Observatório do Transporte: Representantes franceses estão em Teresina para discutir propostas de melhorias na gestão do transporte público

A Prefeitura de Teresina reuniu nesta quarta-feira (13), representantes do Departamento de Transporte e Mobilidade Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), situada em Paris, para uma maratona de reuniões para tratar do #DesafioMoveTeresina: Observatório do Transporte. Na atual etapa do projeto, equipes têm desenvolvido ferramentas para melhorias na gestão do transporte público de Teresina.

Fotos: Rômulo Piauilino – Semcom

A reunião foi coordenada pelo Departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), e contou também com a presença de do consórcio Systra/Unifor e Despacio. Diante das condições sanitárias, o encontro ocorreu de forma híbrida, com participantes virtuais e presencial. O Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, acompanhado do Secretário Municipal de Planejamento, João Henrique Sousa, fez o encerramento do encontro da manhã de hoje (13), que ocorreu no Salão Nobre do Palácio da Cidade.

“A Agência Francesa e nós, da Prefeitura, temos desenvolvido este projeto focado na mobilidade urbana e seus impactos. Nessa perspectiva de maratona de reuniões, temos discutido as etapas das ferramentas em desenvolvimento, que são ações focadas na área de tecnologia para melhorias no transporte público. São três protótipos que devem ser concluídos ainda este semestre para que se iniciem as aplicações”, explica Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

Da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), participaram o Diretor do Departamento de Mobilidade e Transporte, Stéphene Carcas; Suzanne Spooner, líder de equipe da Divisão de Mobilidade e Transporte, ambos do escritório em Paris; e Fernando Pacheco, Oficial de Projetos da AFD, em Brasília.

“A França tem investidores muito competentes e que estão olhando para o Brasil e para o nosso município. Só temos a agradecer por esta parceria e dizer que é um presente ter esse suporte para o desenvolvimento de projetos voltados para a mobilidade. Além disso, temos tratativas sobre recursos na ordem de 36 milhões de euros que vamos retomar essa discussão e fazer avançar”, disse Dr. Pessoa, Prefeito de Teresina.

Estiveram presentes representantes dos três grupos selecionados para desenvolvimento dos protótipos que visam uma otimização dentro do sistema de transporte teresinense. Todos os projetos têm como objetivo a melhoria da gestão, com foco na qualidade sistemática da coordenação do transporte e, consequentemente, a utilização da população. Os projetos trabalham para uma integração de todos os órgãos responsáveis pela gestão de recursos, frota e organização de rotas e outras demandas. “O objetivo é criar um sentimento de pertencimento dos usuários e dos que fazem a gestão do transporte” complementa Felipe Gurgel, representante do grupo Prontuário Busão.

A maratona de reuniões iniciou na tarde de terça-feira (13), e encerra sua programação na tarde desta quarta-feira, em um encontro com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

Observatório do Transporte: PMT define etapas para implantação de tecnologias para transporte público

A Prefeitura de Teresina iniciou nesta terça-feira (12), uma maratona de encontros para tratar do #DesafioMoveTeresina: Observatório do Transporte. O objetivo é discutir e alinhar o desenvolvimento de ações pra uma efetiva implementação de projetos voltados para tecnologia, com o desenvolvimento de ações para melhorar a gestão do transporte público na cidade. Entre as pautas desta terça-feira, esteve as ações de comunicação e prazos de finalização dos protótipos para aplicação no sistema.

Três grupos foram selecionados e recebem apoio especializado, treinamentos e suporte financeiro para o desenvolvimento de protótipos dessas soluções tecnológicas. Os grupos atuam com ‘Solução digital para manutenção das frotas de ônibus pelos motoristas em contato direto com as garagens da empresa’; ‘Sistema que visa a organização e otimização de rotas dos ônibus’; Sistema de gestão de indicadores de qualidade para auxiliar na tomada de decisões pelos gestores’.

O objetivo é finalizar a construção dessas ferramentas até o mês de novembro para que possam ser apresentadas a população. O Observatório do Transporte é coordenado pela Agenda Teresina 2030, departamento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), que tem como um dos parceiros a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), além do consórcio Systra/Unifor e a Despacio, como consultores no desenvolvimento do projeto. Esses parceiros também estão presentes nessa maratona de reuniões com a Prefeitura de Teresina.

