Defesa Civil já atendeu 160 famílias que vivem sob risco de desabamento este ano

Neste período chuvoso, a Defesa Civil do Município já atendeu 160 famílias que vivem em imóveis sob risco de desabamentos. Deste total, em torno de 15 já desabaram. Somente em  três dias deste mês, 116 famílias foram removidas dos locais de risco. A zona sudeste concentra 59% dos casos de desabrigamento, seguido da zona sul com 27%.

As famílias vítimas de enchentes estão sendo incluídas no programa Cidade Solidária, que dá apoio financeiro às pessoas que tiveram suas residências comprometidas por conta de desabamentos, alagamentos, transbordamento de rios ou lagoas, como também incêndios.

A Defesa Civil está fazendo um trabalho conjunto com as Superintendências de Desenvolvimento Urbano de cada uma das quatro regiões de abrangência e os CRAS – Centros de Referência em Assistência Social.

Nesta segunda-feira (30), a ação foi concentrada nas ruas Veras de Holanda e Saturno, no bairro Porto do Centro. Foi encontrada uma residência em condições precárias e outro imóvel próximo a uma galeria desabou.

De acordo com o secretário Samuel Silveira, da Semcaspi (Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas), a Defesa Civil vem fazendo um trabalho de forma coordenada e segue um protocolo.

“Nós montamos um Comitê de Gerenciamento de Crise que funcionará na sede da Semcaspi, buscando o atendimento e abrigamento de famílias vítimas da subida do nível dos rios. As equipes de trabalho serão compostas por representantes dos CRAS e dos CREAS junto com os assistentes sociais das SDUs, estabelecendo pontos emergenciais de atendimento como o transporte de pessoas que estão em área de risco. Definimos ainda o alargamento dos plantões da central do número 153 até a meia noite e participação do Corpo de Bombeiros depois das 18h, quando houver chamado para a Defesa Civil”, disse.

A Prefeitura de Teresina disponibiliza para a população o número 153, canal direto de contato com a Defesa Civil Municipal. A ligação para o número é gratuita e permite que os teresinenses solicitem ao órgão o monitoramento, que pode ajudar na identificação e remoção das áreas de risco.

Vacinação contra gripe é retomada para atender idosos acamados em Teresina

A partir de terça-feira (31), a vacinação contra gripe em Teresina será retomada para atender exclusivamente idosos acamados em suas residências, idosos em asilos e idosos da zona rural. A medida foi uma estratégia adotada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) após receber do Ministério da Saúde 14 mil doses, quantidade insuficiente para vacinação de todos os idosos e profissionais de saúde.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) possuem a relação de idosos acamados na cidade, já que realizam trabalho de acompanhamento a esse público por meio das equipes de saúde. “Agora, se tem um idoso que é acamado e não costuma receber visita em casa da nossa equipe de saúde, o responsável por essa pessoa pode ir à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa, para fazer o cadastro”, explica o diretor de Atenção Básica, Kledson Batista.

Kledson Batista esclarece ainda que idoso acamado é a pessoa com idade superior a 60 anos, que não se locomove, não podendo sair de casa em razão da sua condição de saúde. Já os idosos que estão em quarentena e que ainda não foram vacinados deverão aguardar a chegada de mais doses de vacina contra a gripe, para que possam se dirigir aos postos de saúde, escolas e drive-thrus.

O presidente da FMS, Manoel Moura, afirma que assim que chegar a quantidade suficiente de doses, a vacina será disponibilizada para a população-alvo, nos postos de saúde e escolas. “Nós reconhecemos a importância da vacina na proteção à saúde, mas pedimos a compreensão de todos nesse momento. Há um trâmite por trás do fornecimento, para assegurar a qualidade do material, de modo que o Governo Federal adquire e distribui para o Governo do Piauí, que envia para Teresina”.

A vacina não protege a pessoa contra o novo Coronavírus e sim contra a Influenza, doença respiratória infecciosa cuja origem é viral. A transmissão direta de pessoa a pessoa é a mais comum e ocorre por meio de gotículas expelidas pelo individuo infectado com o vírus, ao falar, espirrar ou tossir. Há evidência de transmissão também pelo modo indireto, por meio de contato com a secreção de doentes.

Segundo dados que constam em sistemas de informação da FMS, Teresina já vacinou 55,8% dos idosos contra a gripe. Ao total, cerca de 65 mil doses desta vacina foram aplicadas em idosos e profissionais de saúde, somente nos dois primeiros dias da Campanha. No dia 25 de março, a vacinação foi suspensa em decorrência do desabastecimento de doses por parte do Ministério da Saúde.

