Eturb e Prodater firmam parceria para modernização do transporte coletivo

Durante a reunião, foram apresentados elementos para a modernização e ampliação do novo sistema de bilhetagem eletrônica Foto(Ascom/Eturb)

Em reunião na quinta-feira, 13 de janeiro, representantes da Empresa Teresinense de Urbanização e Desenvolvimento (Eturb) e da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater) firmaram parceria e discutiram detalhes sobre a implementação do novo sistema de bilhetagem eletrônica para o transporte coletivo de Teresina.

Durante a reunião, foram apresentados elementos para a modernização e ampliação do novo sistema de bilhetagem eletrônica, incluindo a migração do sistema antigo para o novo, maior facilidade na compra de créditos, através de postos de recarga e uso de aplicativos para recarga de créditos e monitoramento da frota de ônibus.

Com isso, foi firmada parceria entre as empresas para o desenvolvimento das plataformas e aquisição das tecnologias necessárias ao desenvolvimento do sistema, visando a melhoria na qualidade do serviço prestado aos usuários do transporte coletivo da capital.

Segundo o presidente da Eturb, João Duarte, o sistema trará mais comodidade aos usuários do transporte coletivo. “Ainda temos muito trabalho pela frente, mas o ganho para a população será enorme com a modernização do sistema. A Prodater tem a experiência necessária para contribuir com esse processo e nos ajudar a revolucionar o transporte em nossa cidade”, apontou.

Já o presidente da Prodater, Jobson Filho, destacou a importância da parceria entre as entidades e sua relevância para a concretização do sistema. “A parceria Prodater e Eturb é de grande valia para a população teresinense, a Prodater irá prestar apoio técnico e infraestrutura para o novo sistema de bilhetagem eletrônica que será modernizada”, declarou.

Strans emite nova ordem de serviço de 250 ônibus para o transporte público na capital

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) emitiu uma nova ordem de serviço determinando aos Consórcios e as empresas que operam o transporte público coletivo de Teresina um aumento na frota de 250 ônibus na totalidade, distribuídas em todas as zonas da cidade. A nova ordem de serviço foi emitida no dia 1º de dezembro, e os Consórcios devem cumprir a determinação.

Foto: Ascom Strans

O gerente de Planejamento de Transportes da Strans, Felipe Leal, explica que no momento 200 ônibus circulam em Teresina, sendo 95% da frota determinada em circulação, mas a Strans identificou a necessidade de um aumento e ampliação da ordem de serviço.

“Em um mês verificamos que de acordo com os dados analisados que a demanda de passageiros na capital aumentou em 200 mil. Foi levada em consideração a demanda de passageiros. No meio de outubro a gente estava com um total de 1,3 milhão de passageiros. Já no mês de novembro subiu para 1,5 milhão. Percebemos que o passageiro está voltando ao sistema. E por isso também foi levada em consideração a lotação e tempo de espera dos passageiros nas paradas”, explica o gerente de Planejamento de Transportes, Felipe Leal.

O gerente, Felipe Leal, destaca ainda, que além da fiscalização que é feita nas praças, nas paradas, nas garagens pelos agentes de fiscalização do transporte público, a Strans vai monitorar o cumprimento da ordem de serviço por meio do sistema de bilhetagem eletrônica.

“A empresa que não cumprir a determinação, após o período de cinco dias úteis, deve ser notificada, e após a notificação, pode ser aplicada multa”, esclarece o gerente de Planejamento de Transportes da Strans, Felipe Leal.

O gerente de Planejamento de Transportes da Strans, Felipe Leal, esclarece que a bilhetagem eletrônica será operacionalizada pela Prefeitura, mas que até o momento o sistema ainda é administrado pelo Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut).

“A previsão é que até fevereiro a operação do sistema de bilhetagem seja assumida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Strans, para garantir maior fiscalização, transparência e controle operacional. Estamos em processo de transição, e uma Comissão Especial foi criada em outubro deste ano para fazer a transição”, esclarece o gerente de Planejamento de Transporte Público da Strans, Felipe Leal.

