Depósitos irregulares de sucatas são alvos de fiscalização da SDU Sudeste

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano  Sudeste está fazendo a fiscalização e notificação de diversos pontos irregulares de sucata na região. A ação visa coibir o depósito de material de ferro velho em áreas proibidas pela Prefeitura de Teresina.

Nos locais notificados foi constatada a instalação inadequada de estabelecimentos de compra e venda de sucatas, violando o Código de Postura do Município. Segundo a Lei 3.610, não é permitida a permanência de veículos destinados ao comércio de ferro velho, bem como sua exposição em calçadas, vias e terrenos públicos.

Em um dos pontos detectados pelos fiscais, diversos veículos se encontram depositados na calçada e em área pública localizada em frente ao estabelecimento. Segundo o gerente de Controle e Fiscalização da SDU Sudeste, Alexandre Nogueira, o proprietário foi notificado e, como não cumpriu a orientação dentro do prazo de 15 dias, será autuado e multado. O valor da multa varia entre R$ 166,00 e R$ 1.665,00 e pode chegar a R$ 10 mil, em caso de reincidência.

Alexandre Nogueira destaca ainda como as sucatas irregulares prejudicam a comunidade. “A sucata proporciona vários desgastes tanto para a Prefeitura quanto para a população, interferindo até mesmo na qualidade de vida do munícipe. Uma sucata estacionada em via pública impede o direito de ir e vir do cidadão e deixa de ser um local ocupado pela comunidade, onde poderia ser feito, por exemplo, uma praça”, pontua o gerente.

Para atuar de forma legalizada, os estabelecimentos de depósito, venda e compra de sucata precisam de licença emitida pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano da região onde estão localizados. A licença está condicionada a que o terreno seja cercado por muro de alvenaria ou concreto, com altura mínima de 2,50m (dois metros e cinquenta centímetros) e pode ser solicitada através do site Construa Fácil.

O superintendente da SDU Sudeste, Evandro Hidd, enfatiza a importância da fiscalização e cumprimento das normas. “A Prefeitura está fazendo o seu papel de cuidar dos espaços públicos da cidade e do bem-estar da população. O descarte e depósito irregular tanto das sucatas como entulhos no geral, impacta negativamente no ambiente e na saúde das pessoas. Então é essencial que a comunidade nos ajude e tenha em mente esse compromisso com a construção de uma Teresina sustentável e melhor para se viver”, frisa Evandro Hidd.

 

Gestantes são preparadas para a maternidade em curso na UBS Poty Velho

Vinte e quatro gestantes dos bairros Poty Velho, Alto Alegre e Mafrense II estão participando da 14ª edição do curso de gestantes da Unidade Básica de Saúde Poty Velho. O curso, que segue até o próximo sábado (09), tem como objetivo orientar as futuras mamães nos cuidados com o bebê.

A programação conta com palestras e dinâmicas educativas, orientações sobre cuidados durante a gravidez e com o bebê, além de uma visita à maternidade de referência da região (Buenos Aires) e um ensaio fotográfico no Parque Ambiental Matias Augusto de Oliveira Matos.

Segundo a enfermeira Edna Albuquerque, a ação acontece a cada seis meses e é feita em conjunto pelas três equipes Estratégia Saúde da Família e também pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), com apoio dos acadêmicos que estagiam na unidade. “Assim, proporcionamos elas um apoio multiprofissional em todas as questões relativas a esta fase da vida”, diz a enfermeira.

Uma das participantes é Liamara Rocha, grávida de 22 semanas. Aos 38 anos de idade, ela conta que está em sua primeira gravidez e tem adquirido muitos conhecimentos novos no curso. “Já aprendi como dar banho, sobre o ambiente em que a criança tem que ficar, sobre a alimentação e muitas outras coisas. Todo o curso está sendo bem proveitoso”, comenta a gestante.

Os pais também são convidados a participar, como foi o caso de Denilson Xavier, que está acompanhando a esposa. “Somos marinheiros de primeira viagem, então a experiência está sendo cheia de boas novidades e aprendizados”, disse.

O objetivo é aumentar o vínculo da gestante com a UBS e com a maternidade de referência, promovendo um acolhimento nesse momento de fragilidade, culpas e anseios, trazendo um apoio multiprofissional tanto para ela, quanto para seus familiares.

Além dos cuidados em saúde, as gestantes passam por oficinas de shantala (massagem relaxante) e de resgate das cantigas de ninar. O evento será encerrado com um ensaio fotográfico para as gestantes que estão no segundo e terceiro trimestre de gravidez.

 

Curso orienta gestantes sobre cuidados com a gravidez e pós-parto

Ascom FMS

A Semana da Gestante da Unidade Básica de Saúde (UBS) Poty Velho segue até esta sexta-feira (10) com a realização da 13ª edição de seu curso sobre cuidados na gravidez e pós-parto. Cerca de 15 mulheres participam da atividade, que acontece nos turnos manhã e tarde no auditório da UBS.

A programação conta com palestras e dinâmicas educativas, orientações sobre cuidados durante a gravidez e com o bebê, além de uma visita à maternidade de referência da região (Buenos Aires) e um ensaio fotográfico na Ponte Estaiada.

Segundo a enfermeira Edna Albuquerque, a ação acontece a cada seis meses e é feita em conjunto pelas três equipes Estratégia Saúde da Família e também o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), proporcionando às futuras mães um apoio multiprofissional em todas as questões relativas a esta fase da vida. “O objetivo é aumentar o vínculo da gestante com a UBS e com a maternidade de referência, acolhê-las nesse momento de fragilidade, culpas, anseios, e trazer toda a equipe para ajudar tanto ela, quanto os familiares”, explicou.

Em sua segunda gravidez, Alexandra de Sousa afirma que mesmo já tendo a experiência da maternidade o curso está sendo proveitoso e trazendo informações novas. “Tem muita novidade para mim. O que eu mais gostei foi de aprender sobre os cuidados com o bebê, inclusive fiquei feliz em ver que na época do meu primeiro filho eu tomei alguns cuidados que nem sabia que estavam certos”, comentou a gestante, que participa desde o início do curso.

A aula desta quinta-feira (09) contou com orientações sobre o trabalho de parto e a importância dos exercícios antes e depois de dar à luz. A enfermeira obstétrica e doula Francisca Salazar trouxe mamas e placenta de crochê, bebês de brinquedo, rebozo, bolas e diversos objetos para demonstração de tudo que a gestante precisa saber. “Eu faço parte do curso, voluntariamente, há dois anos. Aqui ensino a fazer os exercícios, as técnicas de respiração, os tipos de óleos que a gente usa e as massagens. Então eu sempre gosto de mostrar como é feita esta preparação no trabalho de parto”, comentou a doula.

Pré-natal

A UBS Poty Velho segue o protocolo de acompanhamento das gestantes de acordo com sua classificação de risco: o pré-natal nos casos de baixo e médio risco é feito exclusivamente na unidade, com médico e enfermeiro, enquanto os casos de alto risco são acompanhados pela UBS em parceria com a Maternidade Evangelina Rosa.

Quando a mulher suspeita da gravidez, basta procurar a equipe Estratégia Saúde da Família, que vai solicitar os exames e fazer os encaminhamentos necessários, em um trabalho integrado entre médico, enfermeiro e odontólogo. “Se ela já traz o comprovante de que está grávida, a gente encaminha para o dentista, passa o ácido fólico e encaminha para a sala de vacina”, explica Edna Albuquerque. Na oportunidade, é feito ainda o pré-natal masculino, quando o companheiro é convidado a acompanhar a grávida e o médico solicita exames para ver como está a saúde dele também.