Mostra Literária revela habilidades dos alunos

Ascom Semec

O mundo encantado das histórias infantis está tomando de conta da Escola Municipal Santa Maria da Codipi, localizado na zona Norte de Teresina. A unidade de ensino realiza de 12 a 17 de abril a I Mostra Infantil de Literatura com contação de história, exposição de livros, piquenique literário, guarda chuva literário, cortina literária, varal literário, além de um bate papo descontraído com a autora do livro ‘A Bolinha Mágica’, Edelanni Araújo Silva.

Desde o início do período letivo, as crianças participam de diversas atividades envolvendo a leitura através do projeto ‘Eu amo ler’. Uma parceria com o projeto BiblioSesc, facilitou ainda mais o acesso dos alunos a um acervo de livros onde podem ser encontrados exemplares de gibis, clássicos da literatura, contos de fadas, dentre outros.

Segundo Luzinete Leal, gestora da escola, o objetivo principal da mostra é estimular a leitura, compartilhando as histórias. “A ideia surgiu para levar para o pátio da escola durante o intervalo e no final da aula, as atividades que estão sendo realizadas na sala de aula pelas crianças. Assim cada turma pode compartilhar com os demais estudantes os trabalhos produzidos”, explica.

Luzinete conta ainda que os estudantes estão adquirindo muitas habilidades e que a Mostra é uma forma de exibir essas novidades. “São 293 alunos do 1º ao 5º ano participando da ação. As famílias também acompanham todo o trabalho e participam da leitura com os filhos no final das aulas, aproximando a família da escola”, destaca.

Nesta sexta-feira (12), os estudantes participaram de um bate papo com Edelanni Araújo Silva, aluna da Escola Municipal 15 de Outubro que escreveu seu primeiro livro aos 8 anos de idade. Hoje com 11 anos, conta sua história e relata como é escrever um livro. “Gosto muito de ler. Já são 417 livros lidos. É muito amor pela leitura, e gosto de incentivar outras crianças. Quando estamos lendo, tudo muda”, diz empolgada. Edelanni conta que já está pensando no seu segundo livro. “Logo estarei lançando meu segundo livro. Agora escolhi escrever poesias. Ainda é surpresa, mas em breve estarei mostrando a novidade para todos”, finaliza.

Pais de alunos são leitores no CMEI Cássia Cristina

Ascom/Semec

Os pais dos alunos do Centro Municipal de Educação Infantil Cássia Cristina, no bairro Areias, passaram a construir, de forma mais efetiva, a rotina de aprendizagem das crianças. São eles os responsáveis por conduzir a leitura dos livros infantis que os alunos estudam semanalmente.

A atividade é parte do Projeto Maleta Viajante, que estimula a aproximação das crianças com os livros. Toda semana, o famoso personagem Visconde, do Sítio do Picapau Amarelo, vai em cada turma da escola distribuir a maleta contendo uma obra infantil para ser lida no final de semana com os pais.

A missão da família é retornar na semana seguinte para fazer a leitura com a turma, marcando presença e incentivando o hábito entre os pequenos. A diretora Vanda Oliveira conta que os livros são pensados para cada faixa etária. “A proposta é do Programa Alfabetiza Teresina, que leva todo mundo a ler, desde as crianças menores até os pais. Essa participação direta das famílias é um estímulo a mais para o desenvolvimento da leitura e escrita”, conclui a gestora.

Bailarinos piauienses compõem elenco no 19º aniversário da Escola Bolshoi no Brasil

Divulgação

Ex-alunos de escolas públicas municipais e estaduais do Piauí estão brilhando em Joinville, Santa Catarina, onde estudam balé a partir de uma parceria com a Escola Bolshoi no Brasil. Recentemente, o grupo foi convidado para compor o espetáculo de comemoração pelos 19 anos da tradicional escola de dança, que é referência em arte e educação.

As apresentações aconteceram em duas noites de coreografias clássicas, neoclássicas e dança a caráter. Foram 168 alunos e bailarinos da Cia. Jovem, mais 48 calouros sendo batizados. Os piauienses participaram do espetáculo Danças Polovtsianas da Ópera “O príncipe Igor”, que estreou em 2008 na Escola Bolshoi e narra a passagem do Príncipe Igor no cativeiro durante a guerra com os polovitsianos.

