Índice de isolamento social na segunda-feira (21) foi de 36,5%

Teresina voltou a cair no ranking de isolamento das capitais do país na última segunda-feira (21), ocupando a 11ª posição com índice de isolamento de 36,5%. Quando comparado com a segunda-feira da semana anterior (14), a variação foi de apenas 0,3%. O Piauí, com índice de 37%, ficou na 8ª posição entre os estados.

A startup Inloco, que monitora diariamente os índices através do georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país, também aponta que os bairros que apresentaram melhores taxas na segunda foram Aeroporto (60,40%), Ininga (54%), Centro (52,58%), Angélica (52,40%) e Novo Uruguai (52,25%). Já os bairros Novo Horizonte (36%), São Sebastião (38,95%), Nova Brasília (39,10%), Cidade Jardim (39,70%) e Extrema (39,90%) apresentaram os piores índices de isolamento na cidade.

A Prefeitura de Teresina iniciou no último final de semana a flexibilização das medidas restritivas para as atividades econômicas e sociais aos domingos, que já estava acontecendo aos sábados e agora se estende por todo o final de semana.

“Nesse momento, mais que nunca, pedimos que a população seja ainda mais cuidadosa, respeitando os protocolos de prevenção da disseminação do novo coronavírus. As pessoas estão circulando mais na cidade, portanto é necessário que os cuidados sejam redobrados. Não podemos retroceder”, lembra o prefeito Firmino Filho.

Teresina registra isolamento social de 35% na última terça-feira (08)

O índice de isolamento social de Teresina na última terça-feira (08) foi de 35%. É o que revelam os dados colhidos pela startup Inloco, que realiza diariamente o georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o território nacional, monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular.

Em comparação com a terça-feira da semana anterior (01), que registrou índice de 37%, houve queda de 2% no isolamento social. No ranking das capitais do Brasil, Teresina ocupou o 17º lugar. O Piauí, com 36,29%, ocupou o 5º lugar entre os estados.

As melhores taxas de isolamento foram registradas nos bairros Angélica (55,00%), Frei Serafim (46,40%), Cabral (44,70%), Brasilar (43,35%) e Matinha (40,90%). Em contrapartida, os bairros Jacinta Andrade (27,00%), Jóquei (28,50%), São Sebastião (29,25%), Portal da Alegria (29,40%) e Morada do Sol (29,80%) apresentaram os piores índices.

Covid-19 em Teresina

O Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou um óbito decorrente de complicações da Covid-19 em Teresina nesta terça-feira (08). Houve ainda 291 novos casos confirmados da doença. No total, a capital registra atualmente 943 mortes, 27.199 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 12.524 curadas.

Índice de isolamento social de Teresina fica em 39,1% na última terça-feira (18)

O índice de isolamento social de Teresina foi de 39,1% na última terça-feira (18), segundo dados da startup InLoco, que monitora diariamente os índices por meio do georreferenciamento de smartphones quando os usuários se conectam à internet pelo celular. Com a queda nos números, a capital passou a ocupar a sétima posição entre as capitais do país. O Piauí como um todo, com índice de 39,11%, ocupou o terceiro lugar entre os estados.

De acordo com a startup, a região da cidade que apresentou o melhor índice de isolamento na terça foi a Centro/Norte, com 40,28%, seguida da Leste com 38,78% e Sul com 38,60%. O pior índice foi registrado na zona Sudeste, com apenas 38,51% da população obedecendo as orientações de ficar em casa.

Quando registrados por bairros, os melhores índices foram computados no Memorare (47,3%), Matinha (46,20%), Ininga (45,98%) e Parque Piauí e Parque São João com taxas iguais de 45,70%. Em contrapartida, Novo Uruguai (30,40%), Cidade Jardim (34,03%), Vale do Gavião (34,30%), Portal da Alegria (34,50) e Noivos (34,60%) registraram os piores índices.

Covid-19 em Teresina

De acordo com o último boletim emitido pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital contabiliza atualmente 22.511 casos confirmados e 850 óbitos pelo novo coronavírus.