SEMEC prepara retomada do calendário escolar com atividades pedagógicas não presenciais

A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) realizou reunião através de videoconferência com todos os diretores das escolas de ensino fundamental, com o objetivo de apresentar as diretrizes que a secretaria sistematizou para a retomada do calendário escolar em Teresina.

Segundo a secretária Executiva de Ensino, Irene Lustosa, a SEMEC apresentou uma proposta de retomada através de atividades pedagógicas não presenciais. “Nesse momento não temos previsão de retomada presencial, então a proposta de aulas não presenciais foi apresentada primeiramente aos diretores de todas as escolas de ensino fundamente, posteriormente será apresentado também aos diretores da educação infantil”, destaca.

Irene explica ainda que a ideia é que cada escola elabore seu plano de ação definindo todas as suas estratégias. “É de grande importância à adesão das escolas. A SEMEC apresentou um conjunto de estratégia para cada grupo de alunos, e as escolas irão se organizar para que a partir do dia 8 de junho já inicie as atividades escolares envolvendo os estudantes”, comenta.

Na Escola Municipal Mocambinho, zona Norte de Teresina, os docentes já começaram a planejar ações de ensino neste momento de pandemia. Segundo Diogenes Meireles, diretor da escola, foi realizada reuniões de forma virtual dividida em dois momentos, primeiro com professores de 3° ao 5° ano, e no segundo com professores dos anos finais.

“Vamos juntos com a secretaria de educação alcançar os alunos com atividades e vídeo aulas, para que possamos avançar e continuar obtendo uma educação de qualidade. A escola vai usar a plataforma do Google Drive, Grupos de WathsApp por ano escolar e atividades impressas para os alunos que não possuem Internet. Vamos disponibilizar a internet da escola paga pelo programa  Educação Conectada, para que semanalmente os alunos possam ir a escola em horário marcado sem aglomeração para baixar as vídeos aulas e receber as atividades”, conclui o gestor.

 

Escola Municipal Parque Itararé monta sala de aula online

Alunos e professores da Escola Municipal Parque Itararé estão utilizando uma ferramenta online para exercitar o aprendizado durante a pandemia. Com a suspensão das aulas, desde março, as atividades estão sendo realizadas de forma remota, com os alunos em casa. O professor José de Jesus criou o projeto “Diálogos de Classe”, com a turma reunida no aplicativo Google Meet.

O professor se comunica com os alunos por videochamada coletiva. Além de aulas com foco na leitura e escrita, o bate-papo é também sobre motivação, uma forma de minimizar a saudade da sala de aula e dos colegas. Quando preciso, até os pais e a diretora participam, ajudando na organização dos encontros virtuais.

“Desde o início do período de isolamento estou em contato constante com os alunos das minhas turmas. Levo dicas e trabalho a autoestima deles, pontos importantes que devem ser fortalecimentos nesse momento complicado pelo qual estamos passando”, comenta o professor José de Jesus.

Para ele, é preciso reinventar a interação enquanto as aulas não são retomadas. “Nossos diálogos acontecem em um clima descontraído, exercitando a mente, pois não podemos parar”, disse.

 

CMEI Vila Bandeirante realiza ações para cuidar da saúde mental dos seus colaboradores na pandemia

A equipe gestora do Centro Municipal de Educação Infantil Vila Bandeirante, zona Leste de Teresina, preocupada com a saúde mental das suas  professoras e colaboradores, tem promovido lives através de um grupo no WhatsApp para dar apoio psicológico, terapia, aconselhamento, cuidado mútuo, orações e entretenimento.

A iniciativa conta com a colaboração e orientação da psicóloga e psicanalista Drª. Ana Cléa Rodrigues, que realiza interações através de lives utilizando o aplicativo Zoom. Durante as lives é realizado o compartilhamento de experiências no enfrentamento desse momento de pandemia.

“Acreditamos que esse fortalecimento emocional é de grande contribuição para preparar a nossa equipe para o retorno das nossas atividades, quando forem normalizadas, e também motivador para desenvolvermos estratégias e alternativas para atender nossos alunos no retorno às aulas”, destacou Nordely Noronha Ferreira, gestora do CMEI.

Secretaria Municipal de Educação realiza testes de Covid-19 em mais de 600 servidores

Mesmo com as escolas da Prefeitura fechadas, a rede municipal de ensino continua em funcionamento durante a pandemia do novo coronavírus, com servidores trabalhando para manter os serviços essenciais da pasta. Nesta quinta-feira (28), mais de 600 profissionais da Secretaria Municipal de Educação (Semec) fizeram testes rápidos de diagnóstico para a Covid-19.

Uma equipe da Fundação Municipal de Saúde (FMS) esteve na sede da Secretaria para aplicar os testes em gerentes, técnicos administrativos e diretores de escolas, equipes que continuam exercendo suas funções de forma presencial. Os profissionais trabalham em esquema de rodízio, mas precisam sair de casa, por isso estão sendo testados. Na próxima semana, os agentes de portaria das unidades de ensino passarão pelo mesmo procedimento.

