhão

Foto: Ascom Semduh

Seguindo os protocolos de segurança necessários para a retomada das obras de asfaltamento, a Prefeitura de Teresina deu início a etapa de fresagem para o recapeamento da Avenida Maranhão, que compreende o sentido Norte-Centro, entre a Avenida Alameda Parnaíba e a Rua Minas Gerais. A obra garante novo pavimento em 1,5 Km de via e tem recursos provenientes de emenda parlamentar.

De acordo com o Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antonio Ayres, a Av. Maranhão, por ser uma via antiga, apresentava desconfortos constantes à população e demandas frequentes de reparos feitos pela Operação Tapa-Buracos. “Uma via já bastante desgastada e desnivelada por conta dos ajustes emergenciais. Nossa primeira etapa, então, é a fresagem para que todo o asfalto antigo seja arrancado, o piso nivelado e a partir daí colocaremos um novo pavimento”, explica.

Ainda segundo o gestor, mesmo com a retomada das obras, as equipes estão atuando de forma mais cautelosa, com expediente limitado às terças, quartas e quintas-feiras, e priorizando os protocolos de segurança para evitar a disseminação do novo Coronavírus. “Voltamos às atividades, mas a saúde dos colaboradores, e da população como um todo, segue sendo prioridade. Continuaremos monitorando de perto os efeitos dessa retomada e nos adequando ao novo normal”, pontua.

 

Barreiras itinerantes já detectaram 243 pessoas com sintomas de gripe em Teresina

As barreiras itinerantes montadas pela Guarda Civil Municipal e pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) já encontraram 243 pessoas com alguns sintomas gripais semelhantes aos da Covid-19. Foram feitas 4.201 abordagens a veículos em seis dias de operação. Entre os sintomas mais relatados pela população estão cansaço, febre, tosse e dificuldade para respirar.

De acordo com o coronel John Feitosa, comandante da Guarda Civil Municipal, os dados são recolhidos através de entrevistas realizadas com as pessoas abordadas.  Além das perguntas, os agentes também utilizam termômetros para medir a temperatura corporal. De posse dessas informações, as equipes repassam os relatórios à Fundação Municipal de Saúde (FMS), que faz o contato com as pessoas para monitorar e orientar os procedimentos adequados em cada caso.

As barreiras funcionam de forma itinerante e, ao longo do dia, as equipes vão se movendo para pontos de grande fluxo de veículos e pessoas, em todas as regiões da cidade. “Esse trabalho é contínuo. Estamos percorrendo pontos de grande concentração de pessoas, como o Centro da cidade e locais em que estamos percebendo, desde o início da fiscalização do isolamento, que ainda há muitos veículos transitando”, afirma o coronel John Feitosa.

Estudo aponta maior sensação de segurança na região do Parque Lagoas do Norte da capital

Renato Bezerra

Teresina e seus moradores foram, mais uma vez, objeto de pesquisa realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O órgão entrevistou 400 jovens de 15 a 24 anos, residentes dos 13 bairros que compõem o Parque Lagoas do Norte, sobre suas percepções e experiências em relação à violência. Os resultados da pesquisa serão apresentados na próxima segunda-feira (09), às 10h, no salão nobre do Palácio da Cidade, com a presença do prefeito Firmino Filho.

“Será apresentado o modelo desenvolvido na área de segurança pública pela Prefeitura Municipal de Teresina desde a primeira visita dos representantes do Fórum em 2016. A população vai conhecer os resultados dessa experiência que está sendo aplicada há mais de um ano naquela região”, disse o secretário de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira.

Entre os resultados positivos, encontram-se as consequências do trabalho realizado pelo programa Vila Bairro Segurança (VBS), que vem revitalizando os espaços públicos, combatendo e prevenindo a violência e aumentando a sensação de segurança desde sua implantação, em 2018.

“Em 2015, os representantes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública estiveram em Teresina para fazer um diagnóstico da região dos bairros que compõe o programa Lagoas do Norte, nos apresentaram uma realidade de violência e a partir dessa concepção, várias ações foram desenvolvidas, dentre elas, a criação da Guarda Municipal e o Vila Bairro Segurança. Esse encontro será o retorno desses representantes para apresentar a sociedade uma nova pesquisa que foi feita na região depois da intervenção do poder público”, disse Débora Ferraz, assessora de Políticas Integradas da Semcaspi.

Os dados foram colhidos entre os dias 16 de agosto e 02 de setembro de 2019, por meio de abordagem domiciliar e serão apresentados paralelamente aos obtidos em estudo semelhante conduzido em 2016, de forma a evidenciar os avanços.  Embora a intenção do estudo conduzido não fosse delimitar ações governamentais específicas, foi observado diversos pontos positivos aos relatórios do Vila Bairro.

“Pelo que já tivemos acesso, a nova pesquisa aponta que houve uma mudança considerável de 2016 para os dias de hoje. As ações desenvolvidas pelo poder público contribuíram para o aumento da sensação de segurança através do Vila Bairro Segurança e da presença da Guarda Civil Municipal”, explicou a assessora.

