Guarda Municipal dá início à operação Parada Segura nas estações de ônibus em Teresina

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina assumiu, nesta terça-feira (24), a segurança das estações de ônibus em Teresina e deu início à operação Parada Segura com duração prevista de 90 dias. A definição ocorreu após reunião com o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, o coordenador municipal de Segurança, Nixon Frota e secretários municipais. A medida visa a preservação do patrimônio público que vinha sendo alvo de vandalismo.

Ao todo, seis equipes da GCM vão atuar no patrulhamento preventivo e segurança das estações.

Nixon Frota explica que foram apresentadas ao prefeito soluções de curto, médio e longo prazo, o que incluem também a realização de um concurso público.

“O prefeito Dr. Pessoa autorizou o pagamento das planejadas [compra da folga] para colocar mais efetivo na rua. A partir de hoje estamos assumindo a segurança das paradas de ônibus, o que era de responsabilidade da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Essa nossa atuação deve durar 90 dias, prazo que foi dado para que a Strans terceirize a estrutura dos terminais e das paradas”, explica Nixon Frota.

O coordenador municipal de Segurança conta que levou ao prefeito de Teresina a necessidade de realização de um novo concurso público para aumento do efetivo a 500 guardas municipais. A outra medida proposta é a instalação de um sistema de videomonitoramento.

“O concurso seria para, pelo menos, 50 guardas. Acredito que é possível ser feito ainda este ano”, finaliza Nixon Frota.

Foto: Divulgação (GCM)

Vigilância Sanitária monitora o funcionamento de mais de 2 mil estabelecimentos no fim de semana

Vigilância Sanitária monitora estabelecimentos comercias / Foto: Ascom FMS

Para fiscalizar o cumprimento das medidas restritivas estabelecidas no Decreto Estadual n⁰ 19.479, de 22/02/2021, de controle da Covid-19, a Vigilância Sanitária Municipal monitorou neste fim de semana mais de 2 mil estabelecimentos em Teresina. Nos dois dias, o órgão notificou cinco estabelecimentos e lavrou cinco autos de infração em locais que não obedeceram às regras.

A equipe fiscalizou tanto os locais que ofertam serviços considerados essenciais quanto o não-funcionamento daqueles que estavam proibidos de funcionar nos fins de semana, nos turnos manhã e noite. “Observamos que a maioria dos estabelecimentos estavam cumprindo o decreto, mas alguns estavam insistindo em desobedecer”, relata Larisse Portela, gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Dentre os locais que foram flagrados descumprindo o decreto, estavam estabelecimentos dos ramos lojas de materiais de construção, salões de beleza e barbearia, bem como comércio de variedades e lojas de vestuário. “À noite, identificamos apenas alguns trailers com atendimento presencial de clientes. Notificamos e esclarecemos sobre a necessidade de se utilizar apenas a modalidade delivery e drive thru no final de semana”, relata a gerente.

Larisse Portela reforça aos teresinenses que o momento não é para relaxamento, e pede a colaboração de todos. “Agradecemos a contribuição de todos aqueles que estão colaborando com as normas sanitárias, e aproveitamos para alertar que burlar a lei é burlar a si mesmo, é ir ao encontro do vírus, e sem a parceria de toda a população em geral não será possível vencer a pandemia”, ressalta a gerente.

Vigilância autua quatro estabelecimentos em segundo dia de fiscalização do novo decreto sanitário

Fiscalização da Vigilância Sanitária no turno da noite / Foto: Ascom FMS

A Vigilância Sanitária de Teresina notificou oito estabelecimentos e lavrou quatro autos de infração na noite de quinta-feira (25), segundo dia de cumprimento do novo decreto Estadual com medidas mais restritivas em relação à Covid-19. Mais de 60 estabelecimentos foram monitorados pelo órgão, que contou ainda com a parceria da Vigilância Sanitária Estadual e Polícia Militar na ação.

