Centro de Teresina tem redução de 90% no tráfego com interdição de ruas

A redução do tráfego de veículos no Centro de Teresina na manhã desta terça-feira, 14, foi 90%. Na área com circulação restrita, trafegam apenas os carros permitidos pelo Decreto 19.908, publicado para conter aglomeração e evitar contaminação pela Covid-19. Podem acessar o perímetro somente veículos de órgãos públicos, de utilidade pública, táxi, mototáxi, ambulância de salvamento, veículos que conduzam idosos ou deficientes físicos, trabalhadores e moradores nessa área, desde que devidamente identificados.

O gerente de Operação de Trânsito da Strans, Denis Lima, destaca que a redução significativa dentro do perímetro de interdição está alcançando o objetivo proposto. “Verificamos que as pessoas que estão circulando na área interditada estão mantendo o distanciamento”, informou.

A circulação de veículos é permitida nas ruas Desembargador Freitas, David Caldas, Paissandu e Avenida Maranhão, mas os condutores não podem fazer conversões dentro do trecho interditado onde estão prédios públicos, agências bancárias, lotéricas e comércios.

Agentes da Strans fazem a fiscalização das 6h às 18h, de segunda a sexta-feira. Quem desobedecer comete infração grave, com aplicação de multa de R$ 195,26 e cinco pontos no prontuário da CNH.

Teresina registra redução nas internações por síndromes respiratórias

Teresina apresentou, pela segunda semana consecutiva, uma queda no número de internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), que são infecções respiratórias graves causadas por diversos agentes, entre eles o novo coronavírus. No mesmo período, houve também redução no número de pessoas atendidas por síndromes gripais. Os dados podem sinalizar uma possível regressão da Covid-19 em Teresina.

De acordo com o Painel de Dados Covid-19 da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que contabiliza atendimento na rede pública e privada, a redução nas internações por SRAG pode ser percebida a partir da semana epidemiológica iniciada no dia 28 de junho. “De 766 internações registradas na semana epidemiológica 26, o número caiu para 742 na semana 27 e 691 na semana 28, que se encerrou no último dia 11 de julho. Isso representa uma queda de 3% e 7% respectivamente”, aponta Câncio Júnior, diretor técnico da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater).

Fenômeno semelhante de queda foi observado no quantitativo de atendimentos por síndromes gripais. “Observamos um decréscimo de 7% entre as semanas 26 e 27, e outro de 21% entre as semanas 27 e 28”, afirma Câncio Júnior. No mês de junho Teresina chegou a picos de 3.303 atendimentos diários. Agora, o gráfico mostra uma média de 2.480 atendimentos por dia na primeira metade do mês de julho.

Para o infectologista Kelsen Eulálio, membro do Comitê de Operações Emergenciais da FMS, esta alteração na curva pode ser um sinal de uma possível regressão da Covid-19 em Teresina. “No município, o número de atendimentos de casos de síndrome gripal apresentou tendência crescente até metade da última semana de junho, passando a diminuir a partir desse período. Os casos de SRAG também apresentaram tendência de queda a partir do início de julho, o que parece ser um indicativo de que ultrapassamos o pico da curva epidêmica em Teresina”, avalia o médico.

Os dados se relacionam com os resultados mais recentes da pesquisa sorológica que tem sido realizada semanalmente pela Prefeitura de Teresina. A 12ª etapa revelou uma queda na taxa de contágio, que atualmente está em 0,72. Além disso, foi atestado que o número de casos positivados para a doença diminuiu 6% em relação à etapa anterior: foram 156.623 confirmados, contra 167.175 casos na semana anterior.

Diante do cenário atual da pandemia, a Prefeitura de Teresina está tomando medidas no sentido de manter os índices de isolamento social e contribuir para a diminuição das taxas relacionadas ao novo coronavírus, como a restrição de atividades durante os fins de semana e da circulação de veículos no centro da cidade, reduzindo assim a possibilidade de formação de aglomerações.

Trecho de rua do bairro Ininga recebe reparos da SDU Leste

Os moradores da Rua Fontes Ibiapina, do bairro Ininga, foram contemplados com a recuperação da pavimentação que foi concluída pela Gerência de Obras e Serviços da SDU Leste. O local estava entre os trechos emergenciais que necessitavam de reparos em virtude da ação de fortes chuvas nos últimos meses.

A equipe de profissionais da SDU Leste está, constantemente, acompanhando as demandas emergenciais para executá-las de forma efetiva e com a adoção de medidas recomendadas pelos órgãos de saúde.

O Superintendente Executivo da SDU Leste, Ângelo Cavalcante, ressaltou que os trabalhos integram uma das ações que são essenciais para o cidadão. “Nosso maior objetivo é promover novamente a acessibilidade urbana da região com serviços das nossas equipes de profissionais da Gerência de Obras. Sabemos que estamos enfrentando um cenário atípico, mas estamos atuando de forma segura para garantir a mobilidade para os veículos e pedestres dos bairros da zona Leste”, explicou.

