PMT e Outlet Chic firmam parceria para beneficiar micro e pequenos empreendedores

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), através da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), será representada no maior bazar do Piauí, Outlet Chic com cinco empreendedores. A exposição está acontecendo no Centro de Convenções de Teresina, localizado na Av. Marechal Castelo Branco nº1275- Cabral, até o dia 01 de maio de 2022.

Foto: Divulgação (Semest)

Para o secretário executivo da Semest, o evento é muito relevante para a economia do Estado.

“O Outlet já está consagrado no calendário de Teresina, é um evento que além dos atrativos financeiros para a população. Também, é de suma importância para a economia, não apenas de Teresina; mas de todo o Estado. Pela geração de renda e oportunidades de trabalho e divulgação dos produtos e serviços dos nossos micro e pequenos empreendedores. A Prefeitura de Teresina, não poderia ficar de fora e estamos aqui com nossos empreendedores”, destacou

O empreendedor no segmento de confecção, Francisco Pereira, está animado com a oportunidade de participar dessa edição através da PMT. “É um momento muito especial, uma oportunidade de mostrar meus produtos vendendo com preço de fabricante, nessa feira linda”, destacou.

Há oito anos, Francisco Pereira, trabalha a fabricação e marca própria de confecções. Foto: Semest

Semest entrega 100 cestas básicas para micro e empreendedores do segmento da Umbanda

Nesta quarta-feira (13), foi realizada a entrega de 100 cestas básicas para micro e pequenos empreendedores que atuam na economia solidária voltados para o segmento Umbandista. A ação foi realizada no prédio da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest). Teresina possui, atualmente, 800 terreiros de matriz africana catalogados.

Na oportunidade, o representante do movimento pai Rondinele Oxun, agradeceu a equipe pela ação e solicitou uma reunião para apresentar projetos voltados para o incentivo ao empreendedorismo nas comunidades tradicionais de terreiros.

“Agradecemos a equipe, na pessoa do secretário executivo, Francisco Wallysson, pela iniciativa em contemplar os micro e pequenos empreendedores das comunidades tradicionais. É importante ter o olhar público voltado pra gente. Para aproveitar a ocasião gostaria de posteriormente marcar uma reunião para apresentar projetos que visam contemplar nossos empreendedores” falou

O secretário executivo, Francisco Wallysson Almeida, falou da importância em contemplar todo o segmento empreendedor. “Somos uma equipe que trabalha para integrar a todos. Enfatizando nosso lema- Uma gestão integrada com o povo”, destacou.

Conselho Municipal dos Direitos da Mulher recebe doação de cestas básicas da Semest

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), realizou nesta sexta-feira (08), a doação de 120 cestas básicas para o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Teresina. As cestas serão destinadas para mulheres em situação de vulnerabilidade social nas comunidades em que o Conselho atua.

Foto: Ascom Semest

Na oportunidade, a presidente do Conselho, Cleide Holanda, parabenizou os trabalhos desenvolvidos pela pasta. “A Semest vem fazendo um trabalho belíssimo na nossa Capital. Vamos distribuir essas cestas para pessoas carentes e eu gostaria de parabenizar a Secretaria e dizer que podem contar com Conselho Municipal do Direito da Mulher”, falou.

A gerente de projetos, Aline Almeida, destacou a importância do olhar para projetos como esse. “É necessário um olhar sensível para as questões sociais, buscando contribuir com projetos que deem assistência para pessoas em situação de vulnerabilidade. Como suplente do Conselho vi a possibilidade dessa parceria agregar de forma singela a nossa intenção em manter uma gestão integrada com o povo, como é o desejo do nosso prefeito Dr. Pessoa”, destacou.

Prefeitura distribui cesta básicas para artesãos e oleiros de Teresina

A Prefeitura de Teresina (PMT), iniciou nesta segunda-feira (4), através da equipe da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) a distribuição das cestas básicas encaminhadas pelo Ministério da Cidadania. A ação teve início no Pólo Cerâmico Artesanal do Poty Velho e Olaria de Teresina, cerca de 200 famílias foram beneficiadas.

A artesão, Maria Vanderlande Carvalho, parabenizou a iniciativa e agradeceu a equipe pela organização. “Só temos que parabenizar a Prefeitura e a Secretaria pelas cestas, chegou em um momento muito importante. Obrigada, a equipe da Semest pela organização, todos nós fomos contemplados”, ressaltou.

