Serviços essenciais de saúde funcionarão no feriado

As urgências e emergências dos hospitais, maternidades e Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) da rede pública de Teresina funcionarão normalmente entre 14 e 17 de abril, dias de ponto facultativo e feriado de semana santa. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) mantém ainda abertos diversos serviços considerados essenciais.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) funciona normalmente no feriado, com médicos reguladores, operadores de rádio e telefonistas auxiliares de regulação médica. O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) também funcionará normalmente. Já o Laboratório Raul Bacellar estará em funcionamento para atender as demandas da rede hospitalar.

No âmbito da Atenção Básica, estará em funcionamento até quinta-feira (14) a UBS Gurupi com atendimento exclusivo gripal. Já as UBS Renascença, Santa Isabel, Parque Brasil e Porto Alegre (com demandas gerais em saúde) só não funcionam na sexta-feira (15), nos demais dias funcionarão normalmente.

Por conta do ponto facultativo, as demais Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a parte ambulatorial dos hospitais (marcação de consultas e exames) funcionam até esta quarta (13) e só voltam a atender na segunda-feira (18). O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo, por fazer parte da rede de atendimentos ambulatoriais, só funciona até dia 13 e volta a atender normalmente no dia 18, o setor administrativo da Fundação Municipal de Saúde também.

O serviço de saúde mental segue em funcionamento no CAPS III Sul, que é um serviço ambulatorial de atenção contínua, funcionando durante 24 horas diariamente, incluindo feriados e finais de semana, com atendimento da rede de cuidados em saúde mental no âmbito do seu território.

Dezembro Vermelho: FMS promove capacitação contra Aids e infecções sexualmente transmissíveis

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) realiza capacitação no dia 2 de dezembro sobre o Dia D de luta e orientação contra a Aids e infecções sexualmente transmissíveis, das 8h às 12h, no auditório da FMS, com a participação de servidores dos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

A atividade faz parte do Dezembro Vermelho, que é uma campanha de conscientização para o tratamento precoce da síndrome da imunodeficiência adquirida e de outras infecções sexualmente transmissíveis. A capacitação é coordenada pela Diretoria de Assistência Especializada (DAE/FMS) em parceria com os Núcleos Hospitalares de Epidemiologia (NHE).

A programação consta de mesa redonda sobre Manifestações Clínicas, Diagnóstico e Tratamento das principais Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s). A capacitação é destinada aos profissionais de saúde, que serão, posteriormente, os multiplicadores das orientações recebidas em seus locais de trabalho.

O objetivo das ações é qualificar a conduta dos profissionais de saúde a partir da atualização de evidências científicas que contribuam para melhorar a assistência ao paciente e a notificação de casos.

Sobre a data

O Dia Mundial de Luta Contra a Aids é celebrado em 1º de dezembro. A data foi estabelecida internacionalmente em 1987 por decisão da Assembleia Mundial de Saúde com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU).

No Brasil, o Ministério da Saúde oficializou o “Dezembro Vermelho”, a partir da Lei 13.504, de 7 de novembro de 2017, que instituiu a campanha nacional de prevenção ao HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis, denominada Dezembro Vermelho.

Teresina não registra mortes por Covid no final de semana

Os dados do Centro de Operações Emergenciais (COE) Teresina apontam que no sábado (21) e domingo (22) não foram registrados óbitos por Covid-19 em Teresina. O atendimento aos pacientes Covid é feito na rede municipal em Unidades Básicas de Saúde (UBS), hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) por equipes de diversas especialidades que estão treinadas para esse trabalho.

O hospital municipal de referência Covid para internação por encaminhamento é o Hospital do Monte Castelo, zona Sul, que disponibiliza 39 leitos clínicos e 10 leitos de UTI. O atendimento a crianças com Covid é feito no Hospital do Parque Piauí em 10 leitos e no HUT são 10 leitos de UTI Covid. A organização da rede é um processo dinâmico, sendo alterado quando necessário, de acordo com a necessidade e demanda por tipo de atendimento. A internação nestes hospitais pela regulação entre hospitais.

O Hospital Mariano Castelo Branco, zona Norte, realiza também atendimento de urgência Covid e faz referenciamento para casos de internação para o Hospital Monte Castelo. Nas três UPAS os pacientes atendidos, ficam em leitos de observação e são referenciados para o Hospital do Monte Castelo. Nesse hospital tem atendimento inovador na fisioterapia respiratória não invasiva aos pacientes Covid com o equipamento da interface para VNI Elmo, tipo Helmet (conhecido como capacete), que propicia a otimização dessa terapia.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, destaca o trabalho dos profissionais de diversas áreas. “Em tempos de pandemia vivemos uma batalha diária para salvar vidas e ter dois dias seguidos sem mortes é um bom indicador. Nossas equipes de profissionais merecem nosso apoio e tem trabalho árduo todos os dias para salvar vidas”, diz.

