HUT aumenta em 15% o atendimento desde a abertura do hospital

O Hospital de Urgência de Teresina aumentou em cerca de 15% o atendimento desde a abertura da unidade. Esse aumento é reflexo da melhoria contínua dos processos assistenciais e administrativos, do investimento na modernização do atendimento, reformas estruturais e capacitação de profissionais, passando pelo estabelecimento de planos de ações para o alcance de indicadores internos e de metas internacionais de segurança.

Dados do HUT apontam que em maio deste ano foram registrados novos recordes de atendimentos realizados em diversos serviços. Foram efetuados 5.179 atendimentos de urgência, 1.376 cirurgias de alta e média complexidade, 424 procedimentos de hemodiálise, 13.328 exames de imagens e 22 internações por queimaduras, esses números são históricos dentro da unidade hospitalar.

Para Fábio Marcos, diretor geral do HUT, esses números revelam a eficiência na prestação de serviços no hospital e na rede municipal da Fundação Municipal de Saúde (FMS). “Estamos conseguindo atender mais usuários do SUS, nossos indicadores estão equiparados aos de hospitais privados. A gente hoje gira um leito até onze vezes no mesmo mês, com tempo médio de internação de três dias, enquanto a taxa de mortalidade institucional foi de 2%, uma das menores do Brasil, vez que essa taxa em hospitais de grande porte varia entre 3 a 5%”, analisa.

Com modelo de atendimento e internação pelo sistema de regulação, atualmente o HUT tem um grande fluxo de pacientes. Os números são semelhantes aos de hospitais portas abertas, porém com um novo fluxo da emergência e uma gestão de leitos eficiente, a unidade de saúde mantém corredores sem pacientes e sem gargalos na assistência.

Por ser centro de referência em múltiplos traumas na região, as causas mais específicas das entradas no pronto atendimento são de vítimas de acidentes de trânsito, dor/corpo estranho nos olhos e ouvidos.

O diretor clínico do Hospital, Hormone Rodrigues, informa que, especificamente, os serviços de Oftalmologia e Otorrinolaringologia são por demanda espontânea. Os usuários podem procurar a unidade 24 horas, caso tenham alguma urgência nos olhos e ouvidos.

 

 

 

Prefeitura de Teresina oferece atendimento de urgência em 17 estabelecimentos de saúde

A população de Teresina conta com ampla rede de saúde 24 horas para atendimento de urgência e emergência em 17 estabelecimentos de saúde, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), com 816 leitos nos hospitais e maternidades. São 10 hospitais distribuídos em todas as zonas da cidade, quatro maternidades, três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A população de Teresina conta também com o Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo (CISLA) que funciona no Centro e atende com consultas de 32 especialidades, realiza vários tipos de exames e oferece serviços específicos para diabéticos, fisioterapia, o Centro de Especialidades Odontológica entre outros serviços.

A Prefeitura de Teresina disponibiliza serviços com consultas, cirurgias, internações, exames, vacinas e distribuição de medicamentos para atender as necessidades da população. O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, destaca que os investimentos na área da saúde são para que a cidade ofereça serviços de qualidade. “A saúde é prioridade para garantir que a população seja atendida a qualquer hora do dia ou da noite e para que Teresina seja referência em saúde”, cita.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, informa que os serviços de saúde são planejados e avaliados periodicamente. “Fazemos planejamento de ações e avaliações constantes para identificar todas as demandas da população na área da saúde seja nos hospitais ou na unidades básicas de saúde e definimos como melhorar o atendimento incluindo novos serviços. Por exemplo, nesse período de pandemia da Covid temos dois hospitais exclusivos para pacientes com síndromes gripais que são os dos bairros Monte Castelo e da Santa Maria da Codipi”, diz.

Locais de atendimento:

Zona Sul: Hospital de Urgência de Teresina (HUT), UPA do Promorar, Hospital e Maternidade do Promorar, Hospital Municipal da Criança (Parque Piauí), Hospital do bairro Monte Castelo.

Zona Norte: Hospital e Maternidade do Buenos Aires, Hospital da Primavera, Hospital Ozeas Sampaio (bairro Matadouro) e Hospital da Santa Maria da Codipi.

Zona Leste: UPA do Satélite, Hospital e Maternidade do Satélite.

