Doutor Pessoa entrega 80 unidades habitacionais a moradores da zona Norte e celebra 100 primeiros dias de gestão

 

Fotos: Rômulo Piauilino / Semcom

O prefeito de Teresina Doutor Pessoa iniciou a celebração dos seus primeiros 100 dias de gestão entregando 80 unidades habitacionais do residencial Parque Brasil a famílias atendidas pelo Programa Lagoas do Norte e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação.

Estiveram presente na solenidade seis famílias que representaram também os outros beneficiados para que não houvesse aglomeração na solenidade. Na ocasião, o prefeito comentou a alegria de poder proporcionar mais dignidade com a casa própria.

“Estamos muito felizes de poder garantir a essas famílias esse sabor da cidadania porque a casa, o lar, são muito importantes para qualquer pessoa. A nossa gestão agora, chegando nos 100 primeiros dias, começa a entregar os benefícios para a população, principalmente àqueles que mais precisam”, destacou o prefeito.

Além das famílias beneficiadas, estiveram presentes o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, João Henrique Sousa, o vice-prefeito e secretário de Finanças, Robert Rios, o secretário municipal de Governo, Adolfo Nunes, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, a superintendente da Saad Norte, Ana Paula, a secretária municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Eliana Lago, o presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar, e o líder do prefeito na Câmara, vereador Renato Berger.

O secretário João Henrique Sousa destacou a importância do Programa Lagoas do Norte no atendimento às famílias que vivem em áreas de risco. “Esse instante é muito simbólico para a comemoração dos 100 primeiros dias da gestão do Dr. Pessoa. Este ano já reafirmamos o desejo da continuidade do Programa Lagoas do Norte que traz um simbolismo enorme para a cidade e a entrega dessas 80 unidades habitacionais é uma demonstração do trabalho voltado para o povo que precisa de atenção e cuidado”, declarou.

O diretor geral do Lagoas do Norte, Bruno Quaresma, explicou que o residencial é apenas uma das opções ofertadas pelo programa às famílias atendidas. “O que o programa faz é dar oportunidade a essas pessoas para que elas possam melhorar suas vidas, indo morar em uma casa ou apartamento seguros, sem risco de alagamentos, sem risco das paredes ou do teto caírem. A continuidade desse trabalho é que vai proporcionar uma melhoria de vida para todos que precisam”, disse.

A dona de casa Francisca Iara Alves, que vivia na Vila Apolônia, contou como está sendo a transformação da sua vida com a nova residência. “É um sonho porque eu vivo com a minha mãe, idosa e cadeirante. Na minha casa não tinha nem banheiro, eu dava banho nela no quintal. Então, agora, nossa vida vai mudar muito”, relatou emocionada.

O secretário Edmilson Ferreira contou como é a parceria entre a Semduh e o Lagoas do Norte. “Esse é um trabalho integrado do Programa Lagoas do Norte com a Semduh e a Semplan, no qual todos os serviços estão sendo instalados, como a iluminação pública, a limpeza da área e a entrega das chaves nesse momento. A partir de agora, essas famílias já poderão fazer a mudança para o Parque Brasil. Isso significa mudar de uma situação de risco para um imóvel digno e honrado, onde essas famílias podem ter uma vida melhor daqui para frente”, ressalta o secretário da Semduh, Edmilson Ferreira.

O residencial é composto de 1.022 unidades, entre casas e apartamentos, e foi construído pelo Lagoas do Norte em parceria com a Caixa Econômica Federal através do Minha Casa, Minha Vida. Projetado pela equipe do programa, as casas e apartamentos têm padrão elevado em relação aos demais empreendimentos da Caixa no restante do país. Além das unidades terem uma metragem maior (49m²), o residencial é dotado de toda a infraestrutura necessária para garantir qualidade de vida às famílias.

Ele possui rede de esgotamento sanitário com estação de tratamento, abastecimento de água com reservatório próprio, ruas asfaltadas, iluminação, áreas verdes e outras áreas destinadas à construção de escolas. Além disso, possuem várias escolas, unidade de saúde, comércio, hospitais e rede de transporte nas proximidades.