A presidente da Associação Teresinense dos Profissionais em Olarias, Eliude Gomes, falou da alegria dos oleiros contemplados. “Estamos, todos, muito felizes. Só aqui 80 famílias foram beneficiadas. Esse período de chuvas é sempre difícil para gente. Então só temos a agradecer”, falou.

A coordenação responsável pela logística de entregas, irá dar continuidade com a distribuição pelos centros de produção.

O secretário, Francisco Wallysson Almeida, destacou o empenho da equipe e a importância das cestas para os permissionários e cooperados.

“Estamos atentos às necessidades dos nossos assistidos, é um momento delicado e estamos dando apoio a essas famílias. Vamos continuar com a distribuição e contemplar mais famílias. Esse é o compromisso da nossa gestão”, destacou o secretário.

Fotos: Ascom Semest

Prefeitura de Teresina irá distribuir 5 mil cestas básicas

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) recebeu 2.500 cestas básicas do Ministério da Cidadania, para distribuir para os permissionários dos equipamentos coordenados pela Secretaria. A entrega das cestas para os permissionários será a partir de segunda-feira (4), pela coordenação dos equipamentos.

O secretário executivo, Francisco Wallysson Almeida, ressaltou a importância da distribuição das cestas básicas para os permissionários e destacou que o momento é oportuno.

“Estamos muito contentes em poder prover essa ação, infelizmente, ainda sofremos os efeitos da pandemia e da crise. Vamos continuar com projetos para desenvolver a economia solidária da Capital e contribuir para melhorar a vida dos trabalhadores e gerar mais oportunidades de trabalho e renda, assim como determina o prefeito Dr. Pessoa”, afirmou o secretário executivo.

O Ministério irá destinar mais 2.500 cestas básicas, que serão repassadas para a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

Em 2022, o Banco Popular de Teresina irá disponibilizar R$ 2,5 milhões para micro e pequenos empreendedores

O Banco Popular de Teresina (BPT) irá retomar a liberação de crédito para micro e pequenos empreendedores da Capital, na primeira semana do mês de abril de 2022. Os empreendedores que têm interesse em uma linha de crédito devem fazer o cadastro pelo site www.bancopopular.teresina.pi.gov.br ou entrar em contato pelo 86 9 9480-0501

Em 2021, a disponibilização dos recursos do Fundo de Geração de Emprego e Renda- FUNGER disponibilizado pelo Banco, contemplou mais de 850 nano, micro e pequenos empreendedores que puderam iniciar e/ou alavancar seus negócios. A Prefeitura de Teresina (PMT) aplicou mais de R$ 3 milhões na economia da Cidade, com as linhas de crédito.

O gerente do BPT, Almy Andrade, fala da importância desse recurso para os empreendedores e os planos para 2022.

“O Banco Popular de Teresina foi fundamental para os pequenos negócios que ainda sofrem os efeitos da pandemia. Pequenos negócios foram abertos e outros puderam se manter, graças a esse crédito. Inicialmente, para esse ano vamos ter R$ 2,5 milhões para dispor para os pequenos empreendedores”, destacou o gerente.

Foto: Ascom Semest

Donas do próprio negócio: Empreendedorismo feminino tem apoio da Prefeitura de Teresina, através das ações da Semest

Em 2021, a participação feminina nas feiras promovidas e apoiadas pela Prefeitura de Teresina (PMT), através da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) superou a marca dos 95%. A crescente é o reflexo dos números em todo o país.

Segundo a gerência responsável pela coordenação das feiras, o aumento expressivo dos números de mulheres nesse nicho se deu, principalmente, por necessidade. Com a pandemia muitos brasileiros perderam seus postos de trabalho e/ou tiveram redução dos seus salários.

Fotos: Ascom Semest

Para a secretária municipal de Economia Solidária, Gessy Fonseca, empreender não deve ser visto, apenas, como uma alternativa para quem perdeu ou não conseguiu um trabalho. Mas sim, como uma alternativa para o crescimento econômico do Estado.

“É fato a importância dos micro e pequenos empreendedores para a economia não apenas do Piauí, mas de todo o país. Em 2021, apenas com as feiras conseguimos gerar mais de R$ 206 mil para o segmento no município. Buscamos trazer nessa gestão o sentimento de pertencimento desses empreendedores a uma classe que gera oportunidades de trabalho e renda”, pontuou a secretária.