“Os encontros voltados para o Desafio #MoveTeresina, tem como principal objetivo discutir o progresso das equipes no desenvolvimento dos projetos e o levantamento de informações para decisões estratégicas até o processo de implementação. Tudo isso para que tenhamos efetivadade na construção dessas ferramentas e elas possam ser plenamente aplicadas no município”, explica Cinthia Bartz, coordenadora do departamento Agenda 2030.

A reunião contou com a participação do Secretário Executivo de Comunicação, Salomão Prado, para a explanação das possibilidades de abordagem dessas ferramentas de gestão no transporte do município. “Nosso objetivo nessa conversa com os parceiros de consultoria desse projeto é trazer uma maior transparência para a população e que este público alvo possa ter uma melhor compreensão desse projeto e entenda o que está sendo implementado para melhorar esse serviço”, finalizou.

Nesta terça-feira (13), a Prefeitura de Teresina, membros da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), além do consórcio Systra/Unifor e da Despacio, continuam reunidos para discussão sobre os três projetos em desenvolvimento.

Foto: Divulgação (Semplan)

Prefeitura de Teresina e Caixa alinham andamento de recursos e projetos do município

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento, a pedido do prefeito Dr. Pessoa, reuniu nesta segunda-feira (11), os gestores das Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas, da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) e Secretaria de Finanças (SEMF), para tratar dos recursos disponíveis em obras já iniciadas e o desenvolvimento de outros projetos para a capital.

Fotos: Rômulo Piauilino / Semcom

Entre as obras discutidas estão obras em mercados municipais, pontes, obras de saneamento, construção da Casa da Mulher Brasileira e o Píer flutuante no Complexo Turístico da Ponte Estaiada. “Nosso objetivo aqui na Prefeitura é estar alinhado nessas tratativas e buscar resolutividade. Por isso, chamamos a Caixa Econômica para este diálogo e para entendermos melhor onde podemos avançar e como vamos fazer a partir de agora. A Caixa tem sido uma parceria e isso traz avanço para as ações do município”, explicou Dr. Pessoa, Prefeito de Teresina.

A Caixa Econômica apresentou a situação dos recursos e os objetos contratuais, bem como os próximos passos para retomada de obras, inicio de licitações e verificação de prazos de execução de obras. “Temos sempre a satisfação de vir ao Palácio da Cidade para essa conversa aprofundada que busca auxiliar o município no destrave de alguns projetos e orientações quanto a aplicação de investimentos com seus respectivos objetos, no caso, as obras em si. São encontros como esse que fazem o trabalho avançar e o Prefeito passa a conhecer ainda mais o que tem sido feito”, explicou Marcelo Diniz, gerente executivo de Governo da Caixa.

A reunião foi acompanhada pela equipe da Secretaria Municipal de Planejamento, especificamente o corpo técnico da Secretaria Executiva de Captação de Recursos e Monitoramento (Secrem). “Nosso papel, enquanto planejamento, é monitorar esses recursos e obras. Por isso, com a autorização do nosso Prefeito Dr. Pessoa, estamos aqui em mais um encontro para verificarmos pontualmente obra por obra. Foi uma reunião produtiva, pois tiramos dúvidas tanto do lado do município quanto do Banco. Vamos seguir nesse acompanhamento, verificando os cronogramas com cada pasta que possui obras listadas aqui para que a gestão avance e o município ganhe ainda mais em infraestrutura”, explicou João Henrique Sousa.

Ainda durante a reunião, o Prefeito Dr. Pessoa assinou o termo de aditivo incluindo a Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Norte como interveniente executora da Ponte sob o Rio Poti, na altura do bairro Poti Velho.

PMT e empresa responsável pela execução do Plano de Ação Climática na capital alinham desenvolvimento de ações

A Prefeitura de Teresina se reuniu de forma virtual nesta quinta-feira (07), através do Departamento Agenda 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), com representantes da empresa Codex Remote, escolhida através de processo licitatório para ser responsável pela execução do diagnóstico e elaboração do Plano de Ação Climática para a realização de um diagnóstico de vulnerabilidades à mudança do clima na capital.

Durante a reunião foram alinhados pontos importantes quanto ao desenvolvimento do planejamento e a execução deste projeto, que consiste em mapear as áreas, populações e atividades potencialmente afetadas por essas mudanças, o inventário de Emissão de Gases do Efeito Estufa, permitindo o monitoramento de fontes emissoras e sumidouros.