As casas possuem sala, cozinha, dois quartos, banheiro adaptado e área de serviço. Os apartamentos têm a mesma planta e metragem. Os prédios são dotados de área social, estacionamento e gradio. As famílias que já exerciam algum tipo de atividade econômica dentro de casa em seu endereço de origem, como mercearia, marcenaria, oficina, dentre outros, são beneficiadas com lotes maiores e podem receber capacitação para recompor sua atividade no novo endereço.

Prefeito Dr. Pessoa entrega 80 casas do Programa Lagoas do Norte

Dando início ao cronograma de obras a serem entregues nos primeiros 100 dias de gestão, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, fará, nesta segunda-feira (14), a entrega das chaves de unidades habitacionais do residencial Parque Brasil a famílias atendidas pelo Programa Lagoas do Norte e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação – Semduh. A solenidade está marcada para às 12h, na sede da Unidade de Projeto Socioambiental, localizada no prédio do Parque Lagoas do Norte.

Estarão presentes seis famílias beneficiadas com unidades habitacionais, como forma de evitar aglomerações. Atualmente, o Lagoas do Norte e a Semduh estão atendendo mais de 80 famílias que deverão se mudar em breve para as novas unidades.

O residencial é composto de 1.022 unidades, entre casas e apartamentos, e foi construído pelo Lagoas do Norte, em parceria com a Caixa Econômica Federal, através do Minha Casa, Minha Vida. Projetado pela equipe do programa, as casas e apartamentos têm padrão elevado em relação aos demais empreendimentos da Caixa no restante do país. Além das unidades terem uma metragem maior (49m²), o residencial é dotado de toda a infraestrutura necessária para garantir qualidade de vida às famílias.

Ele possui rede de esgotamento sanitário com estação de tratamento, abastecimento de água com reservatório próprio, ruas asfaltadas, iluminação, áreas verdes e outras áreas destinadas à construção de escolas. Além disso, possuem várias escolas, unidade de saúde, comércio, hospitais e rede de transporte nas proximidades.

As casas possuem sala, cozinha, dois quartos, banheiro adaptado e área de serviço. Os apartamentos têm a mesma planta e metragem. Os prédios são dotados de área social, estacionamento e gradio. As famílias que já exerciam algum tipo de atividade econômica dentro de casa em seu endereço de origem, como mercearia, marcenaria, oficina, dentre outros, são beneficiadas com lotes maiores e podem receber capacitação para recompor sua atividade no novo endereço.

“Estamos avançando na entrega das unidades habitacionais para que possamos garantir a essas famílias mais qualidade de vida porque esse é o objetivo do Lagoas do Norte. Mais de 600 unidades já estão ocupadas por famílias que antes viviam em condições precárias, em casas alagadas. E estamos também trabalhando na formatação de um planejamento social para ser desenvolvido com essas famílias, com o objetivo de incentivar a sociabilidade e estimular o desenvolvimento econômico, geração de renda e a convivência harmônica”, destaca Bruno Quaresma, diretor geral do Programa Lagoas do Norte.

O residencial possui 1.022 unidades, entre casas e apartamentos, e conta com uma infraestrutura completa de drenagem, rede de esgoto, abastecimento de água, ruas asfaltadas com capacidade para receber o sistema de transporte público. A obra iniciou em 2018, teve investimento de mais de R$ 107 milhões e é financiada com recursos do banco mundial.

As casas possuem sala, cozinha, dois quartos, banheiro adaptado e área de serviço Fotos(Ascom/Semduh)

 

Prefeitura instala lavabos em praças de Teresina para combater o coronavírus

Fotos: Lucas Dias / Semcom

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) e das Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas, iniciou a instalação de lavabos em praças públicas. O objetivo é oferecer aos teresinenses mais uma arma de combate ao novo coronavírus.

A ação faz parte do Plano de Governo do prefeito Doutor Pessoa, que, junto com seus secretários e superintendentes, também trabalha na instalação de banheiros públicos de qualidade, para promover mais conforto à população.