Bem adaptados à nova rotina, que inclui aulas regulares e uma rígida formação em dança, os jovens bailarinos que saíram de Teresina aos oito anos de idade agora sonham com novos palcos. As bolsas são concedidas a partir de uma seleção com parceria da Prefeitura de Teresina e do Governo do Estado. Além de ensino gratuito, os alunos recebem benefícios como alimentação, transporte, uniformes, figurinos, assistência social, orientação pedagógica, assistência odontológica preventiva, atendimento fisioterápico, nutricional e assistência médica de emergência/urgência pré-hospitalar.

 

Projeto ensina sobre os valores humanos para as crianças do CMEI Júlio César

Ascom/Semec

Pensando na formação integral dos alunos, a equipe escolar do Centro Municipal de Educação Infantil Professor Júlio Cesar está desenvolvendo o Projeto ‘Valores na Infância’, que visa oportunizar as crianças, através de ações diárias, situações que as levem a desenvolver relações de amizade, para a construção do respeito, partilha e coleguismo.

Será trabalhado um tema a cada mês, através de contação de histórias bíblicas, clássicas, fábulas e contos. As histórias serão contadas por meio de vídeos, teatro de fantoches, dedoches, dramatização, leitura de imagens, músicas, entre outros meios.

Segundo Rosinete Carioca Costa, diretora do CMEI, o projeto tem como objetivo apresentar para as crianças valores essenciais para a convivência humana. “Iniciamos as atividades no mês de março apresentando o valor honestidade, e percebemos o quanto é importante enfatizar para as crianças situações cotidianas em que devemos agir com honestidade”, destaca.

Neste mês de abril, a gestora explica que será trabalhado o valor da partilha. “Iremos contar histórias ensinando para as crianças a importância de compartilhar com o próximo”, diz.

Projeto estimula troca de cartas entre estudantes do Programa Cidade Olímpica e de Portugal

Trocar cartas pode parecer um costume antigo, mas que se tornará uma forte aliada no ensino de estudantes do Programa Cidade Olímpica Educacional e alunos de uma escola da cidade de Caldas, em Portugal.

O projeto “Cartas de lá e cartas de cá”, é um intercâmbio cultural que possibilitará a troca de conhecimentos dos estudantes que tem como objetivo incentivar a escrita, estimular a leitura e ainda conhecer a cultura de outro país através de cartas. Durante a execução do projeto os jovens trocarão conhecimentos das realidades das duas cidades.

O projeto foi apresentado aos estudantes durante um encontro no Centro de Formação Professor Odilon Nunes, com a participação do secrátario municipal de Educação, Kleber Montezuma, da coordenadora do programa Cidade Olímpica Educacional, Valdete Silva, do escritor José Santos, do jornalista Zózimo Tavares e participação do cordelista Vagner Ribeiro.

A iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) possibilitará aos alunos uma experiência a partir de um diálogo com o passado, lembrando que essa troca de correspondência que o projeto está propondo remete às origens da cultura brasileira com a comunicação com Portugal.

Segundo o jornalista Zózimo Tavares, o projeto possui dois fatores importantes: o contato com as origens da cultura portuguesa e a primeira comunicação do Brasil com Portugal. “Através desse projeto os alunos vão ter um contato com as origens de nossa cultura, que é a portuguesa, já que fomos colônia de Portugal e trazemos todos esses traços da cultura deles. Outro aspecto interessante é o meio que será usado: a carta, que é um meio de comunicação em desuso, mas muito marcante na nossa cultura e comunicação, que foi abandonada por conta da era digital, mas que precisa ser visitada, fortalecida e conhecida pelos estudantes, já tomando como referência que a primeira comunicação com Portugal foi a carta de Pero Vaz de Caminha. Isso irá desenvolver muitas experiências positivas e que vão engrandecer os alunos”, destacou.

José Santos explica que o projeto está sendo realizado em algumas cidades brasileiras e que Teresina será uma das pioneiras. “Fiquei muito contente em conhecer o projeto Cidade Olímpica Educacional, que faz com que os alunos em seu dia de folga venham avançar nas discussões e nos estudos. Fiquei impressionado com os números de medalhas conquistadas pelos alunos. Não é à toa que Teresina está na ponta das avaliações educacionais”, enfatiza o escritor.

Para ele é bastante gratificante ver a motivação dos estudantes. “Em meio a muitas pessoas que não gostam de ler, ver 30 alunos tão motivados em relação à língua portuguesa, leitura e escrita faz valer muito a pena vir de Portugal para conhecer sobre o projeto da Prefeitura de Teresina, que intensifica as habilidades dos estudantes”, finalizou José Santos.

Pedagogos da Educação Infantil recebem orientações sobre metas e níveis de aprendizagem

Ascom Semec

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) reuniu os coordenadores pedagógicos dos Centros Municipais de Educação Infantil para alinhar as estratégias do ano letivo de acordo com as novas expectativas de aprendizagem. O objetivo é acompanhar melhor o desempenho dos alunos em cada etapa escolar.

A avaliação e monitoramento não são novidades na rede municipal de Teresina, mas a mudança no ciclo de alfabetização, que agora inclui o II Período da Educação infantil, gerou novas expectativas. Na prática, a Semec definiu com clareza o que se espera dos alunos ao fim de cada ano, além de consolidar os níveis de aprendizagem.

Segundo Hostiza Machado, da coordenação pedagógica da Semec, o foco de todo o trabalho é a alfabetização das crianças no tempo regular. “Teresina tem avançado muito na Educação Infantil, o que nos estimula a crescer nas metas. Estamos apontando para as escolas os níveis de leitura e escrita, também o que esperamos das crianças em relação a esses níveis. A expectativa é de que as metas bem definidas nos ajudem a evoluir ainda mais enquanto rede”, explica.

Durante o encontro, as pedagogas tiveram um momento animado para lembrar como é importante ter energia e disposição para trabalhar com as turminhas da Educação Infantil. Também dialogaram sobre as avaliações do IAB e a inserção dos dados no SIGA-SEMEC, procedimentos essenciais para a qualidade do ensino nas escolas do município.

Pedagogos do Ensino Fundamental participam de formação sobre observação de aula

Ascom Semec

Os pedagogos das escolas municipais de Teresina estão estudando formas de melhorar a observação de aula e o acompanhamento pedagógico em suas unidades de ensino. Nesta terça-feira (9) eles participaram de uma manhã de formação sobre o assunto, dando continuidade ao Programa Formar, realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) com a Fundação Lemann.

Os coordenadores pedagógicos foram divididos em sete grupos para vivenciarem o momento do uso do instrumental que já vem sendo aplicado pela Rede Municipal desde o ano passado. A ideia é superar os desafios que ainda permeiam a temática. “Vamos quebrar o estigma de que observação de aula é fiscalização, pois não é. O objetivo é formar uma parceria com o professor para melhorar o desempenho dos alunos”, explica a coordenadora de supervisão pedagógica Celina Lira.

As duplas formativas para esse preditor do Formar são constituídas por uma pedagoga e uma superintendente escolar, profissionais que estão no dia a dia das unidades de ensino. Durante os encontros elas estimulam as coordenadoras a pensarem estratégias de observação e devolutiva.

Segundo a coordenadora de supervisão da Semec, Naira Rodrigues, faz todo sentido as superintendentes estarem envolvidas nesse processo. “É muito importante a participação das superintendentes porque são profissionais que ajudam no fortalecimento da gestão, uma ponte entre o pedagógico e o diretor. Estamos totalmente envolvidas nesse trabalho a fim de fortalecer os instrumentos que melhoram o processo ensino-aprendizagem”, conclui Naira.

Coordenadores pedagógicos analisam resultado de simulados

Ascom Semec

Os coordenadores pedagógicos das turmas de 5º e 9º ano do Ensino Fundamental, das unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina, participaram de reunião sobre análises de resultados dos alunos no Centro de Formação Professor Odilon Nunes. Uma equipe da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) auxilia no estudo dos números, que serão base para as próximas intervenções pedagógicas.

Giovanna Saraiva, Assessora de Avaliação da SEMEC, explica que os simulados são realizados quinzenalmente nas disciplinas de língua portuguesa e matemática e, após três aplicações, os técnicos da Secretaria se reúnem com os coordenadores pedagógicos para discutir e traçar estratégias para a melhoria de cada aluno.