A bacharel em direito, Michelle Costa, viu na pandemia uma oportunidade de atuar no ramo alimentício e impulsionar o projeto que anos atrás tinha começado, apenas, com a venda de bolos no pote. Para isso contou com a ajuda do marido, que também ficou desempregado. Mas, atentar-se para uma parcela do mercado foi o que destacou o seu produto, inclusive nas feiras realizadas pela Semest.

“Quando iniciei a produção dos bolos, percebi que uma parcela tinha restrições- intolerância a lactose, glúten, açúcar. E comecei a atender esse público por encomendas. Mas, sem deixar de lado o público geral. Participar das feiras foi ótimo, fiz minha propaganda e consegui novos clientes e os fidelizei”, ressaltou com alegria a empreendedora.

Dona e proprietária do negócio

Martha Gomes, 41 anos, começou a investir há sete anos no ramo de drinks em festas infantis e familiares. Conta que não foi fácil, mas que a disciplina, organização e planejamento aliados a dedicação e o amor ao trabalho é o diferencial para o sucesso em qualquer área de atuação. “Eu me identifiquei com esse ramo, busquei me aperfeiçoar e investir. Hoje, a minha renda é exclusiva do meu negócio, tenho uma equipe de quatro bartenders”.

Mar driks, como é conhecida, destacou a importância de projetos como as feiras promovidas pela Secretaria. “Gostei bastante de participar, ganhei mais visibilidade, eu pude ver e admirar o trabalho de outras pessoas.”

De olho no mercado

Adaptação em períodos de crise é outro fator determinante para o crescimento do mercado empreendedor feminino. Luanna Karine começou a empreender no e-commerce, há um ano, em busca de uma alternativa para se manter depois de perder o emprego. Vendo o número de pessoas indo para o Home Office, Luana investiu na sua paixão por papelaria criativa e criou a Papelouca.

“Eu sou muito grata por essa oportunidade que a PMT oferece para nós, pequenos empreendedores, através da Semest. As feiras são uma oportunidade muito grande para nos tornarmos mais conhecidos e alcançarmos novos clientes. Nossa participação foi um divisor de águas, conseguimos triplicar nossas vendas e nos formalizar como MEI”, destacou com alegria a empreendedora.

Dados divulgados pelo Neotrust apontam o crescimento de 31% nas vendas em lojas online de papelaria, entre o primeiro trimestre de 2020 e o mesmo período de 2021.

Crédito para elas

No ano anterior, a PMT disponibilizou microcrédito, através do Banco Popular de Teresina (BPT), para mais de 1.050 empreendedores, sendo 670 mulheres.

“Mais da metade dos empreendedores que adquiriram uma linha de crédito, em 2021, são mulheres. Uma grande parcela, cerca de 35%, destinado para o segmento de confecção”, disse o gerente.

A Francineide Sepúlvida e suas irmãs adquiriram crédito para abrir um ponto físico para comercializar o açaí que antes era apenas delivery.

“Aqui cada uma desempenha uma função: no atendimento, nas redes sociais, nas entregas. Com o crédito, pudemos abrir nossa loja física de açaí, compramos freezer e investimos na infraestrutura do espaço. Neste pequeno ponto trabalham sete pessoas, então, só tenho a agradecer a secretária, Gessy Fonseca e a essa gestão”, agradeceu a empreendedora.

Empreendedorismo feminino é destaque nas feiras promovidas e apoiadas pela Semest

Feiras promovidas pela Semest são vitrines para os produtos dos micro e pequenos empreendedores de Teresina Fotos(Ascom/Semest)

Neste ano, o projeto Feiras Semest gerou mais de R$ 206 mil para micro e pequenos empreendedores, contribuiu para o fomento da economia dos bairros de Teresina, trouxe oportunidades de trabalho e renda para micro e pequenos empreendedores. Além disso, trouxe visibilidade e espaço para o crescente avanço do empreendedorismo feminino na capital.

Dados divulgados pela Agência Sebrae de Notícias (ASN) mostram que o Piauí ocupa a 3ª posição no Nordeste em percentual de mulheres donas de negócios. Para a secretária municipal de Economia Solidária (Semest), e também empreendedora, Gessy Fonseca, o apoio ao segmento é primordial para o avanço de medidas em combate à crise econômica, ocasionada pela pandemia e para incentivar mulheres que desejam empreender.

“O projeto Feiras Semest nos trouxe bons resultados. As feiras atuaram como uma vitrine de negócios para os micro e pequenos, onde eles puderam ter acesso a um espaço de divulgação e comercialização dos seus produtos e serviços”, destacou a secretária.