O projeto começa a ser executando ainda neste ano de 2021 e com perspectiva parcial para o primeiro semestre de 2022. “A previsão de conclusão é para o segundo semestre do mesmo ano e procura envolver outras secretarias para uma maior abrangência resolutiva e consequentemente melhor aproveitamento de recursos e execução, pensando na melhora da população teresinense”, explica Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

A empresa ficará responsável pela definição dos limites do inventário e fontes de emissão de gases poluentes, além de categorizar as emissões, identificar as fontes e sumidouros, coletar dados e calcular emissões e remoções, apresentar resultados e gerenciar a qualidade e verificação do inventário.

“É importante ter em mente que este projeto é uma oportunidade para que mais ações dessa natureza ocorram dentro da gestão, englobando vários pastas administrativos da Prefeitura com o intuito de fazer um trabalho cada vez melhor para nossa capital“ finalizou Ítalo Portela, Secretário Executivo de Captação de Recursos e Monitoramento.

Prefeitura integra ações pelo Dia Internacional de Conscientização sobre Perda e Desperdício de Alimentos

O espaço escolhido para receber a iluminação foi a Ponte Estaiada João Isidoro França Foto(Ascom/Semplan)

A Prefeitura de Teresina irá integrar as ações em prol do Dia Internacional de Conscientização sobre Perda e Desperdício de Alimentos marcado pelo segundo ano consecutivo em 29 de setembro.

O convite é uma proposta do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) enviada ao departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan).

Dentre as ações previstas pela Prefeitura de Teresina está a realização da iluminação pública de monumentos na cor roxa no dia 29 de setembro, como adesão simbólica à campanha da ONU para o Dia Internacional de Conscientização sobre Perda e Desperdício de Alimentos. O espaço escolhido para receber a iluminação foi a Ponte Estaiada João Isidoro França.

As ações têm como intuito a conscientização sobre perdas e o desperdício de alimentos. “Reduzir as perdas e o desperdício de alimentos é essencial em um mundo onde o número de pessoas afetadas pela fome tem aumentado lentamente desde 2014, e toneladas de alimentos comestíveis são perdidos e/ou desperdiçados todos os dias. Globalmente, cerca de 14% dos alimentos se perdem entre colheita e a venda – no caso de frutas e vegetais perde-se mais de 20%”, explica o documento enviado pela Casa das Nações Unidas do Brasil.

“Um evento desta magnitude é de extrema relevância para nossa cidade, pois mostra que estamos sendo reconhecidos como uma gestão que trabalha em prol de um desenvolvimento consciente e sustentável” conclui Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

A iluminação da Ponte Estaiada foi sugerida pela Secretaria de Planejamento (SEMPLAN) e adotada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), que é responsável pela iluminação da cidade.

O PNUMA e a FAO convidou governos, nas esferas municipal, esta-dual e federal, a promoverem ações para alavancar a Conscientização sobre a Perda e o Desperdício de Alimentos neste dia 29 de setembro.

“Quando lembramos que mais de 870 milhões de pessoas passam fome no mundo, o desperdício de alimentos se torna aterrorizante. Nós, da SEMDUH, abraçamos essa causa da conscientização e esperamos provocar reflexão e mudança de hábitos entre os teresi-nenses”, declara o secretário Edmilson Ferreira.

1º dia de Hackathon: Prefeitura de Teresina traça desenvolvimento consciente com foco na mobilidade urbana

Durante o primeiro dia do evento Urban Hack Teresina 2030, organizado pelo departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), a Prefeitura de Teresina promove palestras sobre o desenvolvimento consciente com ênfase na mobilidade urbana da capital, além de visita guiada ao Palácio da Cidade e roda de conversa sobre desenvolvimento urbano com os eixos executivos da Semplan.

Fotos: Ascom Semplan

O evento tem a proposta de utilizar técnicas do urbanismo tático para oferecer aos usuários do transporte público de Teresina a oportunidade de testar soluções digitais que visam a melhoria do sistema. As soluções digitais para melhoria do sistema que serão testadas na Urban Hackton Teresina 2030 estão em desenvolvimento e foram escolhidas através de um processo de inovação aberta do projeto Euroclima+ Observatório do Transporte (https://observatoriodotransporteteresina.org/). Outra parceira para esta maratona é a iniciativa Urban95 (https://urban95.org.br/), da qual Teresina faz parte, que apoia cidades no exercício de pensar políticas públicas para a primeira infância.