Até o momento, os lavabos já foram instalados na Praça da Bandeira, na Praça Rio Branco, na João Luiz Ferreira e na Praça do Liceu.

Nos próximos dias também receberão os lavabos as praças Saraiva, Pedro II, Liberdade, Da Costa e Silva e Fripisa. Também está sendo implantado um lavabo em frente ao Hospital Getúlio Vargas (HGV), na Avenida Frei Serafim.

Além do Centro, as principais praças dos bairros de Teresina serão contempladas. O investimento é de aproximadamente R$ 100 mil e será pago com recursos próprios da Prefeitura.

“Vamos implantar entre 50 a 60 lavabos em locais públicos de Teresina. Estamos dando à população teresinense mais uma arma contra o coronavírus, conforme é o desejo do prefeito Doutor Pessoa. Estamos disponibilizando água e sabão em locais estratégicos, para que as pessoas que estão passando pela rua possam higienizar as mãos e, dessa forma, evitar contrair ou transmitir o vírus”, destaca o secretário da Semduh, Edmilson Ferreira.

A Semduh realizou o projeto dos lavabos e coordenou os locais de instalação. A implantação fica a cargo das SAADs de cada zona.

“Estamos muito empenhados em unir forças para combater a pandemia do novo coronavírus e por isso fizemos tudo que foi possível para agilizar a instalação dos lavabos. Além de estarmos favorecendo a higienização das mãos, estamos também alertando e conscientizando a todos sobre os cuidados que devemos ter nesse momento crítico da pandemia”, declara o superintendente da SAAD Centro, Roncalli Filho.

Iluminação do prolongamento da Avenida São Francisco é concluída

Foto: Ascom Semduh

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), instalou a iluminação do prolongamento da Avenida São Francisco, que é uma obra executada pela Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Sudeste.

Foram implantados 39 postes em 1.600 metros de avenida, resultando na colocação de 75 luminárias LED. “Essa é mais uma obra que será entregue pela Prefeitura de Teresina, que levará melhorias aos moradores da zona sudeste”, declara o coordenador da Iluminação Pública, Augusto César.

A iluminação foi concluída conforme a previsão, dentro dos primeiros 100 dias de gestão do prefeito Doutor Pessoa. O superintendente da SAAD Sudeste, professor Zé Nito, comemora o resultado.

“Estamos muito satisfeitos com a iluminação da Avenida São Francisco. Agora os moradores da região terão muito mais segurança e poderão usufruir deste espaço tão importante. A Saad Sudeste está sempre em parceria com a Semduh para melhorar a qualidade de vida da nossa população. Essa é a determinação do prefeito Doutor Pessoa. O nosso objetivo principal é servir bem a nossa população”, afirma o superintendente.

Semduh alerta a população sobre lixo e garante coleta regular no feriado

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) informa que o serviço de limpeza pública permanece funcionando normalmente durante os feriados e pontos facultativos, por se tratar de uma atividade considerada essencial.

Os moradores podem verificar o dia e o horário em que os caminhões de lixo passam no seu bairro através do link http://coleta.teresina.ceharfweb.com.br/.

O secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, aproveita a oportunidade para alertar a população sobre os prejuízos causados pelo depósito de lixo em local proibido, como calçadas e praças públicas. A Prefeitura de Teresina monitora diariamente mais de 60 pontos de descarte irregular de lixo e gasta mais de R$ 380 mil por mês para realizar a coleta nesses pontos.

“Precisamos da ajuda da população para solucionar esse problema. A Prefeitura está fazendo sua parte, que é a coleta e a limpeza urbana. Mas quando um cidadão deposita lixo em local proibido, além de colocar em risco a própria saúde, porque causa a proliferação de doenças, também impõe prejuízos financeiros aos cofres municipais. Primeiro, porque existe um custo para o recolhimento desse lixo e, segundo, porque quando chove esse lixo é carregado pela água e entope as galerias. Depois, a Prefeitura tem mais um custo, relativo à limpeza das galerias. Todo esse valor gasto poderia ser aplicado em outras áreas, inclusive no combate à pandemia do novo coronavírus”, explica o gestor.