A nova ordem de serviço segue válida até que outra ordem de serviço seja emitida, a previsão é de que possa ter um novo aumento na ordem de serviço para 300 ônibus.

STRANS disponibiliza quadro de horários do transporte público para o primeiro domingo de prova do ENEM

Por conta da realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), determinou o reforço da frota de ônibus neste domingo (21), em todas as zonas da cidade. Ao todo, o sistema terá um reforço na frota, com um total de 100 ônibus, a fim de garantir transporte público aos candidatos que irão fazer as provas do ENEM.

De acordo com o gerente de Planejamento de Transportes, Felipe Leal, a Strans determinou junto aos Consórcios operadores do transporte público coletivo, um reforço nas linhas de ônibus para garantir o deslocamento dos estudantes aos locais das provas, principalmente aqueles com maior concentração de inscritos no ENEM.

“Estamos disponibilizando o quadro de horários com as linhas de ônibus de cada Consórcio que irão atender a população neste primeiro domingo de provas do ENEM. É importante que os estudantes se programem para sair de casa a tempo. Vale ressaltar ao usuário do transporte público que o horário que consta no quadro é referente ao horário de saída do ponto de origem de cada linha, dentro de cada bairro. O estudante precisa ficar atento e consultar o quadro de horário”, orienta o gerente de Planejamento de Transporte da Strans, Felipe Leal.

A Strans aumentou o número de veículos em circulação principalmente nas linhas que passam perto dos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) na cidade.

Consulte abaixo o quadro de horários disponível para este domingo (21) do ENEM.

QUADRO DE HORARIO ENEM 2021 CONSÓRCIO POTY

QUADRO DE HORARIO ENEM 2021 CONSÓRCIO URBANUS

QUADRO DE HORARIO ENEM 2021 EMPRESA TRANSCOL

QUADRO HORÁRIO – ENEM 2021 CONSÓRCIO TERESINA

STRANS fiscaliza transporte público e coloca 250 veículos cadastrados para circular

A STRANS informa que na data de hoje (01 de novembro) constatou que 138 ônibus estão circulando. A Ordem de Serviço do órgão prevê a circulação de uma frota de 140 ônibus nos horários de maior circulação de usuários e 60 em outros horários.

De acordo com a decisão judicial, o horário de pico é aquele compreendido no intervalo entre 6 e 9 da manhã de segunda a sexta e das 5 da tarde até as 8 da noite. Aos sábados o horário foi considerado aquele de 6 as 9 da manhã e de meio dia às 3 da tarde.

A STRANS fiscaliza para que seja cumprida a ordem judicial que determina que o SINTETRO não impeça a circulação da frota mínima de 70% nos horários de pico e 30% nos horários entre os picos.

Além disso, a STRANS resolve manter em circulação os 250 veículos cadastrados a fim de suprir a necessidade dos usuários.

O órgão determinou que os consórcios devem colocar em circulação os ônibus que possuem equipamento GPS para melhor controle da frota. O uso do GPS também diz respeito a funcionalidade do aplicativo SIU Mobile Teresina. O aplicativo, que está disponível gratuitamente nas plataformas, informa em tempo real a localização dos ônibus, itinerário e tempo de espera.

A STRANS informa também que todas as medidas administrativas e judiciais estão sendo adotadas. A Procuradoria Geral do Município tem recebido relatório diário sobre os descumprimentos das ordens de serviço para as providências cabíveis.

Ônibus vão circular com 100% da ordem de serviço para o período, nesta segunda (18)

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) esclarece a população que os ônibus da capital irão circular normalmente nesta segunda-feira (18), com 100% da frota da ordem de serviço prevista para o período, em torno de 200 veículos.

Após reunião realizada na última sexta-feira (15), na sede da Procuradoria Geral do Município (PGM) de Teresina, com a Strans, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) e representantes dos Consórcios que operam o transporte público na capital, onde ficou acordado com o Sintetro pela suspensão da paralisação.

