Transporte público é suspenso e atenderá apenas trabalhadores de serviços essenciais a partir desta segunda (04)

A partir desta segunda-feira (04) o transporte público da capital está suspenso e será implantando um novo sistema para atender, exclusivamente, os trabalhadores dos serviços essenciais que possuam o cartão eletrônico. Não será aceito, em nenhum caso, pagamento da passagem em dinheiro.

Cerca de 17 mil pessoas continuavam usando o transporte público diariamente, entre elas usuários que não integravam os serviços considerados essenciais, conforme mostrou pesquisa realizada pela Prefeitura. Com a nova determinação, os terminais de integração também serão totalmente fechados. A decisão foi tomada para garantir a separação de usuários de acordo com cada zona da cidade, diminuindo o risco de propagação do novo coronavírus.

O Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina) fará o controle sobre a recarga dos cartões eletrônicos, que será feita apenas para quem comprovar que está atuando nos serviços essenciais. Assim, o sistema atenderá somente os trabalhadores que estão atuando na linha de frente durante a pandemia.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca de ônibus deve ser feita em um prazo máximo de duas horas.

Nos últimos 15 dias o número de pessoas usando o transporte público voltou a crescer, mesmo após as medidas para reduzir a circulação de usuários. “O transporte público sempre foi um motivo de preocupação, pois é um grande ponto de aglomeração de pessoas. A suspensão do passe livre para o idoso e do subsídio para os estudantes tiveram efeito imediato, mas como a demanda voltou a crescer, foi necessário adotar medidas mais duras”, ressaltou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

Ele informou ainda que a Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede do órgão na próxima segunda-feira (04), das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender os trabalhadores caso a frota disponibilizada não seja suficiente”, destaca.

A suspensão do transporte público da capital foi uma decisão do prefeito Firmino Filho anunciada na última sexta-feira, após avaliar que os índices de isolamento social na capital não têm sido satisfatórios. Na última quinta-feira apenas 43% das pessoas cumpriram a orientação de ficar em casa. Enquanto isso, Teresina vem registrando aumento no número de casos da doença. Neste sábado (02) o número já chegou a 458 pacientes infectados e 14 óbitos.

As medidas não têm prazo de validade, devendo ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde na capital.

Ônibus vão circular dos bairros direto para o centro de Teresina

A frota de ônibus do sistema público de Teresina continuará circulando, mas o percurso será direto dos bairros para o centro e só os trabalhadores dos serviços essenciais terão acesso ao cartão eletrônico. As medidas adotadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) têm como objetivo evitar as aglomerações e reduzir possíveis riscos de contaminação pela Covid-19.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca deve ser feita num prazo máximo de duas horas. “Vamos voltar ao sistema antigo. Nas linhas alimentadoras, o percurso será o mesmo, mas os ônibus não irão entrar nos terminais. A viagem seguirá até o centro para evitar a aglomeração nos terminais”, pontuou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

A Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede do órgão na próxima segunda-feira (04), das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja alguma necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender a população. Há vários dias o sistema de transporte alternativo com vans foi paralisado por determinação do sindicato dessa categoria”, informou Weldon.

Ele explica ainda que os oito terminais serão fechados, ocorrendo a separação de usuários por bairros. “Queremos evitar aglomeração de pessoas de áreas diferentes da cidade, diminuindo o risco de contágio da doença”, disse, ressaltando que as medidas deverão ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura vem monitorando o perfil dos usuários do transporte público. O levantamento apontava que, mesmo diante do fechamento das atividades econômicas e a suspensão das aulas, cerca de três mil idosos e 2,5 mil estudantes continuavam usando o transporte público diariamente. “Por conta disso, cancelamos a gratuidade e também o subsídio do estudante. Com isso, tivemos uma queda para 10% da demanda normal, que acreditamos que seja dos trabalhadores dos serviços considerados essenciais. Mas esse número voltou a aumentar nos últimos 15 dias, exigindo medidas mais enérgicas”, argumentou o superintendente.

As mudanças no sistema de transporte público foram adotadas porque a cidade vem registrando queda do índice de isolamento social, que ficou em 43% na última quinta-feira, e o aumento do número de casos da Covid-19. Foram 62 novos registros nas últimas 24 horas, totalizando 420 pessoas com a doença.

Prefeitura faz sanitização dos terminais de integração e paradas de ônibus

Ascom/Strans

Nesta terça-feira, 31, foi realizada a sanitização dos oito terminais de integração, de todas as estações de embarque e desembarque de passageiros e também das paradas de ônibus localizadas em avenidas da cidade. Essa é uma ação que tem o objetivo de manter a população de Teresina mais protegida, frente à pandemia do novo coronavírus.

A Prefeitura Municipal realiza essa sanitização com a pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio, por meio de bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros.

O superintende da Strans, Weldon Bandeira, informa que essa sanitização é necessária porque o serviço de transporte coletivo está funcionando para atender a quem necessita. “Como parte da luta contra o coronavírus, a Prefeitura de Teresina está fazendo a desinfecção de todos os terminais, estações de embarque, paradas de transporte coletivo. Essa ação deve ser feita com regularidade, enquanto durar a quarentena”, diz.

O gestor informa também que teve redução de 90% na quantidade de usuários dos transportes coletivos. “Acreditamos que somente aqueles usuários que trabalham nos serviços essenciais estão se deslocando pela cidade e reforçamos que os demais devem permanecer em casa”, fala.

Marco Antônio Ayres, secretário da Semduh, explica que a sanitização deverá acontecer de duas a três vezes por semana, nos turnos da manhã, em praças, parques, canteiros centrais de grandes avenidas e áreas públicas com grande fluxo de indivíduos.

Essa ação é em conjunto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), Fundação Municipal de Saúde (FMS) e Águas de Teresina.

Permissionários do transporte individual podem protocolar documentos eletronicamente

Ascom/Strans

Os permissionários do transporte individual de passageiros poderão protocolar documentos diretamente na plataforma Teresinense Digital. Na manhã desta sexta-feira (13), a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) apresentou aos representantes de táxi, mototáxi e transporte escolar o funcionamento da ferramenta, que disponibilizará processos de solicitação de renovação da permissão, de alteração do veículo, de transferência da permissão e de cadastro de 2° operador (táxi e mototáxi).

O Peticionamento Eletrônico é uma funcionalidade do sistema de Processo Eletrônico da Prefeitura Municipal de Teresina (Teresinense Digital) disponível para usuários externos que possibilita o envio de documentos digitais diretamente pelo sistema para processos novos ou já existentes.

Rômulo Rêgo, gerente de licenciamento e concessão da Strans, explica que, no primeiro momento, a prioridade é apresentar a ferramenta aos permissionários para que sejam feitas as adequações necessárias. “Neste primeiro momento, estamos instruindo os usuários sobre o funcionamento da plataforma e ouvindo sugestões para possíveis adequações. Em breve, essa será mais uma opção para agilizar as solicitações dos permissionários”, garantiu o gerente.

O presidente do sindicado dos taxistas de Teresina, Raimundo Bezerra, pontua que a ferramenta trará inúmeros benefícios. “Os benefícios serão inúmeros, afinal, os procedimentos poderão ser resolvidos de forma mais rápida e prática. Além disso, o Sindicato e a Strans estarão sempre disponíveis para auxiliar os permissionários sobre o funcionamento da plataforma”, declarou o presidente.

Transporte Eficiente ganha reforço de mais quatro veículos

O prefeito Firmino Filho fará a entrega de quatros veículos para o programa Transporte Eficiente nesta quinta-feira (20),  às 8h, na sede da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). O programa Transporte Eficiente atende pessoas com mobilidade reduzida nos deslocamentos pela cidade.

Teresina já contava com 13 carros e, com essa nova aquisição, serão disponibilizados 17 veículos no total. Mais de duas mil pessoas com dificuldade de locomoção são cadastradas no Transporte Eficiente e atendidas em toda a cidade, nos horários das 5h às 23h, de segunda a sexta-feira e aos finais de semana.

Diariamente são agendados cerca de 160 atendimentos pelo telefone 0800 086 3122, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. Nos casos de deslocamentos nos finais de semana o usuário deve solicitar por ofício.

De acordo com o superintendente da Strans, Weldon Bandeira, foram investidos R$ 1,4 milhão, sendo R$ 851.390 de recursos da Prefeitura de Teresina e o restante de emendas parlamentares. “Esse serviço é essencial. Ajuda muitas pessoas que precisam ir ao médico, escola, entre outras necessidades. Com mais veículos, vamos poder atender mais e melhor a demanda dos deslocamentos das pessoas com dificuldade de mobilidade”, ressalta.