Teresina e Timon articulam ação de combate à mão de obra infantil na venda de doces

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), em parceria com a Prefeitura de Timon, no Maranhão, vem realizando trabalho conjunto no combate ao uso de mão de obra infantil na comercialização de cocadas. Foram identificados três fornecedores do produto que utilizavam crianças na venda em avenidas e restaurantes da capital.

A origem dos fabricantes foi identificada após trabalho realizado pelos Agentes de Proteção Social (APS) de Teresina. O caso foi encaminhado para o Ministério Público do Piauí que, de posse do endereço e identificação, encaminhou, em audiência, um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), no qual foi imposto o compromisso da regularização da mão de obra.

Franciana Beleense, coordenadora das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI), reforçou que resultados como estes são mais perceptíveis no dia a dia quando se observa a ausência de crianças e adolescentes vendendo produtos nas ruas da capital. “Com essa ação, podemos garantir que 90% dos jovens que faziam esse trabalho em Teresina não estão mais lá, fato que se identifica com facilidade pelas pessoas”, explica.

O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, acrescenta que as ações de combate ao trabalho infantil irão continuar através do monitoramento dos agentes de proteção social e dos conselheiros tutelares e convida a sociedade para denunciar casos semelhantes. “A regularização da mão de obra por meio do combate ao trabalho infantil é prioridade”, pontua.

Como denunciar casos de trabalho infantil?

A denúncia é feita através do número 153 ou na sede do Conselho Tutelar, Centro de Referência da Assistência Social (Cras) ou Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) mais próximos de sua residência. Após a identificação, os órgãos públicos responsáveis tomarão as devidas providências para garantir a proteção social da criança, adolescente e suas famílias, bem como a garantia do direito que, naquele momento, está sendo violada.

Centro Espírita João Nunes Maia recebe ação de combate ao trabalho infantil

Foto: Marília Lima

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), realizou, nesta sexta-feira (28), uma ação em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. Foram entregues cestas básicas, arrecadadas pelo Centro Espírita João Nunes Maia, realização de oficinas, palestras e distribuição dos materiais da Campanha de Combate ao Trabalho Infantil.

De acordo com a coordenadora do Centro Especializado de Referência em Assistência Social (CREAS Sul), Marta Sérgia Carvalho, a ação tem como finalidade prestar assistência social a famílias que vivem em comunidades próximo ao aterro sanitário do bairro Santo Antônio, na zona Sul de Teresina.

“A Prefeitura vem desenvolvendo um trabalho já há algum tempo, tentando conscientizar essas famílias que fazem do aterro seu lugar de trabalho, para que não levem essas crianças e adolescentes para o local. Essa é uma ação coordenada e continuada que tem como alvo a prevenção e combate do trabalho infantil, especialmente nesse espaço”, explica Marta Carvalho.

Durante a manhã, as equipes técnicas das unidades socioassistenciais da região realizaram palestras para o público adulto. As crianças foram contempladas por oficinas de fantoche. A caravana da campanha também esteve presente. “A ação de hoje trata da informação. Através de uma roda de diálogo e dessas atividades lúdicas com as crianças estamos reforçando esse entendimento de que lugar de criança é na escola, e não de trabalho”, reforça Marta.

A Diretora da Sociedade Espírito João Nunes Maia, Evany Gomes ressaltou o caráter continuo das ações do Centro, que oferece serviços educacionais e sociais para as comunidades da região. “Na última sexta-feira do mês fazemos esse trabalho, distribuímos essas cestas para as famílias, que são doadas pela Fundação Francisco e Clara de Assis. Só que o trabalho aqui acontece diariamente”, afirma.

O Centro Espírita João Nunes Maia possui uma creche que atende 156 crianças, além de 143 matrículas de crianças integradas aos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. O espaço conta com um grupo de quase 200 voluntários. A entidade está localizado na Rua João Siqueira Araújo, no bairro Santo Antônio.

Prefeitura realiza ação alusiva ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

Ascom/Semcaspi

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), lançou oficialmente, nesta quarta-feira (12), a campanha alusiva ao 12 de junho, Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. A ação foi realizada no anfiteatro da Praça da Bandeira, Centro da capital, e contou com compartilhamento de vivências, dinâmicas integrativas e apresentações musicais.

Durante o evento, as crianças exibiram cartazes de protesto contra o trabalho infantil, se pronunciaram na tribuna reivindicando o direito de estudar e de brincar e cantaram o jingle com slogan da campanha “Criança não deve trabalhar. Infância é pra sonhar!”, composto pelo grupo musical Novos Meninos, conjunto formado por crianças e adolescentes do Centro de Convivência Novos Meninos.

Entre os momentos musicais, o palco recebeu representantes de diversas instituições do eixo de proteção às crianças e adolescentes, que compartilharam vivências e ressaltaram os graves efeitos que a prática do trabalho infantil imprime em suas vítimas.