Zona Sudeste: UPA do Renascença, Hospital do Dirceu II, Maternidade Prof. Wall Ferraz (Dirceu II).

Centro: O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 18h, com atendimento por agendamento com consultas de 32 especialidades e com o Centro de Especialidade Odontologia (CEO), Centro de Atenção ao Diabético – CAD, distribuição de medicamentos especiais (Alzheimer, Parkinson), Programa de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs-Aids), hormônio de crescimento e puberdade precoce, colostomia e ostomia.

Emergências e mais 18 Unidades Básicas funcionarão durante o feriado de Natal

As urgências e emergências dos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) da rede pública de Teresina funcionarão normalmente de 24 a 27 de dezembro, feriado de Natal. Assim como também funcionarão 18 Unidades Básicas de Saúde (UBS) das 7h às 19h. O setor administrativo da Fundação Municipal de Saúde funciona até às 13h30 de hoje, 23, e volta na segunda-feira, dia 28.

“O serviço deve ser contínuo para garantirmos atendimento em saúde, mesmo com feriado prolongado. A Atenção Básica em Saúde funciona agora também em finais de semana e feriados, antes não acontecia. Mas o momento exige isso e estamos mantendo o serviço”, fala Kledson Batista Diretor de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) funciona normalmente no período do Natal (24 e 27) com médicos reguladores, operadores de rádio e telefonistas auxiliares de regulação médica. A frota do SAMU possui ambulâncias de suporte avançado, e básico além das motolâncias. O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) também funcionará normalmente.

Veja lista de UBS que funcionarão no Feriado de Natal:

 

UNIDADES COVID:

1 – UBS São João,

2 – UBS Planalto Uruguai,

3 – UBS Irmã Dulce,

4 – UBS Parque Piauí,

5 – UBS Monte Castelo,

6 – UBS Hugo Prado;

7 – UBS Carlos Alberto;

8 – UBS Redonda;

9 – UBS Todos os Santos;

10 – UBS Poty Velho;

11 – UBS Karla Ivana;

12 – UBS Real Copagre,

13 – UBS Mocambinho,

14 – UBS Santa Maria da Codipi

 

UNIDADES NÃO COVID:

1 – UBS Santa Isabel,

2 – UBS Renascença,

3 – UBS Parque Brasil

4 – UBS Mafrense

Zap odonto realiza triagem odontológica no SUS

Ascom/FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) tem serviço telefônico para auxiliar nos atendimentos odontológicos de urgência. Batizado de Zap Odonto, o serviço consiste no atendimento via Whatsapp por meio do número (86) 98179-2576. Em funcionamento desde o dia 20 de abril, o serviço já realizou mais de 500 atendimentos.

De acordo com a Gerência de Saúde Bucal da FMS, 64% dos atendimentos do Zap Odonto resultaram em encaminhamento para alguma das urgências odontológicas. Os principais motivos foram dor intensa (49,8%), trauma dentário (10,3%) e inchaço gengival (12%).

O objetivo do atendimento através do aplicativo de mensagens é fazer uma pré-triagem dos pacientes, para que procurem o serviço odontológico somente aqueles que realmente precisam. O serviço funciona todos os dias, nos horários de 7h às 14h e das 14 às 21h. Por meio do Zap Odonto, os pacientes podem buscar esclarecimentos sobre uma possível demanda de urgência odontológica e também serão encaminhados para o ponto mais próximo de atendimento de urgência, caso haja necessidade. “Ainda é possível que o dentista faça orientações pré-consulta de urgência para amenizar a situação do momento, como condutas não farmacológicas de alívio da dor por exemplo”, explica Dante Freitas, gerente de Saúde Bucal da FMS.

Durante o período de combate à COVID-19, a Atenção Básica Municipal está atendendo apenas casos de urgência na área de saúde bucal, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. “Os procedimentos eletivos estão suspensos. Quanto menos aglomeração, melhor, sem falar que o ambiente odontológico tem alto risco de exposição ao coronavírus, pois os procedimentos envolvem aerossóis. Então, pedimos à população que só vá para a urgência odontológica se for estritamente necessário”, diz Dante Freitas.