Em fevereiro, a zona sul foi a que mais registrou lixo em local proibido, acumulando 2,59 mil toneladas. A zona sudeste registrou 2,38 mil toneladas, a zona leste 2,12 mil toneladas e a zona norte 1,45 mil toneladas. Ao todo foram recolhidas, exatamente, 8.557,28 toneladas de lixo depositado em local proibido no mês de fevereiro em Teresina.

Semduh reúne coordenadores para avaliar o andamento das ações e formas de reduzir custos

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, se reuniu hoje com coordenadores e demais técnicos da Semduh para avaliar o andamento das ações da pasta, dar encaminhamentos e orientações para os próximos passos e buscar formas de reduzir custos.

Foram levantadas na reunião as demandas relacionadas à regularização fundiária: entrega das moradias do Parque Brasil e desapropriações. Nos próximos dias, a Semduh e a Secretaria do Planejamento entregarão 80 residências na zona Norte contemplando famílias em situação de risco.

Também foram discutidas as ações de desburocratização dos processos da construção civil que já estão encaminhadas e a instalação de banheiros e lavabos em praças públicas.

O secretário também frisou a importância de intensificar as ações de monitoramento dos pontos de descarte irregular de lixo e a necessidade de dar continuidade às campanhas de conscientização da sociedade.

Demandas relacionadas à operação tapa-buraco e à iluminação pública também foram discutidas.

“Tivemos uma reunião bastante produtiva, pontuamos o que vamos priorizar e os próximos passos a serem seguidos. Os coordenadores deram sugestões para tornar o trabalho mais objetivo e reduzir as despesas. Essa é exatamente a meta da nova gestão do prefeito Dr. Pessoa, praticidade, eficiência e redução de custos”, declarou o secretário Edmilson Ferreira.

Foram levantadas na reunião as demandas relacionadas à regularização fundiária: entrega das moradias do Parque Brasil e desapropriações Foto(Ascom/Semduh)

Cidade Inteligente: iluminação das principais vias de Teresina será monitorada por telegestão

Fotos: Ascom SemduhTeresina terá um sistema de telegestão da rede de energia elétrica. O sistema será implantado pela Parceria Público-Privada de Iluminação Pública e é considerado um precursor do que se classifica como “cidade inteligente”.

“As principais vias da cidade serão contempladas com esse sistema de telegestão. Isso significa que as luminárias serão controladas pela Central de Controle Operacional (CCO). É um sistema amplo, precursor do que se chama de cidade inteligente. É o futuro das cidades”, explica Augusto César, coordenador de Iluminação Pública da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh).

Em resumo, o CCO fará o monitoramento das luminárias e será possível antecipar a solução dos problemas futuros. “O sistema computadorizado vai receber informações automáticas apontando, por exemplo, luminárias apagadas ou acesas durante o dia. Imediatamente, será enviada uma equipe ao local para resolver o problema”, completa o coordenador.

O secretario da Semduh, Edmilson Ferreira, destaca que a infraestrutura desse sistema poderá beneficiar a cidade em vários outros aspectos.

“Usar a tecnologia a nosso favor é uma forma de avançar o desenvolvimento da cidade. A nova gestão da Prefeitura de Teresina preza muito por isso. O prefeito Doutor Pessoa, inclusive, fez uma reunião com seu secretariado na semana passada, buscando ideias criativas de inovação e tecnologia para Teresina. Vamos começar o monitoramento computadorizado na área da iluminação pública, mas já pensando em como ampliar para outras áreas”, afirma Edmilson Ferreira.

A princípio, 22% de todo o sistema de iluminação de Teresina será contemplado com a Central de Controle Operacional.

Confira a programação da operação tapa-buraco durante o feriado prolongado

Com os feriados e pontos facultativos desta semana, a operação tapa-buraco será intensificada nesta segunda-feira (29) e terça-feira (30), e funcionará em regime de plantão para atender eventuais emergências na quarta-feira (31) e na quinta-feira (1).

