FMS amplia para 25 a quantidade de UBSs que atendem síndromes gripais

Teresina conta agora com mais duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) para atender, de forma exclusiva, pacientes com sintomas gripais leves. Elas estão localizadas nos bairros Mafrense e Parque Brasil. Agora são 25 unidades com esse tipo de assistência e que tem funcionamento diário das 7h às 19h, sendo sete UBSs situadas na zona norte, oito na zona sul, seis na zona leste e quatro na zona sudeste.

A ampliação das UBSs é mais uma estratégia do município para enfrentamento da Covid-19. “A iniciativa contribui para diminuir aglomerações nesses estabelecimentos e facilita o acesso dos usuários aos serviços de saúde”, afirma o diretor de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Kledson Batisa.

Quem apresentar sintomas leves da Covid-19 pode se direcionar a uma das 25 UBSs, a exemplo de febre, tosse, dor de cabeça, dor muscular, perda do olfato e do paladar, corrimento nasal, diarreia e dor de garganta. “Se o usuário apresentar, pelo menos, duas dessas manifestações clínicas, o quadro é considerado leve”, afirma o médico infectologista Walfrido Salmito.

Nessas 25 UBSs os médicos, utilizando equipamentos de proteção, avaliam cada caso e tem autonomia para tomar a conduta necessária, baseado no seu conhecimento técnico. Ele pode fazer orientações médicas, prescrever medicamentos, indicar isolamento domiciliar ou mesmo encaminhar o paciente para hospitais.

Em Teresina há ainda 65 UBSs que estão atendendo pessoas com problemas básicos de saúde que não sejam gripais. Ali, são ofertadas consultas médicas e de enfermagem, sem necessidade de agendamento. Os serviços de coleta de exame, vacinas, curativos, trocas de sonda e entrega de medicamentos também permanecem funcionando.

 

IPMT inicia serviço de teleconsulta na próxima segunda-feira (22)

A Prefeitura de Teresina, através do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Teresina (IPMT) lançará na próxima segunda-feira (22) o serviço de teleconsulta para os servidores beneficiários do IPMT Saúde. O Instituto desenvolveu uma plataforma 100% digital e online para médicos que desejam atender via telemedicina.

A plataforma dispõe de ferramentas necessárias para realizar videoconferência, prontuário digital, avaliação do histórico de saúde do paciente, prescrição e receita digital com validade em todo território nacional. No final do atendimento, o beneficiário recebe, via SMS, uma mensagem com a prescrição do médico que realizou seu atendimento e, caso precise, sua receita.

O serviço será ofertado inicialmente apenas na modalidade de consulta eletiva para especialidades médicas. Os médicos que desejarem fazer a adesão para realizar atendimento via teleconsulta devem entrar em contato por meio do telefone (86) 2106-8870 ou no e-mail (suporte@infoway-pi.com.br)

De acordo com a presidente do IPMT, Tandra Furtado, essa é uma forma de continuar prestando um serviço essencial para o beneficiário de forma segura, atendendo uma demanda que caiu 95 % desde o início da pandemia. “O IPMT Saúde presta assistência a 34.925 usuários e acredita que, neste momento, a melhor forma de atender com segurança é através da teleconsulta”, finalizou.

Isolamento social em Teresina foi de 55,70% no último domingo (31)

Teresina registrou índice de isolamento social de 55,70% no último domingo, dia 31 de maio, quando estava valendo o lockdown parcial no estado. Já no sábado, dia 30, o índice registrado foi de apenas 44,8% e na sexta-feira (29), antecipação do feriado de Corpus Christi, o índice foi de 46,5%. Os dados são da Startup Inloco, que realiza o georreferenciamento de smartphones na cidade, monitorando a localização dos usuários.

Ainda de acordo com a Startup, a região da cidade que apresentou maior índice de isolamento no fim de semana foi a Sul, com 56,53%, seguida da região Leste, com 55,47%, Centro/Norte com 55,35% e Sudeste com 52,85%.

Os números registrados continuam bem abaixo do percentual recomendado pelas autoridades de saúde, que é de 73%, para evitar a proliferação em massa do novo coronavírus na capital.