A secretária executiva de Gestão da Semec, Kátias Noleto Dantas, explica que o diagnóstico é importante para a segurança dos trabalhadores e suas famílias. “As aulas estão suspensas desde março, mas para que os alunos e professores fiquem em casa, existe uma grande equipe trabalhando por trás. O teste é uma forma de garantir proteção para esses servidores”, disse.

Segundo Kátia, foram seguidas todas as orientações necessárias de distanciamento e uso de máscaras para a realização dos testes. Os servidores que apresentarem resultado positivo para o novo coronavírus serão isolados e receberão orientações da equipe de saúde.

 

Rede municipal se prepara para transmissão de aulas pela TV

Ascom/Semec

Desde a suspensão das aulas na rede municipal, como forma de proteção contra o coronavírus, a Secretaria Municipal de Educação vem adotando medidas para manter os alunos conectados ao aprendizado. Com o prolongamento da suspensão de aulas físicas, a Semec está se preparando para começar a transmitir o conteúdo aos alunos por um canal de TV.

No mês de junho, as escolas devem começar a mobilização com os professores, que retomarão programas de formação e a preparação de aulas virtuais. Até então, alunos e professores se conectavam pela plataforma virtual criada no site da Secretaria. A ferramenta leva conteúdo para todos os anos escolares, com sugestões de leitura, jogos, exercícios e vídeo aula.

A transmissão pela TV chega para somar com a plataforma online, alcançando todos os alunos, e agora registrada como carga horária efetiva. Os alunos terão acesso a novos conteúdos, com atividades pedagógicas e contato com os professores. A ideia é que também possam interagir e entregar devolutivas sobre o novo formato de rotina escolar.

“Estamos com mais de 50 dias em isolamento social e a medida de suspensão das aulas vai se estender, mas os alunos precisam voltar a um ritmo de aprendizagem. Além da plataforma, que tem sido de grande ajuda, vamos reiniciar todos os trabalhos da escola de forma remota, inclusive com a transmissão das aulas pela televisão. Estamos planejando todo esse procedimento para iniciar em breve”, anunciou o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma.

Escola municipal cria aplicativo para manter alunos conectados com o ensino

A Escola Municipal Poeta Da Costa e Silva, localizada no Residencial Jacinta Andrade, desenvolveu uma ferramenta online para incentivar os alunos a manterem em casa o ritmo de estudos com base no planejamento da unidade de ensino. Um aplicativo para smartphone reúne conteúdos para cada ano escolar, além de dicas de leituras, mensagens dos professores, vídeos e etc.

O app batizado de “EM Poeta CS” foi criado com ajuda do apoio pedagógico, Fledson Rodrigues, e faz parte do projeto “Distantes, mas aprendemos juntos”. Nele é possível encontrar as demais plataformas virtuais da unidade de ensino já utilizadas antes, como o canal do Youtube e o blog. A ferramenta é alimentada diariamente e contém todos os links da plataforma criada pela Secretaria Municipal de Educação para levar aprendizado, mesmo à distância.

Segundo o diretor José Manoel, o aplicativo é de acesso exclusivo da comunidade escolar, ultrapassando 500 interações diárias. “Assim podemos oportunizar o aprendizado dos nossos alunos enquanto as aulas estiverem suspensas. De acordo com nosso monitoramento, cerca de 75% dos alunos estão acessando a plataforma todos os dias, chegando à maioria dos estudantes do 1° ao 9° anos”.

O aplicativo possui vídeos e atividades de cada disciplina, fotos, dicas de jogos e filmes, também contato direto com a equipe gestora. As famílias que não possuem acesso à internet recebem o material impresso em casa.

Alunos do Programa Cidade Olímpica participam de aulas remotas

Para estimular o aprendizado dos alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional durante a suspensão das aulas na Rede Municipal de Ensino, em razão do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) lançou uma Plataforma dentro do seu site para que os estudantes participem de aulas remotas ofertadas pelos professores. A página começou a funcionar esta semana.

Lá são disponibilizadas aulas online, além de dicas de leituras, links para sites educacionais, atividades práticas, testes e atividades pedagógicas que exercitam a mente dos educandos. O objetivo é também integrar a família, já que as atividades propõem a participação dos pais, tudo sem sair de casa.

Valdete Silva, coordenadora do Cidade Olímpica, explica que os professores estavam usando o Whatsapp para interagir com os alunos, enviando listas de exercícios e gravando pequenos vídeos e podcasts explicando os conteúdos. “Para realizar o acompanhamento, os alunos tiravam fotos de algumas respostas e mandavam no grupo ou gravavam vídeos explicando alguns desafios postos. Dado o volume de mensagens, tivemos dificuldades de acompanhar quem estava realmente se envolvendo nas aulas e foi aí que retomamos uma ideia antiga de termos uma plataforma modlle para ampliarmos a carga horária do Programa e termos contato com o aluno durante a semana. Agora colocamos a ideia em prática e estamos, com a plataforma, interagindo com o aluno, acompanhando sua frequência e com possibilidade de uso de várias atividades e comunicação num único espaço”, destaca.