O evento está ocorrendo de forma presencial, respeitando as medidas sanitárias de prevenção à Covid-19. Unindo tecnologia e conhecimento, o primeiro dia de evento contou com palestras sobre o melhor aproveitamento do espaço urbano e com perspectivas de um futuro melhor para as crianças de hoje e para aquelas que ainda estão por vir. “Nossa expectativa é ter um aproveitamento máximo das palestras sobre urbanismo, mobilidade, desenvolvimento de projetos e financiamentos públicos. Toda a programação foi montada para que possamos criar uma consciência de sustentabilidade nesse grupo e proporcionar desenvolvimento sustentável de ideias e tecnologias para o futuro da nossa cidade”, explica Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

A visita guiada teve como foco as instalações da Secretaria de Planejamento, com o intuito de apresentar aos participantes o funcionamento organizacional do planejamento urbano, planejamento estratégico e captação e monitoramento de recursos. Os visitantes foram recepcionados pelo Secretário de Planejamento, João Henrique Sousa, que reforçou os objetivos do trabalho realizado pela Secretaria e, especificamente, a Agenda 2030.

“Nós buscamos traçar o planejamento da cidade e suas implicações. Temos como objetivo organizar os sistemas de planejamento, orçamento e informações do município. Diante disso, como sempre reforço em nossos encontros com a equipe da Agenda 2030, trabalhamos para pensar a cidade e, neste caso, um planejamento sustentável e com desenvolvimento tecnológico presente. Desejo que esta equipe tenha sucesso neste evento e que venha somar as ideias e desenvolvê-las”, explicou João Henrique.

“Em eventos como esse, podemos vivenciar melhor os segmentos da cidade e trabalhar temáticas que nos levem a desenvolver e aprimorar nossos conhecimentos. É uma satisfação participar e ter esta experiência em projetos de mobilidade e testar soluções digitais que visam a melhoria do sistema”, conclui Viviane Costa, estudante de Arquitetura.

Confira a programação do Urban Hack Teresina

· Segunda (20/09): TARDE (Auditório SEMF)

-14h00: Palestra “Agenda 2030, do global ao local”

-14h30: Palestra “Abertura de Dados e Alcance de Metas de Sustentabilidade”

-15h00: Palestra “Urbanismo Tático e Guerrilha Urbana”

-15h30: Lanche da Tarde

-16h00: Apresentação das PoCs

-16h45: Speed Dating entre equipes

-17h15: Encerramento

· Terça-feira (21/09):

MANHÃ (STRANS / Auditório SEMF)

-08h00: Visita à STRANS

-09h30: Tour no Centro da Cidade

-10h30: Lanche da Manhã

-11h00: Palestra “Urban 95: mobilidade de crianças e cuidadores na cidade”

-11h30: Brainstorming coletivo com Ambra

-12h30: Formação das equipes

-12h45: Almoço fast food

TARDE (Auditório SEMF)

-14h30: Palestra “Financiamento de projetos públicos”

-15h00: Jogo Quanto Custa?

-15h30: Lanche da Tarde

-16h00: Primeiro Checkpoint + Início dos Projetos

-18h00: Segundo Checkpoint + Encerramento

· Quarta-feira (22/09)

MANHÃ (Terminal Santa Lia)

-08h00: Terceiro Checkpoint

-08h30: Continuação dos Projetos

-12h00: Almoço fast food

TARDE (Auditório SEMF)

-14h00: Mock Pitch + Feedback em grupo

-16h00: Sessão de Pitchs

-17h00: Encerramento

Inscrições para o Urban Hackton Teresina 2030 são prorrogadas até dia 18

As inscrições para a terceira edição do Urban Hackton Teresina 2030 foram prorrogadas até o dia 18 de Setembro. O evento tem a proposta de utilizar técnicas do urbanismo tático para oferecer aos usuários do transporte público de Teresina a oportunidade de testar soluções digitais que visam a melhoria do sistema. O projeto é uma organização do departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan).