Nas últimas 24 horas Teresina registrou 56 novos casos e quatro óbitos por Covid-19. É o que mostra o boletim epidemiológico divulgado neste domingo (31) pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Até agora, a capital soma 2.304 pessoas infectadas e 89 pacientes mortos pelo novo coronavírus.

Ônibus vão circular dos bairros direto para o centro de Teresina

A frota de ônibus do sistema público de Teresina continuará circulando, mas o percurso será direto dos bairros para o centro e só os trabalhadores dos serviços essenciais terão acesso ao cartão eletrônico. As medidas adotadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) têm como objetivo evitar as aglomerações e reduzir possíveis riscos de contaminação pela Covid-19.

A integração poderá ser feita em qualquer ponto de cruzamento das linhas, como o centro da cidade e as avenidas João XXIII e Frei Serafim. Da mesma forma que funcionava antes, a troca deve ser feita num prazo máximo de duas horas. “Vamos voltar ao sistema antigo. Nas linhas alimentadoras, o percurso será o mesmo, mas os ônibus não irão entrar nos terminais. A viagem seguirá até o centro para evitar a aglomeração nos terminais”, pontuou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

A Strans também vai dar continuidade ao cadastro de vans e ônibus na sede do órgão na próxima segunda-feira (04), das 8h às 12h, para complementar a frota, caso haja alguma necessidade. “Esses veículos podem ajudar a atender a população. Há vários dias o sistema de transporte alternativo com vans foi paralisado por determinação do sindicato dessa categoria”, informou Weldon.

Ele explica ainda que os oito terminais serão fechados, ocorrendo a separação de usuários por bairros. “Queremos evitar aglomeração de pessoas de áreas diferentes da cidade, diminuindo o risco de contágio da doença”, disse, ressaltando que as medidas deverão ser mantidas enquanto durar o estado de calamidade pública em saúde.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura vem monitorando o perfil dos usuários do transporte público. O levantamento apontava que, mesmo diante do fechamento das atividades econômicas e a suspensão das aulas, cerca de três mil idosos e 2,5 mil estudantes continuavam usando o transporte público diariamente. “Por conta disso, cancelamos a gratuidade e também o subsídio do estudante. Com isso, tivemos uma queda para 10% da demanda normal, que acreditamos que seja dos trabalhadores dos serviços considerados essenciais. Mas esse número voltou a aumentar nos últimos 15 dias, exigindo medidas mais enérgicas”, argumentou o superintendente.

As mudanças no sistema de transporte público foram adotadas porque a cidade vem registrando queda do índice de isolamento social, que ficou em 43% na última quinta-feira, e o aumento do número de casos da Covid-19. Foram 62 novos registros nas últimas 24 horas, totalizando 420 pessoas com a doença.

Pesquisa revela que 78% dos usuários de ônibus aprovam estações no canteiro da Frei Serafim

Pesquisa feita com usuários de transporte público na Avenida Frei Serafim revelou a opinião da população sobre as estações de ônibus no canteiro central. De acordo com os resultados, 78% dos usuários acreditam que as atuais paradas devem ser substituídas pelas novas estações.  O levantamento foi feito pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) em parceria com a Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN).

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 a 31 de janeiro de 2020, quando foram entrevistadas 302 pessoas em pontos de ônibus distribuídos pela Avenida Frei Serafim. O objetivo era identificar a avaliação dos usuários que utilizam o transporte na avenida, principal corredor de transporte público da cidade, e sua opinião sobre as alterações propostas pelo poder público.

De acordo com a pesquisa, 85,1% das pessoas acham que as calçadas e os pontos de ônibus atuais da avenida Frei Serafim não comportam todos os passageiros que passam por ali diariamente, e 94,4% dos entrevistados reforçam que as paradas e calçadas não protegem a população do sol e chuva. É neste cenário que a maioria dos entrevistados acredita que implantar as estações no canteiro central é uma solução para melhorar o conforto das pessoas que utilizam o transporte público.

Para 63,2% dos entrevistados, as estações instaladas em meio à arborização do canteiro favorece o conforto dos usuários e 66,6% consideram que é mais seguro fazer o trajeto de chegar e sair das estações pelo canteiro central ao invés das calçadas.

