Prefeito assina termo de cooperação com TV Assembleia para transmissão de aulas

Iniciou nesta terça-feira (16) a transmissão de conteúdo educativo pela TV Assembleia para alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Teresina. A assinatura do termo de cooperação técnica entre o executivo municipal e o legislativo aconteceu nesta manhã entre o prefeito de Teresina, Firmino Filho, e o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themistocles Filho. Agora, 70 alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino são contemplados com aulas exibidas por canais de televisão

O sistema de aulas à distância exibidas por meio de canais de televisão foi uma das estratégias adotada pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) para retomar o calendário letivo e ainda manter as medidas de isolamento social em decorrência da pandemia do novo Coronavírus.

Para o prefeito Firmino Filho, a parceria com a TV Assembleia Assembleia é uma forma criativa e solidária de manter a qualidade do ensino municipal. “Temos um grande desafio ao enfrentar essa pandemia e buscamos fazer isso de forma criativa. Na educação, a busca por novas tecnologias é fundamental para que a gente possa manter a ensino das nossas crianças. Portanto, agradecemos ao deputado Themistocles Filho por entender a nossa demanda e ter demonstrado essa solidariedade com a meninada de Teresina e com a gestão municipal, que quer continuar construindo uma escola de qualidade para todos”, afirmou.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themistocles Filho, esse termo de cooperação técnica é uma contribuição do poder legislativo com a educação de Teresina. “Estamos colocando a TV Assembleia à disposição dos nossos jovens para que eles possam continuar estudando e aprendendo, e o que é mais importante, sem nenhuma contrapartida financeira para a Prefeitura de Teresina. Entendemos a importância desse meio de comunicação nesse momento em que os estudantes estão em casa e precisam de um canal para continuar com as suas atividades sem prejuízos”, destacou o deputado.

Com o início da transmissão das aulas hoje pelo canal 16, TV Assembleia, contemplando os alunos do 1º ano, agora os conteúdos passam a ser transmitidos para todo o Ensino Fundamental. No último dia 10 de junho já tinham sido iniciadas as aulas para alunos do 6º ao 9º ano por meio de quatro canais locais.

“A televisão tem um grande alcance e assim pretendemos levar para todos os nossos alunos essas atividades que todas as escolas estão organizando e planejando durante esse período de isolamento. Com essa estratégia de transmissão de conteúdo educativo pela televisão iremos contemplar cerca de 70 mil alunos com aulas, diminuindo o impacto da distância causado pela pandemia”, ressaltou Kátia Dantas, secretária municipal de Educação.

Os alunos e professores se encontram por meio da programação diária preparada pela Secretaria Municipal de Educação. As aulas são transmitidas de 8h às 17h30, pela TV Antena 10 (Canal 10.2), TV Assembleia (Canal 16), TV Vinte Ponto Dois (Canal 20.2) e TV O Dia (Canal 23.1).

Rede municipal se prepara para transmissão de aulas pela TV

Ascom/Semec

Desde a suspensão das aulas na rede municipal, como forma de proteção contra o coronavírus, a Secretaria Municipal de Educação vem adotando medidas para manter os alunos conectados ao aprendizado. Com o prolongamento da suspensão de aulas físicas, a Semec está se preparando para começar a transmitir o conteúdo aos alunos por um canal de TV.

No mês de junho, as escolas devem começar a mobilização com os professores, que retomarão programas de formação e a preparação de aulas virtuais. Até então, alunos e professores se conectavam pela plataforma virtual criada no site da Secretaria. A ferramenta leva conteúdo para todos os anos escolares, com sugestões de leitura, jogos, exercícios e vídeo aula.

A transmissão pela TV chega para somar com a plataforma online, alcançando todos os alunos, e agora registrada como carga horária efetiva. Os alunos terão acesso a novos conteúdos, com atividades pedagógicas e contato com os professores. A ideia é que também possam interagir e entregar devolutivas sobre o novo formato de rotina escolar.

“Estamos com mais de 50 dias em isolamento social e a medida de suspensão das aulas vai se estender, mas os alunos precisam voltar a um ritmo de aprendizagem. Além da plataforma, que tem sido de grande ajuda, vamos reiniciar todos os trabalhos da escola de forma remota, inclusive com a transmissão das aulas pela televisão. Estamos planejando todo esse procedimento para iniciar em breve”, anunciou o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma.

