Prefeitura amplia testagens de Covid-19 para os mototaxistas

A Prefeitura de Teresina está ampliando as testagens de Covid-19 com profissionais do transporte e agora estende a ação para os mototaxistas. Assim como os taxistas, eles podem realizar agendamento pela internet para fazer seu teste em um dos dois pontos instalados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), localizados nos estacionamentos dos shoppings Teresina e Rio Poty.

Os profissionais de mototáxi podem fazer seu agendamento pelo site http://www.testerapido.fms.pmt.pi.gov.br/ . Lá, eles devem clicar em “Agendar meu teste” e seguir as instruções. “O sistema é interligado com a base de dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). A primeira seção é a de Dados Pessoais, que já estará em parte preenchida, bastando o cidadão completar o que estiver faltando e seguir os demais passos”, explica Câncio Júnior, diretor técnico da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater).

O trabalho com os taxistas do município começou na última segunda-feira (01). Segundo dados da FMS, até hoje (03) já foram feitos 568 agendamentos e 356 testagens com motoristas de táxi, dos quais 14 deram positivo para o novo Coronavírus.

Segundo Kledson Batista, o objetivo da testagem é garantir a segurança de profissionais e passageiros. “Do mesmo modo que estamos fazendo com os taxistas, pretendemos identificar pessoas positivas assintomáticas entre os mototaxistas, evitando assim que eles possam transmitir a COVID-19 durante suas corridas de trabalho”, comenta Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS.

Para mais informações e dúvidas sobre o agendamento para o teste da Covid-19, os mototaxistas podem entrar em contato com a gerência de Licenciamento e Concessão da Strans por meio do número (86) 99439 5826, que recebe ligações e também mensagens pelo aplicativo whatsapp.

 

Afastamento de profissionais com Covid-19 não altera serviços de saúde

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina mantém as atividades de suas unidades de saúde mesmo com o afastamento de 36 profissionais que testaram positivo para COVID-19. Os profissionais ficarão afastados por 14 dias, tempo suficiente para garantir que alguém que tenha sido infectado pelo novo coronavírus não contamine pessoas próximas, segundo orientações do Ministério da Saúde.

Levantamento feito pela FMS apontou que testaram positivo 14 médicos, 3 enfermeiros, 4 fisioterapeutas, 12 técnicos de enfermagem e 3 administrativos. As confirmações foram de profissionais do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e dos hospitais do Buenos Aires, Satélite, Promorar, Parque Piauí, Dirceu e na Maternidade Wall Ferraz. A Prefeitura de Teresina tem feito o monitoramento frequente dos profissionais para garantir que eles possam receber o tratamento necessário para a doença.

Segundo a diretora de Assistência Hospitalar da FMS, Jesus Mousinho, a Prefeitura adquiriu 15 mil testes rápidos para serem aplicados em todos os profissionais da rede de saúde municipal. “São pessoas que estão na linha de frente do combate à doença e precisamos ter esse mapeamento para ter um melhor controle da situação. Iniciamos os trabalhos pelos profissionais das três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), localizadas no Renascença, Promorar e Satélite, e ainda na Maternidade Wall Ferraz”, comentou.

Os testes serão realizados obedecendo a um cronograma em todas as unidades da rede pública municipal de saúde. A ideia é ter um diagnóstico desses profissionais. No início dos decretos de emergência em saúde pública por conta da pandemia do novo coronavírus, a Fundação baixou uma portaria que permitia o afastamento dos profissionais que possuíam alguma comorbidade e que os colocassem na classificação dos grupos de riscos da doença.

Além da testagem em massa dos profissionais de saúde, a Prefeitura de Teresina também realizou testagens por amostragem em uma pesquisa do mapeamento do comportamento do vírus na capital.