Questionados sobre quais seriam os pontos positivos das estações no canteiro central, os entrevistados apontaram principalmente o conforto e a proteção de fenômenos naturais, como sol e chuva. Perguntados sobre pontos negativos, 11,6% afirmaram que as estações afetariam a paisagem natural. No entanto, 71,9% disseram acreditar que as estações irão melhorar a paisagem da via.

De acordo com a secretária executiva de planejamento urbano, Jhamille Almeida, foi percebida através dessa pesquisa a importância das estações de ônibus na Avenida Frei Serafim. “Após a pesquisa podemos confirmar que mais de 60% dos entrevistados entenderam que a construção das estações de ônibus irá trazer conforto, segurança e acessibilidade para os usuários de ônibus e, urbanisticamente falando, as estações são um excelente projeto, onde não irá ser retirada nenhuma árvore e não irá diminuir o tamanho do canteiro central”, informou a secretária.

O projeto

As estações de ônibus da Avenida Frei Serafim foram projetadas visando manter a preservação do patrimônio histórico e ambiental da mais importante via da cidade. O modelo foi pensado especialmente para o espaço e é diferente das demais estações do Inthegra, sistema de integração de transporte público.

Na Frei Serafim, os abrigos ficarão recuados e suspensos alguns metros acima do canteiro, em uma plataforma metálica fincada em apenas um ponto, causando pouco impacto. De acordo com o projeto, além de recuados, os abrigos das estações serão construídos com material mais leve, sem alvenaria. A estrutura será de vidro e metal, mantendo a visão do entorno.

Além disso, nos pontos em que os abrigos se localizarem próximos às árvores, o teto será vazado, de forma que a copa possa crescer por cima da instalação. Assim, se mantém a arborização e a sombra para os usuários do transporte público e pedestres passando pelo canteiro central.

FMS realiza I Feira Inclusiva de Artesanato com usuários da rede de saúde mental

A gerência de Saúde Mental da Fundação Municipal de Saúde (FMS) realizará, de 31 de outubro a 03 de novembro, a I Feira Inclusiva de Artesanato Inspirados. O objetivo da atividade é promover a comercialização de produtos artesanais feitos por pessoas com transtorno mental que são acompanhadas nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). A feira funcionará sempre das 10h às 13h e das 16h às 22h, no Shopping Rio Poty. (mais…)

Teresinense Digital já registra mais de 400 usuários cadastrados

Lançado há aproximadamente 15 dias, o aplicativo “Teresinense Digital” já possui mais de 400 usuários cadastrados. Os dados foram disponibilizados pela Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater). Atualmente, a ferramenta possibilita que os teresinenses possam acompanhar a situação de seus processos de notificações de trânsito junto a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). (mais…)

Usuários de ônibus podem acompanhar novos trajetos das linhas da zona Sudeste 

Os usuários de transporte público da zona Sudeste podem, a partir desta sexta-feira (30), acompanhar os novos trajetos dos ônibus por meio de cartazes que foram colocados dentro dos veículos de suas respectivas linhas. O Hora Certa iniciou na zona Leste, no Terminal Zoobotânico, e depois se estendeu para os demais terminais em funcionamento. Agora é a vez da zona Sudeste receber o serviço.

De acordo com o gerente de planejamento da Strans, Denilson Guerra, os ônibus vão partir da plataforma de cada terminal, se deslocar até o bairro do usuário, embarcando e desembarcando os passageiros, e retornará ao terminal de integração. Ele explica como será o serviço.

“As únicas linhas que nesse primeiro momento vão sofrer uma mudança são as que fazem atendimento ao Alto da Ressurreição, que passarão a atender os dois terminais, ou seja: a linha sai do Terminal Itararé, passa no Terminal Livramento, vai até a região do Alto da Ressurreição e retorna passando nos terminais. Já a linha do Parque Jurema vai ser controlada a partir do Terminal Livramento. Portanto, a linha parte do Livramento utilizando o acesso mais rápido que possuímos, que é pela via do Terminal de Petróleo, passa dentro do Itararé e se desloca até o Parque Jurema também retornando pelos dois terminais”, declara.

Essa medida busca melhorar o atendimento e torná-lo mais rápido. Os quadros com os horários serão disponibilizados nas plataformas para que o usuário acompanhe a hora que o ônibus sai para o centro e para o bairro.