“Todo esse trabalho de acolhimento e prevenção ao trabalho infantil é extremamente necessário para nossa sociedade. Combater o trabalho infantil é promover a cidadania e fortalecer nossa sociedade como um todo. Acreditamos nesse incremento social, de uma sociedade mais justa, igualitária e sem trabalho infantil!”, destacou o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

Franciana Beleense, coordenadora de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI), reforça que a campanha tem como intuito conscientizar a população de que a criança deve viver com alegria, amor e entusiasmo para que tenha as condições necessárias para se desenvolver no futuro.

A cerimônia se encerrou por meio da leitura de uma carta aberta à comunidade, elaborada pelo Fórum Piauiense de Combate ao Trabalho Infantil, e por uma dinâmica integrativa com balões. O público subiu ao palco para cantar o jingle em conjunto com o grupo Novos Meninos.

A campanha alusiva ao dia 12 de junho segue durante todo o mês. A população pode acompanhar os eventos por meio do site e redes sociais da Semcaspi.

Combate ao Trabalho Infantil: Paradinha Acordar conscientiza motoristas em Teresina

Ascom/Semcaspi

A campanha em alusão ao dia 12 de junho, Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, continua cumprindo a programação articulada para o mês, com ações por toda a capital. Ontem (10) e hoje (11) foram realizadas Paradinhas Acordar, em que profissionais da rede socioassistencial do munícipio abordaram motoristas e transeuntes, reforçando a importância da participação da população como um todo no enfrentamento a essa prática.

A primeira ação aconteceu na manhã de segunda, no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), situado na BR-343. A partir das 8h, iniciou-se panfletagem e exposição de cartazes com slogan da campanha “Criança não deve trabalhar. Infância é pra sonhar!”. Passageiros de ônibus também foram abordados pela equipe, que durante as paradas necessárias adentrou nos veículos e conversou com a população. A PRF esteve presente, com banners próprios de apoio à causa.

Já na manhã de hoje (11), a zona Leste foi o território alcançado. A mobilização aconteceu no cruzamento entre as Avenidas Dom Severino e Nossa Senhora de Fátima, e contou também com a contribuição das crianças que fazem parte dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de Teresina. Elas confeccionaram cartazes com desenhos e mensagens de sua autoria, ressaltando os fortes impactos sofridos pelas vítimas.

De acordo com a programação, que pode ser acompanhada pelo site da Semcaspi, mais três paradas do tipo devem acontecer até dia 27. A população pode sanar eventuais dúvidas entrando em contato com a Gerência de Proteção Especial (GPSE), por meio do 3226-8339.

Combate ao Trabalho Infantil: ações acontecem por diversos territórios este mês

Em 12 de junho é o dia de enfrentamento ao trabalho infantil. A data busca sensibilizar e trazer à frente, no âmbito do conhecimento popular, as graves consequências para o desenvolvimento escolar e social trazidas pela prática. A rede socioassistencial do município realiza, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), campanha em alusão ao marco durante todo o mês de junho.

A cerimônia de lançamento acontece na manhã do dia 16, na Praça da Bandeira. A abertura musical fica por conta do grupo Novos Meninos, que apresenta o jingle da campanha, a partir das 8h. Logo depois, acontece a tribuna “Criança e Adolescente Livre Pra Sonhar”, a divulgação de uma carta aberta à comunidade piauiense e o encerramento, por meio de dinâmica intitulada “Balão dos Sonhos”. O evento conta ainda com o apoio do Fórum Estadual Do Trabalho Infantil, do Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Teresina e do Fórum Estadual de Abuso e Exploração Sexual do Piauí.

Já na segunda-feira do dia 10, se inicia o trabalho junto às unidades territoriais. Às 8h, a zona Leste dá os primeiros passos, mobilizando uma Paradinha Acordar no Posto Fiscal da BR-343. A ação faz parte de parceria com a Polícia Rodoviária Federal e ocupa mais cinco pontos de referência até o dia 27.

A zona Sul participa por meio do I Concurso Literário em alusão à campanha, cuja temática, “Criança não deve trabalhar, infância é pra sonhar”, foi reforçada em acolhida ocorrida na segunda-feira (3). O Centro de Referência em Assistência Social Leste V (CRAS Leste V) sediou o momento. O CRAS Sul I e o Centro de Referência Especializada em Assistência Social Sul (CREAS Sul) foram responsáveis pela ação do dia seguinte (4), que abordou, em parceria com a Unidade Básica de Sáude (UBS) Daguimar Barbosa, a problemática das doenças relacionadas ao trabalho em aterros sanitários.

A competição literária propriamente dita tem início também no dia 12, em solenidade envolvendo representantes das escolas e instituições. A produção dos trabalhos deve acontecer do dia 12 a 19, sendo no dia 27 a solenidade que anuncia os ganhadores. Apoiam o projeto o Centro de Juventude Santa Cabrini, assim como as Escolas e os Centros Municipais de Educação Infantil do território. A programação da campanha, assim como a cobertura dos eventos, pode ser acompanhada por meio do site e das redes da Semcaspi e da Prefeitura de Teresina.