Covid-19 avança e Teresina registra 55 novos casos em um dia

Teresina registrou nesta segunda- feira (04) 55 novos casos de COVID-19, totalizando 540 pessoas com a doença. Os dados são da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi), que revelam ainda que a capital do Piauí não registrou novos óbitos nas últimas 24 horas.

O aumento nos números preocupa os especialistas da FMS, pois revela a necessidade de um maior cuidado no que se refere ao isolamento social para evitar o contágio. O índice de isolamento social em Teresina vem oscilando nos últimos dias, tendo registrado percentuais abaixo de 50%, em alguns dias nas últimas semanas. No domingo (03), esse índice ficou em 55%, inferior ao que costuma ser registrado aos domingos, que geralmente apresenta percentuais acima de 60%.

“Os estados próximos estão com suas redes de saúde em situação muito delicada e não queremos chegar a esse quadro”, avaliou Francisca Rodrigues, enfermeira e uma das coordenadoras do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde de Teresina. “Por isso, o isolamento precisa continuar. É imprescindível que cada um faça a sua parte, fique em casa, para evitarmos que o vírus se propague de forma acelerada e para que possamos salvar vidas”, alerta a enfermeira.

De acordo com pesquisa de investigação sorológica com teste para Covid-19, encomendada pela Prefeitura de Teresina, cerca de 7.690 pessoas estão infectadas pelo novo coronavírus na cidade. Os dados indicam que para cada pessoa infectada na capital, existem outras 62 não notificadas.

A Covid-19 é uma doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves. A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

Casos de Covid-19 crescem 2.453% em um mês, em Teresina

O número de casos confirmados de Covid-19 em Teresina passou de 19, no dia 03 de abril, para 485 no dia 03 de maio. Esse aumento representa um percentual de 2.453% num período de 30 dias. Da mesma forma, o número de mortes causadas pela doença passou de 02 para 14, um acréscimo de 600%.

“Estamos diante de um momento muito sério. Os casos aumentaram de forma muito expressiva. Não podemos relaxar, nem achar que estamos em segurança. Não estamos. Precisamos evitar a contaminação, o contágio. A melhor maneira de fazer isso é ficar em casa, lavar frequentemente as mãos com água e sabão e só sair quando for estritamente necessário, usando máscaras”, alertou Jesus Mousinho, diretora de Atenção Especializadas da Fundação Municipal de Saúde.

A Prefeitura de Teresina tem tomado medidas para diminuir o contágio pelo novo coronavírus em toda a capital.

De acordo com pesquisa de investigação sorológica com teste para Covid-19 encomendada pela Prefeitura de Teresina, cerca de 7.690 pessoas estão infectadas pelo novo coronavírus na cidade. Os dados indicam que, para cada uma pessoa infectada na cidade, existem outras 62 não notificadas.

A pesquisa, realizada pelo Instituto Opinar, foi realizada em duas etapas. A primeira delas, entre os dias 16 e 19 de abril; e a segunda, entre os dias 24 a 26. A maior parte dos registros está na zona Leste da cidade, com 38% dos casos. A zona Sudeste vem em seguida, com 23% dos casos positivados; a zona Sul com 23% e, por último, a zona Norte com 15%.

Segundo o estudo, 54% dos casos confirmados são em mulheres. A maioria dos casos positivos, 31% deles, envolve a população com idade entre 15 e 24 anos. 23% dos confirmados têm idade entre 25 e 34 anos, 15% com idade entre 35 e 44 anos, 15% com idade entre 45 e 54 anos, 8% com idade entre 55 e 69 anos e 8% com idade acima de 70 anos.

A pesquisa leva em consideração uma população estimada em 864.845 habitantes em Teresina. Foi realizada através de visitas residenciais com 15 equipes com pesquisadores do Instituto Opinar e técnicos da Fundação Municipal de Saúde. A margem de confiança é de 95% e a margem de erro considerando a amostra das duas pesquisas é de 2,31% para mais ou para menos.