Seis Unidades Básicas de Saúde realizam atendimento de urgência odontológica em Teresina: a UBS Alto da Ressurreição (zona Sudeste), UBS Saci (zona Sul) e UBS Buenos Aires (Zona Norte) nos horários de 7h às 21h. E as UBS Vale do Gavião (zona Leste), UBS Porto Alegre (zona Sul), UBS Cristo Rei (zona Sul) nos horários de 7h às 18h.

Mais de 1.000 consultas odontológicas de urgência foram realizadas pela rede de saúde bucal, desde o dia 24 de março. Dentre os procedimentos estão selamento provisório de cavidade dentária (42%); acesso a polpa dentária com medicação por dente (23%); exodontia (remoção de dente permanente) (15%); drenagem de abcesso (4%), dentre outros.

FMS amplia serviço de urgência odontológica na zona sudeste de Teresina

A partir desta quarta-feira (15) a Unidade Básica de Saúde do Alto da Ressurreição, localizada na zona sudeste da capital, contará com serviço odontológico para atendimento de casos de urgência, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. Além dessa unidade, as UBSs dos bairros Saci e Buenos Aires também estão disponibilizando esse tipo de atendimento.

A reorganização da área da odontologia foi realizada recentemente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) em cumprimento ao plano de contingência criado para o enfrentamento do coronavírus. Os demais serviços odontológicos, que não se enquadram em situação de urgência, estão temporariamente suspensos.

De acordo com o gerente de saúde bucal da FMS, Dante Freitas, o serviço foi estruturado para atender casos estritamente necessários e irá funcionar todos os dias, das 7h às 14h e das 14h às 21h. “Realocamos cirurgiões dentistas de hospitais e UPAs para atender nestas três Unidades Básicas de Saúde”, afirma ele.

O gerente explica ainda que as superfícies do ambiente odontológico podem ficar contaminadas durante procedimento em pessoas possivelmente infectadas pelo vírus. “Além disso, as equipes de saúde bucal lidam diretamente com os pacientes e devem ter cuidados redobrados. A FMS realiza orientações e está tomando todas as medidas protetivas para proteger pacientes e profissionais”, assegura.

Duas Unidades de Saúde passam a concentrar serviço de urgência odontológica durante pandemia do Covid

A partir desta terça-feira (24) os serviços de urgência odontológica estarão disponíveis em Teresina exclusivamente nas Unidades Básicas de Saúde do bairro Saci e do Buenos Aires, zona sul e norte, respectivamente. A medida foi adotada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) em cumprimento ao plano de contingência criado para o enfrentamento do Coronavírus.

O gerente de saúde bucal da FMS, Dante Freitas, alerta que o serviço foi estruturado para atender casos estritamente necessários, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. “Realocamos cirurgiões dentistas de Hospitais e UPAs para estes dois locais. Eles farão atendimentos de segunda a sexta-feira, das 7h às 14h e das 14h às 21h”.

Dante explica ainda que as superfícies do ambiente  odontológico podem ficar contaminadas durante procedimento em pessoas possivelmente infectadas. “Além disso, as equipes de saúde lidam diretamente com os pacientes e devem ter cuidados redobrados. A FMS realiza orientações e está tomando essa medida protetiva de concentrar o serviço em dois locais”.

Em Teresina, os atendimentos ambulatoriais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os serviços de urgências odontológicas de Hospitais e de UPAS foram temporariamente suspensos em decorrência da pandemia do Coronavírus.

O presidente da FMS, Manoel Moura Neto, reforça o pedido de que a população só se dirija para as duas UBSs que mantém o serviço em casos estritamente necessários.

UPA’s de Teresina realizaram quase 450 mil atendimentos em 2019

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina mantém três Unidades de Pronto Atendimento na capital (UPA do Renascença, UPA do Promorar e UPA do Satélite). Juntas elas realizaram em 2019 o total de 449.074 atendimentos, sendo 254.303 atendimentos clínicos, 140.671 atendimentos pediátricos, 37.870 atendimentos de cirurgiões, 8.434 atendimentos odontológicos e 7.796 atendimentos de serviço social.

“Inaugurada em setembro de 2015, a Unidade de Pronto Atendimento Pastor da Silva Neto – UPA Renascença – tem capacidade para 350 atendimentos de urgência e emergência por dia, realizados com classificação de risco, onde os casos  mais graves têm prioridade de atendimento”, explica Thamara Evelline, diretora geral da UPA do Renascença.