“Durante a reunião, foi tratado sobre os termos do acordo extrajudicial que foram lavrados há uma semana. Todas as empresas já receberam o montante referente a primeira parcela do acordo entre a PMT e o Setut. Agora ficou a obrigação das empresas de cumprirem com dois quesitos, o primeiro seria exatamente aquele que foi objeto do prefeito que era a contra prestação para os trabalhadores, ou seja, parte desse valor que foi repassado e que será repassado para as empresas, elas deverão proporcionalmente ter um repasse aos trabalhadores em cima já do acordo que fora estabelecido no ano de 2020. E o segundo é exatamente o cumprimento da ordem de serviço exarada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito que deve ser cumprida tão logo esse pagamento seja efetuado”, declara o superintendente da Strans, Cláudio Pessoa.

Ainda de acordo com o superintendente, “dessa reunião ficou estabelecido o seguinte: que eles reveriam essa situação de paralisação, o presidente do Sintetro iria conversar com os sindicalizados, tratando exatamente daquilo que foi dito na reunião, ou seja, nós vamos pegar a documentação das empresas, demos um prazo de 72 horas para que eles comprovassem que efetuaram os pagamentos aos empregados, diante dessa informação nós encaminharemos para a Procuradoria Judicial e ele vai atestar o cumprimento desse acordo junto ao judiciário. Isso porque o pagamento subsequente das parcelas fica condicionado ao cumprimento total e restrito de todas essas cláusulas. Além do cumprimento da ordem de serviço, deve-se também as empresas apresentarem os comprovantes de pagamento para os trabalhadores”, acrescenta Cláudio Pessoa.

A Strans fará o monitoramento diário da demanda de usuários, realizando a adequação gradual de veículos à quantidade de passageiros por viagem. Conforme houver necessidade, iremos adequar a frota de maneira gradativa para garantir um melhor atendimento aos usuários de todas as regiões da cidade.

Neste primeiro momento, não haverá a reabertura dos terminais, permanecendo o formato radial de atendimento que está em atuação, com percursos do bairro para o Centro.

“Lembramos que a integração continua, a integração temporária, que é aquela em que o usuário se desloca em diferentes zonas da cidade pagando somente uma passagem no tempo máximo de duas horas, esclarece o gerente de Transporte Público da Strans, Felipe Leal.

Ainda de acordo com o gerente de Planejamento de Transporte Público, Felipe Leal, as três empresas que operam na zona Sudeste, que fazem parte do Consórcio Theresina, as empresas Emtracol, Transfácil e Teresina irão voltar, elas estavam paradas e as linhas que estavam desassistidas irão retornar a operar a partir desta segunda-feira (18). Assim como as linhas circulares, Rodoviária I e II e Universidade I e II, voltam a operar também nesta segunda-feira.

Transporte Público de Teresina tem aumento na frota de ônibus após ajustes da STRANS

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), na última sexta-feira (8), em reunião na sede da STRANS, por meio da Diretoria de Transporte Público, definiu com os chefes de tráfego das empresas que operam o sistema de transporte público de Teresina a determinação de um incremento da frota de ônibus do sistema público, um aumento da quantidade de ônibus em circulação a partir desta segunda-feira (11), e no decorrer de toda a semana.

O gerente de Planejamento de Transporte Público da STRANS, Felipe Leal, explica que a frota de ônibus na capital terá um incremento de 40% em relação à frota anterior com ampliação das ordens de serviço e que esse não será um número fixo, ou seja, essa frota pode mudar de acordo com a necessidade e demanda de passageiros, que será avaliada toda semana pelos técnicos.

“Durante a semana será feito acompanhamento, análise, estudo de demanda, reuniões entre a STRANS e os empresários dos Consórcios para verificar a necessidade de aumento da frota de ônibus por região, de maneira gradativa essa quantidade de ônibus poderá aumentar, de acordo com a demanda de passageiros, para atender aos usuários do transporte público”, destaca o gerente.