SDU Leste promove a limpeza de áreas verdes e públicas na região

Ascom/SDU Leste

Respeitando os aspectos naturais da cidade, a Prefeitura de Teresina destina, constantemente, ações de limpeza e preservação de áreas verdes e públicas. Na zona Leste, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano local (SDU Leste) está promovendo a limpeza das áreas verdes da Rua Dirce de Oliveira e da Vila do Ancião, nesta segunda-feira (30).

Nos locais, estão sendo feitos serviços de podas de árvores, capina e ações com o trator roçadeira. Segundo o Gerente de Serviços Urbanos, Renato Lopes, a ação tem o intuito de manter e preservar os espaços para o uso dos moradores da região.

“Estamos trabalhando para proporcionar à população espaços de lazer, devidamente preservados. Sabemos que em virtude das chuvas, o mato cresce mais rapidamente e, por isso, atuamos de forma mais efetiva no sentido de dar continuidade aos serviços”, declarou Renato Lopes.

João Pádua, superintendente da SDU Leste, afirma que os serviços de limpeza têm sido um ponto importante da gestão municipal. “Nós temos uma equipe que também promove a limpeza de ruas e avenidas da zona Leste durante toda a semana. Além disso, solicitamos também o apoio da população no sentindo de fazer o acondicionamento do lixo da maneira correta e também em evitar despejar materiais em praças, no meio de ruas e avenidas”, ressaltou.

Nesse sentindo, a comunidade pode também ajudar o trabalho da SDU com informações ou denúncias sobre descarte incorreto de lixo domiciliar pelo número (86) 3215-7875 ou pelo (86) 3221-7050, com a equipe do Lixo Zero. Além do contato através do aplicativo Colab, de fácil acesso, que qualquer cidadão pode baixá-lo e interagir com a PMT.

Trabalhadores autônomos podem se inscrever no Teresina Solidária para receber auxílio

O Teresina Solidária está fazendo cadastro de famílias chefiadas por trabalhadores autônomos para receberem cestas básicas durante a quarentena instituída para conter o novo coronavírus. A iniciativa foi idealizada pela Prefeitura de Teresina para atender às necessidades básicas desses trabalhadores contando com a solidariedade da população.

De acordo com o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, o acesso a esse auxílio ocorre através de um cadastro no site da Prefeitura [www.teresina.pi.gov.br]. Na página, o cidadão acessa o link TERESINA SOLIDÁRIA – REQUERIMENTO DE CESTA BÁSICA, e preenche o formulário com os seguintes dados:

1 – nome do responsável pelo núcleo familiar

2 – CPF (apenas números)

3 – Ocupação do responsável familiar

4 – Endereço completo (com pontos de referência)

5 – Telefone

6 – Quantidade de membros da família

7 – Quantos membros possuem atividade produtiva

8 – Quantos dias sem trabalhar

9 – Membros aposentados

10 – Membros que recebem Bolsa Família ou BPC (Benefício de Prestação Continuada)

11 – Renda mensal (sem vírgula)

12 – Nome completo e CPF de cada membro da família (separados por vírgula)

Com base nessas informações, os cadastros passam a ser analisados pela equipe de assistentes sociais e as cestas são entregues em seguida.

“É importante responder o formulário com as informações corretas e completas para que as equipes de assistência social do município possam avaliar e localizar as famílias”, ressalta Eduardo Aguiar, presidente da Prodater.

A plataforma foi desenvolvida através de parceria entre as secretarias de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Fundação Wall Ferraz (FWF), Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e Prodater.

Colab

Também está disponível no Colab, aplicativo utilizado pela Prefeitura de Teresina como Ouvidoria, um questionário sobre a pandemia. A intenção é que, com base nas respostas dos cidadãos, a Prefeitura consiga mapear o avanço da doença na cidade.

Teresina Solidária passa a receber doações em dinheiro

Além das doações de alimentos e cestas básicas, a campanha Teresina Solidária está disponibilizando uma conta bancária do Banco do Brasil para receber doações em dinheiro. É mais uma alternativa para as pessoas que desejam ajudar os trabalhadores autônomos que suspenderam suas atividades em cumprimento às medidas de combate ao novo coronavírus.

Quem tiver interesse em doar qualquer quantia, pode depositar no Banco do Brasil na conta “Conta PMT Teresina Solidária”, Agência 3791-5, conta corrente 9.854-0, CNPJ 06.554.869/0001-64.