Todas as Unidades de Pronto Atendimento -UPA’s funcionam 24 horas para assegurar a prestação de serviços assistenciais em caráter contínuo e eficiente. “As UPAS chegaram para  aumentar a capacidade de atendimento e a redução da espera para realização de atendimentos de urgência, promovendo, desta forma, maior qualidade no atendimento ao seu usuário, explica a diretora geral da UPA do Satélite, Celina Tourinho, acrescentando que cada UPA tem uma equipe multiprofissional treinada para atuar no atendimento das urgências e emergências da população.

A UPA consiste em uma estrutura de saúde intermediária, que auxilia na organização do atendimento de saúde da rede municipal, e não possui internação e o paciente poderá ficar no máximo 24 horas e se necessitar de mais cuidados será encaminhado para um hospital da rede de saúde.

As Unidades de Pronto Atendimento inovam ao oferecer estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nas localidades que contam com a UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o usuário chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.

“Em Teresina, as três UPAS fazem parte do sistema de urgência da cidade e aumentam o acesso da população aos serviços de saúde pública dando maior resolutividade aos casos de urgência de emergência”, disse o presidente da FMS, Charles da Silveira.

HUT bate novo recorde e realiza mais de cinco mil atendimentos em janeiro de 2020

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT), gerido pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), realizou 5.169 atendimentos em janeiro de 2020. Foi o maior número de atendimentos, desde dezembro de 2016, quando houve a implantação do Sistema de Regulação de Leitos do município de Teresina e o hospital atendia uma média de quatro mil pessoas por mês. De acordo com diretor geral do HUT, Dr. Rodrigo Martins, esse novo recorde se deve ao aumento da resolutividade e consequentemente da capacidade de atendimento.

“Desde a implantação do Sistema de Regulação de Leitos, o hospital vem se especializando ainda mais na urgência e emergência de média e alta complexidade. Isso torna o serviço mais ágil e com uma capacidade de atendimento maior. Agora, estamos conseguindo atender mais pacientes com a mesma capacidade física e de pessoal, sem perder a qualidade”, explica Rodrigo.

O sistema de regulação de leitos do município de Teresina é responsável por regular todas as internações e transferências entre hospitais credenciados ao Sistema Único de Saúde (SUS) da capital. Esse sistema funciona via internet e disponibiliza para rede todos os leitos vagos para internação no momento da alta do paciente.  Para tornar esse processo ainda mais ágil, o HUT possui um Núcleo Interno de Regulação (NIR), responsável por gerir todos os leitos do hospital.

A coordenadora do NIR, Suellen Silva, destaca que o Núcleo trabalha o planejamento e acompanhamento de todos os processos que envolvem a liberação de leitos do hospital. “Nosso objetivo é aumentar a capacidade instalada do hospital aumentando a rotatividade dos leitos com segurança, melhorando a qualidade da assistência e, dessa forma, contribuindo para a satisfação dos pacientes e profissionais”, comenta. 

O motivo de entrada queda foi o que mais registrou aumento em janeiro de 2020 no HUT. Foram realizados 651 atendimentos de vítimas de queda, um crescimento de 21%, se comparado com o janeiro de 2019. Dentre os tipos, a queda do mesmo nível ocupa o primeiro lugar com 384 atendimentos, ou seja, 59% do total.

A queda do mesmo nível acontece quando o paciente cai sem que haja elevação do nível do solo. As consequências dependem, essencialmente, da forma como ocorre o impacto no solo e da parte do corpo que sofre a lesão. O técnico do HUT, Dr. Péricles Cerqueira, explica que os idosos, em especial as mulheres, são mais vulneráveis a sofrerem queda.

“As mulheres, por conta da menopausa, diminuem a produção de hormônios. Isso impede que o cálcio seja absorvido pelos ossos ocasionando a osteoporose. Com os homens acontece algo similar em relação à absorção do cálcio, porém com menos intensidade”, explica o médico.

Somente em 2019, foram 6.509 atendimentos de vítimas de queda, um aumento de 2,2%, se comparado com 2018. O hospital realiza por mês uma média de 5 mil atendimentos e 1.200 cirurgias. 