Com o aumento de 40% na quantidade de ônibus em circulação, a distribuição de cada Consórcio que atende diferentes regiões na capital ficará da seguinte maneira: Consórcio Poty, que atende a zona Norte, com 42 veículos; Consórcio Urbanus que atende a zona Leste, com 47 veículos; Consórcio Teresina, que atende a zona Sudeste, com 47 veículos; Empresa Transcol, que atende a zona Sul, com 64 veículos. Será um total de 200 veículos com o aumento de 40% da frota de ônibus na capital.

Ainda de acordo com o gerente de Planejamento de Transporte Público, Felipe Leal, algumas linhas de ônibus que não estavam sendo utilizadas voltam com esse incremento na frota do sistema público de Teresina, principalmente para atender aos usuários que precisam se locomover na cidade.

Gratuidade dos Estudantes

Na reunião realizada na última sexta-feira na STRANS, não foi discutida sobre as gratuidades dos estudantes, mas vale lembrar que os estudantes continuam a pagar o valor de R$1,35 na passagem, nada foi mudado até o momento.
Integração

Nesse primeiro momento, os terminais permanecerão fechados e o atendimento continuará sendo feito com percursos diretos entre os bairros e o Centro da cidade.

“O que se tem discutido nos últimos dias é a volta dos terminais de integração, esses distribuídos em todas as zonas da cidade, mas vale lembrar que a integração continua, a integração temporária, que é aquela em que o usuário se desloca em diferentes zonas da cidade pagando somente uma passagem no tempo máximo de duas horas. Mas os estudos e projetos estão sendo elaborados para que o sistema de integração com os terminais volte a funcionar, contudo sem tempo definido para a sua volta”, esclarece o gerente de Planejamento de Transporte Público, Felipe Leal.

Strans recebe representantes dos Consórcios do Transporte Público

O superintendente, major Cláudio Pessoa, da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) recebeu nesta manhã (03), representantes dos Consórcios do transporte público de Teresina. O encontro foi para discutir melhorias e incentivos para resgatar os usuários do transporte público na capital.

O superintendente da Strans, major Cláudio Pessoa, explica que a Strans juntamente com os consórcios precisa buscar incentivos para resgatar os passageiros, uma retomada do usuário do transporte público na capital.

“A Strans juntamente com os consórcios busca o equilíbrio para trazer esses usuários de volta para o sistema. Estamos buscando formas de atrair e resgatar o usuário que está fora do sistema do transporte público”, destaca o superintendente.

Na qualidade de concedente, a Strans está buscando mecanismos que possa oferecer condições para que os Consórcios possam operar melhor na cidade. Onde o empresário possa trabalhar com dignidade e o usuário possa ter um serviço de qualidade.

“O que não queremos é ficar da forma que estamos, por isso a Strans está apresentando propostas aos empresários que operam neste sistema para assim termos o retorno do usuário do transporte público, porque a concorrência ela vai para onde se presta o melhor serviço, então, estamos juntos buscando propostas de incentivos para o usuário no sistema, e assim atender as necessidades da população”, finaliza o major Cláudio Pessoa.

A reunião contou com a participação do diretor de Transporte Público, Valdir Lima e do Diretor de Operações e Fiscalização de Trânsito, coronel Ricardo Almeida, e de integrantes da assessoria técnica da Strans.

Desafio #MoveTeresina entra em sua segunda fase com a realização de Workshops

O desafio #MoveTeresina deu início a sua segunda fase esta semana com a realização de workshops online para desenvolvimento de metodologias eficazes e orientação sobre gestão de dados. Em sua primeira fase, o desafio foi composto pela formação de equipes que tinham como objetivo pensar soluções digitais para o transporte público da capital. As onze equipes selecionadas para a segunda fase participaram dos workshops que acontecem de forma remota e contaram com a participação de mentores e profissionais que apontaram estratégias e auxílio na elaboração de projetos mais eficazes.

O projeto é coordenado pela Agenda Teresina 2030, um departamento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), criado em 2017 pela Prefeitura Municipal de Teresina como estratégia de desenvolvimento sustentável a longo prazo do município.

“Saímos do campo das ideias e agora entramos no momento das equipes levarem em consideração os pontos como tecnologia e efetividade da ideia, essa é a chave que procuramos nessa fase dois.

O próximo passo é o desenvolvimento dessas questões que precisam ser e estar seguras e consolidadas para serem aplicadas”, explica Ricardo Colares, da Universidade de Fortaleza (UNIFOR).

Para a seleção do Workshop 2 foram considerados critérios como: viabilidade de prazo e custo para o desenvolvimento do protótipo na fase de contratação; facilidade de uso (usabilidade e acessibilidade); impacto dos resultados; capacidade de escala da solução e nível de qualidade e maturidade da proposta.

“Sempre pensei em buscar resolver problemas da sociedade. Mobilidade urbana é um tema que eu sempre quis abordar. A parte de transporte público é cercada de segredos, nos portais as informações são confusas. Quando apareceu o Desafio, nós vimos a oportunidade de trabalhar junto ao gestor, apoia-lo para que ele resolva os problemas e facilite a vida do público, ” afirma Duany Sousa, engenheiro de software, professor, pesquisador e integrante da equipe Jaegers, uma das equipes selecionadas para o Workshop 2.

“As equipes participantes aguardam agora a seleção para a próxima fase do desafio em que poderão desenvolver seus protótipos de forma completa. Ao final do Workshop 2, será feita a seleção de três a cinco ideias que serão financiadas para serem desenvolvidas no período de até 5 meses, por meio de financiamento de até R$ 60 mil reais”, explica Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

O desenvolvimento do Desafio #MoveTeresina é uma importante iniciativa da Prefeitura de Teresina para melhorar a experiência do usuário e a qualidade de serviço do transporte público da Capital.

Desafio #MOVETERESINA 

O Desafio #moveteresina – Inovação Aberta para Soluções Digitais no Transporte Público de Teresina, foi pensado para atrair a criatividade, inovação, iniciativas empreendedoras e habilidades no desenvolvimento ágil de projetos. A proposta foi aberta à colaboração de todos aqueles que acreditam poder contribuir para o exercício da cidadania sob forma com ideias e soluções para a melhoria da qualidade e eficiência do transporte público de Teresina, considerando o contexto atual e futuro na forma de 7 desafios.

As propostas a serem desenvolvidas devem visar soluções digitais para os seguintes desafios: sistema de informação em tempo real; validação dos dados do sistema de transporte; medição dos indicadores de qualidade e desempenho; otimização da rede de transporte público coletivo; certificação dos serviços prestados; controle de cartões com gratuidade; acompanhamento financeiro dos contratos.

O desenvolvimento do Desafio #MoveTeresina é uma importante iniciativa da Prefeitura de Teresina para melhorar a experiência do usuário e a qualidade de serviço do transporte público da Capital. Foto: Observatório do Transporte

Prefeitura inicia desafio #MOVETERESINA para implantação de soluções digitais para o transporte público

A abertura do desafio #MOVETERESINA ocorreu de forma online e remota (Foto: Ascom/Semplan)

A Prefeitura de Teresina iniciou esta semana a primeira etapa do desafio #MOVETERESINA, que tem como principal objetivo desenvolver soluções digitais para melhoria do transporte público da capital. Cerca de duzentos (200) inscritos terão acesso a workshops onlines para desenvolvimento de metodologias de gestão de dados, além de um aprofundamento nos principais desafios do sistema de transporte da capital.

Trabalhando em equipes, os participantes do projeto terão a oportunidade de testar sua solução digital na grande Teresina. Terão financiamento de até R$ 60.000,00 para o desenvolvimento do protótipo por meio de contrato com a Systra, um grupo internacional de engenharia e consultoria na área de mobilidade que já realizou trabalho no Rio de Janeiro, Santiago (Chile) e Reino Unido. As equipes participantes também estarão focadas em gerar ideias e soluções orientadas através de mentorias e workshops, além de acumular experiências e capacitação em tecnologias digitais e em desenvolvimento ágil de projetos.

A abertura do desafio #MOVETERESINA ocorreu de forma online e remota, com a participação dos atores fundamentais para que o projeto fosse compilado e iniciado a fase de desenvolvimento. Após quase dois anos desde o início do projeto, Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030, departamento da Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), fala do objetivo do trabalho e a importância para a cidade.