O programa revitalizou cerca de 50% das praças da região por meio da iluminação, do calçamento e da realização de atividades de lazer e culturais, ação com consequência direta na pesquisa. Hoje, apenas 17% dos entrevistados notam a falta de iluminação pública como um problema presente. O estudo aponta ainda uma diminuição na percepção da venda e uso de drogas em espaços públicos, do furto de veículos e residências e das “bagunças noturnas”, fatores delimitados como os principais pontos de combate pelo VBS, com participação direta da Blitz Sufoco e Teresina Protege.

“Essa pesquisa vai nortear também as pretensões da equipe de trabalho e que serão apresentados ao prefeito Firmino Filho um melhoramento na ação do programa Vila Bairro Segurança. Nossa ideia é ter mais ações em curto, médio e longo prazo nas áreas de prevenção nas escolas, expansão do Blitz Sufoco e Teresina Protege, e a incorporação de tecnologia através dos recursos obtidos do BNDES”, concluiu Samuel Silveira.

Semcaspi propõe plano de ação de segurança no transporte público de Teresina

Ascom/Semcaspi

Dialogar e buscar meios de garantir a segurança da população dentro do transporte público em Teresina, esse foi o objetivo da reunião realizada na manhã de hoje, 28, na Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). Estavam presentes o secretário Samuel Silveira, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro), do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) e da Guarda Civil Municipal de Teresina.

Para o secretário Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, a Guarda Municipal está empenhada em contribuir com a segurança dentro dos ônibus, com uma atuação eficaz principalmente dentro dos terminais da cidade. “A postura da Prefeitura Municipal de Teresina é ativa. Por mais que não seja, a rigor, competência direta da prefeitura, a Guarda Municipal está à disposição para ajudar e contribuir com a segurança dentro do transporte público de Teresina”, disse o secretário.

O secretário estabeleceu um plano de ação que será executado, o mais rápido possível, e contará com o apoio do Sintetro, Setut e entre outros órgãos da administração pública. “É importante um plano de ação eficaz para trabalhar de forma preventiva e essa foi a diretriz dessa reunião. Foi possível formatar o rascunho de um plano de ação, que depois será formalizado, para contribuir com a segurança através de uma atuação concreta”, afirmou.

Durante o encontro, Fernando Soares Santos, presidente do Sintetro, elogiou a atuação da Guarda e reiterou a redução do número de ocorrências e assaltos nos terminais onde há a atuação dos guardas municipais. “A importância da Guarda Municipal de Teresina a gente vê no dia a dia, nos terminais de integração onde não existe mais assalto. Quando assumiu as estações, como a da Miguel Rosa e Frei Serafim, não houve mais assaltos. Então a sua importância para a segurança do transporte público, da população e dos trabalhadores de Teresina está demonstrada”, ressaltou.

Quanto a iniciativa da reunião proposta, bem como do plano de ação que será desenvolvido, Fernando Soares acredita que vai somar significativamente para coibir a violência dentro do transporte coletivo. “Essa iniciativa tende a somar ainda mais com as outras que estão sendo adotadas. A segurança tem que ser feita com a participação de todos. O usuário do transporte público coletivo agradece imensamente, principalmente com a presença da Guarda Municipal, que a gente, hoje, já vê nos bairros de Teresina, que são mais afastados do Centro. É isso que a gente espera, que se faça uma ação que coíba cada vez mais essa violência e abuso dentro do transporte coletivo. E que o trabalhador se sinta seguro e o usuário possa voltar a andar com segurança”.

Guarda Municipal fará trabalho ostensivo junto aos foliões no Corso

Ascom/Semcaspi

Representantes da Guarda Civil Municipal (CGM) participaram na manhã desta quarta-feira (12) de uma reunião no Palácio da Música para tratar sobre o esquema de segurança que será adotado no corso de Teresina. O maior evento carnavalesco do Piauí será realizado neste sábado (15), a partir das 16h, na Avenida Raul Lopes.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, explicou que a Guarda Municipal fará o trabalho ostensivo no meio dos foliões e ficará dividida em pontos estratégicos buscando uma comunicação em tempo real para evitar atos de violência durante o evento.

“Nós estaremos com 80% do nosso efetivo direcionado para o maior evento carnavalesco do Estado. Serão 13 viaturas e quatro motocicletas que darão apoio na logística definida na reunião com os demais órgãos de segurança”, disse o secretário.

Entre outras novidades apresentadas na reunião, o Corso de Teresina contará com Centro Integrado de Segurança e com representantes da Secretaria de Justiça, que farão a fiscalização para identificar se existem pessoas com tornozeleiras eletrônicas no evento, o que é proibido por lei.

“Ficou definido no encontro o que cada órgão vai contribuir no evento. Teremos guardas desde as primeiras movimentações do evento, no início da tarde, e vai se estender até o encerramento. As famílias poderão participar com tranquilidade porque os órgãos farão todo o esforço necessário para que tudo ocorra dentro da normalidade na área de segurança”, garantiu o capitão Monteiro Silva, comandante da Guarda Civil Municipal.

O encontro contou ainda com a participação da Polícia Militar do Piauí, agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU).