Escolas da Prefeitura preparam aulas não presenciais para todos os anos escolares

Ascom/Semec

Começa na próxima segunda-feira (15) o regime especial de atividades não presenciais da Rede Municipal de Teresina. Para retomar o calendário letivo e ainda manter as medidas de isolamento social em decorrência da pandemia do coronavírus, a Secretaria Municipal de Educação organizou um sistema de aulas à distância.

Hoje (9), os diretores das escolas da Prefeitura participaram de um encontro virtual com a secretária municipal de Educação Kátia Dantas. O grupo acertou os últimos detalhes para o início das atividades, que devem utilizar múltiplos recursos. Kátia pediu apoio dos gestores. “Estamos em um novo momento e precisamos nos reinventar, utilizar todas as ferramentas a favor do aprendizado dos nossos alunos. Vamos fazer o melhor que podemos com o que temos agora”, disse.

Para as crianças da Educação Infantil, a Semec planejou o envio de videoaulas e atividades pedagógicas pela internet, além da entrega de atividades impressas, livros didáticos e kits de alfabeto móvel. A turma da Educação de Jovens e Adultos (EJA) também vai utilizar os recursos digitais para interação. Os professores enviarão todas as atividades de acordo com um cronograma do planejamento.

Os alunos do Ensino Fundamental passam a contar com um novo recurso, além das plataformas digitais. As aulas serão transmitidas pela televisão, por meio de quatro canais locais. Inicialmente, os vídeos exibidos são fruto de uma parceria com a Fundação Lemann e a Secretaria do Estado da Educação de São Paulo. Cada turma terá um horário específico para acompanhar o conteúdo na TV.

De acordo com a secretária executiva de Ensino Irene Lustosa, o regime especial de atividades foi pensado para que os alunos retomem o ritmo de aprendizado e as aulas possam ser contabilizadas como parte do calendário escolar. “Distribuímos as disciplinas de forma a contemplar conteúdos diversos todos os dias, inclusive com aulas de dança, teatro, música, desenho, entre outras”, afirma.

 

CME aprova diretrizes para as atividades pedagógicas não presenciais da SEMEC

Ascom/Semec

O Conselho Municipal de Educação de Teresina aprovou, em reunião extraordinária, um regime especial de atividades escolares não presenciais que serão computadas como efetivas no calendário escolar da Rede Municipal de Ensino. Para retomar o cumprimento do calendário letivo de 2020, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) está reorganizando um formato especial, que deve durar por todo o período de isolamento social na cidade.

Durante a reunião por videoconferência, a secretária Executiva de Ensino, professora Irene Lustosa, apresentou as diretrizes que estão sendo trabalhadas para o retorno das aulas não presenciais e submeteu a proposta de trabalho ao Conselho, para que a retomada do calendário fosse validada.

“A proposta foi bem recebida. Todos os conselheiros entenderam que é necessário fazer algo nesse momento. Eles entendem que isso não substitui as aulas presenciais, mas que é necessário fazer alguma coisa para que esse vínculo seja reestabelecido de forma institucional. Já temos muitas iniciativas individuais acontecendo, mas estamos realizando agora de forma institucional para que possa ser computado como carga horária oficial, que é um direito do aluno”, esclarece Irene Lustosa.

Segundo Ridis Souza dos Santos, representante do Conselho Municipal de Educação, o momento exige o estabelecimento de normas excepcionais que garantam a retomada das atividades pedagógicas em um novo formato. “A medida tomada pela Semec irá minimizar os prejuízos educacionais, onde as crianças voltam a ter uma rotina de aprendizagem. Estamos em uma pandemia e a Organização Mundial de Saúde faz várias recomendações sobre o distanciamento social e é fundamental segui-las”, destacou.

O Conselheiro ressaltou ainda que esse é um momento que exige a solidariedade de pais, alunos, professores e poder público, e que é importante somar esforços. “Para que os alunos tenham uma rotina, a SEMEC, além de um portal onde disponibiliza atividades, tem trabalhado na elaboração de caderno de atividades onde as famílias recebem nas escolas e também a introdução da televisão como um meio de ensino. É importante que os pais acompanhem se os filhos estão respondendo os cadernos de atividades e se estão assistindo as aulas na televisão”, concluiu Ridis.

Aulas da Rede Municipal de Teresina serão transmitidas por quatro canais de TV

Começa nesta quarta-feira (10) a transmissão de conteúdo educativo pela televisão para alunos da Rede Municipal de Teresina. Quatro canais de TV locais exibirão as atividades pedagógicas que marcam a retomada do calendário letivo, à distância, com conteúdo direcionado para os estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

Durante a suspensão das aulas presenciais como forma de prevenir a propagação do coronavírus, alunos e professores se encontrarão por meio da programação diária preparada pela Secretaria Municipal de Educação (Semec). As aulas serão transmitidas de 8h às 17h30, pela TV Antena 10 (Canal 10.2), TV Assembleia (Canal 16), TV Vinte Ponto Dois (Canal 20.2) e TV O Dia (Canal 23.1).

Confira o horário de veiculação dos conteúdos por TV e ano escolar:

Alunos da Rede Municipal de Teresina terão acesso a conteúdo educativo pela TV a partir de quarta (10)

 

Os estudantes da Rede Municipal de Teresina contarão, a partir da próxima quarta-feira (10), com uma programação educativa diária exibida por meio de quatro canais locais de televisão. O conteúdo também ficará disponível na plataforma online do site da Secretaria Municipal de Educação (Semec): www.semec.pmt.pi.gov.br. A implementação do Projeto “Em casa eu aprendo” é parte das iniciativas da secretaria para reduzir os impactos da pandemia na educação pública e oferecer aos estudantes alternativas de aprendizagem não presencial.

A ação é resultado de uma parceria da Prefeitura de Teresina com o projeto Vamos Aprender, desenvolvido pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), com apoio da Fundação Lemann, Fundação Roberto Marinho, do CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira) e da Unesco. Os parceiros disponibilizam, gratuitamente, programas educativos para redes de ensino com conteúdo dirigido a estudantes do Ensino Fundamental. Também estão nessa parceria o Canal Futura, Khan Academy e MultiRio, além da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

No total, são 280 programas pedagógicos disponíveis, que envolvem desde vídeos interativos, como conteúdo didático, exercícios, textos e orientações de todas as áreas de conhecimento.

Como as aulas serão exibidas

Em Teresina, a programação terá início com aulas direcionadas para as turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, exibidas na TV Antena 10 (canal 10.2), TV Assembleia (canal 16), TV Jornal Meio Norte (canal 20.2) e TV O Dia (canal 23.1). As aulas iniciam às 8h e seguem até 17h30, conforme programação de cada ano escolar.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Kátia Dantas, as aulas transmitidas pela TV alcançam uma grande quantidade de alunos e trazem novas perspectivas para o aprendizado. “Estamos animados com esse novo formato. Contamos com os parceiros e também com o empenho das equipes escolares para levar conteúdo de qualidade, que garantam um ritmo de aprendizado para nossos alunos”, disse.

“Essa é uma estratégia que os municípios podem adotar neste momento que estamos vivendo, no qual as aulas estão suspensas em função da pandemia. A televisão tem um potencial muito grande: nos municípios maiores sabemos a força que tem e, nos municípios menores, muitas vezes é o veículo mais utilizado. Em meio ao isolamento social e suspensão das aulas presenciais, essa é uma maneira de criar momentos para que as crianças tenham uma rotina e continuem sendo estimuladas a aprender”, comenta Luiz Miguel Martins Garcia, Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci/SP e Presidente da Undime.

O diretor executivo da Fundação Lemann, Denis Mizne, destaca a importância de oferecer alternativas de ensino não presencial na pandemia. “É um importante passo para que o ensino remoto alcance todos os estudantes, como aqueles que não têm acesso à internet. É importante que os alunos brasileiros continuem aprendendo e se desenvolvendo durante o isolamento social”, diz Mizne.

Aulas continuam suspensas e atividades não presenciais passarão a contar no calendário letivo

Ascom/Semec

Um novo decreto do prefeito Firmino Filho prorrogou a suspensão das aulas até o dia 30 de junho, mas a Secretaria Municipal de Educação (Semec) está reorganizando um regime especial de atividades escolares não presenciais que serão computadas como efetivas no calendário escolar. O formato especial deve durar por todo o período de isolamento social na cidade.

De acordo com o Conselho Municipal de Educação, o momento exige o estabelecimento de normas excepcionais que garantam a retomada das atividades pedagógicas em um novo formato. “Desde o mês de abril, a Semec, em parceria com as escolas, passou a adotar ferramentas online para disponibilizar aos alunos sugestões de exercícios diários para fazer em casa. Apesar de estimular a mente e manter um vínculo com as famílias, as atividades não contavam na carga horária obrigatória. Agora, serão consideradas no calendário escolar”, explicou a nova secretária municipal de Educação, Kátia Dantas.

Secretária de Gestão Kátia Dantas assume Secretaria Municipal de Educação

Ascom/Semec

Nesta quarta-feira (03), o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma se despediu oficialmente da pasta e passou o cargo para Kátia Dantas, até então secretária executiva de Gestão da Semec. Montezuma ocupou o posto de secretário por sete anos e, durante sua gestão, Teresina alcançou melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) se tornando a capital com melhor educação do país.

Em reunião online com mais de 200 técnicos da Secretaria, Kleber Montezuma agradeceu a dedicação dos servidores, que, junto com as equipes escolares, ajudaram a elevar a educação de Teresina ao primeiro lugar entre as capitais. Aproveitou para pedir que a equipe continue se esforçando e mantenha o trabalho de excelência que virou marca registrada na Prefeitura de Teresina. “O maior legado que deixo nesses anos como secretário é o caminho que trilhamos para chegar até aqui. E saio tranquilo, porque sei que temos na Educação de Teresina profissionais que amam o que fazem”, disse Montezuma.

A nova secretária, Kátia Dantas, é pedagoga concursada da Rede Municipal, graduada em Direito, pós-graduada em Supervisão Escolar e mestranda em Políticas Públicas. Já atuou como assistente jurídica do Prefeito, da Secretaria Municipal de Governo, Fundação Wall Ferraz e Secretaria de Administração e Recursos Humanos. Sua trajetória na Semec começou em 2007, trabalhando diretamente em escolas, depois passou à coordenadoria de Contratos e Licitações, Assessoria Jurídica e Assessoria Técnica, até chegar ao gabinete como braço direito do secretário, na área de gestão.

SEMEC prepara retomada do calendário escolar com atividades pedagógicas não presenciais

A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) realizou reunião através de videoconferência com todos os diretores das escolas de ensino fundamental, com o objetivo de apresentar as diretrizes que a secretaria sistematizou para a retomada do calendário escolar em Teresina.

Segundo a secretária Executiva de Ensino, Irene Lustosa, a SEMEC apresentou uma proposta de retomada através de atividades pedagógicas não presenciais. “Nesse momento não temos previsão de retomada presencial, então a proposta de aulas não presenciais foi apresentada primeiramente aos diretores de todas as escolas de ensino fundamente, posteriormente será apresentado também aos diretores da educação infantil”, destaca.

Irene explica ainda que a ideia é que cada escola elabore seu plano de ação definindo todas as suas estratégias. “É de grande importância à adesão das escolas. A SEMEC apresentou um conjunto de estratégia para cada grupo de alunos, e as escolas irão se organizar para que a partir do dia 8 de junho já inicie as atividades escolares envolvendo os estudantes”, comenta.

Na Escola Municipal Mocambinho, zona Norte de Teresina, os docentes já começaram a planejar ações de ensino neste momento de pandemia. Segundo Diogenes Meireles, diretor da escola, foi realizada reuniões de forma virtual dividida em dois momentos, primeiro com professores de 3° ao 5° ano, e no segundo com professores dos anos finais.

“Vamos juntos com a secretaria de educação alcançar os alunos com atividades e vídeo aulas, para que possamos avançar e continuar obtendo uma educação de qualidade. A escola vai usar a plataforma do Google Drive, Grupos de WathsApp por ano escolar e atividades impressas para os alunos que não possuem Internet. Vamos disponibilizar a internet da escola paga pelo programa  Educação Conectada, para que semanalmente os alunos possam ir a escola em horário marcado sem aglomeração para baixar as vídeos aulas e receber as atividades”, conclui o gestor.

 

Escola Municipal Parque Itararé monta sala de aula online

Alunos e professores da Escola Municipal Parque Itararé estão utilizando uma ferramenta online para exercitar o aprendizado durante a pandemia. Com a suspensão das aulas, desde março, as atividades estão sendo realizadas de forma remota, com os alunos em casa. O professor José de Jesus criou o projeto “Diálogos de Classe”, com a turma reunida no aplicativo Google Meet.

O professor se comunica com os alunos por videochamada coletiva. Além de aulas com foco na leitura e escrita, o bate-papo é também sobre motivação, uma forma de minimizar a saudade da sala de aula e dos colegas. Quando preciso, até os pais e a diretora participam, ajudando na organização dos encontros virtuais.

“Desde o início do período de isolamento estou em contato constante com os alunos das minhas turmas. Levo dicas e trabalho a autoestima deles, pontos importantes que devem ser fortalecimentos nesse momento complicado pelo qual estamos passando”, comenta o professor José de Jesus.

Para ele, é preciso reinventar a interação enquanto as aulas não são retomadas. “Nossos diálogos acontecem em um clima descontraído, exercitando a mente, pois não podemos parar”, disse.

 

CMEI Vila Bandeirante realiza ações para cuidar da saúde mental dos seus colaboradores na pandemia

A equipe gestora do Centro Municipal de Educação Infantil Vila Bandeirante, zona Leste de Teresina, preocupada com a saúde mental das suas  professoras e colaboradores, tem promovido lives através de um grupo no WhatsApp para dar apoio psicológico, terapia, aconselhamento, cuidado mútuo, orações e entretenimento.

A iniciativa conta com a colaboração e orientação da psicóloga e psicanalista Drª. Ana Cléa Rodrigues, que realiza interações através de lives utilizando o aplicativo Zoom. Durante as lives é realizado o compartilhamento de experiências no enfrentamento desse momento de pandemia.

“Acreditamos que esse fortalecimento emocional é de grande contribuição para preparar a nossa equipe para o retorno das nossas atividades, quando forem normalizadas, e também motivador para desenvolvermos estratégias e alternativas para atender nossos alunos no retorno às aulas”, destacou Nordely Noronha Ferreira, gestora do CMEI.

Secretaria Municipal de Educação realiza testes de Covid-19 em mais de 600 servidores

Mesmo com as escolas da Prefeitura fechadas, a rede municipal de ensino continua em funcionamento durante a pandemia do novo coronavírus, com servidores trabalhando para manter os serviços essenciais da pasta. Nesta quinta-feira (28), mais de 600 profissionais da Secretaria Municipal de Educação (Semec) fizeram testes rápidos de diagnóstico para a Covid-19.

Uma equipe da Fundação Municipal de Saúde (FMS) esteve na sede da Secretaria para aplicar os testes em gerentes, técnicos administrativos e diretores de escolas, equipes que continuam exercendo suas funções de forma presencial. Os profissionais trabalham em esquema de rodízio, mas precisam sair de casa, por isso estão sendo testados. Na próxima semana, os agentes de portaria das unidades de ensino passarão pelo mesmo procedimento.

A secretária executiva de Gestão da Semec, Kátias Noleto Dantas, explica que o diagnóstico é importante para a segurança dos trabalhadores e suas famílias. “As aulas estão suspensas desde março, mas para que os alunos e professores fiquem em casa, existe uma grande equipe trabalhando por trás. O teste é uma forma de garantir proteção para esses servidores”, disse.

Segundo Kátia, foram seguidas todas as orientações necessárias de distanciamento e uso de máscaras para a realização dos testes. Os servidores que apresentarem resultado positivo para o novo coronavírus serão isolados e receberão orientações da equipe de saúde.