Para solicitar os serviços de reparo ou recuperação da SDU, além de colaborar com o trabalho da Prefeitura, a população pode usar os números (86) 99957-3709 / (86) 99416-6141/ (86) 99498-5183.

206 novos casos de Covid-19 são registrados em Teresina

Teresina registrou, nesta segunda-feira (13), 206 novos casos e 15 óbitos por Covid-19. Agora, a capital contabiliza 12.326 pessoas infectadas e 542 mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Os dados são do Painel Epidemiológico, atualizando diariamente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Somente nesta segunda, 10 pacientes morreram em decorrência da doença; os outros cinco casos ocorreram no domingo (12). Dos 15, foram oito mulheres e sete homens, com idades entre 41 e 99 anos. Dentre eles, 11 pessoas tinham comorbidades como hipertensão e outras doenças cardiovasculares, doença renal e câncer. Cinco pacientes residiam na zona Leste, quatro na zona Norte, três na zona Sudeste, dois na zona Sul e um no Centro da cidade.

A gerente de epidemiologia da FMS, Amparo Salmito, lamentou as mortes e fez um alerta às pessoas para que mantenham os cuidados de higiene e de isolamento social. “É muita gente contaminada com o vírus e morrendo nessa caminhada. Queremos preservar vidas e pedimos ao povo de Teresina que siga as recomendações das autoridades em saúde, para que possamos vencer essa batalha”.

SDR distribui sementes a 1.500 horticultores de Teresina

Renato Bezerra

Os horticultores de Teresina estão recebendo durante esta semana sementes que serão usadas para reforçar a produção e comercialização dos ítens de horticultura em toda a cidade. A iniciativa da Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR) vai contemplar 1.500 horticultores, distribuídos em cerca de 40 hortas comunitárias da capital.

Serão distribuídas sementes de coentro, quiabo, alface, rúcula, cenoura, beterraba, tomate, salsa, couve e pimentão. A superintendente de Desenvolvimento Rural, Maria Vilani, informa que a iniciativa é uma maneira de incentivar a produção e ajudar os horticultores neste momento de crise ocasionada pela pandemia do novo coronavírus. “Eles também estão sofrendo com esse momento, com a falta de recurso para adquirir sementes e insumos, e essa é uma forma de ajudá-los a manter a produção ativa”, afirmou.

A distribuição teve início nesta segunda-feira (13), pela zona leste da cidade, e segue um cronograma que contempla todas as regiões de Teresina. Até sexta-feira, os horticultores de hortas comunirárias localizadas nas quatro zonas da capital estarão com suas sementes para iniciar a produção de hortifrutis.

Neste período, a superintendente afirma que essa atividade também precisou se reinventar e alguns horticultores, para não parar de vender, aderiram a modalidades como delivery e drive thru, com a comercialização acontecendo na própria comunidade.

Renato Bezerra

Coleta Seletiva: Descarte de recicláveis pode ser feito em 21 pontos em Teresina

Ascom/Semduh

A Coleta Seletiva é uma das estratégias implantadas pela Prefeitura de Teresina, desde 2014, e não deve ser interrompida com a pandemia. Mesmo durante este período, o teresinense pode colaborar com a disposição correta de recicláveis realizando o descarte em um dos 21 Pontos de Entrega Voluntária de Resíduos Recicláveis (Pevs) distribuídos pela capital.

A Coleta Seletiva garante a correta destinação e aproveitamento sustentável de resíduos como plástico, metal, papel e vidro, bem como beneficia famílias que obtêm sua renda por meio da venda desses materiais, que são doados pelo município.

“Com o isolamento social as pessoas estão passando mais tempo em casa e isso possibilita uma maior chance de pensarem e agirem de forma sustentável. É uma sistemática simples, basta separar o resíduo orgânico em uma sacola, que será colocada na porta da residência e recolhida pela coleta domiciliar, e os recicláveis em outra, para posterior descarte nos Pevs. A pessoa pode passar o mês inteiro juntando o que for reciclável e quando for realizar alguma saída essencial, uma ida ao supermercado, por exemplo, passar em um dos Pevs e descartar”, explica o secretário executivo Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Vicente Moreira.

O gestor ainda pontua a importância de dispor os resíduos já limpos, como forma de evitar mau cheiro, atrair vetores e dificultar a triagem desses materiais. “A higienização é básica para retirar restos de produtos ou alimentos que permaneçam nas embalagens. Neste momento em que as idas aos Pevs acontecem de forma menos regular, guardar os itens sujos com restos de alimentos, por exemplo, irá gerar desconforto para os moradores. Além disso, recebemos os materiais e destinamos para uma cooperativa de catadores, esse cuidado na higienização básica auxilia no processo de triagem deles”, destaca.

Atualmente, os recicláveis recolhidos pela administração municipal são doados para o Movimento Emaús Trapeiros de Teresina, que realiza a triagem, enfardamento e venda dos materiais. Assim, os resíduos são transformados em fonte de renda para o sustento de 16 famílias. Para informações sobre quais materiais podem ser dispostos nos Pevs e a localização de cada um deles, acesse: https://semduh.teresina.pi.gov.br/121-2/

Teresina tem isolamento social de 55,7% no domingo

Teresina registrou, no domingo (12), isolamento social de 55,7%, segundo dados da startup InLoco. O índice é superior ao que foi registrado nos demais dias da semana e é resultado de medidas restritivas mais duras, implementadas pela Prefeitura de Teresina durante o final de semana. No sábado (11), com 51,8%, a capital registrou o melhor índice de isolamento social do país.