“Assim você consegue mensurar o seu tempo, além de fiscalizar se a viagem foi cumprida. O não cumprimento pode ser oficiado ou informado para o fiscal da plataforma. Também pode ser feita alguma reposição dos veículos da viagem que não for cumprida, pois como nós centralizamos a operação no terminal de integração, você tem o carro reserva que pode ser utilizado, caso algum veículo apresente problema mecânico ou viário”, complementou o gestor.

Clique aqui para ver as rotas nos mapas

 

MUV é lançado oficialmente e premia usuários

Ascom Semplan

A equipe da Agenda Teresina 2030, departamento da Prefeitura de Teresina vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), participou das três edições do The Vejo na Ponte lançando oficialmente o aplicativo MUV (Mobility Urban Values), que confere pontos para quem utiliza meios de transporte sustentáveis.  Durante o evento, a equipe divulgou e tirou dúvidas da população sobre o aplicativo, além de sortear brindes dos parceiros comerciais da iniciativa para quem baixasse o aplicativo.

Muitas pessoas foram ao stand do MUV buscando saber como funciona o app, tirando dúvidas, participando de jogos, conhecendo a estratégia, os objetivos e baixando o aplicativo.  Quem fazia o download recebia um cupom para participar do sorteio de brindes durante os intervalos das atrações musicais.

Suzana Oliveira, 34 anos, foi ao stand para conhecer o aplicativo e ficou surpresa ao saber que, além de contribuir com o meio ambiente, teria benefícios exclusivos com o MUV. “É uma excelente iniciativa, pois é algo inédito. Aqui temos muito o costume de andar de carro ou moto e não temos o incentivo para utilizar meios mais sustentáveis, que é uma tendência mundial. Nosso clima é muito quente e acho que quanto mais meios incentivarem a sustentabilidade, mais iremos criar bons hábitos e colaborar com o meio ambiente. Agora sou usuária do MUV e além de contribuir com minha cidade, terei vários descontos nas lojas parceiras”, disse.

Jorge Rodrigues, 26 anos, foi um dos ganhadores do sorteio. Ele conheceu o aplicativo durante o evento e espera que avanços na mobilidade aconteçam. “Fiquei surpreso em ganhar, não esperava, mas fui sorteado e vou usufruir do prêmio. Usar o MUV para melhorar a mobilidade urbana de Teresina vale muito a pena. Temos muitos desafios com a mobilidade e todas as possibilidades de melhoria vão trazer avanços para a gente. Espero que a população conheça e use o aplicativo”, afirmou.

“Depois de três edições do evento, nós da Agenda Teresina 2030 gostaríamos de agradecer aos parceiros que acreditaram na nossa proposta e a todos que passaram pelo nosso stand e baixaram o aplicativo. O MUV é mais uma ação da Prefeitura de Teresina que favorece a mobilidade sustentável, envolvendo o setor privado e a sociedade, compartilhando responsabilidade e disseminando o objetivo de tornar os modelos de transporte de Teresina mais sustentáveis e, consequentemente, contribuindo para o meio ambiente”, pontuou Mariana Fiuza, Urbanista da Agenda Teresina 2030.

MUV

O objetivo do MUV é estimular as pessoas a se locomoverem mais a pé, de bicicleta ou transporte público, premiando quem faz uso de uma mobilidade mais sustentável. O aplicativo, que está sendo implantado na capital piauiense pela Prefeitura de Teresina, trabalhará em parceria com estabelecimentos comerciais de toda a cidade, que trocarão os pontos dos usuários por brindes, como descontos e produtos, dentre outros. O download já pode ser feito através da Apple Store ou na Play Store.

The Vejo na Ponte

A 2ª edição do The Vejo na Ponte começou no dia 7 de julho e encerrou no último domingo (28), no Complexo Turístico da Ponte Estaiada. O festival, que tem como proposta ser atividade cultural nos meses de férias em Teresina, reúne vários nomes importantes da música local. O objetivo é valorizar os artistas da terra e oferecer alternativas de qualidade para entretenimento e gastronomia, além de levar a população de Teresina a frequentar mais os espaços turísticos da cidade.