Esta edição ocorrerá na Prefeitura de Teresina, no auditório da Secretaria Municipal de Finanças, entre os dias 20 e 22 de setembro. As inscrições podem ser feitas no link https://www.eventbrite.com.br/e/urban-hack-teresina-2030-tickets-169496367197?ref=estw

 

As soluções que serão testadas estão em desenvolvimento e foram escolhidas através de um processo de inovação aberta do projeto Euroclima+ Observatório do Transporte (https://observatoriodotransporteteresina.org/). Outra parceira para esta maratona é a iniciativa Urban95 (https://urban95.org.br/), da qual Teresina faz parte, que apoia cidades no exercício de pensar políticas públicas para a primeira infância.

A iniciativa conta com palestras e discussões sobre urbanismo, mas abrange também outras áreas do conhecimento, sendo possível que estudantes e demais interessados de áreas correlatas também possam participar do evento. “Eventos como este são importantes para criar uma consciência de sustentabilidade nesse grupo e proporcionar desenvolvimento que serve não apenas para nossa geração como também para as futuras“, conclui Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

 

Urbanismo Tático

Esse modelo de intervenção no espaço urbano surge a partir do modelo de planejamento urbano estatal, buscando respostas ágeis a problemas relacionados aos espaços públicos que, possivelmente, exigiriam um processo longo e burocrático para serem solucionados. Essa é uma maneira de se pensar espaços públicos na cidade buscando atuar por uma lógica não-hierárquica, na qual a sociedade civil (em colaboração com a gestão) propõe alternativas ao processo tradicional de projeto na esfera urbana.

Com 720 propostas, Eixo Educação é destaque dentro da proposta do Plano Plurianual (2022-2025)

Representando 24,59% de todas as demandas do site, as propostas para educação são setorizadas em planos de execução Foto(Ascom/Semplan)

A Prefeitura de Teresina, através do relatório do Plano Plurianual (2022-2025), elaborado pela Secretária Executiva de Planejamento e Gestão (Seplag), vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), recebeu 720 propostas que se encaixam dentro do eixo educação, sendo considerado o 3º principal eixo estratégico dentre as demandas requeridas pelos teresinenses, através do site Teresinense Participativo.

Representando 24,59% de todas as demandas do site, as propostas para educação são setorizadas em planos de execução e, dentro destas ações, podem-se destacar ações como ‘Realizar Parcerias institucionais com universidades públicas e privadas para ofertar programas de pós-graduações, dando ênfase aos cursos de mestrado aos professores da rede municipal de Teresina’ e ‘Ampliar a oferta de vagas de crianças de zero a três anos com implantação de creches de tempo integral’ ambas com 88 (12,22%) e 84 (11,67%) demandas, respectivamente.

“Podemos elencar que a demanda do cidadão participante em relação ao eixo Educação está relacionado às ações voltadas a melhorar a infraestrutura das escolas; ampliar escolas de tempo integral e realizar parceria com Universidades para ofertar mestrado para os professores”, explica Kárita Allen, secretária Executiva de Planejamento Estratégico e Gestão.

A ação ‘Modernizar a estrutura das unidades de ensino fundamental’ recebeu 64 propostas, cerca de 8,89%. “As ações previstas para o eixo educação visam atender a população de forma ampla, procurando trabalhar desde a ampliação e modernização das escolas até a capacitação de profissionais formados que desejam ingressar em um mestrado. Muitas dessas propostas já estão contempladas no plano de governo do Dr. Pessoa e serão muito aproveitadas para o bom desenvolvimento da educação municipal“ conclui Kárita.

Dentre os cinco eixos que compõem o PPA (2022-2025), o eixo Segurança e Saúde receberam 926 propostas, representando 31,63% de todas as propostas do site. Seguindo do eixo Mobilidade com 885 propostas – 30,23%, o eixo Educação com 720 propostas – 24,59%, representa a 2ª e 3ª principais eixos estratégicos demandados pelos teresinenses. O eixo Meio Ambiente e Governo e o eixo Economia receberam 245 propostas – 8,37% e 152 propostas – 5,19%, respectivamente.