Há um ano a empreendedora Ana Mara Feitosa abriu seu próprio negócio on-line e a sua participação nas feiras contribuiu para que ela abrisse sua loja física. “Participar das feiras Semest é uma grande oportunidade, aprendemos muito com a troca de experiências com os colegas, compartilhamos técnicas de venda. As feiras me deram mais visibilidade e também aumentou a lucratividade das nossas vendas. Estou muito feliz com os resultados”, falou com satisfação a empreendedora.

A logística das feiras busca proporcionar aos empreendedores um local no qual pudessem captar e ampliar sua cartela de clientes para obterem êxito nos demonstrativos.

“As praças de Teresina eram o palco para as nossas feiras, uma forma de aproveitar os espaços da cidade e também trazer aos moradores opções de lazer para a família. Estudamos o fluxo de pessoas na região para que nossos expositores tivessem uma gama maior de possíveis clientes. Visto que a grande maioria só atua no comércio virtual, as feiras permitiam um contato olho no olho com os clientes”, frisou o secretário executivo, Anderson Emanuel Abreu.

Para a consultora Helayne Miranda, as estratégias adotadas pela equipe trouxeram êxito para o seu negócio. “As feiras nos dão visibilidade, as pessoas vão passando e conhecem o nosso produto. Temos a oportunidade de falar do produto e demonstrá-lo, o que às vezes não é possível de forma on-line. Então, ter um espaço seguro, gratuito e com toda a estrutura é fundamental para nós, micro e pequenos empreendedores. O preparo da equipe Semest possibilitou que eu aumentasse minha cartela de clientes, com pessoas de outras regiões da cidade. Que em 2022 o projeto continue e minha gratidão a toda equipe”, agradeceu a cosmetologista.

Prefeitura garante R$ 4 milhões do Ministério da Cidadania para o setor produtivo

Secretária Gessy Fonseca representou a Prefeitura de Teresina na liberação do crédito

A secretária municipal de Economia Solidária (SEMEST), Gessy Fonseca, foi a Brasília (DF), representando a Prefeitura de Teresina, para formalizar o termo de Empenho de Recursos, junto ao Ministério da Cidadania. Com a assinatura, a PMT irá receber R$ 4 milhões para aplicar no setor produtivo da cidade.

O secretário nacional de Inclusão Social e Produtiva do Ministério da Cidadania, Delcimar Oliveira, fala da importância dos programas promovidos para os municípios. “A secretaria, hoje como um braço forte do Governo Federal, leva até os municípios esse programa de hortas comunitárias e pedagógicas. E com grande satisfação recebemos a secretária Gessy para assinar esse empenho e, o mais breve possível, estaremos em Teresina para inaugurarmos a primeira etapa das hortas comunitárias”, ressaltou o secretário.

Para Gessy Fonseca, essa é uma vitória da gestão e dos teresinenses. “Só temos a agradecer a toda à equipe do Ministério da Cidadania, na pessoa do secretário executivo, Delcimar Oliveira, que viabilizou R$ 4 milhões em projetos a serem executados na cidade de Teresina. Esse é o nosso compromisso com você Teresinense”, destacou a secretária.

Semest realiza recadastramento dos permissionários do Encontro dos Rios

Permissionários do Encontro dos Rios são cadastrados pela Semest Fotos: Ascom/Semest)

A Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina- Semest realizou, neta quarta-feira, 17, o recadastramento dos oito permissionários que utilizam os quiosques localizados no ponto turístico Parque Ambiental Encontro dos Rios.

A ação realizada pela Semest tem como objetivo promover uma organização administrativa para facilitar a celeridade na condução e prestação de contas das atividades.

Como explica o gerente de Tecnologia, Carlos Vinicius Melo. “O recadastramento visa uma organização e controle dos permissionários, além disso, dá uma maior segurança a eles. Pois o mesmo adquire um documento que comprova que o espaço foi cedido a ele, por um período de tempo, e facilita a resolução de quaisquer problemas pertencentes ao quiosque”, destacou o gerente.

Os quiosques geram oportunidades de trabalho e renda para famílias de artesãos e empreendedores que comercializam produtos alimentícios, bebidas, peças e produtos artesanais.

É o caso da artesã, Valdirene dos Santos Mendes. “Eu tenho mais de 20 anos no Parque, toda a renda da minha família é tirada daqui. Muitas das peças é a gente mesmo quem fabrica, e esse ponto turístico é muito bom, muitos visitantes vêm para cá”, ressaltou a artesã.