 

HUT realizou quase mil atendimentos no período de natal

Durante o período de Natal o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) realizou um total de 982 atendimentos, o que representa um aumento de 25% em relação ao mesmo período do ano anterior. As principais causas foram acidentes de trânsito e agressões físicas, que apresentaram um aumento de 10% e 33% em relação a 2018, conforme mostra levantamento divulgado hoje (26) pelo hospital.

O levantamento realizado pelo HUT abrange o primeiro fim de semana que antecede o Natal até o feriado propriamente dito. Entre os dias 20 e 25 de dezembro foram realizadas na unidade 209 cirurgias e 404 internações, um aumento de 17% e 39% em relação ao período de 2018. No total do mês de dezembro até hoje (26), o hospital atendeu um total de 4095 pessoas. “Este número demonstra uma elevação natural e histórica nesse momento de férias, especialmente entre o natal e o ano novo”, comenta o diretor do HUT, Rodrigo Martins.

Ainda segundo o diretor, esta elevação influencia no funcionamento do hospital, pois demonstra uma ocupação maior de leitos e representa um desafio em questões físicas e estruturais para o HUT. No entanto, ele garante que a equipe está preparada para atender ao aumento de demanda. “O corpo clínico e técnico do hospital tem trabalhado diuturnamente para dar vazão a esses atendimentos e liberar o mais rápido possível os pacientes, para que esses leitos possam ser ocupados por novos pacientes que estão chegando”, diz Rodrigo Martins.

Somente em acidentes de trânsito, o HUT atendeu 237 pessoas entre os dias 20 e 25 de dezembro. Destas, 18 pessoas foram vítimas de acidentes de carro, 19 atropelamentos e 200 vítimas de acidentes de moto, um aumento de 13% em relação ao mesmo período de 2018. Com relação às agressões físicas foram 39 vítimas de arma branca, 13 de arma de fogo e 12 de espancamento.

Já em relação à origem dos pacientes, 937 são piauienses, dos quais 682 são pessoas de Teresina e 255 habitantes de outras cidades do Piauí. Houve ainda o atendimento a 42 pacientes maranhenses e três pessoas vindas de outros estados.

O HUT é o único hospital do Piauí que oferece a população atendimento de urgência e emergência em 30 especialidades médicas, 24 horas por dia. Atualmente, possui 375 leitos de internação (sendo 42 leitos de UTI) e 33 de observação de média e alta complexidade. O hospital realiza 54 procedimentos de alta complexidade em Traumatologia e Ortopedia, que vão desde cirurgias em que o paciente sofreu grandes perdas ósseas até lesões de tendões e nervos periféricos.

 

Urgência e emergência de Teresina funcionam normalmente durante o Natal

As urgências e emergências dos hospitais da rede pública municipal de Teresina funcionarão normalmente nesta terça-feira (24), ponto facultativo para o funcionalismo público municipal, e na quarta-feira (25), dia de Natal. O setor administrativo da Fundação Municipal de Saúde (FMS) funciona normalmente até às 13h30 desta segunda-feira (23), voltando ao expediente normal na quinta (26).

Por conta das festividades do Natal, as Unidades Básicas de Saúde (UBS), salas de vacina e a parte ambulatorial dos hospitais (marcação de consultas e exames) só voltam a funcionar na quinta-feira (26). O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo, por fazer parte da rede de atendimentos ambulatoriais, só funciona até esta segunda-feira (23) e volta a atender normalmente na quinta-feira (26).

Todas as maternidades da rede municipal funcionarão normalmente para internações. Os setores de vacina e exames laboratoriais funcionam em regime de plantão, no horário das 7h às 19h. Teresina possui quatro maternidades, situadas nos bairros Buenos Aires, Satélite, Promorar e Dirceu Arcoverde.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) funciona normalmente no período do Natal (dias 24 e 25) com médicos reguladores, operadores de rádio e telefonistas auxiliares de regulação médica. A frota do SAMU possui ambulâncias de suporte avançado e básico, além das motolâncias. O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) também funcionará normalmente.

A equipe do Centro de Zoonoses estará de plantão para recolhimentos de cães, gatos e atendimentos clínicos. Além desses atendimentos, os exames de leishmaniose visceral (LV) e vacinação de animais acontecem das 8h às 17h.