Com metodologia BIM, Prefeitura de Teresina reduz em até 28% o uso de recursos na reforma da FM Cultura

Após mais de 20 anos de existência, essa é a maior reestruturação física e tecnológica que a rádio recebe Foto(Ascom/Semplan)

A Prefeitura de Teresina ao utilizar a tecnologia BIM (Modelagem da Informação da Construção) busca otimizar tempo e investimento público em suas obras e projetos. Um exemplo disso é a aplicação dessa modelagem na reforma da rádio FM Cultura de Teresina, reinaugurada neste mês de setembro.

Após mais de 20 anos de existência, essa é a maior reestruturação física e tecnológica que a rádio recebe. Transmitida na frequência 107,9 Mhz, a nova sede fica localizada no Edifício Saraiva Center/Centro, na rua Firmino Pires, 379, Sala 327. A rádio passou por uma revitalização estrutural e também em seus equipamentos visando melhor atender o público teresinense.

A previsão de investimentos nesta reforma sem a aplicação da metodologia seria um pouco mais de R$ 250 mil. “Com a utilização da plataforma BIM, a obra contou com um investimento de R$ 179.521,74, ou seja, uma maior assertividade no planejamento de construção, reduzindo desperdício de recursos e ganho de produtividade. Nesse caso, temos aí uma redução por volta dos 28% nessa aplicação. A revitalização da rádio FM Cultura é a concretização de que a utilização da tecnologia BIM é uma aliada da gestão pública”, explica Virgínia Moura, arquiteta e urbanista, que coordena o Núcleo do BIM, na Secretaria de Planejamento e Coordenação (Semplan).

O desenvolvimento dos projetos de uma edificação dentro dessa metodologia permite além do controle das informações, economia, agilidade, eficiência e previsibilidade.

BIM

BIM (Modelagem da Informação da Construção) é uma Metodologia de Processos gerida em uma Plataforma Tecnológica de Informação, que tem como principal objetivo coordenar todo o processo da vida útil de uma edificação possibilitando o registro, controle e monitoramento das informações geradas.

Prefeitura entrega PPA 2022/25 e LOA/2022 à Câmara de Vereadores

Dando continuidade ao planejamento das ações da Prefeitura de Teresina para os próximos anos, a Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), através da Secretaria Executiva de Planejamento Estratégico e Gestão (Seplag), protocolou nesta terça-feira (31), as peças orçamentárias referentes ao Plano Plurianual (PPA) 2022 -2025 e a Lei Orçamentária Anual (LOA/2022) na Câmara de Vereadores.

A receita total estimada para o exercício de 2022 é de R$ 4.011.095.00,00 (quatro bilhões, onze milhões, noventa e cinco mil reais). Deste montante, R$1.894,9 milhões referem-se a recursos ordinários do tesouro e R$ 2.116,2 milhões a outras fontes de recursos vinculados, destinados a projetos e atividades específicas. “Da previsão de receitas de outras fontes de recursos vinculados, mais de 340 milhões são oriundos de operações de crédito e 97 milhões de recursos de convênios com a união”, explica Kárita Allen, Secretária Executiva de Planejamento Estratégico e Gestão (Seplag).

Antes de ir à Câmara Municipal, a equipe da Semplan fez uma reunião com o prefeito Dr. Pessoa e o vice-prefeito Robert Rios, para apresentar os indicadores do Plano Plurianual (PPA) 2022 -2025. “O PPA é um instrumento legal de planejamento de médio prazo que, por meio de indicadores estabelecem programas, ações, objetivos e metas a serem alcançadas na cidade de Teresina. Trazendo mais assertividade as ações municipais e beneficiando de forma mais direcionada os anseios da sociedade”, explicou Kárita.

Teresinense Participativo

O Teresinense Participativo foi um projeto desenvolvido com o objetivo de acolher as demandas dos cidadãos teresinenses na construção do Plano Plurianual (2022-2025). Foram 2.928 propostas
recebidas, divididas entre os eixos de Segurança e Saúde; Mobilidade; Educação; Meio Ambiente e Governo; e Economia.

O eixo Segurança e Saúde foi o que recebeu maior demanda, 926 propostas, representando 31,63% de todas as propostas do site. Seguido do eixo Mobilidade com 885 propostas , representando 30,23%. O eixo Educação recebeu 720 propostas – 24,59%, representando o 2º e 3º principais eixos estratégicos demandados pelos teresinenses. O eixo Meio Ambiente e Governo e o eixo Economia receberam 245 propostas – 8,37% e 152 propostas – 5,19%, respectivamente.