O funcionamento da usina de asfalto segue a mesma programação de funcionamento. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) e a Eturb destacam que as sete equipes que estão em campo trabalham com todo o equipamento de segurança necessário e seguem os protocolos de prevenção contra a Covid-19.

As áreas que serão contempladas nesses dois dias são:

1- Rua professor Josipio Lustosa/ Mocambinho
2- Rua Perimentral/ Promorar
3- Rua Macapá/ Manoel Evangelista
4- Rua Lavínha Gonçalves/ Jacinta Andrade
5- Avenisa Rosine + Aviador Rosini/ Socopo
6 – Linha de ônibus/ Parque Ideal

A população pode solicitar o serviço da tapa-buracos pelo número 3215-7670 e 3221-7050.

Operação tapa-buraco segue essa semana com trabalhadores seguindo os protocolos de segurança Foto(Ascom/Semduh)

Semduh, SAADs e SDR elaboram Plano de Emergência para atender famílias em situação de risco

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) se reuniu nesta quarta-feira (24) com as Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas (SAADs) e com a Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR) para discutir estratégias para atender famílias que estão em situação de risco por causa das chuvas.

O encontro foi realizado de forma virtual em virtude da pandemia do novo coronavírus. A coordenadora de Habitação da Semduh, Valdinete Ulisses, está montando, junto aos superintendentes de cada pasta, um Plano de Emergência para controle da calamidade pública, que presta assistência a essas famílias em situação de risco.

Durante a reunião, os gestores apresentaram propostas para serem implantadas no Plano e alinharam ideias para conseguir atender a demanda atual, levando em consideração que as chuvas seguirão até o mês de abril.

“Essa reunião foi bastante proveitosa porque serviu para que nós apresentássemos propostas. A partir de agora, vamos analisar a viabilidade de cada uma das sugestões apresentadas pelos gestores e definir a melhor estratégia de ação para atender essas famílias”, afirma a coordenadora Valdinete Ulisses.

O secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, esteve presente na reunião e ressalta o empenho das equipes em reduzir a burocracia para ajudar a população. “São famílias que estão vulneráveis e não podemos fechar os olhos para o problema. Estou muito feliz por perceber que os superintendentes estão engajados nessa missão e têm como objetivo encontrar soluções práticas e definitivas para essas famílias”, frisou o gestor.

O secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, esteve presente na reunião e ressalta o empenho das equipes em reduzir a burocracia para ajudar a população. Foto: Ascom (Semduh)

Mais de 100 condomínios de Teresina estão cadastrados na coleta seletiva; veja como funciona

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), está realizando o cadastro dos condomínios para incentivar a coleta seletiva.

Funciona da seguinte forma: cada morador separa e ensaca seus resíduos limpos dentro de sua residência. Depois, os recicláveis devem ser acondicionados em uma lixeira separada dos orgânicos, disponibilizada nos condomínios, em local indicado pelo síndico.

Os materiais recolhidos pela coleta seletiva em Teresina são: papéis, plásticos, metais e vidros. Todo material é doado para cooperativas cadastradas pela Prefeitura de Teresina.
Após realizar esse procedimento, o síndico deve agendar a coleta através dos números:
– Zonas Leste e Norte: 86 9.8130-7739
– Zonas Sul e Sudeste: 86 98104-6786

O serviço de coleta é completamente gratuito. Cerca de 100 condomínios da capital já estão cadastrados e pelo menos 80 estão mantendo a coleta regular.

“Na primeira vez, enviamos uma equipe para conversar com o síndico e explicar todo o funcionamento. Depois, fica acordado um dia fixo para a coleta, dependendo da demanda do condomínio. O síndico pode, inclusive, pedir uma declaração de que está fazendo a correta destinação do lixo do seu condomínio”, explica Michelly Noleto, técnica operacional da Coordenação de Limpeza Pública de Teresina.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, destaca a importância da coleta seletiva para a cidade. “Quando você faz a coleta seletiva todos saem ganhando, porque você ajuda o meio ambiente e ajuda o trabalhador da cooperativa. É uma questão de cidadania”, finaliza.