“Esse é um momento especial, pois o projeto se iniciou em 2019 e temos trabalhado a longo prazo para iniciarmos essa etapa de construção e desenvolvimento de ideias para o transporte público. Um dos pontos interessantes que marca o início do desafio #MoveTeresina é a inclusão da situação pandêmica que vivemos na discussão dos projetos. Então, teremos soluções que também vão olhar para esse contexto de pandemia e suas implicações”, explica  a coordenadora Cíntia.

Guillermo Madrid, gerente de projetos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), explicou o papel do banco nessa iniciativa. “O #MoveTeresina é um projeto inserido no Observatório do Transporte de Teresina, que é financiado pela União Europeia, através do Programa EuroClima+, que busca soluções resilientes para o meio ambiente e pensadas para o futuro. A AFD faz a gestão desse projeto, em resposta a uma demanda da Prefeitura de Teresina nessa questão do transporte público. Com isso, temos uma ação muito relevante, pois as ações desenvolvidas trarão uma resposta para termos um serviço mais eficiente, inclusivo e resiliente, acompanhando as mudanças climáticas e suas implicações”, ressalta Guillermo.

O primeiro contato com os inscritos que irão desenvolver propostas para o transporte da capital é também um momento de realização para todos os envolvidos no projeto, como a arquiteta e urbanista Mariana Fiuza, integrante da Agenda 2030. “Participei do processo de implementação da proposta e é muito satisfatório ver que chegamos em um momento de unirmos forças com outras pessoas, além das que estiveram desde o começou que é a Systra, a AFD, a Prefeitura e a Universidade de Fortaleza (Unifor). Agora poderemos receber mais contribuições, já que essa é uma etapa crucial para o desenvolvimento do projeto. Assim, teremos boas soluções para os desafios que identificamos. O sentimento de satisfação é mútuo”, afirma Mariana.

A abertura do desafio #MOVETERESINA ocorreu de forma online e remota (Foto: Ascom/Semplan)

Desafio #MOVETERESINA

O Desafio #moveteresina – Inovação Aberta para Soluções Digitais no Transporte Público de Teresina, foi pensado para atrair a criatividade, inovação, iniciativas empreendedoras e habilidades no desenvolvimento ágil de projetos. A proposta foi aberta à colaboração de todos aqueles que acreditam poder contribuir para o exercício da cidadania sob forma com ideias e soluções para a melhoria da qualidade e eficiência do transporte público de Teresina, considerando o contexto atual e futuro na forma de 7 desafios.

As propostas a serem desenvolvidas devem visar soluções digitais para os seguintes desafios: sistema de informação em tempo real; validação dos dados do sistema de transporte; medição dos indicadores de qualidade e desempenho; otimização da rede de transporte público coletivo; certificação dos serviços prestados; controle de cartões com gratuidade; acompanhamento financeiro dos contratos.

Teresina terá frota de ônibus semelhante ao sábado no dia das eleições

O sistema de transporte coletivo de Teresina vai operar durante o próximo domingo (15), dia das eleições municipais, com a mesma frota que normalmente é disponibilizada aos sábados pela manhã. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito informa que este é o mesmo procedimento adotado em eleições anteriores.

O gestor da Strans, Weldon Bandeira, analisa que boa parte dos eleitores mora nas proximidades das suas zonas eleitorais e não utiliza sistema de transporte público para ir aos locais de votação. “Com essa organização do Tribunal Regional Eleitoral, não existe necessidade da frota total, mas disponibilizaremos a quantidade de ônibus necessária para  que ninguém tenha dificuldades de se deslocar”, ressalta.

No domingo, os passageiros poderão fazer a integração no sistema de transporte, desde que seja em um ponto com itinerários coincidentes das linhas, como as estações da Avenida João XXIII, Frei Serafim e no Centro da cidade. “É importante que o passageiro tenha em mãos o cartão eletrônico e que a integração seja feita com linhas de zonas diferentes em até duas horas”, acrescenta Weldon Bandeira.