 

Urgência odontológica será ofertada nas UPAS de Teresina

A partir de segunda-feira (19) a população de Teresina passa a contar com os serviços de urgências odontológicas nas três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) de Teresina todos os dias das 7h às 19h. O serviço retorna às UPAs após o período de funcionamento de urgências em UBS, devido à pandemia da Covid-19. A medida foi necessária no sentido para evitar aglomeração dentro das UPAs e hospitais, mantendo a segurança no atendimento para profissionais e pacientes. As 3 UPAS são localizadas nos bairros Satélite, Promorar e Renascença.

A partir de hoje (19) a população de Teresina passa a contar com os serviços de urgências odontológicas nas UPAs. (Foto: Ascom/FMS)

A Gerência de Saúde Bucal da FMS de Teresina reorganizou os serviços desse atendimento odontológico. “Estamos seguindo todos os protocolos de biossegurança nos consultórios odontológicos para que os pacientes sejam atendidos com a máxima segurança e também para os profissionais que trabalham nesse atendimento”, explica a gerente de saúde bucal da FMS Anyara Aires.

A diretora da UPA do bairro Satélite, Luciana Sebim, fala que é um serviço essencial para a população. “A Fundação Municipal de Saúde disponibiliza esse atendimento para a população que volta a ser atendida com toda a segurança. As UPAS estão localizadas em pontos estratégicos da cidade favorecendo melhor  acesso”, diz.

Dados mostram mais de 430 novos casos de Covid-19 em Teresina

Dados divulgados nesta quarta-feira (08), pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), mostram que Teresina tem 437 novos casos da COVID – 19,  contabilizando 10.883 pessoas infectadas. Os dados revelam ainda que na cidade existem 2.180 pessoas recuperadas e 493 óbitos causados pelo novo Coronavírus.

Dentre os óbitos registrados no último boletim, um aconteceu dia 30 de junho, três foram dia 6 de julho, sete foram dia 7 de julho e três no dia 8 de julho. Os pacientes tinham entre 34 e 88 anos, sendo seis homens e oito mulheres. Entre eles, apenas dois pacientes não apresentavam comorbidades.

Teresina conta com 26 Unidade Básicas de Saúde que atendem pacientes com suspeita de COVID-19. As equipes de saúde avaliam cada caso e adotam a conduta adequada, que pode envolver prescrição de medicamentos, indicação de isolamento domiciliar ou mesmo encaminhamento para hospitais ou UPAs, em casos mais graves.

 

Projeto “Acolher: Conte Comigo” inicia nesta segunda (2) em unidades de saúde

Começou nesta segunda (2) o trabalho dos estudantes que fazem parte do projeto “Acolher: Conte Comigo”. A ação propõe levar um acolhimento humanizado às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital.

A pauta tem como foco a definição conceitual do termo “acolhimento”, que consiste em desenvolver atitude de disponibilidade interna para com o outro, possibilitando o diálogo e a compreensão mútua.

“Os benefícios do trabalho acontecem nas três vias, uma vez que, além do aumento na satisfação por parte do usuário, as unidades terão seu atendimento facilitado e resolutividade potencializada. Os próprios estagiários poderão ter um contato mais íntimo com a realidade do Sistema Único de Saúde (SUS), o que contribuirá para a atuação como profissionais no futuro”, diz Charles Silveira, presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A seleção dos estudantes se deu no início deste mês de agosto e foi executada pela Gerência de Desenvolvimento de Pessoas da FMS, mediante análise do Histórico Escolar com base no Índice de Rendimento Acadêmico – IRA. O contrato foi de um ano a contar da publicação do ato de homologação do resultado no Diário Oficial do Município e não haverá prorrogação.

Após a contratação, os estudantes passaram por uma capacitação, onde puderam aprender mais sobre a Política Nacional de Humanização do SUS e suas diretrizes para o acolhimento. Os contratados farão jus a uma bolsa-auxílio de R$ 500,00 (quinhentos reais) mais auxílio-transporte e trabalharão em turnos de quatro horas, das 7h às 11h ou das 13 às 17h, nas UBSs e das 7h às 11h, 11h às 15h ou 15h às 19h, nas UPAS.