Em dois dias de fiscalização, mais de 120 estabelecimentos foram monitorados. Foram observados o horário de fechamento – estabelecido para às 22h – e também o cumprimento das normas sanitárias, como o uso de máscara por funcionários e clientes, distanciamento social, disponibilização de álcool, entre outros. “Nós fiscalizamos não só bares e restaurantes como também trailers, lanchonetes, hamburguerias, academias, todos os ramos de atividade que tem funcionamento noturno”, explica Larisse Portela, gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Ela observa que boa parte dos estabelecimentos entendeu a importância de se cumprir o decreto e colaborar para o controle dos números em relação à pandemia. “Os estabelecimentos foram notificados principalmente por não cumprirem o horário de encerramento das atividades. Observamos também a ausência do uso de máscara por alguns funcionários de estabelecimentos, e alguns pontos de aglomeração de pessoas”, diz a gerente.

Ela fala que o planejamento da GEVISA conta com a estratégia de intensificar a obrigatoriedade de obediência às normas nos turnos manhã, tarde e noite. “Durante o dia, cerca de oito equipes se deslocam para atender a demanda de liberações de licença sanitária, denúncias e blitz. Para fazer as inspeções no turno noite, fizemos o planejamento de forma a garantir a saída diária de, no mínimo, duas equipes de fiscais. Dividimos para cada equipe duas zonas, de forma a abranger o maior percurso possível”, diz ela.

Larisse Portela faz um apelo para que a população colabore com este trabalho e procure obedecer às normas sanitárias nestes locais. “Não é o momento de relaxar, sem ajuda de todos será impossível controlar os números relacionados à pandemia. Por isso fazemos um apelo à população em geral e ao empresariado para que continuem sendo parceiros da vigilância sanitária e de todos os órgãos e entidades envolvidas no combate à pandemia”, pede a gerente.

Vigilância Sanitária e PM intensificam ações de fiscalização às medidas de prevenção à Covid-19

Do dia 24 de fevereiro ao dia 4 de março, a Gerência de Vigilância Sanitária (GEVISA) de Teresina, em parceria com a Polícia Militar do Piauí, fiscaliza todas as zonas da capital para se fazer cumprir,  além dos decretos e protocolos higienicosanitários já existentes, o mais novo decreto estadual que trata da intensificação de esforços para combate ao coronavírus, com medidas restritivas em relação a horários e funcionamento de estabelecimentos de diversos ramos de atividades.

“Ontem à noite já iniciamos as fiscalizações. A Vigilância Sanitária do Município de Teresina, em parceria com a PM-PI,   identificou ruas menos movimentadas e boa parte dos estabelecimentos obedecendo os horários de funcionamento. No entanto, houve a necessidade de serem lavrados quatro autos de infração por colocarem em risco a saúde da população, como: ausência do uso de máscara por funcionários manipuladores de alimentos e restaurante excedendo o horário das 22h para encerramento de atendimento aos clientes”, explica Larisse Portela, gerente de Vigilância Sanitária.

Ela fala que o planejamento da GEVISA conta com a estratégia de intensificar a obrigatoriedade de obediência às normas nos turnos manhã, tarde e noite. “Durante o dia, cerca de oito equipes se deslocam para atender a demanda de liberações de licença sanitária, denúncias e blitz. Para fazer as inspeções no turno noite, fizemos o planejamento de forma a garantir a saída diária de, no mínimo, duas equipes de fiscais. Dividimos para cada equipe duas zonas, de forma a abranger o maior  percurso possível”, diz ela.

A gerente expõe ainda que as pessoas precisam continuar os cuidados preventivos. “Não há quem não perceba que grande parte do empresariado e também da população em geral tem negligenciado as medidas e normas sanitárias. A Vigilância Sanitária municipal estará nas ruas intensificando as fiscalizações em vários ramos de atividades como academias, supermercados, escolas, clínicas médicas e odontológicas, dentre vários outros setores. Para que possamos, juntos, fazer nosso papel educativo e punitivo. Queremos conscientizar toda a população de que apenas com o  cumprimento de forma rigorosa de todos os protocolos sanitários é que com certeza combateremos a pandemia da Covid”.