O Programa Cidade Olímpica Educacional é uma ação da Secretaria Municipal de Educação de Teresina, que objetiva ampliar o desempenho escolar dos alunos, preparando-os para olimpíadas educacionais, fazendo com que o aluno se reconheça como sujeito de sua aprendizagem e busque sua superação acadêmica e sociocultural, melhorando sua autoestima e tornando-se referência positiva para os demais estudantes da rede.

CMEI Árvores Verdes realiza entrega de atividades escolares para alunos

Durante o período de suspensão das aulas, em razão do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o Centro Municipal de Educação Infantil Árvores Verdes, localizado na região da Cacimba Velha, zona Rural Leste de Teresina, está realizando a entrega de atividades escolares para que os alunos pratiquem em casa. O objetivo é consolidar as aprendizagens iniciadas neste ano letivo, mantendo vínculos com a rotina de estudos.

Segundo Lorena Amorim, diretora do CMEI, a equipe da escola produziu um tarefão para ser entregue aos pais e responsáveis pelos alunos. “Esse foi o primeiro, entregamos no início de maio, mas nosso trabalho pedagógico no grupo do WhatsApp iniciou no começo de abril. Eu enviava atividades em PDF, e indiquei a plataforma da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), Em Casa Eu Aprendo. Quem não tinha como imprimir, copiava as questões no caderno da criança. As mães são super interessadas. É algo apaixonante, não tem como você não ajudar e fazer tudo para manter o vínculo pedagógico cada vez mais vivo”, conta a gestora.

Lorena explica ainda que diariamente a equipe da escola dá o suporte e direcionamento necessários através do grupo de WhatsApp para as mães que são as principais orientadoras. “Entregar as atividades gera aglomeração por mais que a gente organize. Então optamos pela entrega mensal para zelar tanto pela saúde deles quanto pela da equipe escolar” diz.

Ascom/Semec

Para Laiana Cavalcante, mãe do pequeno Pedro Isaque, do 2º período da Educação Infantil, esse é um momento novo para todos. “Quero externar minha gratidão ao trabalho que vem sendo realizado pela equipe da escola nesse momento difícil que estamos enfrentando. Eu gostei muito de receber as atividades do meu filho em casa, com isso estamos ensinando e aprendendo. A escola está realizando orientações através de grupo de WhatsApp. Estamos vivendo algo novo, em que estamos distantes, mas próximos através das redes sociais. Gostei bastante do acolhimento, mesmo à distancia, feito pela escola. Como mãe me sinto bastante apoiada pela escola, a equipe esta de parabéns pelo esforço e pela preocupação com nossos filhos”, conclui a mãe..

O Centro Municipal de Educação Infantil Árvores Verdes, atende 70 crianças com turmas de 1º e 2º período da Educação Infantil.

Famílias de alunos participantes do PROFESP recebem kits de alimentação

Ascom/Semec

O 2º Batalhão de Engenharia de Construção (2° BEC) realizou a entrega de 40 kits de alimentos para famílias dos alunos da Escola Municipal Deputado Antônio Gayoso, atendidas pelo Programa Forças no Esporte (Profesp). A ideia é diminuir os impactos causados pelo novo coronavírus.

O PROFESP é um programa social desenvolvido pelo Ministério da Defesa em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), os ministérios da Cidadania, da Educação e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com o objetivo de oferecer horas a mais de atividades educativas orientadas por professores e militares, utilizando o esporte a favor do aprendizado.

A entrega aconteceu de forma agendada, em dois momentos, o primeiro no dia 16 de abril e o segundo nessa quinta-feira (13), evitando assim aglomerações.

Professor faz vídeos com contação de histórias para seus alunos da Educação Infantil

Com as aulas da Rede Municipal de Teresina suspensas para prevenção do novo coronavírus, os professores estão utilizando a criatividade na internet para manter o contato com os alunos. No Centro Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora da Guia, localizado na zona sudeste, o professor Deyvis Castro está desenvolvendo um projeto de contação de história no seu canal do Youtube.

Todos os sábado, às 10h, Deyvis publica um novo vídeo contando histórias infantis e compartilha o link com os pais. A ideia é que as crianças assistam, recontem, comentem e sejam estimuladas a ler. Além das narrativas de sua própria autoria, o professor incluiu no repertório histórias de Chico Buarque, Sylvia Orthof, contos e poesias de diversos autores da literatura infantil.

“É uma forma de diminuir a distância com meus alunos em meio a essa pandemia. Uso fantoches e busco sempre histórias diferentes. Em casa, eles assistem com os pais, que depois me passam um feedback, como ficam com os olhinhos atentos, reproduzindo o que assistiram, assim como fazemos em sala de aula”, disse Deyvis, que comanda a turma do I Período.

Segundo a diretora do CMEI, Rafaella Cristina, a contação de histórias tem benefícios incontestáveis. “Exercita a fantasia, imaginação, criatividade e ainda desperta a prática da leitura, bem como algumas habilidades de escrita. E nesse período de isolamento é também uma forma de fortalecer os vínculos. Essas ações se tornaram um programa de família, uma ótima iniciativa educativa. Convido a todos para assistirem os vídeos do professor Deyvis”, concluiu a gestora.

Acesse os vídeos de Contação de Histórias com o  professor Deyvis Castro.