“Depois do lançamento do Teresina Solidária, várias pessoas nos procuraram manifestando seu desejo de ajudar, mas não poderiam fazer isso por meio de uma cesta básica e tinham desejo de fazer através da doação de um recurso financeiro. E pensando nas circunstância, geramos uma conta da Prefeitura para receber exclusivamente esse tipo de doação, com destinação própria para o Teresina Solidária. É a cidade, mais uma vez, abraçando a vontade de fazer mais pelo próximo”, disse Samuel Silveira, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

O Teresina Solidária está recebendo as doações de gêneros alimentícios e cestas básicas desde sábado (28) em dois pontos de recolhimento, no horário das 8h às 13h, no Centro Paroquial de Fátima, localizado na Praça D. Avelar – Bairro de Fátima, e no depósito da Semcaspi, na Rua Pedro Freitas, nº 1995 – Bairro São Pedro.

Os donativos serão entregues às famílias pela rede de solidariedade cumprindo todo o protocolo de higienização das equipes da organização, formadas por servidores do município e representantes de entidades de assistência social. Todo o trabalho dos envolvidos na ação está sendo feito por escala e com uso de equipamentos de proteção individuais recomendados pelos órgãos de saúde.

As famílias que desejarem requerer o benefício, podem acessar a plataforma de cadastro que será disponibilizada no site da Prefeitura (www.teresina.pi.gov.br), colocando suas informações socioeconômicas básicas. As declarações passarão pela análise de técnicos da Semcaspi.

Médico diz que testes rápidos ajudam a entender melhor o coronavírus

O médico endocrinologista e intensivista, Flávio Melo, ressaltou, neste domingo (29), durante conversa com o prefeito Firmino Filho, a importância da testagem por amostragem para entendermos o comportamento do vírus em Teresina e no Piauí. O bate-papo foi transmitido por live no Instagram do prefeito.

“No caso dos profissionais de saúde, os testes vão nos ajudar a identificar aqueles que foram infectados e facilitar a volta ao trabalho dos que foram afetados. Porém, eles também serão úteis para o rastreamento da população do ponto de vista epidemiológico e estatístico. Mesmo que agente não teste todo mundo, vamos trabalhar com amostragem e, com um trabalho bem feito, vamos poder conhecer melhor o inimigo, vamos conhecer o percentual de pessoas afetadas e de pessoas imunes. Isso vai ajudar, inclusive, a saber quando afrouxar as medidas de isolamento social”, disse.

O prefeito Firmino Filho está estudando a possibilidade da realização de testes rápidos em Teresina. A ideia é testar cerca de 900 pessoas assim que o Ministério da Saúde encaminhar o material, com o objetivo de detectar os focos, fazer o isolamento e o monitoramento da Covid-19. Para o médico, isso é importante para termos um real conhecimento do problema, já que hoje, segundo o profissional, há uma subnotificação muito grande no Piauí, devido ao fato de estarem sendo realizados poucos testes.

O médico reafirmou ainda a importância do isolamento social como a forma mais eficaz de conter o avanço do coronavírus em todo o país. “Nós temos uma arma que vem sendo testada e vem tendo resultados positivos em todo o mundo: ela se chama isolamento social e é praticamente a única arma realmente eficaz para o controle da situação. Existem algumas formas de isolamento, mas os casos de sucesso vêm de onde ele foi plenamente aplicado. É triste quando vemos pessoas dizendo que o isolamento deve acabar para preservar a economia. Os estudos mostram que o impacto econômico seria muito maior em uma pandemia sem controle do que com medidas restritivas. O isolamento deve ser feito com ampla adesão. É a única maneira de dá certo”, alertou.

Prefeitura fará sanitização de espaços públicos contra coronavírus

Para conter a disseminação do novo coronavírus na capital, a Prefeitura de Teresina irá promover a sanitização de diversos espaços públicos de grande circulação de pessoas em todas as zonas da cidade. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Habitação (Semduh), em parceria com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), está finalizando o plano de ação em combate à COVID-19. A previsão é que o serviço seja iniciado ainda nesta semana.

De acordo com o secretário da Semduh, Marco Antonio Ayres, a ação de sanitização acontecerá de duas a três vezes por semana, com foco na higienização de paradas de ônibus, praças, parques, canteiros centrais de grandes avenidas e áreas públicas com grande fluxo de pessoas.

“A limpeza é feita pela pulverização de uma solução de água com hipoclorito de sódio, por meio de bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros. Ainda estamos definindo o turno e a rota desse processo, de uma maneira que cause o menor incômodo aos teresinenses. Essa semana, uma empresa local, que presta esse tipo serviço, realizou uma excelente demonstração na Av. Frei Serafim de como funciona esse processo para nos auxiliar a organizar a melhor estratégia no combate à COVID-19. Agradecemos aos empresários e equipe que colaboraram para mostrar como o trabalho é realizado”, destacou o secretário.