O levantamento da sturtup também mostra dados por região da cidade e, no domingo, a população que mais respeitou as medidas de isolamento social foi a residente na zona centro-norte, com 56,34%. Em seguida vem a zona sul, com 56,21%; a zona leste, com 55,75%, e a zona sudeste, com 54,22%.

Quando analisados por bairros, os índices de isolamento social foram maiores no Nova Brasília (64,60%), São João (63,90%), Jacinta Andrade (63,15%), Novo Uruguai (62,95%) e Basilar (62,67%). Na outra ponta da tabela, quem menos respeitou as determinações para ficar em casa foi a população dos bairros Socopo (43,60%), Santo Antônio (48,95%), Cabral (50,00%), Flor do Campo (50,57%) e Morros (50,83%).

Durante os finais de semana de julho, algumas atividades estão sendo restringidas com o objetivo de aumentar os índices de isolamento social e diminuir a disseminação do novo coronavírus. Aos sábados e domingos, podem funcionar apenas farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta e situações comprovadas de urgências e emergências.

Nos últimos dias, Teresina ultrapassou a marca das 500 mortes causadas pela Covid-19, por causa disso, o prefeito Firmino Filho decretou luto oficial de três dias na capital. O ato simbólico é uma forma de expressar pesar e manifestar solidariedade às famílias e amigos das vítimas.

Teresina registra mais oito óbitos e 111 novos casos de Covid-19

Teresina registrou mais 111 novos casos e oito óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo dados divulgados, neste sábado (11), pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital contabiliza 11.997 casos confirmados e 513 óbitos pelo novo coronavírus. O número de pessoas recuperadas chegou a 2.316.

Entre os óbitos confirmados, seis eram do sexo masculino e dois feminino. Todos apresentavam comorbidades como doenças cardiovasculares, asma, Alzheimer e hipertensão. Os pacientes tinham entre 63 e 94 nos. As vítimas residiam nos bairros: Parque Anita Ferraz, Vermelha, Santa Maria da Codipi, Marques, Dirceu II, Promorar, Mafrense e Jóquei.

Em solidariedade às famílias e amigos das vítimas do novo coronavírus na capital, o prefeito Firmino Filho decretou luto oficial de três dias em Teresina depois que a cidade passou da marca de 500 mortes causadas pela Covid-19.

“Meu agradecimento especial a cada um que tem se dedicado ao trabalho de salvar vidas, a cuidar de cada paciente que chega às unidades de saúde. Desde o início da pandemia, nosso trabalho tem sido para fazer o melhor em termos de assistência às pessoas infectadas pelo vírus. Investimos na melhoria e na ampliação da rede de saúde da cidade, mas nada disso será suficiente se não houver o compromisso de todos para preservar vidas, cumprindo todas as medidas para reduzir a circulação do vírus”, destacou o prefeito.

Restrição na circulação de veículos no Centro inicia nesta segunda-feira (13)

Entra em vigor nesta segunda-feira, dia 13, o decreto que restringe a circulação de veículos na área central de Teresina. A medida foi adotada devido à grande movimentação na área, mesmo havendo poucos estabelecimentos autorizados a funcionar.

A circulação pelas ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão será permitida, mas em alguns cruzamentos dessas vias não serão permitidas conversões para acessar a parte central da cidade. Os veículos sem permissão para circular nos perímetros isolados podem optar pelas vias paralelas ou próximas às interdições.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que serão feitas interdições em trechos específicos. “No caso da Paissandu, os veículos não poderão fazer conversão à esquerda para as ruas Simplício Mendes e Barroso. Os condutores que circularem pela Rua David Caldas ficarão impedidos de dobrar à esquerda nas ruas Coelho Rodrigues, Areolino de Abreu e Lisandro Nogueira. Já os veículos que estiverem na Avenida Maranhão, não poderão entrar à esquerda na Rua Coelho Rodrigues. Aqueles que estiverem na Rua Desembargador Freitas não poderão virar à direita nas vias Rui Barbosa e 13 de Maio”, esclarece.

Para quem deseja ter acesso à Ponte da Amizade, as rotas pelas ruas Paissandu, Riachuelo e Senador Teodoro Pacheco permanecerão normais. O decreto não aplica restrições à circulação de veículos por essas vias.

A fiscalização do cumprimento das medidas será realizada por agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Os condutores de veículos que desobedecerem às normas estarão passíveis de autuação por infração grave, com a aplicação de multa no valor de R$ 195,23, além de computados cinco pontos no prontuário da CNH do condutor.

Confira aqui o Decreto nº 19.908 ( https://pmt.pi.gov.br/wp-content/uploads/sites/34/2020/07/New-Scan-2020-07-09-1815.pdf