As atividades fazem parte de uma serie de intervenções realizadas pela Secretaria, através de seus técnicos, visando à troca de experiência e o monitoramento das ações em cada escola.

“Para essa reunião estamos com sete turmas com grupos de pedagogos orientados por técnicos da secretaria. Estamos traçando um plano de ação para que a escola, junto com a equipe escolar, possa diagnosticar e entender os resultados, para traçar ações que melhore o desempenho de todos os alunos. Durante o encontro os docentes analisaram os resultados de língua portuguesa e matemática, quais os descritores que tiveram melhor desempenho e quais os que os mais baixos. Também foi realizada análise das escolas que possuem um resultado melhor e discutido sobre as ações realizadas para ter esse resultado. No final, foi realizada a troca de experiências entre eles, fortalecendo assim, o trabalho do coordenador pedagógico”, diz Giovanna.

Pedagogos são formadores em solução educacional para alfabetização das crianças

O Alfabetiza Teresina, uma iniciativa da Prefeitura de Teresina para garantir que todos os estudantes da Rede Municipal de Ensino estejam alfabetizados no tempo certo gerou resultados tão positivos em 2018, que neste ano de 2019 veio com força total e com uma série de expectativas de aprendizagem para a alfabetização das crianças.

Com o objetivo de alinhar os indicadores e instrumentos de avaliação para melhor perceber os níveis de aprendizado dos alunos nesse ciclo, coordenadores pedagógicos das turmas de 1º e 5º ano do Ensino Fundamental das unidades de ensino Rede Municipal de Teresina estiveram no Centro de Formação Professor Odilon Nunes, onde uma equipe da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) apresentou mudanças e auxiliou sobre a coleta e inserção dos dados de leitura e escritas dos alunos no sistema.

O projeto da SEMEC apoia as escolas nas estratégias direcionadas para as turmas do ciclo de alfabetização. São formações, sugestões de atividades, reuniões de monitoramento, socialização de ações e outras iniciativas que fomentam leitura e escrita com as crianças desde a educação infantil.

A coordenadora de Alfabetização da SEMEC, Carmem Portela, conta que no primeiro ano de implementação, o Alfabetiza Teresina contribuiu para o resultado de 92% dos alunos lendo ao final do 1º ano do ensino fundamental. “Esse é um resultado incrível, mas em 2019 vamos fortalecer as ações para conseguir alfabetizar 100% dos alunos nessa etapa”, anuncia.

Ascom Semec

CMEI Monte Verde convida pais para comemorar bom desempenho dos alunos

A equipe do Centro Municipal de Educação Infantil Monte Verde, na zona Norte de Teresina, está animada com o resultado das avaliações de desempenho dos alunos. Para celebrar as conquistas, realizaram uma festa com os pais no último sábado (6), destacando os números alcançados ao longo de 2018.

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) premiou recentemente os CMEIs com melhor desempenho no SAETHE, o sistema próprio de avaliação da Prefeitura de Teresina. Os resultados mostram crianças lendo com fluência ainda na educação infantil, o que representa um salto qualitativo no processo de alfabetização da Rede.

A trajetória do CMEI Monte Verde tem início com resultado zerado no ano de 2014, mas o esforço coletivo levou aos 60% conquistados em 2016. Agora, a porcentagem de aprendizagem dos alunos em leitura e escritura subiu para 92,5%, levando a escola para a lista de campeões do Prêmio de Valorização do Mérito na Educação Infantil.

De acordo com a diretora Kelly Machado, a solenidade de comemoração foi uma forma de reconhecer a dedicação dos alunos, professores e famílias nessa vitória. Ela também convidou as diretoras Kassianne Sales, do CMEI Professora Zélia Calixto, e Raimunda Melo, da Escola Municipal Roberto Cerqueira Dantas, unidades de ensino da região que também ostentam resultados impressionantes.

“Educação é o alicerce da vida, estamos construindo um futuro com essas crianças e devemos celebrar as vitórias. Parabéns a todos que fazem a educação de Teresina, não é à toa que somos primeiro lugar entre todas as capitais do país. Nosso CMEI tem orgulho de ser parte dessa história”, finaliza a gestora.

Ascom Semec